História Brown T-Shirt A.B.O Jikook - Capítulo 79


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Abo, Bts, Jikook, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 549
Palavras 1.486
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 79 - 79


Já faziam mais ou menos duas semanas que o heat de Jimin tinha acabado, ele e Jeongguk não podiam estar mais felizes e grudadinhos. Yoongi dizia que eles eram um casal mais grudento do que chiclete em sapato de criança, e que as vezes chegava a dar enjoo.

O que importava era que os dois estavam juntos e que nada nem ninguém os separaria, em nenhuma hipótese. Isso era certeza, Jimin confiava totalmente em seu alfa e vice-versa, não existia pessoa que pudesse os fazer desconfiar um do outro.

Em Semin não acreditavam mais, é claro. Aquela ali não enganava a mais ninguém e Jungkook se perguntava como podia ter confiado nela.
 

Jimin sorriu ao ser abraçado por seu alfa e olhou para ele, que sorriu também e depois olhou para o céu.

- Jimin você já viu filhote de pombo?

- Ai que aleatório, Nochu! - O mais velho deu de ombros, lambendo o sorvete mais uma vez.

- Eu sou mais aleatório que as cagadas que o Taeyang do BigBang faz no cabelo, o que você queria? - Jimin riu alto e deu um tapa no peito do moreno, negando.

- Não, eu nunca vi filhote de pombo. - Franziu o cenho, colocando um dedo sobre o lábio e fazendo uma expressão pensativa. - É verdade, eu nunca tinha parado pra pensar.

- Eu percebi isso a uns dias atrás, mas só lembrei agora.

- Pombos nascem adultos? - Perguntou, encarando o alfa. Jeon olhou pra cima mais uma vez e logo piscou.

- A única coisa da qual eu sei agora é que está começando a chover. Caiu uma gota na minha cara, aigoo... Você quer ir pra minha casa hoje? JunMi pede tanto para te conhecer e eu estou louco para apresentar você a ela. - Se levanta do banco do parque e oferece ajuda para Jimin se levantar. O ômega segura a mão dele e se levanta, assentindo.

- Claro, é uma boa ideia. Eu quero muito conhecê-la. Mas... Eu não gosto da sua mãe... - Falou tímido, sorrindo pequeno. O alfa beijou a testa do menor, segurando sua mão.

- Fique tranquilo, ela não está em casa. Me disse que iria buscar alguém em algum lugar, mas eu não prestei muita atenção, estava estudando. - Coçou a nuca. Jimin riu, abaixando a cabeça para olhar pro chão, enquanto chutava algumas pedrinhas. - Ela aparece somente nos momentos em que eu estou ocupado, é um pouco complicado.

- Não era algo importante?

- Provavelmente não, Mochi. Ela só fala comigo para me privar das coisas e blá blá blá. Ela parece não perceber que eu já sou um homem.

- Você é um nenê. - Provocou, ganhando um olhar de canto de olho.

- Sou seu hyung.

- E daí? Não deixa de ser um nenê. - Riu, tampando a boca. Os dois já sentiam algumas gotas de chuva fria contra suas peles quentes, então correram até o carro que não estava muito longe e logo estavam indo em direção à casa dos Jeon.

 

//

 

Jungkook abriu a porta da casa, entrando na residência e puxando Jimin pela mão delicadamente. Os dois tiraram os coturnos e deixaram perto da porta, indo para a cozinha.

- Omma? Eu trouxe alguém pra te ver!

- Se for aquela praga do Namjoon nem precisa, ele quebrou a batedeira daqui na última vez! - JunMi resmungou sem dar muita bola, continuando a cortar as acelgas. Jimin riu baixinho, o que atraiu a atenção da beta. Ela largou a faca e se virou, arregalando os olhos ao vê-lo.

- Oh! Ele é o Jimin? - Perguntou, tirando o avental. O alfa assentiu e a mulher imediatamente acolheu Park em um abraço maternal. - Ele é adorável!

- Obrigada, senhora Kim!

- Não precisa disso não, querido! Pode me chamar de JunMi ou de Junnie! - Sorriu, apertando as bochechas dele, que sorriu também.

- Oh, claro!

- Eu vou ir no quarto, tenho certeza que vocês querem se conhecer melhor. - Sorriu, mexendo nos brincos em suas orelhas.

- Sim, tome um banho primeiro, nós pegamos um pouco de chuva e você pode ficar doente se não se secar. - Jimin faz um bico. - Não quero meu Nochu dodói.

- Pode deixar, amor. - Deu um selinho no ruivo, que corou fortemente. Jungkook saiu da cozinha e Junmi guiou Jimin até o balcão do cômodo. O ômega se sentou em um dos bancos ali e apoiou o rosto na mão.

