História Second Grade - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 247
Palavras 3.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem! ♥
Boa leitura amores! ♥

Capítulo 14 - Weekend


Fanfic / Fanfiction Second Grade - Capítulo 14 - Weekend

Fui acordada na manhã seguinte de uma maneira nada gentil pelo meu irmão. Que ficou me balançando até eu acordar. Eu não queria sair da cama, ainda estava com sono.

 

— Hey! Filhote de cruz credo! Acorda!

— Estou com sono.   ~Cobri meu rosto com o cobertor~

— Eu também estou com sono, mas temos que ir pra casa do Yoongi, esqueceu?

— Tá, eu já vou levantar.

— Mentira, você vai dormir de novo.   ~Ele ficava me balançando sem parar~

— Eu vou levantar, é sério.

— Eu não vou cair nessa conversa, de novo não.

— Aff ¬¬ Você é muito chato!   ~Falei brava e tirei a coberta do meu rosto~

— Eu também amo muito você.   ~Me deu um beijo na testa~

 

Eu me levantei da cama e já senti aquele peso, uma dor de cabeça horrível. Parecia que eu estava com cinco tijolos na cabeça. Eu fiquei sentada por alguns minutos, depois desci as escadas pra tomar um remédio pra aliviar aquela dor.

 

— Kookie!

— Que foi?

— Cadê meu remédio?

— Tá aqui.   ~Me entregou~   Você está bem?

— Parece que eu estou com dois tijolos no lugar do cérebro.

— Isso é o que dar encher a cara.

— E quem é você pra falar alguma coisa? O sujo falando do mal lavado.

— Mas eu já sou acostumado, você não.

— Eu quero apenas que essa dor de cabeça passe.

— Vai passar, mas vai demorar um pouquinho.

— Avisou a mamãe sobre passarmos o fim de semana fora?

— Avisei. Ela deixou até irmos com o carro.

— Sério? '-' Milagres acontecem mesmo.

— Mas ela só deixou por sua causa, se fosse só pra eu ir ela não deixaria.

— Eu sei. E de nada tá? Agora eu vou tomar banho.

 

Tomei meu remédio e subi pro meu quarto. Quem sabe um bom banho não faça aquela dor passar, ou pelo menos, amenizar. Eu entrei no banho e até pareceu que eu tinha morrido lá dentro. Só depois de muito tempo eu lembrei que tinha vida e sai do banho. Meditei um pouco na frente do guarda roupa sobre que roupa vestir, e escolhi uma roupa simples, mas que eu gostava muito (Notas finais). Não estava com muita paciência de me arrumar, portanto, só penteei o cabelo, passei um pó no rosto e um batom de leve. Fui separar algumas roupas pra vestir lá, já que ia passar o fim de semana fora. Eu coloquei as roupas em uma pequena mala que eu tinha para casos como esse, que não precisava de muita roupa. Coloquei mais algumas coisas pessoais e necessárias e estava pronta. Desci com a mala lá pra baixo e meu irmão já estava pronto, só estava esperando por mim. Ele foi levar minha mala pro carro enquanto eu tomava café. Não demorei pra comer e logo podemos ir embora.

 

[...]

 

Depois de uma eternidade, pois o trânsito não colaborou muito, nós finalmente chegamos. A casa era enorme! Eu provavelmente ficaria perdida numa casa como essa. Kookie estacionou o carro e logo descemos. Yoongi ouviu nossa chegada e veio nos receber.

 

— Finalmente!   ~Falou Yoongi comemorando~

— Demoramos muito?   ~Perguntou Kookie~

— Sim.

— O trânsito estava horrível.   ~Falei frustrada~

— Entendo.

— Mas se não fosse por uma certa moça bonita, poderíamos ter chegado mais cedo.   ~Disse Kookie~

— Olha, eu estava com sono. Nem dormi direito. Os meninos já chegaram?

— Namjoon e Jimin. Os outros estão chegando.

— Bom, pelo menos não fomos os últimos.   ~Falou Kookie~

— Vou mostrar o quarto de vocês.

— Vai ter um quarto pra todo mundo?   ~Eu perguntei~

— Pra você sim. Nós vamos dormir em duplas e trios.

