História Second Grade - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 104
Palavras 5.472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEI *O*
Espero que gostem, fiz com carinho ^^
Ainda estou sem NET, por isso estou demorando pra postar.
Vou colocar a foto de todos os presentes nas notas finais OK?!
Perdoem qualquer erro </3
Boa leitura <3

Capítulo 40 - Happy Birthday To Me!


Fanfic / Fanfiction Second Grade - Capítulo 40 - Happy Birthday To Me!

Acordei me sentindo tão bem... Será que é porque é meu aniversário? Acho que não, eu nunca fico feliz no dia do meu aniversário. Talvez seja só mais um dos milagres divinos sobre mim. Eu fiquei encarando o teto durante um tempo, até finalmente conseguir vencer a minha preguiça que a cada dia que passa, eu sinto que ela está mais apaixonada por mim. Eu fui ao banheiro, fiz minha higienes e tomei um banho que durou anos. Saí do banho e fui escolher uma roupa. Meditei bastante sentada na cama sobre que roupa escolher. Depois de centenas de anos, eu escolhi uma e vesti. Penteei meu cabelo e fiz uma maquiagem mais caprichada, passei um perfume doce e estava pronta. Eu fui sair do quarto, mas assim que abri a porta eu levei um pequeno susto. Na verdade, eu fiquei surpresa. Na porta do meu quarto estava uma cesta. A cesta tinha muitos doces, bombons e essas coisas. E tinha um ursinho de pelúcia do Batman extremamente fofo. Eu sorri ao ver a cesta e a peguei. Levei até a minha cama e a abri. Abracei aquele ursinho muito fofo, sempre quis ter um Batman de Pelúcia. Além do ursinho, tinha também uma HQ, também era do Batman. Espera! Foi a mesma HQ que eu apostei com... Jungkook! Então foi ele o responsável por isso? Esse era o meu presente. Eu abri a minha HQ e acabou caindo um bilhete. Nele estava escrito:

 

 

“Olha só quem é a mais nova idosa. Quem diria né? Você se tornou uma Noona. Bom, eu não sou sentimental e você sabe disso, acho que você vai entender se isso não for fofo. Eu apenas desejo tudo de melhor pra você irmãzinha. Você já me ajudou muito, principalmente nas horas que eu menos mereci. Serei eternamente grato. Eu te amo, entendeu? Nunca mais duvide disso. Eu não consigo ser totalmente das trevas, porque você é minha luz. Obrigado por tudo! Por sempre estar ao meu lado e por ser a irmã que sempre quis ter.”

 

—  Jungkook

 

 

Eu chorei, admito. Não consegui me controlar. Eu não esperava isso dele, mas nem cheguei a pensar nessa possibilidade. Foi o presente mais fofo que o meu irmão pensou em me dar, eu nem preciso dizer que amei né? Já está muito na cara. Meu irmão era uma rocha, não falava eu te amo pra praticamente ninguém, mas ele falou pra mim... Com certeza foi verdadeiro. Eu o amo tanto... Melhor irmão do mundo!

Aproveitei que a cesta estava aberta e comi alguns docinhos. Se eu pegar diabete, você já sabe quem vai ser o culpado. Eu coloquei a cesta bem no meio da minha cama, ela ficou bem arrumadinha no centro. Eu saí do meu quarto e desci as escadas, tendo outra surpresa no caminho. No fim da escada tinha um urso de pelúcia ENORME! Eu não consegui conter o meu grito de alegria. Desci as escadas correndo e abracei aquele urso com toda a minha força. “Até um urso de pelúcia é maior que eu” pensei. Mas esse realmente era grandão. Eu só fiquei imaginando quem poderia ter me dado aquele urso. Mas eu não fazia ideia de quem foi, podia ser qualquer um deles. Mas na orelha do urso tinha um bilhete. Quem será que teria me dado esse urso? Vamos descobrir.

