História BTS-a escolha - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Romance, Suspense, Violencia
Exibições 129
Palavras 1.476
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee seres do meu kokoro!!
Espero que gostem
Desculpem os erros
Flw !!!!...

Capítulo 51 - Eu vou embora (parte II)


*isso não vai dar coisa boa...*

<<Maria on// Julia off>>

Estou preparando uma vitamina para geh tomar, ela esta muito deprimida, eu nunca pensei numa situação dessas, deve ser algo horrível, já é só de ver, imagina viver isso?...

Geh entra na cozinha e se senta na mesa e eu entrego a vitamina para ela...

--obrigada... – fala geh um pouco baixo, ele bebe a vitamina devagar ate que ouvimos o som da porta...

--eu atendo... termina de beber a vitamina – digo indo atender a porta...

Eu abro a porta e vejo Jimim entrar na casa sem permissão de uma vez

--Onde esta ela!? – diz indo em direção a sala.

--Jimim?! O que faz aqui!? – pergunto mas ele me ignora e entra na cozinha mas Geh na estava mas lá.

*och... pra onde ela foi...*                                                         

--ela não esta aqui!? – pergunta Jimim triste

--n-não... – minto ele vai ate a sala devagar ate que ouvimos o som de algo cair no chão e Jimim vai em direção ao som e entra no corredor e em seguida no banheiro que fica no final do mesmo e abre a porta e eu espio por traz dos ombros dele e vejo a geh encolhida no canto...

--te achei... – diz Jimim entrando devagar no banheiro

--por favor sai... – diz geh abraçando os joelhos e se encolhendo ainda mais...

Eu tento tirar o Jimim mas ele puxa o braço e se solta...

--Jimim... deixa ela um pouco só... – digo e ele se agacha na frente de geh...

--eu disse que não iria te deixar sozinha... e o eu aconteceu que o eu vi você saindo da empresa correndo e chorando e vi o manager de olhos marejados... – diz Jimim...

<<geh on//Maria off>>

Quando Jimim falou isso um flash back veio a mente

<<flash back on// geh off>>

~~algumas horas mais cedo~~~

Julia foi se encontrar com kook e acho melhor eu ir falar com meu pai, ele já deve ter voltado para a empresa...

Eu me levanto da cama com dor de cabeça pelo choro e entro no banheiro, tomo um banho e coloco uma calça legue preta com um casaco de moletom comprido e cinza de alça caída e minha sapatilha preta e deixo meu cabelo solto, sempre quando não estou com um bom astral eu visto preto ate demais, faço uma maquiagem só na pele e rápida para tira um pouco da aparência de palidez a abatimento, e meus olhos estavam inchados e vermelhos o que me deixava com praticamente cara de drogada.

Eu sai do quarto e peguei meu celular...

--você vai falar com ele? – diz Maria me parando em frente a porta

--vou... – digo seca

--sabe, eu acho melhor você esfriar melhor a cabeça antes de falar com o Jimim... – diz Maria

--eu vou falar com meu pai... – digo ignorante e Maria fica em silencio em foram de desculpa...

--foi mal... – diz Maria

--Maria... só não fala no nome desse idiota que esta tudo Ok! – digo saindo do apartamento.

Logo chego em frente a empresa, entro e vejo os funcionários me olharem...

--geh? Como você esta? – pergunta nam me parando e me abraçando...

--como você acha que eu devo estar? – digo seca o fitando e ele me solta no mesmo estante e levanta as mãos em forma de rendimento...

--ta bom... não esta mais aqui quem perguntou!... se cuida – diz nam saindo de perto de mim

Eu vou ate o balcão e peço para avisarem meu pai que precisava falar com ele, ela disse que ele estaria saindo de uma reunião e me pediu que eu o esperasse uns 10 minutos, eu assenti e resolvi beber uma água, quando cheguei no bebedouro vi kook e ele também...

--oi noona!... você ta bem? – pergunta vendo meus olhos vermelhos e inchados...

--estarei em breve... – digo bebendo a água

--quer um biscoito? Dizem que ajuda a acalmar! – diz kook fazendo aegyo e eu não pude recusar, peguei um biscoite e realmente aquilo era bom, e sorri vendo a cara de satisfeito de kook

--assim é melhor noona! – diz kook

--kook! Não precisa me chamar de noona, só sou alguns meses mais velha! – digo

--mas é LEGAL! – diz fazendo bico e eu bagunço a cabelo dele

--tchau kookie! – digo saindo

--EI! – diz ele numa voz fina e agradável e saio rindo um pouco.

