História Brittle (Imagine Taehyung) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Rap Monster, V
Tags Namjin, Taehyung
Exibições 80
Palavras 1.366
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Helooou
Desculpem atualizar hj é que eu dormi acordei faz uma meia hora, hueheueheuej
Espero que gostem

Capítulo 3 - 03.maybe a mother


Fanfic / Fanfiction Brittle (Imagine Taehyung) - Capítulo 3 - 03.maybe a mother

Aquele silêncio constrangedor estava me matando, mas eu não sabia o que falar nos estávamos no centro e eu tava com uma puta de uma fome, mas ao mesmo tempo queria vomitar, acabei soltando um suspiro alto sem perceber.

-O que foi -disse sorrindo, quando eu digo que o sorriso desse homem é lindo, e porque é realmente muito lindo, é o sorriso quadrado mais lindo que eu já vi.

-olhei com uma carinha de cachorro que caiu da mudança -To cu fome -ele riu -Mas ao mesmo tempo quero vomitar -fiz um biquinho

-Ai que coiaa fofa, só não aperto porque to dirigindo  -dou risada do que ele falou -Já estamos chegando, qual a sua comida favorita? -perguntou e fiquei confusa

-Não sou o tipo de pessoa que liga muito para isso, sendo gostoso, e dando pra comer -começou a rir muito alto -É sério por isso estou a cima do peso -soltei o ar e falei um "triste" baixo

-Com todo respeito do mundo, num ta gorda não, tá gostosa -minha santa Sana do shy shy shy shy ajuda, eu devia estar parecendo um tomate de tanta vergonha -Então qual é a comida que você mais gosta de comer? -perguntou e me olhou rapidamente com um sorrisinho de canto.

-Pizza -sorri e ele sorriu de volta

-Então a gente come pizza -nossa que bolinho de chocolate esse menino -Quantos anos você tem S/N? -perguntou

-15 e você? -ele não aparenta ser muito velho, ele aparenta ser muito bonito hehe

-20 -tá ele não é tão novo quanto eu esperava -Achou que eu era mais velho? -parou em um semáforo e me olhou sorrindo

-Achei que era mais novo -ri -Mas porque essa pergunta? -achei que pelo fato de ele ter me comprado deveria saber minha idade.

-Por nada, nós vamos viver juntos por um tempo, então é bom saber -sorri sem mostras os dentes


E de novo um silêncio se tomou, não sabia se devia elogiar o cheiro que ele tem, é gostoso, não sou oferecida, mas o cheiro dele é muito bom, é diferente do cheiro dos outros alfas que ja senti.


Parou o carro em frente a uma mansão enorme (meu deus mora você e mais umas 20 pessoas né? Pra que uma casa tão grande?), me olhou e sorriu, minha casa não era pequena, mas também não era tão grande, então acho que ele se divertiu com a expressão de surpresa em meu rosto.

-Chegamos -sorri em resposta e ele saiu, fiz o mesmo -Os empregados pegam suas malas, vamos? -assenti


Assim que entrei me impressionei com a quantidade de rosa, adoro rosa, acho que alguem nessa casa gosta muito de rosa. (N/A:se vocês ainda não sabiam que é a omma do Tae acabaram de descobrir)


Um garoto muito bonito, com cabelos laranjados, vinha descendo as escadas e na hora que viu a gente, sorriu, e meu deus do céu que sorriso é esse?  Sua dentista deve ter orgulho de você porque que dentição perfeita.


-Oi -disse da ponta da escada -Você é a S/N? -fiz que sim -Meu irmão não para de falar de você um segundo -só vi Taehyung correr atrás dele.

-Cala a boca Hoseok -eles iam desviando de tudo -Vem aqui agora, você só me faz passar vergonha -pararam de correr e começaram a rir.


Eu ouvia tudo enquanto andava pela sala, grande era pouco era enorme, havia uma TV maior que a minha auto estima, 3 sofas e poltronas, um tapete fofo no chão, mas a frente havia um negócio que não sei o nome de madeira cheio de bebidas, as partes de vidro, se é que eram mesmo vidro tinham alguns detralhes em ouro.

Andei um pouco mais ainda pela sala e vi uma estante cheia de fotos, pelo visto eram Taehyung e Hoseok, junto a dois homens, eram fofos, dava pra saber quem é quem só pelo carinha, soltei um sorriso involuntário, e senti mãos tocarem meus ombros.