 

 

“Eu queria te fazer se sentir menor do que já é, Hahaha! Mas você só é pequena no tamanho né? Porque seu amor é um dos maiores que já vi. Tenho orgulho de ser seu melhor amigo e você faz de tudo para que eu me sinta especial pra você. Hoje em dia as pessoas não reparam nisso, coisas tão simples passam a ser esquecidas. Mas você é diferente, coisas simples são as essenciais. Eu já disse que te amo? Eu não costumo falar muito isso pra você né? Mas saiba que eu te amo sim e muito. Você é a baixinha mais linda que existe, agradeça a mim, fica tanto perto de mim que acabou pegando um pouco da minha beleza rara e completamente natural. Mas tirando isso... Eu queria te dar um presente que te fizesse lembrar de mim, de todas as formas como eu te zoou pelo seu tamanho. Mas se faço isso é porque me importo e te amo muito. E porque você fica linda brava. Feliz Aniversário Gatinha!”

 

— Jimin

 

 

E o choro? Não queria parar. Como eu amo esse idiota! Ele nunca fala de sentimentos, mas abriu uma exceção pra mim. Eu vou me lembrar disso pra sempre. O mais importante não foram os presentes, foram todas aquelas palavras... Eu nem sei o que dizer sobre isso. Eu não esperava ganhar nada e eles me fazem uma surpresa dessas. E eu até pensei que tinha acabado, mas me enganei. Em cima da mesa tinha um tipo de... Baú? Era o que parecia. Não era grande, era um baú pequeno. A chave estava do lado dele. Peguei a chave e destranquei o cadeado. Abri o baú e meus olhos viraram rios. Eu tinha acabado de ganhar a coleção completa dos livros do Harry Potter! Um dos meus maiores sonhos era ter toda a coleção. E agora eu ganhei. Quem foi o ser maravilhoso que me deu esse presente maravilhoso? Em cima do baú também tinha um cartão.

 

 

“Queria começar dizendo: Eu sei que você está chorando tá? Hahaha! Feliz aniversário minha linda! Esse presente é muito pouco pra o que você merece. Você é uma das melhores pessoas que existe, é muito raro encontrar alguém assim, por isso temos que valorizar ao máximo. Obrigado por fazer parte da minha vida e de todos os outros. Você é um anjo! Sempre nos amando e cuidando de nós, sempre está do nosso lado e sempre nos faz ter fé e acreditar nos nossos sonhos. Graças a sua ajuda vamos conseguir realizar o nosso sonho mais importante. Mas nada disso teria sentido e teria acontecido se não fosse por você e a sua amizade. Porque eu quis te dar esse presente? Porque eu sei que você ficou muito feliz. E é assim que eu e todos os outros ficamos por ter você por perto. Eu te amo!”

 

— Rap Monster

 

 

Eu já estava soluçando. Até tomei um pouco de água. Eu nunca recebi declarações dessa forma e eu não esperava que eles tivessem uma atitude tão linda como essa. E Namjoon... Você é sem dúvidas o melhor amigo que alguém pode ter! Eu nem consigo explicar como me senti ao ler... Minhas palavras sumiram. Eu só quero ver eles logo e esmagar todos eles em um abraço.

Eu senti que ainda não tinha acabado toda aquela surpresa. Eu fui até a sala e comprovei isso. Em um dos sofás tinha um urso de pelúcia, nem sei explicar o quanto ele era fofo. O urso estava acompanhado de um buquê de rosas, extremamente lindo, isso fez meus os brilharem como estrelas *-* No outro sofá tinha uma caixa pequena, mesmo embrulhada deu pra perceber que era uma caixa. E no meio da sala tinha um Unicórnio de pelúcia enorme. Eu não tenho mais palavras para explicar como estou me sentindo. Eu não achei que eles iriam me dar esses presentes muito fofos e nem eu sabia que eles eram tão fofos daquele jeito, eles me provaram serem mais fofos do que eu pensava. E eles se lembraram de mim... Perdi as contas de quantas vezes fui esquecida e deixada de lado. Eles são uma raridade, a amizade deles é uma raridade. É como um diamante negro. Eu nunca pensei que fosse ficar sem palavras, logo eu que sou uma pessoa que não sabe a hora de calar a boca. Mas eles conseguiram até isso.

