História Bsb. - Capítulo 5


Escrita por: ~

Visualizações 14
Palavras 1.471
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Maria Eduarda


Fanfic / Fanfiction Bsb. - Capítulo 5 - Maria Eduarda

 04:30h - 27 de Maio

A sala estava muito gelada, mas eu não me importava, eu precisava terminar aquela temporada de HIMYM, não ligo se tem aula no dia seguinte. Terminei todos os trabalhos enquanto assistia os episódios, e se a prova de matemática fosse só de Logaritmo, eu iria gabaritar. Recebia inúmeras mensagens no celular, mas eu ignorava, nada me desconcentraria mais, faltava apenas um episódio.

05:00h

O telefone vibra, e era Alice me mandando mensagem:

 

"Duda, me ajuda, eu acho que o Gabriel tá mentindo pra mim!"

Alice, eu sempre te avisei que esse cara é um problema, sério.

Eu vi umas mensagens estranhas com uma tal de Luísa"

"Conheço ela, não é boa peça também."

"Eu acho que eu estou exagerando um pouco, ele não seria capaz de
            me trair.. eu sempre fiz tudo que ele me pediu!
            Eu até emagreci alguns quilinhos..."

"Não acredito nisso Alice haha, enfim, vou deitar aqui, boa noite."

 

As vezes eu me irritava muito com ela por ser tão submissa. E eu não ligava muito também. Eu estava com um objetivo em mente quer era ficar com o menino ruivo que é amigo da Milena, Nícolas, não só eu, claro, não é todo dia que a gente vê um menino daqueles por aqui. Acho que a Milena já deve ter comentado de mim pra ele, isso alivia o meu desespero das aulas no sábado.

08:40h

Andando com Milena no intervalo, percebi que ela estava um pouco reservada e de poucas palavras.

-Lena, não vai me falar mesmo o que aconteceu? Tem a ver com o Caio? -Ela ainda assim não me respondeu. Já que ela não iria me falar, não insisti. E eu confesso, também não me importava muito. Nós paramos em um canto do corredor, e eu só queria falar de como eu queria ficar com o Nícolas e o quanto empolgada eu estava para a festa do Dog, Milena só me respondia o básico. Tédio. 

-Oi gente! -Ouvi uma voz masculina. Quando olhei para trás Nícolas estava acompanhado de algumas pessoas que eu reconhecia, mas não conhecia tanto assim. Abri o melhor sorriso que pude e dei um abraço nele, depois dei um oi básico para a  irmã dele, e algumas pessoas perto, tinha uma garota que era amiga da Milena, e um garoto novato.

-Você é a Maria Eduarda né? -Nícolas perguntou. -Você pode me dar seu número? -Por dentro estava gritando, mas por fora estava plena. 

-Pra você, com certeza! -Ele sorriu, e então eu coloquei meu número no celular dele. 

-Então, a gente se fala depois? -Ele perguntou. 

-Com certeza. -

-Milena? -A irmã dele disse. -Você tá bem? -

-Tô sim. -Ela disse.

-Não tá não. Depois eu quero falar com você, querendo ou não dessa vez. -Depois disso, ela puxou o restante do pessoal para voltar a andar, nada simpática essazinha. Virei para Milena entusiasmada, mas ela parecia desanimada. 

-Ai credo Milena, assim você vai afastar as pessoas com essa áurea. 

-Ah, desculpe... Vou pra minha sala. -Ela disse puxando a manga de seu casaco para cobrir as mãos. Virei de costas e fui para minha sala.

 

12:30h

Havia chegado em casa, meu pai mexia no celular, e meu irmão fazia os deveres da faculdade todo largado no chão, minha mãe fazia comida escutando raça negra.

-Cheguei papai! -Disse dando um beijo em sua bochecha. 

-Oi princesa! -Ele disse me devolvendo um beijo. Meu pai sempre pensa que eu sou sua princesinha intocável, eles são um pouco conservadores, então eles não fazem ideia de como eu realmente sou, acho que na cabeça dos meus pais eu ainda nem beijei. -Como foi a aula? 

-Foi ótima, respondi todas as perguntas da professora. -Mentira eu havia dormido na aula.

-Muito bem minha querida, agora vá descansar um pouco até a hora do almoço. -Assenti.

-Oi cabeçudo -Disse bagunçando os cabelos do meu irmão. Ele não me respondeu. Fui na direção do meu quarto colocar uma roupa mais confortável e não fazer nada o dia inteiro. Porém recebo uma mensagem em meu telefone. Cheia de esperanças, achando que é Nícolas, corro para ver quem é, e logo me desiludo. Era Alice.

"A gente pode ir no shopping hoje amiga?"

"Claro miga, eu posso chamar um pessoal?"

"Ah, pode sim! Vamos nos encontrar as 14?"