— Que chique!   ~Eu falei me sentindo a rainha da Coca-Cola~

— Mas é só porque você é garota.   ~Disse Yoongi~

 

Entramos dentro da casa, e a sala era enorme. Se a sala já é assim, quero nem pensar no restante da casa. Namjoon e Jimin já estavam jogando vídeo game e comendo porcarias. Como sempre.

 

— E esse vício hein?

— Fica caladinha, que você também é.   ~Disse Jimin~

— É Assassin’s Creed?

— Sim. Eu que trouxe de casa.   ~Respondeu Namjoon~

— Então, eu quero jogar!

— Espere a sua vez!   ~Disse Jimin~

— Aff ¬¬   ~Reclamei~

 

Eu fiquei esperando aqueles merdinhas me entregarem o controle, mas fui trolada, eles não me deixaram jogar. Pedi a Yoongi para me mostrar onde vou dormir, ele fez isso. Eu amei o quarto, tinha uma varanda que dava a vista completa da enorme piscina da casa dele.

 

— Que quarto lindo!   ~Eu falei abobada~

— Obrigado. Eu que mandei fazer assim.

— Sério? *o*   Yoongi arquiteto é?

— Não exatamente.   ~Riu~   Eu achei que ficaria legal.

— E você tinha razão. Ficou perfeito!

— Por isso quis que ficasse com esse.

— Tem certeza que eu não preciso dividir o quarto com ninguém?

— Tenho, pode ficar tranquila. Até porque a gente não dorme mesmo.

— É, eu fui inventar de ir na onda de vocês e acordei com uma enorme dor de cabeça.

— Ah! Depois você se acostuma. Iniciante é assim mesmo.

— Que iniciante o que! Tá louco? Eu não quero entrar nessa vida não.

— Para de reclamar nas consequências, pense nas coisas boas. Você divertiu!

— Até que você tem razão. Foi engraçado ver vocês dançando Lady Gaga.   ~Falei rindo~

— Por favor, não me obrigue a isso de novo, eu imploro!   ~Ele falou rindo também~

— A culpa foi do Hobi, eu não estava a fim de dançar.

— Eu vou castigar ele depois. Tá a fim de cair na água?

— Agora não. Daqui a pouco eu vou.

— Hobi disse que você vai ficar responsável pela nossa alimentação.

— E desde quando eu virei empregada? Olha, eu não sou cozinheira não!

— Mas sabe cozinhar. Antes você do que eu, eu fiz a cozinha pegar fogo uma vez.

— Bultaoreune!

 

Rimos e eu fiquei conversando com Yoongi durante um bom tempo, até depois aparecerem uns seres sem camisa atrapalhando a conversa e se jogando em cima de mim. Eles estavam indo pra piscina, e ficaram me infernizando pra ir e eu disse que queria descansar, depois eu ia. Eles concordaram, e me deixaram em paz. Eu me aconcheguei naquela cama fofinha, e como estava com dor de cabeça e com muito sono, acabei dormindo.

 

[...]

 

Fui me despertando aos poucos, sentindo alguém mexendo no meu cabelo. E estava tão bom, nem abri os olhos pra ver quem estava me fazendo aquele cafuné maravilhoso.

 

— Desse jeito eu vou querer dormir pra sempre.

— Te acordei?    ~Falou, e eu sorri reconhecendo aquela voz grossa. Era o Tae~

— Não, até queria ainda estar dormindo. Seu cafuné é bom.

— Você é linda dormindo.   ~Sorriu~

— E você é muito fofo!    ~Me sentei na cama e dei um abraço e um selinho nele~   Mas você veio fazer o que aqui?

— Eu vim na intenção de te chamar pra ir pra piscina, mas não consegui cumprir a missão.

— Mas agora eu já acordei. Daqui a pouco eu desço. Tá todo mundo lá em baixo?

— Sim. E tem outras garotas também, acho que são amigas do Yoongi.

— Serio? Que bom! Pelo menos eu não vou ser a única menina aqui.

 

Eu dei outro selinho nele e fui trocar de roupa. Ainda bem que eu lembrei de colocar um biquíni na mala. Eu vesti um biquíni preto que eu amava, ele tinha umas tirinhas laterais (Notas finais). Eu coloquei meu biquíni e fui pra piscina. Chegando lá os meninos me olharam e ficaram boquiabertos. Eu corei na hora.