Eu fiquei mais curiosa sobre o que tinha naquela caixa. Fui em direção a ela e abri o embrulho com cuidado, caso tivesse algo de quebrar dentro. Mas eu me enganei sobre isso. Dentro da caixa tinha uma camiseta, ela sem dúvidas ficaria um vestido em mim. Mas ficaria muito melhor assim. Mas não era uma camiseta qualquer, ERA DO EMINEM! Eu quase surtei com aquela camiseta. E não era só isso, ela veio acompanhada de um Boné aba reta preto, na parte de trás do Boné tinha escrito “Eminem” em branco. Eu bati o meu Recorde de pulos naquele momento. Eminem não é só meu rapper preferido, é uma inspiração pra mim. Mas quem será que tinha se lembrado disso? Eu já suspeitava de quem teria sido, mas resolvi me certificar. Na aba do boné, o que eu pensava ser uma etiqueta era um bilhete. Meu Deus! Quantas lágrimas eu vou derramar hoje hein? Vamos ver.

 

 

“Eu nem sei por onde começar. Sabe quando você já fez tanto mal a uma pessoa e fica com medo de até olhar pra ela? Não desejo que você passe por isso, porque é horrível. Horrível saber que você foi tão amado, um amor que conseguiu ser maior que universo e jogou isso fora na primeira oportunidade. Eu sei que sou e fui um grande otário e vacilão com você, sei que você ainda tem rancor sobre mim. Eu não te condeno por isso, eu sentiria o mesmo. Não foi nada certo o que eu fiz e eu reconheço isso. Eu sinto muito... Você não merecia. Não canso de repetir que você é a mulher mais maravilhosa que conheci, você é perfeita! Você pode ter defeitos, mas eles são quase invisíveis perto das suas qualidades. Você sempre esteve ao meu lado e eu quero te agradecer por isso, obrigado por não me odiar, por ainda me querer por perto, por ter me dado à chance de continuar te amando, mas estando ao seu lado apenas como amigo. Eu poderia te encher de presentes, todos os presentes do mundo, mas ainda não seria nem o mínimo que você merece e capaz de concertar o meu erro. Você já sabia que era eu antes de abrir não é? Essa era a minha intenção. Queria que se lembrasse de mim, mas ainda mais que o presente queria que você lembrasse do bilhete. Eu te amo e você pode ter todas as dúvidas do mundo sobre isso, mas eu realmente te amo. Mas nesse aniversário desejo mais do que tudo, a sua felicidade. Seja com quem você escolher.”

 

— Yoongi

 

 

“Você já sabia que era eu né?” Sim, eu sabia. Se eu já não tinha palavras, agora que eu não tenho mesmo. Yoongi... Ainda me dói saber que poderíamos ainda estar juntos, mas você me largou por duas mulherzinhas de merdas. Mas você se arrependeu e pra mim é o que basta. Nem é preciso dizer o quanto eu chorei só lendo as duas primeiras linhas. Eu sinto muito por te fazer sofrer... Mas essa escolha foi sua e não minha. Mesmo assim, não vejo a hora de te ver e te dar o abraço que você merece. E foi sem dúvidas o melhor presente que você poderia ter me dado. Porque eu não sei como retribuir todo esse carinho, mesmo que eu faça de tudo ainda não vai ser o bastante.

E apesar de tudo que o Yoongi fez, eu ainda amo ele. Mas muito diferente de antes. Depois de chorar horrores com o bilhete do dele, eu fui chorar mais um pouco com o bilhete do Jin. Porque eu sabia que era ele sem ao menos ter olhado o bilhete? Bom, eu detesto a cor rosa e o unicórnio era rosa, ou seja, rosa é a cor preferida do Jin e ele vive me forçando a gostar dessa cor. Nada contra, mas eu não gosto. Então, claro que só podia ser dele. O bilhete estava preso no chifre do Unicórnio. Se tivesse mais alguém comigo essa pessoa teria ficado surda do grito que eu dei quando vi aquele unicórnio. Mas agora, vamos chorar mais um pouquinho.

 

 

“Antes de tudo, não me mate. Eu sei que você não gosta de rosa e eu não consigo entender qual é o seu problema, você realmente não é normal. Rosa é a melhor cor que existe! E sem discursão, apenas aceite. Mas chega de falar disso, quero te desejar um feliz aniversário. Eu poderia ficar horas aqui escrevendo pra você, mas eu não preciso escrever um oceano de palavras porque eu sei que você sabe que eu te amo demais e que você é uma das pessoas mais importantes da minha vida. Por quê? Porque você é maravilhosa! Você sempre me entende, me atura e me faz sorrir. E o mais importante: Você ri das minhas piadas sem graça nenhuma para todo o resto. Digamos que... Você é tão normal quanto eu, haha! Eu te amo pequena, vou te amar enquanto eu viver. Obrigado por tudo que tem feito por mim, principalmente, por nunca ter me virado as costas quando eu precisei, você sempre esteve ao meu lado. Sou muito grato por ter você como amiga. Sua amizade é uma raridade, assim como a pessoa que você é. Eu te amo, você sempre será a minha Bela Adormecida.”

