História Brown - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Ed Sheeran, Josh Devine, Justin Bieber, One Direction, Zayn Malik
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Ed Sheeran, Harry Styles, Josh Devine, Justin Bieber, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Michael Clifford, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags 5 S, 5sos, Cashton, Hosh, Jarry, Jiall, Jiam, Jouis, Jozianourry, Larry, Lilo, Lirry, Losh, Muke, Narry, Ned, Niam, Nosh, Nouis, Nustin, One Direction, Zarry, Ziall, Ziam, Zianourry, Zosh, Zouis
Exibições 83
Palavras 1.917
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Capítulo VIII


Fanfic / Fanfiction Brown - Capítulo 8 - Capítulo VIII

P.O.V. Liam Payne

Flash Black On

Um mês ante.

- Sem chance, eu não vou ser passivo – cruzo os braços.

- Ok – Zayn sentou-se ao meu lado na cama.

- Você que sabe – Louis vestiu sua calça.

- O quer dizer? – olhei para eles sem entender.

- Logo você vai saber – Harry levantou-se da cama e foi até o Niall.

Eles saíram do quarto me deixando sozinho. Me joguei na cama tentando entender o que Tomlinson quis dizer com “você que sabe”, como assim eu que sei? O que eles estavam aprontando?

O dia se passou muito devagar, os meninos estavam estranhos comigo, sempre que eu tentava algo eles se esquivavam e não passávamos de alguns selinhos. Eu achei que eles só estavam fazendo doce por eu não aceitar ser passivo, mas a semana passou e tudo continuou igual.

Malik estava sentado no colo do Styles enquanto tomávamos café da manhã, Louis estava na minha frente tomando seu chá, Calum conversava com Ashton tão grudado que eu tinha quase certeza que eles iriam queimar o que estavam preparando no fogão, Luke e Michael já tinha comido e estavam na sala. Horan desceu com seu típico bom humor matinal, era impressionante como ele sempre estava feliz, Niall deu um baita de um beijão de língua nos seus outros três namorados, mas quando chegou a minha vez ele apenas me deu um selinho.

- Só isso? – olhei para Horan indignado.

- Você vai ganhar um desse também quando estiver quicando no meu colo – Niall sorriu safado.

- Então a partir de hoje nos ficamos apenas no selinho – o encarei sorrindo.

- Você que sabe – Tomlinson levou a xicara de chá a boca enquanto me olhava nos olhos.

“Você que sabe”, repeti mentalmente, isso já estava me enchendo o saco. Toda hora um deles me dizia a mesma frase “você que sabe” logo depois de um deles fazer algumas insinuação sobre eu ser passivo.

Era sexta, mas nos não iriamos ter aula, ia ter alguma coisa com os professores, avisaram na quinta, mas como eu estava com muita dor de cabeça eu não prestei atenção. Resolvi estudar, colocar todas as minhas matérias, que eram poucas – sempre odiei deixar matéria acumulada -, em dia e antecipar algumas.

Zayn era o meu companheiro de quarto, o nosso quarto ficava entre o quarto do Niall e o quarto do Louis e Harry, as paredes da casa eram grossas, mas se alguém  gritasse dava para escutar e era exatamente isso que eles estavam fazendo, gritando, e para ajudar, gemendo alto também. Porra, nos tínhamos, regras e uma delas era não fazer sexo durante o dia, mas se por acaso acontecesse não era para gemer alto.

Eu sabia que eles estavam me provocando. Michael, Calum, Luke e Ashton tinham saído para fazer um programa de casal duplo. Tentei respirar fundo e me concentrar no que eu fazia.

- HAAAAAA HAZZA, ISSO ASSIM, OOOOOOOOOOOOOOOOH ISSO – eu ouvia os gemidos do Louis perfeitamente – VAI, MAIS FUNDO.

Levantei e fechei a porta do quarto. Tentei contar de dez a zero enquanto respirava devagar, mas eu não cheguei nem no sete.

