História BTS em: Os empreguetes. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Empreguetes, Jikook, Namjin, Vhope, Ysexhabbit
Exibições 97
Palavras 1.350
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii gente, bom essa fanfic será de três capítulos, com Namjin, Vhope e Jikook. Espero de coração que gostem!




Boa leitura!

Capítulo 1 - Namjin.


Fanfic / Fanfiction BTS em: Os empreguetes. - Capítulo 1 - Namjin.


Estava lá eu, em mais uma manhã de segunda feira, sonhando com o meu crush senpai, que por infelicidade do destino, nunca irei ter para mim. Então fica só no sonho mesmo.



Diz aquele ditado, sonhar não custa nada.

Acordo com o irritante barulho do meu despertador, me acordando no susto e todo babado.

-Aish...Que droga. -Levanto da cama meio desnorteado e vou até o banheiro fazer minhas devidas higiene e depois me arrumo para o trabalho.



Não me apresentei ainda, bom, meu nome é Kim SeokJin, tenho 22 anos e trabalho como doméstico em uma casa super chique na zona rica de Seul, o dono dessa mansão, é o milionário dono de duas grandes empresas, Kim Namjoon. Um metidinho a rapper que nas suas horas vagas, tenta pagar de Jay Park.

Pois é...

E como eu sei disso? Porque bom, eu trabalho lá tem exatamente um ano e quem tem que aguentar o pepino sou eu. E ainda aguentar calado pois se não é rua.

Mas vocês devem estar se perguntando, porque diabos eu trabalho como doméstico.

Simples, o magnata paga muito bem e ainda é um puta de um gostoso.




-Bom dia omma. -Me sento ao seu lado apos comprimenta-la. -Estou varado de fome.

Minha mãe apenas rir e continua lendo seu jornal.






Depois do café adorável com minha omma, saiu de casa andando a passos lentos, pois ainda faltava muito para meu horário de serviço. E bom eu não tinha escolha também pois havia perdido o maldito ônibus.

Mas fazer o que, quem não nasceu rico, se conforme com sua vida de pobre.





-Mais um dia de dor de cabeça...-Suspiro assim que ponho meus pés dentro da mansão de Namjoon, e vejo que está uma bagunça. -Meu deus, esse cara tinha que morar em um chiqueiro! Mas pera aí...Isso aqui tá parecendo um chiqueiro.


Riu de mim mesmo, e vou até o banheiro dos funcionários, aonde me troco, colocando minha roupa de trabalho. E sim era um vestido com uma tiara, pois o patrão insistiu para mim usar isso se quisesse trabalhar aqui.



Vou até a sala é começo a limpar, tiro os barulhos do chão, que eram garrafas de bebidas, cigarros, comidas e até....Camisinhas?

Senhor, o que aconteceu aqui? Uma orgia?


-Hum vejo que já chegou SeokJin. -Namjoon aparece descendo as escadas, e puta que me pariu, o infeliz estava só com uma cueca branca e sua pele bronzeada exposta.

Aí deus.

-Sim, pois é ainda bem que você não é cego. -Falo debochado e sim eu tratava ele assim pois o mesmo, vivia me chamando de putinha e que eu era uma vagabunda, me fazendo tomar raiva de sua cara e acabar totalmente o respeito que tinha por si.

E ainda o mais interessante é que ele não me despidiu ainda.

-Nossa, doce como sempre. -Ele sorrir de lado. -Bom eu tenho que trabalhar agora, e peço que leve o café da manhã da Jennie.

Jennie?

-Hum...Mais uma de suas periguetes?

-Sim, mas não fique com ciúmes delícia. -Namjoon vem até mim me olhando malicioso e me olhando de baixo para cima. -Já disse como fica gostoso nesse uniforme?


Reviro os olhos.

-Me poupe de suas cantadas baratas.-Falo continuando meu serviço.

Namjoon rir e da um tapa em minha bunda, logo saindo de meu campo de visão.

Homem imbecil.








-Com licença. -Falo seco enquanto entrava no quarto do Kim, e vendo uma piranha deitada se achando a rainha do mundo.

Coitada, era só mais uma.

-A até que fim você chegou, estava demorando! -A mulher fala se sentando na cama e me olhando com certo desprezo.

-Bom aqui está, agora preciso voltar para meu trabalho. -Falo de uma vez dando o café da manhã pra ela e me retirando, mas antes ouvindo ela latir alguma coisa.

-Que uniforme ridículo.

-O que você disse? -Falo olhando para ela.

-Que esse uniforme é ridículo. -Ela fala rindo.