 

— Jin

 

 

Owwn... Hyung *-* Nem sei descrever o quanto você é especial pra mim. Você que sempre me entende e ri das mesmas idiotices que eu. “Você é tão normal quanto eu” realmente essa frase da Luna nos define! Haha. “Você sempre será a minha bela adormecida” sempre vou ser mesmo, só que a do filme foi trouxa, se fosse eu continuaria dormindo. Só posso dizer que te amo demais, e que por você sou capaz até de gostar de rosa.

Agora só faltava o do Hobi, eu já estou preparando um bote aqui, algumas boias e uma prancha. Porque vai ser um oceano de lágrimas. Eu aproveito pra pegar uma onda, surfar um pouco. Começando pelo ursinho muito fofo que ele me deu. Eu apertei aquele urso, quase fiz as espumas dele saírem pra fora. Realmente, nesse aniversário eles decidiram mesmo me ajudar com a minha coleção de pelúcia. Bom, eu peguei o buquê que veio junto e senti o perfume maravilhoso daquelas rosas. Sentei-me no sofá abraçando o ursinho que ele me presenteou. Respirei fundo... Contei até três... E lá vamos nós!

 

 

“Por onde eu começo? Hm... Talvez eu deva começar lembrando que já estamos aturando um ao outro há 12 anos. Muito tempo né? Comparado ás amizades de hoje em dia, começam em um dia e termina no outro. Nem sei o que falar de você, como explicar... Você é simplesmente a melhor amiga que eu poderia ter, ainda melhor do que a que eu sempre quis. Você é como um irmão pra mim, você sabe. você nunca entendeu o fato de eu conhecer tanta gente e só dizer que de amiga só tenho você né? Vou te explicar. Quer mesmo saber? É porque eu sei que nenhum deles faria por mim o que você já fez. Ninguém cuidaria de mim quando eu tivesse morrendo, ninguém abriria as portas pra mim e me ofereceria abrigo e a própria cama pra eu dormir quando eu não aguentava mais os meus problemas e tentava fugir deles. Ninguém me ajudaria a enfrentar todas as barreiras e dificuldades, todo preconceito e Bullying, tudo que passei... Nenhum deles faria isso. Nenhum deles dormiria em um hospital por mim e só ia sair de lá quando eu saísse. Nenhum deles me ofereceu ajuda quando precisei, nenhum deles ficou do meu lado, pois no primeiro erro que cometi todos me viraram as costas. Exceto uma... Você! entendeu agora o por quê? Você sempre foi tudo que eu tinha e tenho. Você foi meu chão. Você é minha amiga, irmã e até mãe às vezes... haha. Você é muito importante pra mim, nem sei onde eu estaria hoje se não fosse por você. se sou a pessoa que sou hoje, saiba que você tem haver com isso. Nem sei se mereço todo esse amor que você sempre me deu, logo eu... Não passo de um destrambelhado, não faço nada direito. Mas você sempre esteve comigo e sempre ignorou meus defeitos e sempre me amou da forma que eu sou, você me aceitou. Nunca tentou me mudar, eu nunca precisei fingir ser outra pessoa perto de você. Eu posso ser idiota, lezado, infantil, brincalhão, chato, irritante, até insuportável... O que você vai fazer? Você vai me abraçar e dizer que não existe sem mim. Eu também não existo sem você Docinho. Eu te amo! Você sempre vai ser a MINHA Docinho. Todos os meus dias chatos e tédiantes foram salvos, graças a você! Haha. Feliz Aniversário!”

