História BTS - Chasing for love - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Mistério, Revelaçoes, Romance, Universo Alternativo
Exibições 36
Palavras 2.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpa a demora. Fiquei maratonando dorama perdi a noção do tempo.

Espero que gostem.

PS: Esse comeback foi um arraso, surtei muito.

Capítulo 7 - Palavras não ditas , atos demonstrados


Fanfic / Fanfiction BTS - Chasing for love - Capítulo 7 - Palavras não ditas , atos demonstrados

Casa da agencia 21:57 PM

Todos estavam reunidos na biblioteca quando Namjoon adentrou o lugar, sua presença exalando autoridade e respeito, no entanto algo incomodava o líder, ele olhou para seus companheiros em seguida dirigiu-se a sua mesa passando a mão no cabelo em sinal de frustração.

_ Algum problema Namjoon ? Questionou Jin.

_ Odeio burocracia. Respondeu cansado _Vamos aos relatórios primeiro.

_Bom eu Jimin estamos desconfiados de um aluno como te disse hoje mais cedo. Falou Hoseok.

_ Park  Hyung Sik  é um excelente atleta, jovem, parece ter exercido algum treinamento militar, apresenta aspectos anti-social, o que é estanho visto que atletas são sempre destaques em grupos sociais, sua personalidade fechada pode estar escondendo algum segredo. Explicou Jimin em seguida olhou pra Kook _ Além de um possível interesse ou desejo por nosso alvo.

_ Desejo ? Indagou o mais novo, ajustando a posição que estava sentado no sofá.

_ Ele a observava no jogo hoje . Relatou o professor de educação física.

_ Continuem com isso e vejam se a algo que o liga ao caso Angeli. Concluiu Namjoon aquele respeito e prosseguiu  _ E você JungKook, soube que ficou ocupado a tarde ?

_ Bom, acho que começamos a estabelecer uma certa confiança.  Informou o maknae _ Ela  não é fácil, mas eu gosto desafios. Sorriu em seguida continuou _ No entanto algo estranho aconteceu, ela recebeu uma rosa branca, não vi quem deixou, mas foi visível sua inquietação e a forma como ela segurou a flor foi... peculiar.

_Yoongi pode verificar os dados de floriculturas locais. Afirmou Taehyung _ Se bem que nem todo mundo usa cartão hoje em dia, se o pagamento foi em espécie não estará nos dados.

_ Nesse caso você se ocupa da pesquisa em campo, indo até as floriculturas . Rebateu Namjoon a Taehyung .

_ Aishiii ok. Respondeu o mais novo.

_ Comigo nada que saltasse ao radar. Disse Jin se antecipando , mas segurando seu presente daquela tarde.

O líder então se levantou .

_ Amigos eu me ausentarei um tempo da Coréia. Olhares surpresos tomaram conta da sala _ A divisão internacional quer acesso ao caso e teremos que negociar os aspectos da investigação. Ele saiu da trás de sua mesa e se aproximou de seus companheiros _ Amanhã cedo eu e a diretora Kang estaremos partindo para Paris.

_ O que !? Levantou-se Yoongi saindo de sua posição deitado no sofá e manifestando se pela primeira vez  naquela noite.

_ Será rápido Yoongi , apenas pendências burocráticas. Informou Namjoon.

_ Eu sei, mas... A frase parou no ar, e um Yoongi tenso surgiu _ Já que a reunião acabou eu preciso resolver um assunto. O loiro saiu rápido, um humor carregado que consumia a atmosfera.

_ O que deu nele ? Disse Jungkook.

_ Vai saber o que se ocorre na cabeça desse maluco. Intercedeu Taehyung.

_ Bom, como Yoongi disse a reunião acabou, estão dispensados. Falou Namjoon se retirando e então tendo o exemplo seguido pelos cinco pares de olhos.

22:33 Rua vazia , andando de carro.

_ Alô, precisamos nos encontrar agora... Sim eu sei que horas são... Droga mulher, apenas descida na sua casa ou no Bellagio ? Isso mesmo, estarei lá em quinze minutos.

Yoongi chegou ao hotel antes do tempo estimado, a pressa para esse encontro queimando em sua pele. Ele sempre fora um homem relachado, discreto, quieto e controlado, sempre com um olhar desligado, no entanto seu sangue agora estava quente, sua cabeça viajando em pensamentos confusos, não era ele mesmo , mas, sim a raiva. Ele entrou na recepção e a recepcionista lhe entregou as chaves do quarto.