 

— Vocês querem parar?   ~Eu estava parecendo um tomate~

— Que isso hein!    ~Falou Namjoon~

— E eu te achava gostosa só de uniforme.   ~Falou Hobi~

— Dá pra parar?

— Tá com tudo em cima!   ~Falou Jin~

— Eu disse pra parar!

— Tem certeza que não quer me dar uma chance? Você não vai se arrepender!   ~Disse Jimin~

— Parem com isso!

— Parem com isso, ela tá ficando constrangida.   ~Pediu Kookie~   

— Você está linda!   ~Disse Tae, e eu corei mais ainda~

— Obrigada! *-* Agora fechem as bocas que a baba tá escorrendo.

 

Eu entrei na piscina, e tinhas outras garotas lá, não dei muito atenção. Era uma pra cada um, eu acho, não sei. Vai que rola uma suruba louca, que é bem capaz. Elas me olharam feio, porém, fiz o que faço sempre: Liguei o botão do Foda-se. Eu fiquei com o Tae, já que os meninos estavam dando atenção para os petiscos deles de hoje.

 

— Eu quase enfartei com você nesse biquíni.   ~Falou Tae~

— Não fala besteira!   ~Fiquei vermelha~

— As outras garotas te fuzilaram com o olhar.

— Eu não estou nem aí pra essas vadias que eles arrumam.

— Eu queria te falar uma coisa.

— O que?

— Já sei de um lugar pra gente sair.   ~Ele disse enquanto acariciava meu rosto~

— Serio? *-* E que lugar é esse?

— É um lugar calmo, eu percebi que você não gosta de lugares movimentados e barulhentos.

— Você percebeu muita coisa de mim em tão pouco tempo.

— Eu gosto de prestar atenção nos detalhes.

— Mas eu não percebi nada vindo de você.

— Serio? Eu posso contar se quiser.

— Eu só sei que você é um garoto muito lindo, tem um sorriso quadrado perfeito, e que sabe tratar uma garota como ela merece. Consegue ser fofo e um pouco pervertido ao mesmo tempo. Não gosta de chamar muita atenção, mas ama quando recebe total atenção de quem gosta. Você é bem tímido e fica vermelho com facilidade. Tem um olhar encantador, um abraço confortante e protetor e... Um dos melhores beijos.   ~Sorri~

— Assim você me emociona.   ~Ele sorriu ficando corado~

— Mas é a verdade.   ~Dei um beijo nele~   E eu quero te perguntar uma coisa.

— O que?

— O que minha mãe falou pra você aquele dia.

— Ah sim!   ~Ele sorriu~   Ela me agradeceu, e disse que queria me ter como genro.

— A minha mãe disse isso?   ~Perguntei surpresa~

— Disse. Porque a surpresa?

— Porque ela queria me ver o mais longe possível de garotos.

— Parece que não deu muito certo né?   ~Se referiu aos meninos~

— Tirando o Yoongi. Os outros ela tem uma grande carinho. Eles me ajudaram muito, e continuam me ajudando até hoje, apesar de viverem me infernizando.

— O que aconteceu com vocês dois?

— É uma longa história...

— Não tem problema, eu gosto de histórias.   ~Ele sorriu, prestando bastante atenção em mim~

— Tudo bem, já que insiste...

 

 

~[ Flashback On ]~

 

Eu tinha acabado de chegar em casa, tinha marcado de sair com o Yoongi. Ele tinha acabado de chegar de viagem da casa dos tios dele. Então subi rápido pro meu quarto e tomei um bom banho e sai pra vestir a melhor roupa que eu tinha. Ele disse que me levaria para jantar fora. Eu fiquei empolgada pra ir, já que a gente não tinha muitas oportunidades de sair juntos para algum lugar. Eu me arrumei da melhor forma que consegui e desci as escadas, recebi elogios do meu irmão.

 

— Toda arrumada... Vai pra onde?

— Sair com meu namorado.   ~Eu respondi toda feliz~

— Ele já chegou?

— Sim, e disse que íamos jantar fora.

— Que ótimo! Você precisa mesmo sair de casa um pouco.

— Eu sei. É que eu nunca tive um motivo, agora eu tenho.

