História Broken - Capítulo 12


Escrita por: ~ e ~AnnaVello

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Alois Trancy, Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Personagens Originais, Sebastian Michaelis
Tags Cielxsebastian, Drama, Romance, Sebasciel, Sebastianxciel
Exibições 104
Palavras 1.224
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi! Agora sou eu otohime que irei postar os cap 12 e 13. Espero que gostem!
Por favor comentem se gostaram.
E é isso ai vamos começar e já me desculpem por meus muitos erros.

Capítulo 12 - Confusões...


Ciel

Não sei mais quanto tempo exato Sebastian está aqui, pois estou preocupado que a rainha pode mandar alguma carta enquanto Sebastian está nesse estado.

'Talvez se ficassemos algum tempo fora em algum lugar silencioso, ele poderia melhorar mais.' - ao lugar silencioso me refiro a essa bagunça que meus servos fazem, ou melhor eram para ser servos.

Estava ainda em meu quarto me preparando para mais um dia de trabalho em assinar papéis e pensar em como resolver precisamente o que fazer com o Sebastian.

Saiu de meu quarto indo para comer no jardim, talvez obtendo um pouco de ar fresco consiga pensar em algo.

Tanaka me esperava para me servir com algumas frutas como maçãs, peras e pêssegos e cortados de maneira geométrica. 

Comi pouco,não estava com tanta fome olho para aquela mesa de madeira redonda e penso como seria se fosse quadrada.

Me levanto bruscamente com esse pensamento.-'Como não pensei nisso antes?'

Vou para meu escritório correndo porque lá havia o telefone de que preciso urgentemente!

Passo por Mey-rin que estava surpreendemente segurando os pratos. Me desvio para não bater nela, vou para subir as escadas quando ouço os pratos quebrarem.

'Sinceramente não posso nem pensar que fazem algo direito uma vez vida e começam a se atrapalhar novamente!' - penso irritado.

Balanço a cabeça porque tenho coisas melhores a fazer. Vou dessa vez andando apressadamente para o escritório chegando lá disco o número.

-Alou?! - diz de maneira estravagante como sempre.

-Undertaker, aqui quem fala é o conde Phantomhive...

- Ah, pequeno conde! Ao que devo a essa ligação?

- Gostaria de reunir algumas pessoas em sua casa hoje à tarde.

- Oh! Deve ser por causa de seu demônio estou certo?

(Suspiro) - Sim, está.

- Claro! Adoraria reve-lo depois de tanto tempo. A propósito como anda seu relacionamento com ele? Hum... Quem de vocês dois é...

Assim desligo não querendo mais ter uma conversa com esse ser tão imprevisível!

Agora tenho que esperar até a tarde, ligarei para mais "pessoas" para irem lá. Claro aquelas que sei que se interresam.

Alguns anos atrás descobri que Undertaker queria reviver uma pessoa importante, por isso de fazer experiências com aqueles corpos.

Me surpreendi por saber que ele tem um lugar para morar realmente e não ser aquela funerária.

Era em um local calmo de Londres sem muita movimentação de pessoas, era uma casa grande e bem aconchegante.

Fui lá uma vez não me lembro ao certo a razão, mas quando cheguei vi que não parecia ser propriedade daquele funerário era muito arrumada.

Após ligar para todos vi que estava na hora de almoçar, ia para descer quando ouço a porta bater respondendo com um pequeno "entre". Vejo Tanaka trazendo a comida que com o tempo foi melhorando.

Ele me serve, quando termina digo:

- Tanaka você me levaria a casa de Undertaker essa tarde?

- Claro, jovem mestre. Se me permite perguntar qual o assunto?

- Sebastian.

- Entendo. Então adoraria acompanha-lo, mas quando voltarmos poderei contar para os outros as notícias?

- Sim, bem da outra vez você contou sem minha permissão. Dessa vez poderá contar afinal se disser que não pode contará de uma forma ou de outra... - digo murmurando a última parte.

- Desculpe por aquilo mestre e lhe agradeço por me deixar. - sei que não está dizendo a verdade porque não tem cara de arrependido.

Me espera terminar de comer recolhendo então a louça para lavar. 

- Tanaka avise Sebastian, está bem?