Minutos mais tarde a porta da suite se abre e a estrutura de uma bela mulher aparece, os cabelos negros e longos emoldurando o rosto, uma blusa vermelha no modelo 3/4, saia lapis preta e saltos matadores, a maquiagem era leve , mas a face em desagrado.

— Yoongi . Ela disse fechando a porta atrás de si.

— Diretora Kang. Falou ele frio.

— Por que esta me chamando assim ? Questionou ela em confusão.

 — Eu vou te perguntar uma vez e eu quero que seja sincera comigo , você  vai para Paris com Namjoon ?

— Sim, estaremos partindo amanhã pela manhã. Respondeu a mulher.

— Droga baby. Ele passou a mão nos cabelos — E você pretendia me contar ?

— É apenas burocracia.  Afirmou Kang .

—Nào é apenas burocracia pra mim. Ele se aproximou de onde ela estava e a segurou pelos ombros — Foi em Paris que nós começamos tudo, que nos encontramos um no outro, me diga vocês ficaram no mesmo hotel que nós... A frase morreu no ar, mas , não precisou chegar ao fim , pois o silêncio da mulher foi resposta suficiente — Você sabe ..Você entende como é isso pra mim ?

— Yoongi você esta me ofendendo. Disse a diretora indignada e ele se afastou sentando na cama frustrado, as mãos mais uma vez bagunçando o cabelo loiro.

— Eu jamais te ofenderia sweetie , mas , me entenda, você estará longe de mim, onde nossa história começou, com alguém que é um irmão pra mim, mas que acima de tudo é homem e não sabe nada sobre nós dois. 

Ela olhou naqueles olhos, a sinceridade com a qual falava, por ser mais velha Kang So-Ra        sempre se perguntara se fizera certo em começar um relacionamento com alguém mais jovem, como era o caso com Min Yoongi, estavam juntos a seis meses já e apesar da diferença ele sempre fora um perfeito amante, ela o achava um tanto menino , mas hoje vira o homem, ao vislumbrar seus medos e inseguranças lhe fez vez o quão humano e honesto era ele para com seus próprios sentimentos.

— Você esta com ciúmes Min ? Indagou ela se aproximando  e sentando ao lado dele.

—   O pensamento de você com outro me enlouquece. Respondeu ele e se virou segurando as mãos dela e olhando aqueles olhos brilhantes — Quando eu te vejo sorrir eu quero ser o motivo por trás desse sorriso, quando você ri eu sinto como se fosse minha música favorita, quando eu olho nos seus olhos sinto como se pudesse conquistar o mundo,  a idéia de te perder não é uma opção Kang.         .

Ela não podia crer no que acabara de escutar , So-Ra  já fora casada, era uma mulher crescida , mas ouvir aquela declaração era demais, nunca se sentira sobre alguém, a postura de Yoongi não é de alguem que diz "Eu te amo" , mas de alguem que te faz sentir isso em cada gesto, cada toque, ouvi-lo verbalizar aquilo foi surpreendente.

 — Te perder também não é uma opção  pra mim . Ela da um aperto na mão dele — Nada vai acontecer em Paris, confie em mim querido, você é único eu jamais faria algo que pudesse em circustancia alguma te ferir...

 Antes que ela pudesse prosseguir sua boca é capturada pela do loiro, os labios macios e quentes contra os dela, um beijo faminto, com posse e desejo, com uma  mão ele segurou a nuca dela enquanto a outra se posicionou em seu rosto, ela gemeu na medida que ele controlava o ato duro e quente, as línguas numa dança sensual, explorando um ao outro.

— Yoongi ... Ela suspirava sem folego , quando finalmente se separaram — Eu preciso ir.

— Mais tarde eu te deixo em casa. Ele disse e voltou o ataque ao labios dela "Você pode até partir amanhã mais hoje eu preciso de você, preciso desse contato, de você perto de mim" pensou o mais novo.

Ele a deitou sobre os lençóis , seu corpo sob o dela,os olhos fascinados pela bela mulher, ela tinha as faces coradas e os lábios inchados belos beijos dele, os olhos inflamados com fome e desejo, ele sorrio, adorava o modo como o corpo dela reagia a ele. Erguendo-se um pouco jogou a jaqueta com desdém no chão e tirou a camisa , ela se remexeu estendendo a mão para tocar o torço dele, as unhas acariciando levemente a pele exposta.