 

Eu conversei com meu irmão até o Yoongi chegar o que estava demorando muito. Ele tinha marcado de sair as 19h30min e já eram 22h00min e ele não tinha dado as caras. Meu irmão já tinha subido pra ir dormir ou foi pra jogar vídeo game. Enfim, eu esperei, esperei. Deu 23h30min e nada. Eu estava muito triste e queria chorar. Ele me deu um bolo? Poxa! Mas eu soube pela mãe dele que ele tinha adoecido enquanto esteve lá, e ele pode ter piorado. Então, resolvi tirar essa situação a limpo. Como? Indo na casa dele.

Eu saí de casa e tranquei a porta, mesmo que a casa dele não seja tão longe. Eu estava andando normalmente, até que no caminho, um pouco antes de chegar na casa dele, eu escuto uma barulheira. Parecia ser... Uma festa? O pior era que realmente era. E era na casa do Yoongi. “E eu pensando que ele podia estar doente” Pensei, já estava ficando com raiva e com medo do que ele poderia estar fazendo. Mil coisas começaram a passas pela minha cabeça. Eu ia entrar na casa, mas o segurança na porta me impediu.

 

— Você não pode entrar.   ~Ele falou super ignorante~

— Porque não?

— Não foi convidada.

— Eu não preciso de convite.

— E quem é você? A prefeita da cidade?   ~Ele perguntou debochando~

— Sou a namorada do dono da festa. E eu estou completamente furiosa com ele, e quero mata-lo! E posso ficar assim com você também. E eu não estou a fim de fazer dois funerais!   ~Falei com todo ódio do mundo~  Vai me deixar passar agora? Ou eu preciso mesmo ser prefeita da cidade pra isso?

— Pode entrar. E desculpe.

— Desculpas aceitas.

 

Eu entrei pisando duro de tanta raiva que eu estava, eu nem conseguia descrever. O pior é que todo mundo foi convidado, menos eu. Além do bolo que ele me deu, ele não me queria por perto de jeito nenhum, e eu só queria saber o por que. Eu passei reto pelas pessoas, que me olharam e eu só não mandei se fuder porque eu queria descontar todo o meu ódio naquele momento no Yoongi. Eu subi as escadas para o quarto dele, pois eu sabia que ele estava por lá. Mas alguém que descia as escadas me impediu de seguir meu rumo.

 

— Jiyoon, você não pode subir!

— Tuan, larga o meu braço!   ~Fui rude~

— É sério, você não vai gostar do que vai ver.

— Eu já não gostei de muita coisa que vi aqui.

— Por favor! Não entre...  ~Ele me olhou com pena~   Você vai se machucar.

— Então, pode chamar a ambulância. Mas não pra mim, pro Yoongi.

 

Ele me olhou assustado e soltou meu braço. Eu continuei subindo as escadas, e andei bem devagar. Eu já pude escutar sons que aumentaram ainda mais a minha raiva. Eu não aguentei mais esperar, e em apenas um movimento eu abri a porta do quarto dele, e me deparei com a pior cena que eu poderia imaginar. Yoongi estava com outras duas garotas, fazendo você sabe o que. Quando me viu entrando, ele parou de fazer o que estava fazendo e me olhou completamente assustado e ficou ainda mais pálido do que já é.

 

— Jiyoon?   ~Ele falou em choque~

— Cachorro!   ~Falei essa palavra com o maior ódio do mundo~

 

Eu queria muito chorar, mas deixei minha raiva tomar conta de mim. Me preencher. E eu peguei no cabelo daquelas duas vadias que estavam com ele e coloquei pra fora. Nuas mesmo. Que eu saiba vadia não gosta de usar roupa. Depois de botar as cadelas pra fora, eu fechei a porta e era a hora do cachorro pagar pelo que fez.

 

— Jiyoon, eu sei que você está com raiva. Mas me dá uma chance de explicar.

— Eu não preciso de explicação. Vai dizer o que Yoongi? Que foi acidente? Você é cachorro!

— Eu sei que o que você viu, mas deixa eu te explicar.

— CALA A BOCA! Eu já disse que não quero explicações.