Chego na recepção e a moça me pediu para ir na sala dele, e então eu fui.

Chegando ao escritório meu pai me olha e logo da um sorriso triste...

--oi pai... – digo me sentando na cadeira...

--eu soube da sua briga com Jimim, eu realmente ainda não acredito nisso... – diz meu pai

--as noticias aqui voam... ate rápido demais... – digo

--mas o que você queria me falar? – pergunta meu pai

--É... que... pai, eu não to mais aguentando, eu já guardei muito rancor dentro de mim e agora eu preciso esfriar a cabeça e eu queria passar alguns dias no brasil, pelo menos 3 semanas para respirar – digo

--mas por que isso!? – pergunta meu pai...

--quando será o próximo evento dos meninos?  -pergunto

--não mude de assunto!... mas já que perguntou será em 2 semanas! – diz meu pai – mas por que?

--eu posso levar alguns deles para ir comigo, posso levar o jin? Ele parece ser o melhor para nos acalmar quando precisamos...

--eu sei que você deve estar arrasada, sei que você e sua mãe eram muito unidas e uma noticia como essa pode trazer os sentimentos átona, então eu deixo, mas são apenas 2 semanas! – diz meu pai...

--abrigada... – digo

--quando pretende ir? Eu irei comprar suas passagens... e quando voltar eu dou um jeito na sua escola. – pergunta meu pai

--eu já resolvi tudo que eu precisava então o mais rápido o possível, e se possível amanha de manha! – digo

--mas já!? – diz meu pai surpreso

--sim... – digo

--você esta sendo muito rápida! – diz meu pai

--para de se preocupar tanto e de ser tão possessivo as vezes pai! – digo

--eu não sou POSSESIVO! – diz aumentando o tom de voz...

--E SIM!... deve ser por isso me minha mãe preferiu ficar no Brasil... – digo resmungando mas ele ouve

--ISSO NÃO É VERDADE! – diz meu pai

--É SIM! E SE NÃO FOSSE POR ISSO TALVEZ NADA DISSO ESTIVESSE ACONTECENDO AGORA! – digo alterada

--EU NÃO TENHO CULPA SE ELA NÃO ME QUERIA MAIS! – diz meu pai

--EU QUERIA NUNCA TER NASCIDO! – digo já de pé cara a cara com meu pai.

Ate que sinto minha lateral do rosto queimar e só então percebo que levei um tapa de meu pai e automaticamente uma lagrimas caem...

--você esta sendo igual a ela... – diz meu pai baixo

E então começo a chorar de verdade e saio correndo chorando e saindo da sala e todos os funcionários me olham sair dali correndo, volto para o apartamento e conta para Maria e ela me acalma ate que ela decide fazer uma vitamina para me acalmar...

<<flash back off// geh on>>

-- só me fala o que aconteceu! Eu só quero ser útil para você com fui este tempo todo te protegendo ao máximo – diz Jimim

-- ÚTIL? e quando por conta de Leo eu fui enganda e quade morri? quando jack me ameaçou? e da vez que fui para o beco? E quando recebi varias cartas com símbolos? E quando quase fui morta num galpão? E quando fui acidentada? E quando eu quase perdi a memoria? E quando eu fiquei isolada numa casa abandonada? e quando jay tentou fazer algo? Onde estava você!? ae... você NUNCA ESTEVE LÁ NA HORA CERTA!– digo alterada e Jimim fica me olhando com olhos marejados

--geh... – diz Jimim baixo deixando uma lagrima cair

-- se você quer ser útil vá no dormitório e chame o jin, ele vai comigo! E eu vou embora ainda HOJE! – digo estressada me levantando...

--Não... – diz Jimim caindo de joelhos e chorando...

*pode ate não ser uma culpa dele, mas isso não passa minha raiva, ele quem deixou se levar por uns caras que nem ele conhecia e acabou que drogou minha mãe e a fez morrer!*

Eu sai do banheiro e vou para meu quarto e abro o guarda-roupa e começa a tirar minha roupas e jogar numa mala e fazer minhas bagagens...

--geh.. – diz Maria entrando no quarto...

--sinto muito Maria... mas eu preciso ter paz por um tempo! – digo e ela abaixa a cabeça

*o que eu faço agora?... briguei com meus amigos, briguei com meu pai e agora com o Jimim novamente... *

-- talvez eu nunca devesse existir...

 

 

Continua...


Notas Finais


Tchau seres!!!
A historia vai ficando cada vez mais pesada...
E voces devem estar se pergunta Cade a julia?... e eu digo no proximo capitulo alem de varias outras coisas, voces aimda iriam descobrir!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...