- OOOOH NI, TÃO BOM NI, TÃO BOM – dessa vez era o Zayn.

Meu corpo já estava quente, olhei para baixo e vi que meu amiguinho estava começando a se animar. Mas eu não iria naquele quarto e implorar para ser tocado por eles, era isso que eles queriam, que eu implorasse para ser tocado e deixassem que eles me comesse, mas isso não iria rolar, não mesmo.

Tirei minha roupa no quarto mesmo e fui para o banheiro. Passei na frente do quarto do Niall no caminho, a porta estava aberta e eu pude ver os quatro em cima da cama, Louis no colo do Harry e o Zayn no do Niall. Malik e Tomlinson me olharam e se beijaram. Mas se era guerra que eles queriam, era guerra que eles iam ter.

Flash Black Off

P.O.V. Josh Devine

Meu coração bateu três vezes mais rápido quando eu vi o Niall.

- Ni-niall? O que você ta fazendo aqui? Porque não me respondeu? Você sumiu por mais de duas semanas? Quase me matou do coração, era isso que você queria? Me matar de preocupação? Eu achei que tinha acontecido alguma coisa com você, ninguém me falava nada, eu estava quase indo para Oxford – eu falava rápido – E você não fala nada Horan?

- Você fala de mais Devine.

Niall se aproximou, me segurou pela cintura e me beijou. E o que eu achava se impossível aconteceu, meu coração bateu mais rápido ainda, parecia que ele ia fugir de mim a qualquer momento. A língua dele pediu passagem e eu nem pensei em não dar. Minhas pernas tremiam, meu corpo estava todo arrepiado, eu suava frio, mas sentia algo muito quente vindo de dentro para fora.

Como a boca dele era maravilhosa, como eu senti falta de sentir ela contra a minha, eu nem sabia que sentia tanta falta dos beijos dele assim. Na verdade eu sabia sim, sabia que eu precisava de Horan para viver, mas eu tentei me convencer de que não, eu não precisava dele, que eu podia seguir em frente sem ele, como eu estava enganado.

Nossas línguas brigavam pelo domínio do beijo, eu queria poder explora a boca dele como eu fiz naquela vez em que ele estava bêbado. Niall nos separou e me imprensou na parede voltando me beijar, ele segurou meu rosto pelo maxilar e invadiu minha boca, dessa vez eu nem tentei brigar pelo domínio do meu beijo. Horan apertou minha cintura, enfiou uma de suas mãos pela minha camisa e eu senti minha pele formigar, o segurei pela nuca, eu queria nunca mais me separar daqueles, mas eu sabia que isso não era possível e o ar fez falta.

- Eu deveria te dar um murro por me deixar preocupado assim Horan – o segurei pela camiseta.

- Você machucaria o seu melhor amigo?

- Machucaria e muito – o puxei para mais perto – A próxima vez que você fizer isso eu vou te quebrar todo – lhe dei um selinho.

E foi ai que eu me lembrei do Robert, ele estava na sala e me viu beijando o Niall. Olhei para Smith com os olhos arregalados.

- Ro eu... – ele me interrompeu.

- Ta tudo bem, foi eu quem pediu para que ele viesse – o olhei sem entender – Você o ama Josh e eu quero que você seja feliz ao lado dele.

Automaticamente eu olhei para o Niall, eu não queria que ele ficasse sabendo dessa maneira, eu queria tomar coragem e contar para ele um dia que eu o amava desde que me entendia por gente.

- Ni... – Horan me interrompeu.

- Eu amo você Josh, sempre amei e fui um idiota egoísta com você. Eu achei que porque você sempre foi o meu melhor amigo, sempre estaria ao meu lado, que nunca iria encontrar alguém que me tirasse você, mas ai o Robert apareceu e eu surtei porque você estava namorando, eu fiquei com tanto medo de que você fosse me trocar por ele. Mas eu só não sabia que tinha surtado porque não era eu no lugar dele – Niall respirou fundo – Eu precisava tanto de você, precisava que você fosse meu assim como os meus namorados são e eu tentei sufocar isso o máximo que eu pude, mas eu não consegui Josh e sabe por quê? – ele não me deu tempo para responder – Eu não consegui porque eu te amo – ele respirou fundo – Amo você da mesma forma que eu amo o Liam, o Zayn, o Harry e o Louis – Horan se afastou um pouco de mim, mas eu o puxei de volta – E sim, eu sei que sou egoísta em pedir para que você volte para Londres comigo como meu namorado.