 

Vendo uma bela oportunidade, chamei Milena para ir comigo e chamar os amigos dela e claro o Nícolas principalmente, ela confirmou comigo, mas dei a condição de que se ela for, não ficar com aquela cara de ratazana triste. 

 

14:10h

Estávamos todos na estação reunidos, Alice estava agarrada com seu namorado Vinicius Gabriel. Ela estava com um short curto, e seus cabelos longos estavam superlisos, ela usava roupas coladas e seu rosto estava repleto de maquiagem.

-Amor, você engordou alguns quilinhos? -Ele perguntou.

-Na verdade, eu emagreci 2kg... -Ela disse pensativa

-Poderia pegar mais pesado nessa dieta, não acha minha linda? -

-Ah.. se você acha então...  -Patético. Nícolas estava junto de sua irmã, e dois garotos que eu só conhecia de vista.

-Oi gente! -Todos me cumprimentaram, e assim ficamos esperando o metrô chegar. -Quem são vocês dois? -Me referi aos garotos.

-Ah, eu sou o Bruno. -É até que ele é bonitinho.

-Lucas.- Sem graça alguma.

Não demorou muito para o metrô chegar, e logo sentamos nas cadeiras, fiquei na esperança que ele sentaria do meu lado, mas ele ficou do lado do tal do Lucas, enquanto eu fiquei ao lado do Bruno. No caminho, fui conversando só o básico com ele, e por fim comentei da festa do Dog depois da prova bimestral, ele até que era bom de conversa, nunca deixava o assunto morrer, mas também não era chato.

14:35h

Estávamos fora da estação e caminhando em direção ao shopping, e Nícolas não desgrudava daqueles amigos, eles não falavam tão alto então eu não podia me intrometer, eu tinha que ficar escutando Alice puxar o saco do seu namorado até chegar dentro do shopping. 

 

17:50h

No dia inteiro, havíamos comido churros, entrado nas lojas só para provar algumas roupas e ficar zoando no provador. Alice comprou roupas que o namorado havia escolhido pra ela, que parecia muito feliz, e até agora Nícolas ainda não havia desgrudado do Lucas e do Bruno, a irmã dele estava junto de Milena, elas parecem se divertir juntas... Tomei coragem e fui até Nícolas e os meninos, empurrei Lucas um pouco para o lado, pois ele estava no meu caminho. 

-Ah, Nícolas, nós podemos ir comprar um sorvete? 

-Eu ouvi sorvete? -A irmã do Nícolas chegou no meio de nós, bufei, ela era realmente insuportável

 

18:30h

Nós já estávamos totalmente satisfeitos, e por fim, o Lucas e a Cléo foram comprar livros junto do Nícolas e Bruno, Milena teve que ir em bora mais cedo por causa de alguns problemas que ela não quis nos falar, mas ela parecia transtornada. Eu Vini e Alice estávamos esperando no banco; percebi que enquanto Alice mexia no celular, Vini encarava outras garotas e sorria para elas. 

-Vou no banheiro amor. -Ele disse.

-Tá bom, vai lá meu bem. -Ela disse toda sonhadora. Ela estava com uma sacola de roupas em mãos.

-Alice, você é idiota? -Eu perguntei, ela fez cara de que nada entendia. -Você não tá vendo que ele ta encarando outras mina?

-Que? Duda você que maluca! Eu hein, ele só olha para elas pois são bonitas, se um dia eu ficar do jeitinho que ele quer, ele não vai mais fazer isso. -Revirei meus olhos e voltei a mexer no celular.

No fim das contas, os meninos voltaram da livraria satisfeitos, e Vini só voltou depois de 20 minutos, Alice agiu como se nada estivesse acontecendo, eu só vim pra cá hoje para tomar sorvete, provar roupas e não comprar, e tentar algo com Nícolas, porém não deu certo.

-Vamos passar em algum lugar fora daqui e.. -Vini fez um gesto de virote.

-Vamos!  -Eu disse.

-Eu já não posso, tenho que estar sóbrio para cumprir um compromisso. -Nícolas disse. Mas que merda, ele estava me evitando ou o que?

-Logo você Nícolas? -Vini disse. 

-Hoje, eu passo. Então, vamos? -Ele disse olhando pro Lucas e Bruno. -A gente racha o uber?

-Por mim, beleza. -Bruno disse. Nós nos despedimos e eles foram em bora.

 

20:00h

Cheguei em casa um pouco alterada, mas nada que desse pra perceber, depois que os meninos foram em bora, bebemos um pouco de cerveja, mas nada além disso e voltamos pra casa, não foi um dia tão animado, mas deu pra livrar do estresse da rotina da escola; semana que vem já iria começar os dias de prova, eu estava ansiosa pra festa do Dog. Não fui muito com a cara da Cléo, e aquele Lucas aparentemente é um daqueles nerds chatos.

Até que não foi tão ruim...

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...