- Sim, jovem mestre.

Assim sai fechando a porta.

(Quebra de tempo)

Estamos saindo às 2:00 p.m porque chegaremos lá às quatro. Espero na carruagem por eles, assim que Sebastian entra Tanaka começa a guiar a carruagem.

Ele estava com sua habitual roupa de mordomo olhava para baixo enquanto mexia nos dedos.

- Mestre eu gostaria de perguntar o  por quê de eu ter que ir junto?

Levanto uma sobrancelha. 'Sinceramente Tanaka sempre mantem sigilo quando não preciso.'

Suspiro cansado - Bem, Sebastian isso é um assunto que te envolve por isso está indo.

- Oh... - apenas diz isso e assim permanecemos em silêncio até chegarmos.

Após descermos da carruagem entramos naquela casa que parecia comum para um morador um tanto peculiar.

Ele estava esperando lá dentro junto com Will e Grell, Agni e Soma e Alois com Claude e Hannah.

Nos sentamos em um dos sofás e Tanaka em uma cadeira. 'Gosto de estar perto de Sebastian. Espera... Mais o que?'

Como acabo pensando nisso? Justo nisso? Tem tanta coisa para pensar como:

A empresa

Chocolate

Livros

Sebastian

Doces 

Mordomos demoniacos

Missões

Moças

Demonios sexis

Porra! Que lista é essa? Preciso pensar em como falar tudo.

- Conde poderia explicar por que pediu para todos para se reunirem?

Contínuo sentado quando falo:

- Eu e Sebastian passaremos no mínimo dois meses fora em algum local afastado. 

Ficam todos em silêncio estou um pouco nervoso, então Undertaker diz:

- Que tal na minha casa no campo? 

- Seria ótimo realmente Undertaker! - digo com um sorriso.

Claude pergunta. - Vocês dois sozinhos no meio do nada? - pergunto me encarando sério.

Alois pega sua malícia e grita. - Awn! Claude por que não me leva para algum local para ficarmos sozinhos?! - ok a coisa ta ficando feia - Aff! Apenas o Ciel tem essas idéias empolgantes! - diz com um biquinho de forma emburrada.

Claude me olha furioso com cara de "Vou dar sua alma para os anjos! Seu maldito se fizer algo com meu irmão mais velho!"

'Por que sempre tem que ter alguma confusão?' - penso desanimado, Claude então vai para avançar contra mim, mas Soma o interfere junto a Agni.

- Quem você pensa que é para mexer com meu irmãozinho? - pergunta Soma irritado.

- Ele nem é seu irmão é apenas um nobre que...

Não consegue terminar porque Soma o interrompe:

- Seu maldito! Cale a boca para falar do Ciel! Eu sei que ele é arrogante, egoísta, manipulador e rabugento, mas você não pode falar mal dele!

'Ele queria me defender ou me prejudicar?' - penso.

Hannah está rindo incontrolavelmente, Tanaka se transformou em Tanakazinho e está bebendo chá, Undertaker está sumido e Will está segurando Grell para não vim e beijar Sebastian.

'Se aquele ruivo metido a mulher se aproximar de Sebastian eu...' - melhor parar de pensar nisso.

Alois está dizendo para brigarem. Perco completamente a paciência e me levanto aumentando meu tom de voz.

- Calem a boca! Vocês são shinigamis, vocês demônios e - agora aponto para Alois, Agni e Soma. - vocês são um nobre, um príncipe e você Agni um mordomo hajam como tal! Olhem nós estamos aqui para resolver o problema do Sebastian, eu não chamaria você William se Grell não fosse um maldito perseguidor! E você Tanaka fique do jeito que está.

Assim todos se calam olhando surpresos para minha explosão. Quando criança não me escutavam, mas agora ficam calados deve ser porque cresci e minha voz melhorou.

Me sento finalmente e Undetaker entra com uma expressão nervosa:

- Conde quero te dizer que minha experiencia foi realizada com sucesso!

- O que? - pergunto com todos olhando para eles.

- Não o que e sim quem meu caro conde. Venha esta na hora de se reverem...

...Ciel olha de olhos arregalados para o que vê...

 

 

 


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...