 

— Hobi

 

 

Eu nem sei o que dizer... Só consigo chorar nesse momento. Hobi... Meu eterno irmãozinho! Como eu amo você! Tudo isso que fiz, foi porque você faria e fez o mesmo por mim. É aquela promessa que fizemos: “Eu enfrento o mundo com uma mão, pois sei que você vai estar segurando a outra”. Eu realmente nunca entendi o por que... Mas agora eu entendo. Quem não sabe se merece toda essa amizade sou eu. Eu que sou cheia de problemas e defeitos, tenho os melhores amigos do mundo! Os mais lindos, mais idiotas e mais fofos. O que seria de mim sem eles? Minha vida seria um completo vazio, meu arco-íris ficaria sem cor, assim como o meu mundo inteiro. Eles são meu tudo! E apesar de saber que eles me amam, sinto que vou perdê-los... E esse sentimento cresce a cada dia que aquela competição se aproxima. Mas não vamos falar disso... Eu só quero abraçar eles e dizer que os amo, mais que tudo na vida!

Eu subi pro meu quarto. Coloquei todos os presentes que ganhei na minha cama. Só o urso do Jimin ocupou quase todo o espaço. Fui ao banheiro e retoquei a minha maquiagem, pois tinha borrado tudo. Depois de ter feito isso, eu saí do meu quarto. Aproveitei pra comer alguma coisa, eu não sabia onde os meninos estavam. Eles não me deram notícias e eu não posso ir vê-los, foi um trato que fiz. Eles estão preparando uma festa de Aniversário pra mim e eu não podia ir ver. Que saco! Eu já não sei da festa? Porque eu não posso ir ver? Aff ¬¬ Bom, já que eu não posso, resolvi me jogar no sofá e me entupir de sorvete enquanto assistia desenho animado na TV. Mas algo atrapalha meu momento de risadas de Hiena enquanto assistia Bob Esponja. A campainha tocou. Quem será?

 

 

“Entrega para senhorita Jiyoon Collins”

 

 

Entrega? Pra mim? Mas eu não lembro de ter comprado nada. Deve ser engano... Bom, é melhor eu ir ver o que é. Eu levantei do sofá e fui abrir a porta. Assim que abri eu levei um susto de leve e fique muito surpresa.

 

— A senhorita é Jiyoon Collins?

— Sim, sou eu.

— Entrega para senhorita.

— Tem certeza que é pra mim?

— Bom, é o seu nome, endereço e numero da casa. Engano não pode ter sido.

— É que... Esquece! Obrigada, mas... Você sabe quem me mandou isso?

— Não faço ideia senhorita. Mas acho que a pessoa queria que você mesmo descobrisse.

— Tem razão... Obrigada de novo e tenha um bom dia!

— Igualmente.

 

Vocês não devem estar entendendo nada né? Calma, eu vou explicar. A entrega que recebi era nada mais nada menos que um buquê de flores ENORME. Digamos que foi o maior buquê que eu já vi na vida. Ele não era tão grande, mas era grande. Sem dúvidas o buquê mais lindo que eu já vi. Eu cheirei aquelas rosas maravilhosas, aquele perfume delas natural... Admito que só de olhar eu já senti meus olhos marejando. Quem foi o responsável por isso? Vamos descobrir. Eu entrei em casa e me sentei no sofá. Procurei por alguma coisa, um bilhete... Mas era tanta rosa que ficou um pouquinho complicado. Mas ao invés do bilhete, eu reparei uma coisa... Uma das rosas... Ela não era de verdade. Era uma rosa artificial. Por quê? Não sei. Vários pontos de interrogação ficaram na minha mente naquele momento. Olhei a rosa com mais atenção e percebi que dentro dela tinha um pequeno papelzinho. Eu o peguei e ele estava em formato de um rolinho. Desenrolei e pude finalmente ler o que tinha escrito:

 

 

“Meu amor por você só vai acabar, quando a última flor desse buquê morrer.”

— Taehyung

 

 

Conter as lágrimas naquele momento estava mais pra uma missão impossível. Eu chego a pensar que não mereço o Tae... Ele é tão perfeito. Eu sei que ele poderia ter feito o maior bilhete do universo, mas ele preferiu roubar lágrimas dos meus olhos e toda a minha fala com uma simples frase. Eu nem sei explicar o que senti naquele momento, felicidade ainda era muito pouco. E o buquê que ele me deu... Perfeição é pouco para descrever. Ele sabe exatamente como mexer comigo e sabe que quanto mais simples, mais eu vou amar. Ele é realmente o homem que eu sempre quis. Ah Taehyung... Eu te amo tanto que nem consigo explicar, apenas sentir. E esse amor cresce mais ainda a cada dia. Eu não sei mais o que sou sem você comigo, você me faz mais feliz do que eu tenho sido a minha vida toda.

