História Brittle (Imagine Taehyung) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Rap Monster, V
Tags Namjin, Taehyung
Exibições 108
Palavras 1.167
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Helooou, espero que gostem
SORRY SE TIVER ERRO ORTOGRÁFICO
desculpa gritar

Capítulo 1 - 01.sold


Fanfic / Fanfiction Brittle (Imagine Taehyung) - Capítulo 1 - 01.sold


27/11/16, acho que esse é o dia que toda e desgraça da minha vida começou, as coisas estão tão erradas, eu não to mais entendendo eu só tenho 15 anos, como isso pode estar acontecendo.

•••••••

Acordei com o despertador, fazendo o mesmo barulho infernal, que ele faz todos os dias, desde que me lembro.

-Caralho -digo brava

Insônia de novo, devo ter dormido no máximo meia hora, eu ainda não sei o motivo da minha insônia, sempre saio mais cedo das aulas na escola por conta de dor de cabeça, elas vem por causa do sono, a coordenadora sempre me diz para eu ver o que é isso, mas eu tenho preguiça de mais.

Me levantei e sai do quarto, a casa inteira estava quieta, caminhei até o outro quarto e vi minha omma ainda deitada, o que é  muito estranho, já que ela acorda, exageradamente e desnecessáriamente cedo.

-Omma? -passo minha mão em seus cabelos -Ommaa?  -ela começa a abrir os olhinhos lentamente -Omma vai se atrasar -digo fazendo carinho em seus cabelos.

-Não vou trabalhar hoje, vou resolver uns assuntos -diz voltando a se virar -Vai de ônibus tá? -apenas soltei um uhum baixinho


Embora eu e minha mãe briguemos de vez enquando eu não tenho o que reclamar dela, ela é sempre boa comigo, e faz de tudo para me dar o que quero, ela realmente faz o possível e o impossível.



Fui até o banheiro e tomei um banho rápido, voltei para o quarto e me vesti e passei um hidratante, senti que meu cheiro estava mais forte do que no normal, até perguntaria pra omma o que é mas deve ser por causa da idade, provavelmente ainda não vou ter o meu primeiro cio devem ser só meus hormônios.


Passei uma maquiagem bem de leve e fui para a escola, sempre sinto que tem alguem me seguindo, mas nunca vejo ninguém então provávelmente só estou imaginando coisas


A escola todo dia é normal, não é aquele inferno que alguns dizem, minha melhor amiga Irene, é popular, então eu também sou, mas não é como se chovessem garotos em mim assim como nela, sou meio que a duff dela, (N/A:se você não entendeu a referência assista "The D.U.F.F") mas mesmo que chovessem garotos, eu sou muito romântica, não fico com ninguém a não ser que eu sinta alguma coisa por ela, meloso? Sim muito!


Entrei na sala e a aula já tinha começado, primeira aula era de física, ai como eu amo física, iríamos fazer 4 provas hoje, ate tinha me esquecido, mas sabia que ia me sair bem, sempre me saio bem nas provas.


Assim que a prova foi entregue eu fiz rapidamente, e a professora corrigiu, não foi uma novidade, dez, na segunda prova do dia outro dez, na terceira, 11,75 e na ultima outro dez.


Fomos embora e eu teria que ir de ônibus então iria embora com a Irene ja que ela vai de ônibus para casa.


Ainda bem que o não estava calor, odeio sol, não á nada mas horrível que o sol, faz nós ficarmos suados e grudentos, as vezes ate fedidos, eca.


Depois de descer do ônibus caminhei até minha casa, assim que abri o portão meu cachorro veio correndo ai meu deus como eu amo animais.

-Oi bebê -disse com uma voz fina e irritante que uso para falar com qualquer animal -Ooi *pula*, não, não pula em mim *le da a louca no cachorro e sai correndo*


Começo a rir do meu dog doido, abro a porta, assim que entro me deparo com a minha omma sentada em uma poltrona conversando com um homem extremamente bonito, que soltou um sorriso bobo ao me observar.


-Oi omma -digo -Olá -digo me curvando para o rapaz que sorri.

-Taehyung -olho confusa -É meu nome -solto um ah.

-Bom eu vou pro meu quarto -me curvo para minha omma.

-Troque de roupa e depois desça, nós vamos almoçar juntos -apenas concordei com a cabeça.


Subi para o quarto, e a minha gatinha veio toda manhosa pedindo carinho, se eu sou a louca dos bichos? Magina, só tenho um cachorro um gato uma chinchila e um furão, queria uma cobra e uma coruja também , mas provavelmente a cobra ia matar meus roedores e a coruja mataria a cobra, então por enquanto só esses estão bons.


Taquei minha mochila em um canto e finalmente tirei aquela roupa, meu deus essas calças de moletom são tão... confortáveis porém não são vestiveis


Coloquei um vestido soltinho (notas finais) e fiz um coque bagunçado, me olhei no espelho, "até que ei fiquei bonita assim" , sorri com o meu pensamento idiota e completamente aleatório 



Sai do quarto e desci metade da escada antes de termimar recebi um olhar mortal da minha omma, estranhei pois o vestido não estava curto, olho para baixo, sapatos, a não, é tão bom pisar no chão, sapatos são tão desconfortáveis, mas como sabia que um daqueles vasos atras dela poderiam voar em minha cabeça se eu aparecesse sem sapato na frente do moço lá preferi colocar um.


Desci denovo e quando entrei na sala de jantar, vi minha omma sentada ao lado de Taehyung conversando, a conversa parou na hora que eu cheguei e de novo o rapaz me fitou sorrindo.


Sentei me na frente de Taehyung, que me olhava, olhei para mesa e vi que minha omma tinha feito kimchi, saranghae omma.


Eu tava com tanta fome que nem percebi mas eu acho que estava comendo rapido de mais, concluí isso quando vi Taehyung soltar uma risada anasalada e logo em seguida senti o pé da minha omma me tocando, bestão não sei porque tava rindo, eu tava com fome ue.


-Então S/A (seu apelido)-disse colocando os hashis no prato -Taehyung está aqui hoje porque queremos conversar com você.


Não sei porque mas senti borboletas na barriga, e em seguida um frio subiu pela minha espinha, meu coração começou a bater mais rápido, e eu sentia como se ele a qualquer momento fosse parar de bater.


-Filha você sabe que desde que seu pai foi embora nos estamos com problemas na impresa? -neguei com a cabeça -Pois é nós, estamos muito individados, as dívidas não poderiam ser pagas.


Olhei para ela confusa, eu realmente espero que ela nao tenha feito o que estou imaginando, acho que minha eomma tem capacidade de distinguir a diferença, família para um lado, negócios e trabalho para o outro, acho que ela não me faria casar sem amor, digo por negócios.

-S/A as dívidas elas realmente eram muitas e Taehyung, é muito rico -é interrompida

-Yunji-yang, não fale assim -disse sorrindo tímido e olhando para as pernas, deus que sorriso lindo.

-Chega de enrolar vou ser direta -comecei a sentir uma enorme vontade de chorar por favor omma me diz que você não fez isso -S/A, você não é mais minha, Taehyung comprou você, com dinheiro suficiente para pagar as dívidas da impresa, arrume suas coisas você vai embora hoje.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...