-Olá futura cunhadinha -Hoseok disse com uma voz grossa, olhei pra cima com uma cara de dúvida (essa família é muito alta não gostei).


Futura cunhadinha? Como assim? Eu realmente gostaria de saber o que esta acontecendo aqui, como assim futura cunhadinha? E como o Taehyung não parava de falar de mim? A gente nem se conhecia.


Eu só preciso dormir, não quero mais comer, só dormir, dormir é a melhor coisa que eu posso fazer, pra esquecer que minha vida inteira virou de ponta cabeça, realmente é clichê, mas como todos os clichês,  é verdade, sua vida realmente pode virar de cabeça para baixo, da noite pro dia.



Perdida em meus pensamentos, olhei para trás e percebi que Hoseok não se encontrava mais ali, caminhei para o outro lado, descobri que ali é a cozinha, vi Taehyung encostado na pia com as duas mãos sobre ela, encarando a parede.

-Taehyung? -olhou para mim e sorriu, caminhei até o mesmo e o maior sorriu ainda mais

-Me chama só de Tae -sorri para ele

-Ah tudo bem, eu estou cansada, queria dormir um pouco -disse calma

-Claro, vem cá vou te mostrar aonde é o seu quarto -estendeu a mão, eu apenas peguei, embora não quisesse.


Subimos as escadas, dava pra malhar ali, podia colocar um elevador serio, pra que tanta escada, tava vendo eu descer aquilo rolando sempre, eu tenho preguiça de mais.


Abriu uma porta, e sorriu, era um quarto lindo, enorme, com uma cama grande, coberta por um edredom azul bebe, as paredes eram um tom de rosa pastel, com um guarda roupa de madeira, a cama tinha alguns detalhes em dourado, que pela quantidade de dinheiro deles com certeza é ouro, uma estante grande cheia de livros, como ele sabe que eu amo ler? Não sei so queria correr e abraçar pelo tanto de livros que tinha, mas seria estranho.


-As empregadas vão vir arrumar as suas coisas, tudo bem? -sorriu e sorri de volta.


Haviam duas 2 portas uma ao lado da cama e a outra perto do guarda roupa, abri o guarda roupa ele estava lotado, haviam edredons, cobertas, lençóis, mas nenhuma roupa, que lindo vou sair vestida com uma coberta, adorei.


Abri a porta ao lado do guarda roupa e para a minha surpresa era um closet, vida de rico milionário é outro nível, ri com as besteiras que eu penso, e fechei a porta novamente


Caminhei ate a outra parte do quarto e abri a outra porta, caralho realmente casa de milionário é diferente de casa de rico, em casa eu não tinha uma hidro.


Entrei no banheiro e caminhei, notando cada detalhe, cada coisa diferente, notei que o piso do chão era branco, mas que bem mas pontas era manchadinho, notei também que a o chuveiro provavelmente não é ligado a algum tempo, notei um cheiro gostoso de algo que não consigo distinguir vindo de cima da pia.


Me olhei no espelho


Sabe quando a ficha cai, e você se dá em conta do que tá acontecendo? Foi isso que aconteceu quando eu me olhei no espelho, a enorme vontade de vomitar voltou, só por eu ver o meu reflexo, as lágrimas cairam contra a minha vontade, ouvi o barulho da porta se abrindo.

-Puxa aquela cortina Jisoo eu não mandei construir uma sacada aqui a toa -uma voz masculina disse, embora fosse um homem seu cheiro me dizia que era um ômega. Sequei as lágrimas e sai do banheiro -Olá querida -sorriu um lindo homem de cabelo rosa -Vem aqui- caminhei ate o mesmo, que me puxou ate a cama e me fez sentar logo em seguida se sentando em meu lado. -Como se sente? -perguntou colocando sua mão sobre a minha.

-Não sei -disse e senti voltei a chorar -Ainda não acredito que a omma fez isso -colocou minha cabeça em suas pernas e começou a fazer carinho

-Querida sua omma precisava do dinheiro -começou a acariciar minha bochecha

-Agora ela não é mais minha omma, eu sou alguém,  não tenho mas omma -o mesmo parou os carinhos

-Você agora tem a nós, nós podemos ser uma família hm? -o olhei

-C-como assim? -sorriu

-Você quer que eu seja sua omma e Nam seu appa?

Notas Finais


Não vou revisar então desculpa se tiver erro ortográfico.
Vou voltar a dormir agora kkkkkkk
Annyeong e saranghae bolinhos 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...