Eu procurei logo o maior jarro da casa e coloquei aquele buquê. Subi com ele pro meu quarto e o coloquei na mesinha ao lado da minha cama. Obviamente, ele ocupou todo o espaço. Ficou tão lindo *-* Agora é só olhar para o lado e se lembrar dele. O que nem é preciso, ele mora no meu pensamento. Eu sorri olhando todos aqueles presentes, lembrando de todos aqueles bilhetes... Eu nunca vou me esquecer disso. Nunca mesmo.

Fui despertada dos meus pensamentos pelo meu telefone tocando. Passei um tempo dançando a música que estava como toque do celular, até se lembrar que tenho que atender. Atendi e logo escutei uma voz de vaca do outro lado da linha.

 

 

*Ligação On*

 

— VADIA! Gostou da surpresa?

— Foi você que colocou tudo isso aqui né? PUTA!

— Eu queria ver a sua carinha... *-*

— Tá toda inchada, chorei oceanos. Eu mato eles!

— De abraços né flor? Eu li alguns... Muito fofos! *-*

— Você leu? Com que autorização?

— Autorização dos compradores.

— Ok. Tá aonde?

— Eu estou organizando a sua festa com a Sol.

— Então eu não posso te ver? Que chato isso! Eu não posse ver ninguém!

— Pra você sentir um pouco como é a sua vida sem nós. É chata né?

— Bastante. Mas o que eu devo fazer? Eu não sei o que fazer!

— Vai andar por aí, ir ao cinema... Ah! Tenho um avizinho!

— Que aviso?

— Pegamos o Malgrim. Ele também vai ajudar com a decoração.

— Cuidado com ele hein? Qualquer pelinho a menos... Já sabem!

— Mas cachorro solta pelos o tempo inteiro!

— Não quero saber, u.u

— Tá bem sua chata, a gente se vê as 19h00min.

— Até lá, Putiane.

— Até Lá, Piriguete.

 

*Ligação Off*

 

 

Realmente a minha vida sem eles é muito vazia... Vou andar por aí. Dar uma passeada no Parque e comer besteiras por lá. Peguei meus fones e saí de casa, ao som de “Someone, Somewhere” da banda Asking Alexandria. Minha música preferida *-* E sem dúvidas, uma das minhas bandas preferidas!

 

(...)

 

Eu passei a tarde inteira fora. Voltei às 18h30min para me arrumar. Subi pro meu quarto, entrei no banheiro e tomei um bom banho relaxante que durou 500 mil décadas. Saí do banho e fui procurar algo pra vestir. Dessa vez, não podia vestir qualquer coisa. Optei por uma roupa que eu já estava com ela em mente hoje á tarde. Escolhi uma blusa preta, manga longa, a bulsa deixa meus ombros á mostra. Eu não queria usar manga longa, então eu encurtei e deixei até um pouco abaixo dos cotovelos. Uma saia cintura alta, na cor vinho. Uma meia preta, que vinha até um pouco acima dos joelhos e calcei uma sapatilha também preta, ela tinha brilhantes. De acessórios: Um colar de lua todo em prata, assim como meus brincos de bolinhas e uma pulseira de estrelas. Fiz a melhor maquiagem da minha vida. Arrumei meu cabelo, deixando ele todo cacheado da metade pra baixo. Passei um perfume suave e estava pronta. Lembro que o Tae viria me buscar. Então, ele já deve ter chegado. Já são... 19h10min.

Me olhei de novo no espelho e me senti bonita. Finalmente. Desci as escadas, já indo em direção a porta. Saí da casa já tendo a melhor visão do mundo. Ele abriu um sorriso imenso quando me viu, acho que eu realmente estava bonita. Corri até ele e o abracei o mais forte que eu podia. Sentindo o cheiro daquele perfume dele que eu tanto amo. Ele retribuiu o abraço da mesma forma. Não sei o porquê, mas senti uma vontade de chorar. Meus olhos já estavam marejando.

 

— Ei... O que foi?

— Nada não.

— E porque tá chorando?

