História Broken Strings - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Percy Jackson
Tags Drama, Percabeth, Romance
Exibições 110
Palavras 758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - So Cold


Fanfic / Fanfiction Broken Strings - Capítulo 16 - So Cold

"Meu pai é um Alcoólatra viciado em jogos, ele vivia fazendo dívidas e esse foi um dos motivos que nos levou a morar fora do país, eu e minha mãe achamos que em um país diferente, recomeçando ele finalmente iria procurar tratamento ou algo do tipo, mas isso não aconteceu. Meu pai acabou se envolvendo com gente perigosa, realmente perigosa e Frederick era uma delas" - Percy deu uma pausa, acho que para me deixar digerir tudo aquilo, eu estava com medo do que estava por vir e não queria tomar conclusões precipitadas então o deixei falar
"Frederick é um agiota conhecido em Londres por não deixar que as pessoas que lhe devem vivas por muito tempo e meu pai lhe devia uma quantia absurda de dinheiro, um dia um de seus capangas foi até a minha casa cobrar meu pai e meu pai bêbado como sempre brigou com o cara que lhe deu uma surra e mandou meu pai para hospital. Enquanto eu esperava por notícias do médico, Frederick apareceu na sala de espera, sentou - se ao meu lado e me disse quanto meu pai lhe devia, eu lhe disse que não tínhamos dinheiro o suficiente, mas que teria outro jeito de pagar, a filha dele estava na cidade e ela não o conhecia, então ele pediu para eu me aproximar da garota e descobrir tudo que podia sobre a mesma e se ele ficasse satisfeito com as informações perdoaria as dívidas, eu perguntei o que aconteceria se eu não aceitasse, mas no fundo eu acho que.ja esperava a resposta que me foi dada. Ele disse que se eu não o fizesse meu pai morreria e a dívida passaria para mim e se eu não pagasse ele mataria a minha mãe, entao o médico chegou e me disse que meu pai estava em coma, sem ele não haveria possibilidade alguma de ele mesmo resolver o problema então eu aceitei" Percy me olhou com lágrimas nos olhos e esperava uma resposta.
"Você conheceu a garota?"
"Conheci e me apaixonei por ela"
"Onde você a conheceu?" - eu sinceramente esperava estar errada, mas os pontos estavam se interligando em minha cabeça.
"Em um café, eu acabei pegando o café dela por engano"
Eu me calei, abri a boca algumas vezes, mas nenhum som saiu, quando finalmente o choque se foi ele deu lugar para um sentimento de fúria misturado com decepção é outros mais.
"Quer dizer que eu não passei de um acordo? Como assim filha dele? Meu pai morreu!"
"Annie..."
"Não!" - o interrompi - "chega! Eu não quero...eu não posso ouvir mais nada"
Sai correndo, Percy não me seguiu, mas eu sabia que ele também estava processando o que tinha acabado de acontecer e que não demoraria para ele vir atrás de mim, eu não conseguia achar um sentido naquela história, à essa altura as lágrimas já corriam livremente por meu rosto, eu precisava pensar, peguei meu carro e saí rumo ao lugar em que estive mais cedo.
Enquanto dirigia minha visão ficava meio embaçada e começara a chover o que não ajudava muito. Até que eu ouvi um barulho de buzina muito alto e luzes fortes de faróis, senti um baque e depois uma dor muito forte por todo meu corpo...eu estava de ponta cabeça acho... fechei os olhos tudo rodava e tudo doía...ouvi sirenes, mas não vi mais nada, estava tudo apenas tão frio.

POV PERCY
Eu ainda não acreditava que tinha contado, mas eu precisava, ela precisava saber o risco que corria, quando finalmente me dei conta do que havia acontecido fui atrás dela, mas quando a alcancei ela já havia entrado no carro e saía em disparada para sabe se lá Deus onde.
Frustrado acabei dando um soco na árvore próxima e me arrependi logo em seguida minha mão começou a doer. Resolvi ir para casa dar um tempo para ela esfriar a cabeça e eu precisava colocar gelo em minha mão, quando cheguei lá me bateu um medo insano de que ela não me perdoasse e por que deveria? Eu tinha mentido para ela desde o dia em que nos conhecemos. Fui para o meu quarto e deitei na cama com as luzes ainda apagadas e de repente me deu um aperto no coração e Annie veio a minha mente, o aperto ficou mais e mais forte. Tentei ligar para o celular dela, mas ninguém atendeu.
Lágrimas caíram do meu rosto em sinal de desespero pois de alguma forma eu sabia que alguma coisa havia acontecido ao amor da minha vida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...