 

Eu vi algumas garrafas de vidro de Vodka e outras bebidas, e comecei a jogar nele. Não estava pouco me importando se acertasse. Até porque ele sabia desviar. E eu queria naquele momento descontar toda a minha raiva nele. Como ele estava sem roupa nenhuma, eu peguei o cinto da calça dele que estava jogada no chão, e bati com força na minha mão.

 

— JIYOON! PARA COM ISSO! DEIXA EU EXPLICAR!

— EU JÁ NÃO MANDEI VOCÊ CALAR A PORRA DA BOCA?

 

Eu nunca tinha sentido tanta raiva. Ele ficava correndo pelo quarto, tentando escapar mas eu o acertava com uma cintada que ele nunca tinha levado na vida. Mas como ele era mais forte ele consegui tirar o sinto das minhas mãos e as segurou com força me impossibilitando de bater nele. Mas eu ainda tinha a boca, então, eu cuspi na cara dele.

 

— Cachorro!

— Me chame do que quiser. Mas me escute!

— EU NÃO QUERO ESCUTAR! O que eu te fiz Yoongi?   ~Eu não consegui segurar o choro~   O QUE EU TE FIZ? SEU IDIOTA! VOCÊ NÃO VALE NADA!

— Para Jiyoon! Me desculpe!

— DESCULPAR? COMO VOCÊ OUSA ME PEDIR ISSO? Você é um miserável!

— Sou, sou mesmo. Me desculpa!   ~Ele ficou triste~

— O que eu fiz de errado pra você fazer isso?

— Nada. Você não fez nada, eu que sou idiota mesmo. Você sempre foi uma namorada incrível, a melhor que alguém poderia ter... Me desculpa?   ~Lágrimas começaram a cair dos olhos dele~

— SAI DE PERTO DE MIM!   ~Empurrei ele~   Tenho nojo de você, NOJO!

— Me perdoa!

— Eu fiz algo errado sim, fiz algo muito errado!

— Não, não fez. Você não fez nada de errado. Me desculpe!   ~Ele implorava~

— Eu fiz Yoongi...

— O que você fez que eu não sei?

— Eu confiei em você. Eu te amei Yoongi! Com todas as minhas forças. Eu deixei de lado orgulho, deixei quase tudo que eu era pra tentar uma vida com você! Eu fiquei do seu lado quando todos estavam contra você, eu cuidei de você. Eu tentei ser o mais amiga possível. Eu te amei, muito... E você jogou tudo isso fora por... Nada! Porque aquelas garotas não valem nada. Eu quero ver se elas vão fazer por você tudo que eu fiz. Eu nunca mais quero olhar pra tua cara! Foi essa a coisa errada que fiz!

 

Eu limpei as lágrimas do meu rosto, e fui embora dali. Não queria ficar ali nem mais um minuto. Ele ainda tentou me impedir, mas eu o empurrei pra longe e sai daquela casa correndo, aos prantos.

 

~[ FlashBack Off ]~

 

 

— Caramba... Eu sinto muito!   ~Ele ficou muito triste~

— Não sinta. Ele apenas, encontrou algo melhor.   ~Sorri de lado~

— Melhor que você? Nem eu encontrei, imagina ele. Tanto que te quer de volta.

— Ele vai apenas ficar querendo. Eu ainda falei com ele, ele disse que não foi a primeira vez que me traiu, já tinha me traído outras vezes. E eu burra confiava nele.

— Mas a surra que você deu nele, eu gostaria de ter presenciado.   ~Ele riu, me fazendo rir também~

— É, foi o mínimo. Eu estava com muita raiva.

— Mas chega de falar no Yoongi.

— Quer fazer o que?   ~Coloquei meus braços em volta do pescoço dele~

— Te beijar.   ~Ele colocou as mãos dele na minha cintura e apertou forte~

— Gostei da ideia!   ~Sorri~

 

Eu fiquei lá beijando ele que nem vi que as horas se passaram tão rápido, do nada escureceu. E as outras garotas foram embora. Saímos da piscina com as peles parecendo um maracujá. E fomos pra dentro de casa, estava fazendo um friozinho muito bom. Hobi teve uma ideia de fazer um tipo de “Luau” perto da piscina. Fazermos uma fogueira e cantarmos em volta dela. Eu amei a ideia! Pera '-' Eles cantam? '-' Por essa eu não esperava!


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...