— Eu não sei... Acho que não estou acostumada a me sentir tão feliz.

— Own... Então, gostou dos presentes?

— Se eu gostei? Eu amei! Mas o que eu mais amei foram os bilhetes.

— Eu sabia que você iria gostar. Todos nós sabíamos.

— Vocês não fazem ideia de como foi difícil disfarçar a cara de choro.

— Mas você está... Perfeita!  ~Sorriu. Os olhinhos dele brilhavam~

— Aos seus olhos. Eu amei aquele buquê Tae... Você realmente me conhece. Eu diria até que me conhece mais do que eu mesma.

— Você merece muito mais. Você é a melhor coisa que me aconteceu Jiyoon.

— Você também é o melhor presente que eu já ganhei. Eu te amo!

 

Nos beijamos e como eu precisava daquele beijo. Agora sim minha felicidade está quase completa. "Quase" porque ainda falta os meninos, assim que eu matar eles em um abraço de urso e dizer o quanto eu os amo, só ai eu vou me sentir totalmente feliz. Paramos o beijo por causa do folego, que nem no meu aniversário colabora comigo. Ele veio de moto. Entregou-me um dos capacetes, eu me agarrei á ele e fomos embora. Sabe lá Deus pra onde.

 

[...]

 

Depois de algum tempo, chegamos. Era a casa do Jin. Deve ser porque ele é o cozinheiro e fez o bolo né? Haha. Mesmo já sabendo da festa, eu sei que quando entrar eu vou desabar em lágrimas. Eu não vi como ficou, nem nada... Nem meus amigos eu vi hoje. E do jeito que eles são, eu com certeza vou chorar.

 

— Tá pronta?

— Estou.

— Antes...

— O que?

— Eu vou ter que tapar os seus olhos.

— Isso é sério?  ~Reclamei~

— Shhh... Só fecha os olhos.

— Tá bom ¬¬

 

Eu fechei meus olhos e logo senti as mãos do Tae sobre eles. Eu abri meus olhos e não dava pra ver nada, nada mesmo. Eu fechei os olhos novamente e o Tae foi me guiando, dizendo pra onde eu ia, se tinha degrau, etc... Até que ele me mandou parar. Senti meu coração acelerar. Porque ele acelerou? Nem eu mesmo sei dizer.

 

— Tá de olhos fechados?

— Estou.

— Ótimo.

— Posso abrir?

— Agora pode.

 

Eu abri meus olhos um pouco lentamente e já senti eles serem preenchidos por lágrimas, quando ouvi aquele: “Parabéns pra você, nessa data querida...”. Estavam todos lá. Quando digo todos, isso incluiu além dos meus amigos, minha mãe e até o Caspian e o Aslan. Eles estavam todos usando aqueles chapéus de festa, até o Malgrim. Estava tudo tão lindo... *-* Meu Deus, como não chorar? Me explica.

Quando eles terminaram de cantar, praticamente voaram em cima de mim. Me fazendo cair no chão. Fizeram um montinho em cima de mim e a Nayeon ficou no topo. Eu implorei pra eles me largarem, não estava a fim de morrer no dia do meu aniversário. Eles me deixaram viver e eu pude matar todos eles em um abraço. Sem perder a oportunidade de agradecer.

 

 

“Eu só tenho que agradecer a cada um pela surpresa, não só pela festa, mas por tudo. Todos os presentes, tudo que vocês fizeram e continuam fazendo por mim. Vocês conseguiram roubar todas as minhas palavras, eu nunca vou conseguir demonstrar o quanto sou grata á todos vocês por tudo. Posso até usar a quantidade de palavras de um dicionário, mas ainda não será o bastante para descrever. Vocês são muito importantes pra mim e eu amo cada um aqui com todas as minhas forças e todo o amor do mundo. Vocês se tornaram meus amigos, de amigos se tornaram irmãos e o mais importante, se tornaram a minha família. Não temos todos aqui o mesmo sangue, mas família não começa com sangue é apenas baseada nele. Vocês sempre vão ser as pessoas mais importantes da minha vida, independentemente do tempo que nos conhecemos, saibam que são todos muito especiais pra mim. Vocês me mostraram que eu posso ter alguém pra contar, alguém pra confiar, alguém que vai lutar por mim mesmo que a guerra já esteja perdida. Não sei se seria o que sou hoje se não fosse por cada um aqui. Vocês são os responsáveis pelos meus sorrisos, por toda a minha felicidade. Hoje eu passei o dia sem vocês e eu não quero passar mais nenhum dia longe de vocês. Mas eu sei que isso não vai ser possível. Mas quer saber? Quem liga? Sempre estaremos ligados, sempre seremos uma família e eu sempre, sempre... Vou amar todos vocês.”