- Quer beber ou comer algo, Jimin?

- Não, obrigado! Eu acabei de comer algumas coisas no parque.

- Tudo bem, então! - Sorriu gentil, se sentando em um dos bancos, de frente para o mais novo. - Meu garoto te ama muito, sabia? Eu vi como ele sofreu quando aquela garota aprontou com vocês e você não confiava mais nele.

- Eu fui um pouco egoísta em não escutá-lo, não fui? - Questiona, batucando os dedos sobre a pedra lisa do balcão da cozinha. JunMi assente, suspirando. Jimin desviou o olhar direto para o chão, mordendo o lábio. - Eu queria saber o motivo da "traição" mas eu tinha tanto, tanto medo de ouvir algo ruim que eu não quis perguntar. Eu já fui traído, sabe, dona Junmi?

- Já? - Perguntou em um arquejo. O garoto concordou, com os olhos cheios de lágrimas.

- O nome dele era Kidoh. Nós namoramos por aproximadamente dois anos, mas nunca passamos de beijos e preliminares e eu acho que esse foi o motivo.

"Um dia eu cheguei na escola e fui procurar o Kidoh. Eu o encontrei atrás das arquibancadas, mas ele não estava sozinho.

Estava com um garoto.

Eu me escondi atrás de uma pilastra e observei por mais um tempo.

Eu fiquei ainda mais surpreso e quebrado quando percebi o que estava acontecendo.

Eles estavam transando, em plena escola, e Kidoh ainda se dizia meu namorado.

Ao final de tudo, Kidoh o marcou. Marcou um ômega enquanto estava comigo."

- Jimin... Não precisa... - Junmi tentou consolar o genro postiço, mas o ruivo balançou a mão, como se dissesse estar bem.

- Eu quero pôr isso pra fora, eu só confio na senhora pra isso, mesmo a conhecendo tão pouco. - Soluçou, secando as lágrimas. - Eu fui atrás dele pra pedir as merecidas explicações, e ele jogou na minha cara o meu medo de perder a virgindade, disse que eu não era suficiente pra ele e que tudo o que eu não fiz, o novo ômega dele fazia. - Olhou pra cima, tentando segurar o choro. A beta se levantou e foi até a geladeira. Pegou um copo de água e o entregou para Jimin, que o bebeu de bom grado.

- Foi por isso que não perguntou à Jeongguk os motivos dele, certo? - Perguntou cautelosamente, vendo o menor assentir. Jogou seus cabelos escuros por cima do ombro e apoiou o rosto na mão, sorrindo. - Eu conheço esse menino desde que ele nasceu, e Jimin, eu tenho certeza de que ele nunca te trairia, a não ser que você fosse ameaçado ou algo assim. Isso porquê ele te ama, Park Jeon Jimin. - Sorriu, seu eye smile levando Jimin a sorrir também. - Confie nele.

- Eu confio agora. Sempre vou confiar. Eu o amo muito. - Respondeu, já mais calmo.

O alfa entrou na cozinha somente de calça de moletom, enquanto secava os cabelos com uma toalha de rosto.

- O que eu perdi?

- Nada de muito importante, Nochu hyung. - Esticou os braços, pedindo por um abraço. Jungkook envolveu o ômega em seus braços, e logo o beijou.

Junmi suspirou, olhando encantada para o casal.

- Vocês são tão lindos que eu tô apaixonada. Ai eu sou #1 KookMin stan.

Os dois riram e Jimin escondeu seu rosto na volta do pescoço de Jungkook, que piscou para mais velha.

- ChimChim, você estava chorando?

- Não, é impressão sua. Caiu um cisco no meu olho e eu lacrimejei. Só isso. - Mentiu, implorando com os olhos pra JunMi não contar nada. Jeon assentiu, desconfiado.

- Vamos ficar lá no meu quarto, uh? Podemos assistir um filme ou sei lá. - Sugeriu, fazendo carinho nos fios macios do mais novo, que ronronou baixo e apertou ainda mais o torso do alfa.

- Boa ideia.

- Não demorem, o jantar está quase pronto! - Gritou para que os dois a ouvissem, pois eles já subiam as escadas. Jungkook fez um joinha e puxou Jimin para dentro do quarto. 

Não muito tempo depois, um gemido alto foi ouvido, e era a voz de Jimin.

A-AH KOOKIE!

- Ai sério isso? Eu devia gravar os gemidos? Hm... - Pensa, com o dedo sobre os lábios. Por fim, balança a mão em negação, voltando para o fogão. - Acho que não.

JUNGKOOK!

- Senhor amado, isso são gemidos ou notas altas?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...