História BTS Imagine - Kim Taehyung - Muito além do limite - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Exo, Got7, Kim Taehyung
Exibições 1.814
Palavras 905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


O Ensino Médio não será fácil pra (S/N), mas ela não vai deixar ninguém passar por cima dela, muito menos Kim Taehyung, veja oque acontecerá nesse capítulo.

Capítulo 11 - Amiguinho novo


No Capítulo anterior

Ele foi chegando perto, nossos lábios se encostaram, ele me beijou, dessa vez eu não aguentei, acabei cedendo. Ele me deitou, colocou seus braços encima da minha cabeça, ficamos numa posição agradável, eu envolvi minhas mãos em sua nuca e fui subindo para o seu cabelo.

 

Tae: Eu num disse?

 

 Ele se levantou.

 

Eu: Vai pra onde?

 

Ele deu um sorriso falso e acenou, indo embora.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

 

Assim que ele saiu a enfermeira veio.

 

Enfermeira: A Diretora te liberou.

 

Ela me deu meu material.

 

Enfermeira: Os remédios que você vai precisar não temos aqui, te darei uma receita e você pede para seus pais comprarem.

Eu: Tá.

 

 Ela anotou e me deu.

 

Enfermeira: Tchau!

Eu: Tchau.

 

 Coloquei minha mochila nas costas e saí da enfermaria, fui até a sala pra me despedir dos meninos.

Eles estavam na porta.

 

Dong: Já vai?

Eu: Já.

Dong: Mais tarde eu passo na sua casa.

Junior: Vamos com ele.

Eu: Tá.. Vou esperar todo mundo.

 

 Saí, fui embora.

 

*Quebra tempo*

 

Chegando em casa meus avós não estavam lá. Fui até meu quarto, joguei minha mochila na cama, tomei um banho, coloquei uma roupa, coloquei um óculos de sol, fui até o quarto da minha vó, peguei meu celular e dinheiro. Saí de casa.

Eu queria comer alguma coisa diferente, e também iria comprar alguma coisa pros meninos comerem quando chegarem em casa. Fui até uma padaria, pedi um bolo, pra mim levar e comprei dois cupcakes pra mim comer ali mesmo. Ele me deu o cupcake e o bolo, me sentei na mesa, e comecei a comer o cupcake.

Não deu muito tempo se sentou um moço na minha mesa.

 

Xxx: Se importa?

Eu: Sim, vá pra outro lugar.

Xxx: Que bom que não se importa vou ficar aqui.

 

 Ele colocou um monte de sacola na mesa.

 

Eu: Tem tanta mesa livre e você vem justo na minha? Puta que pariu.

Xxx: Olha a boca.

Eu: Vai se fuder.

 

 Peguei meu bolo e meu cupcake e fui pra outra mesa, ele veio junto.

 

Xxx: Me dá um?

Eu: Meu, vai encher o saco de outro.

Xxx: Só se você me der um cupcake.

Eu: Esse é o último. – Enfiei tudo na boca e lambi os dedos.

Xxx: Credo.

 

 Peguei meu bolo e saí, mas ele veio atrás de novo.

 

Xxx: Me compra um cupcake?

Eu: Compra você!

Xxx: Num tenho dinheiro.

Eu: Vende essas coisas que você tá na mão e compra um.

Xxx: Essas coisas valem muito mais, eu não as venderia pra comprar um cupcake.

Eu: Então fica sem.

Xxx: Me compra um?

Eu: PARA DE ME SEGUIR! PARA DE FICAR PEDINDO PRA MIM COMPRAR UM CUPCAKE! EU NÃO VOU COMPRAR.

Xxx: Credo.

Eu: Sai de perto de mim.

 

 Comecei a acelerar o passo mas ele veio atrás.

 

Xxx: Meu nome é Jackson.

Eu: Parabéns, agora sai de perto.

Jackson: Qual é o seu nome?

Eu: Me chamo Nãoteinteressa.

Jackson: É sério.

Eu: To falando sério também.

Jackson: Então tá Nãoteinteressa.. Me compra um cupcake?

Eu: Aff, toma essa porra desse dinheiro e some de perto de mim. – Dei o dinheiro pra ele.

Jackson: Vamos comigo?

Eu: Vai só.

Jackson: Por favor.

Eu: Eu to com pressa, não vai dar.

Jackson: Eu imploro. – Ele se ajoelhou, largou as sacolas do chão e grudou na minha perna.

Eu: Saí!

Jackson: Vamos comigo?

Eu: Me solta!

Jackson: Vamos?

Eu: VAMOS COMPRAR ESSE CARALHINHO LOGO!

Jackson: Vem.

 

 Enquanto ele pegava as sacolas do chão, eu corri, ele olhou pra trás e começou a correr atrás de mim.

 

Jackson: VOCÊ DISSE QUE IRIA COMPRAR COMIGO!

Eu: NÃO SOU OBRIGADA À NADA!

Jackson: É SIM.

 

 Ele me alcançou e me puxou, o bolo caiu no chão.

 

Jackson: Vamos comigo!

Eu: MEU BOLO!

Jackson: Isso era bolo?! Me dá um pedaço?

Eu: Você vai me comprar outro!

Jackson: Eu não tenho dinheiro.

Eu: Nossa meu.. Você cagou com meu bolo.

Jackson: Eu faço outro pra você, se você me der os ingredientes.

Eu: EU QUERO ESSE BOLO!

Jackson: Eu faço ele, mas só se você vir comigo.

Eu: Então tá porra.

 

 Peguei o bolo, ele estava dentro da caixa, fui até a padaria, ele comprou o cupcake e fomos pra minha casa.

Abri a caixa, o bolo estava todo quebrado, o recheio tinha espalhado pela caixa toda.

 

Jackson: Ainda dá pra comer.

Eu: Eu quero outro, não quero saber.

Jackson: Eu faço outro.

 

 Chegamos em casa, não tinha ninguém, coloquei o bolo na mesa e comecei a pegar as coisas pro Jackson fazer.

 

Eu: Vai demorar?

Jackson: Temos 3 horas.

Eu: TRÊS HORAS?

Jackson: Você não quer igual aquele? Pra colocar o recheio tem que esperar o bolo esfriar.

Eu: Então começa logo.

 

 Ele começou a bater as claras, depois foi fazendo todo o resto, colocou no forno e agora era só esperar.

 

Jackson: Enquanto isso fazemos oque?

Eu: Fica aqui, vou ver se minha vó tá vindo.

Jackson: Tá.

 

 Fui lá fora, olhei, não vinha ninguém, voltei e vi o Jackson comendo o bolo que estava despedaçado.

 

Eu: JACKSON NÃO É PRA CUME. – Bati nele.

Jackson: Eu tô com fome.

Eu: Problema seu.

Jackson: Nossa.

 

 Ele fez uma carinha, que me deu dó.

 

Eu: Tá.. tá.. pode comer.

Jackson: Sério?

Eu: Mais não come tudo.

Jackson: Tá.

 

 Fui até a sala e assisti TV, fiquei lá um pouco, ouvi a porta abri, olhei pro lado minha vó estava vindo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Desculpem quais quer erro.

Veja a fanfic do Jimin > https://spiritfanfics.com/historia/bts-imagine--jimin--dependent-love-6469020/capitulo1


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...