 

 

Eu consegui fazer todos eles chorarem. Agora eles sentem o que eu senti hoje quando eu recebi todos aqueles bilhetes. Eles me abraçaram e eu me senti totalmente feliz. Sequei as lágrimas de cada um deles, nada de choro! Hoje não. Solbin colocou música e de repente estávamos todos dançando. Meu par era o Malgrim, Tae não gostou muito da ideia, ele que vá se acostumando. Depois de muito rebolation, fomos comer. Como sempre, perguntaram pra quem seria o primeiro pedaço. O primeiro pedaço foi meu. De quem mais seria? Eu hein! Os meninos acabaram achando engraçado. Enquanto eu cortava os pedaços, Nay e Sol colocavam nos pratinhos e serviam. Todos foram servidos e eu pude finalmente comer o meu. Foi um dos melhores bolos que eu já comi. Jinzão caprichou! Estava uma delícia, o bolo, os docinhos e salgados... Tudo! Como a festa era minha, eu podia repetir quantas vezes eu quisesse. Mas não estava com fome, repeti só uma vez. Diferente dos meninos. Eu imagino o quanto foi difícil ficar o dia inteiro vendo tudo isso e não poder comer. É deprimente.

Estávamos todos sentados, rindo e jogando conversa fora. Até que Kookie, Hobi, Jimin e Tae se levantam. Fiquei com cara de interrogação. Namjoon pegou um violão e começou a fazer umas notas. Eu não sabia que música era e o que estava por vir.

 

— Compomos uma musica.  ~Disse Kookie~

— E você foi a inspiração.  ~Disse Tae~

— Eu?

— Sim, você.  ~Disse Jimin~

— E como ela se chama?

— Beautiful.  ~Disse Kookie~

— E vamos cantar ela pra você.  ~Disse Hobi~

— Feliz Aniversário!  ~Disse Jimin~

 

Namjoon começou a tocar as notas. E só pela nota eu já sabia que a música era linda. E quando eu ouvi a voz do meu irmão... Eu tive total certeza disso. Eles cantavam olhando pra mim, e a letra dessa música... Não consegui segurar as lágrimas, desculpa produção. E pensar que eles pensaram em mim pra compor... Nem sei se o nome da música se encaixa comigo, imagina toda a música. Eles terminaram de cantar e eu abracei todos eles, chorando obvio. Eu estava chorando demais hoje, mas foram choros de felicidade. Muita felicidade!

 

[...]

 

Estávamos todos exaustos de dançar e beber cerveja. Minha mãe já tinha ido embora, mas eu dormiria aqui hoje. Todos nós, até a Sol. Ficamos rindo igual retardados por causa do Álcool. O mais sóbrio do grupo era o Jin, ele que deu a ordem de todos irem dormir. Amanhã a ressaca vai ser grande. Que horas são hein? Aff... Tô vendo tudo embaçado. Foda-se as horas! Eu só quero saber de dormir nesse momento. Fomos até os quartos de hospedes. Nay dormiria com o Jin no quarto dele e o resto que se vire nos outros quartos ou no sofá. Eu fui pra um dos quartos, me afundei na cama e senti ela afundar ainda mais e um peso em cima de mim. Era o Taehyung, me ajeitei pra ele deitar direito e me aconcheguei no peito dele. Ele nos cobriu com o lençol e foi o primeiro a apagar. Além de nós, dormiram no quarto o Jimin, Nam, Hobi e Yoongi. Sol provavelmente deve ter dormido com o Kookie. Espero que eles estejam apenas dormindo mesmo, porque eu estou a fim de dormir e não quero ter o desgosto de ser acordada por certos “sons” desagradáveis. Eu estava quase dormindo, só vi uma silhueta masculina apagar a luz, acho que foi o Jin. O sono já estava zoando com a minha cabeça, logo adormeci.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...