-E por um acaso eu pedir a sua opinião? Você pensa que Namjoon gosta de você? -Sorrio em deboche. -É só mais uma para listinha dele, então querida, desça desse pedestal pois voce não está com essa bola toda. -Falo de uma vez ignorando o olhar bravo da mulher. Apenas sair divando e rindo atoa.








Depois que a piranha saiu, dei graças a deus e dei uma boa geral nesse chiqueiro.




Aproveitei que estava sozinho e peguei um pote de sorvete que estava na geladeira e corri pra sala, me jogando no sofá confortável, ligando na minha novela. Mas claro depois de fazer todas as minhas tarefas pois sou uma empregada responsável.


Acabei cochilando no sofá pois estava exausto e a novela já tinha se acabado.

Se eu era folgado? Sim eu era mais quer saber, foda se.




Sinto uma almofada ser lançada em minha cara e me permito acordar no susto, praguejando tudo que via.

-DESGRAÇA!

-Olha a boca princesa.  -Esculto uma risada de demônio e demônio ser do Kim.

-Aff você sempre me atrapalhando!

-Jin se você não sabe essa casa é minha.

-Foda se, eu vou embora já, sua casa está limpa, meu trabalho está feito, então tchau!


Me levanto e quando iria trocar de roupa sinto minha mão ser puxada, e meu peito colar com o do Namjoon.

-Me solta!

-Não... -O Kim me pega no colo com meu corpo deitado em seu ombro enquanto ele me carregava para cima.

-Namjoon! Ahhhhh! -Grito desesperado. -Socorro!!!

-Cala boca Jin! -Namjoon me joga na cama assim que adentramos seu quarto, e ele fecha a porta a trancando. -Agora vamos brincar....

-Eu quero sair! -Eu tentava a todo custo me levantar da cama macia do Namjoon, mas ele era mais forte e com isso me prendia.

Maldito gostoso!

-Shii...-Ele ponhe um dedo seu em minha boca. -Só relaxe!



Não tenho tempo de falar nada quando sinto Namjoon levantar meu vestido e tirar minha cueca no rasgo, logo levando sua boca no meu pênis, me dando uma chupada muito gostosa.

-Humm....

Namjoon continua chupando meu pau enquanto rasgava meu vestido me deixando totalmente exposto. Sua chupada era a melhor de todas, ele tinha uma boca quentinha e uma língua aspera.

-Hum....Assim...Me mama...

E então quando eu estava prestes a ter meu orgasmo, o filho da puta larga meu pênis me fazendo protestar.

-Continua me chupando praga!

-Calma nervosinha, agora fica de quatro!


Faço o que ele manda e me empino todo para ele, a essa altura já tinha mandado minha sanidade para a puta que pariu.

-Nossa Jin que bunda gostosa, hum...Pisca esse cu vai. -Namjoon fala introduzindo dois dedos na minha entrada a alargando.

-Ahhhh. -Gemo alto enquanto eu contraia meu cu, sentindo os dedos de Namjoon trabalharem em meu rabo.

-Hum....Que cu quente...Meu pau vai adorar visitar ele. -Namjoon me dá um tapa na minha e retira seus dedos e colocando seu pau todo de uma vez, me fazendo gritar de dor.

Ele espera meu sinal, e quando eu dou passe livre rebolando em seu cacete, ele começa a me estocar fundo e forte.

-Hummm Pau gostoso.... -Empino mais meu rabo em busca de contato. -Me fode mais forte!

-Claro sua vagabunda...Cu gostoso....-Ele me estoca mais e mais, acertando de primeira minha próstata. -Hum...Vejo que achei um ponto gostoso aqui.

Sinto minhas vistas embarçarem e meu coração bater mais rápido, enquanto era jogado pra frente e pra trás brutalmente.

Namjoon estava me destruindo, eu provavelmente não iria andar amanhã mais quer saber? Foda se, isso ta gostoso demais!


-Hum....-Eu não me aguento e gozo, sentindo meu interior apertar, apertando então o pau do Namjoon, que após mais duas estocadas e goza em meu interior.

-Nossa nunca tive uma foda tão boa. -O platinado se joga do meu lado enquanto se recuperava da recente foda. -Você é mais gostoso do que imaginei Seok.

-É até que você não é ruim. -Falo rindo.


Então Namjoon se aproxima de mim e me beija afoitamente.


E que beijo gostoso, nossas línguas se chocavam enquanto nossas bocas estavam em um ritmo sincronizado.


Perfeito....

Pera oq?


Quando o ar se faz presente, nos separarmos e Namjoon sussura no meu ouvido.

-Quer namorar comigo Seokjin?









Notas Finais


Bom gente foi isso, ficou meio merda mais espero que vocês tenham curtido, o próximo capítulo será Vhope pra quem gosta *.* desculpem pelo lemon bosta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...