_ Calma baby. Disse ele retirando a mão e segurando ambos os pulsos a rendendo e avançou no pescoço dela, So-Ra virou a cabeça lhe permitindo mais acesso, e suspirando ao sentir aquela boca sob sua pele, ele então sussurrou _ Essa noite você é minha, e eu quero que cada parte sua que tenho direito. Yoongi então começa a desabotoar a blusa dela, botão por botão, assim que se livrou da peça, passou para a saia abrindo o zíper lateral e jogando a á pilha no chão.

Logo ela estava completamente exposta, numa lingeri verde oceano e saltos.

_ Os saltos ficam. Ele disse malicioso _ Pode me acusar de tarado, mas você fica deliciosa neles. Ele abriu as pernas dela e começou a acariciar as panturilhas, a boca beijando a parte interna das coxas até chegar a calcinha, ele inala profundamente _ Adoro seu perfume, tão pronta pra mim. Ele tira a peça inferior e ela arqueia as costas ao sentir dois dedos lhe acariciarem _  Perfeita e molhada. Disse Yoongi e capturou a boca de Kang na sua, ao mesmo tempo que penetrou os dois dedos. O ritmo começou lento, o beijo tomando o mesmo passo que o toque, tudo muito torturante e prazeroso; em seguida com a mão livre desfez-se do sutiã e começou a massagear os seios.

_ Yoongi... Ela suspirava enquanto arfava _ Eu preciso... Ele sugou um mamilo boca e ela perdeu toda linha de raciocínio, absorvida pela sensação daquela boca quente em sua pele.

_ Do que você precisa baby ? Falou o mais novo fingindo inocência e em seguida abocanhou o outro seio.

_ V-você ... eu.. eu preciso de você Yoongi. Ele adorava leva-la até a borda e provoca-la, este também era o seu jeito de marca-la , fazer com que ela se lembre dele, que ela era dele e ele completamente dela.

Yoongi então acelerou o ritmo dos dedos e fazendo gemer e suspirar em sua boca.

_ De tudo pra mim sweetie . Disse ele e ela gozou, rápido o loiro de desfez de sua calça e boxer e voltou a se posicionar em cima dela , antes que        pudesse demonstrar qualquer reação ele começou a estoca-la, se antes ele foi doce agora o jovem mostrava o lado selvagem, ele segurou os cabelos dela e a trouxe num beijo faminto. Ela gemia consumida por ele, os olhos dele após de afastarem era pura admiração.

_ Você. É. Minha. Afirmou ele e acelerou o ritmo os levando até o clímax, ambos os corpos sentindo os tremores e estase.

Quando as respirações se regularam e eles se encontraram testa a testa , ela lhe deu um beijo singelo nos lábios.

_ E você é meu . Ela sorri.

_ Sim, eu sou seu. Responde ele e retribui o sorriso.

A noite é longa , vivaz e dos amantes.

 

Na manhã seguinte Kook e Jin se levantam para o colégio e estranham ao notar a cama intocada de Yoongi , ambos trocam um olhar em seguida Jin diz :

_ Melhor nem perguntar.

Ambos descem e encontram o amigo dormindo no sofá da sala ainda com as roupas da noite anterior. Se dirigem então pra cozinha, onde Hoseok havia preparado o café, e Taehyung tomava um chá com leite.

_ Bom dia . Disse Kook ao tomar seu lugar a mesa _ Nossa parece mais vazio aqui né.

_ Sim . Diz Hoseok e se senta _ Namjoon já saiu pro aeroporto, Yoongi tá desmaido, em coma ou morto no sofá e Jimin saiu mais cedo para checar nosso suspeito.

_ Ele desconfia de algo ? Questiona Jin .

_ Não sei, mas é o Jimin, nunca vi ninguém que conseguisse ler melhor os gestos de alguém que ele, se ele planeja algo só nos resta esperar pra ver. Esclareceu Hoseok.

_ Bem eu não tenho tempo a esperar, preciso acordar a bela adormecida ali para vermos sobre a floricultura que enviou a rosa branca. Fala Taehyung referindo se a Yoongi e todos riem.

Sono assim como amizade não tem preço.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

O que será que espera Namjoon e So - Ra em Paris ? Qual o plano de Jimin ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...