- Eu... eu... Niall... – eu não sabia o que falar, eu queria gritar que sim, mas a minha voz não saia.

- Ok, eu entendo, é loucura de mais – ele suspirou – Eu tenho quatro namorados e vocês não se dão bem, sei que você tem uma vida aqui agora e eu não posso pedir que você desista disso por mim, você sempre fez tudo por mim e eu nunca fiz nada por você, sempre fui egoísta e... – eu o interrompi.

- Cala a boca Horan, você fala de mais namorado.

Eu ia voltar a beijar Niall, mas Eliot nos separou.

- Já chega, vocês vão ter muito tempo para isso depois.

Olhei para Robert, ele sorria, ele tinha um lindo sorriso no rosto e eu sabia que ele estava assim por minha causa, sabia que ele estava feliz por mim e eu precisava fazer algo por ele, precisava fazer com que ele enxergasse que Eliot era o melhor para ele, assim como Horan era para mim, então deixei que a impulsividade tomasse conta de mim, não pensei, só fiz.

- Robert – puxei Eliot para perto dele – Você é um cara maravilhoso, único. Qualquer pessoa que estiver ao seu lado será alguém de muita sorte. Você fez com que eu me entendesse, com que eu parasse de sufocar o amor que eu tinha pelo Niall, fez com que eu me amasse e me amou quando eu achei que ninguém nunca iria – segurei uma das mãos de Smith – Ao seu lado eu me descobri, eu comecei a me entende apenas pelo simples fato de você me amar e por isso eu tentava procurar em mim que pudesse fazer com que alguém como você, um homem extraordinariamente incrível me amasse. Obrigado Ro, obrigado de verdade por me fazer quem eu sou hoje e mais obrigado ainda por ter trago para mim o homem que eu sempre amei, mesmo que ele venha com um grande excesso de bagagem, quatro malas não é pouca coisa – olhei para Horan sorrindo e ele ria também enquanto negava com a cabeça – Agora seria o momento para que eu falasse que você vai encontrar alguém que te ame de verdade e da forma que você merece, mas – olhei para Eliot e ele tinha os olhos arregalados com um pedido mudo para que eu não disse nada – Assim como você abriu meus olhos para a burrada que eu estava fazendo em não lutar pelo meu amor, mesmo que ele seja a maior loucura, eu quero abrir seus olhos também – segurei a mão do Eliot com a minha outra mão – O seu amigo ele... – Robert me interrompeu.

- Me ama.

Assim como eu Eliot tinha a boca aberta, não estávamos acreditando que nesse tempo todo ele já sabia.

- Mais como... Você... Eu... Você? – Eliot olhou para mim – Eu... – Smith o interrompeu.

- Eu ouvi vocês falado sobre isso no restaurante, peguei o final da conversar, mas eu escutei você dizendo que o ajudaria – ele me olhava – Então eu comecei a refleti sobre o nosso passado e estava apenas esperando o Niall chegar para falar que – Robert olho para o Eliot – Eu ainda não sei o que sinto por você, mas eu quero descobrir ao seu lado.

Eu os soltei me afastando e Horan me abraçou por trás. E finalmente eu tinha consertado a burrada que tinha feito a algum tempo atrás, eu nunca devia ter me metido na historia deles dois. Eles se aproximaram e iam se beijar.

- Não – Robert beijou a bochecha do Eliot – Você disse que tinha que ser especial.

- Mas agora é um momento especial – Eliot retrucou.

- Eu não disse que não era, só quero que seja mais especial ainda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...