História BTS Imagine - Kim Taehyung - Muito além do limite - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Exo, Got7, Kim Taehyung
Exibições 1.212
Palavras 1.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


O Ensino Médio não será fácil pra (S/N), mas ela não vai deixar ninguém passar por cima dela, muito menos Kim Taehyung, veja oque acontecerá nesse capítulo.

Capítulo 52 - Hot


Fanfic / Fanfiction BTS Imagine - Kim Taehyung - Muito além do limite - Capítulo 52 - Hot

No Capítulo anterior

 

 No mesmo lugar da flecha ele enfiou a seringa.

 

Tae: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

XXX: FIQUE QUIETO!

Eu: Por que você atirou uma flecha nele?!!

XXX: Ele estava prestes a te devorar!

Eu: QUÊ?! LÓGICO QUE NÃO!!

XXX: Pergunte à ele então, ele não pode mentir perto de mim.

Eu: É verdade isso?!!

Tae: ... s.. sim.

XXX: Ele está morrendo de fome, com esse veneno ele muda de estágio fácil.

Eu: Como assim?

XXX: Ele começa a se esquecer onde está, com quem, quem ele é..

Eu: Ele estava conversando comigo.. Como isso?

XXX: Acontece de repente..

Eu: Como sabe dessas coisas?

XXX: Esse veneno era do meu pai.

Eu: Ele sabia controlar?

XXX: As vezes, ele era mantido numa jaula, minha mãe era cientista, então ela fazia perguntas, testes..

Eu: É muita coisa pra mim absorver, eu não consigo..

 

 O Taehyung estava me olhando fixamente, eu poderia ver a dor dele de me ver daquele jeito.

 

 Eu: Por quê fizeram isso justo com ele?? Por quê?

XXX: OH NÃO!

Eu: Que foi?

XXX: Olhe..

 

 Eu olhei pro Tae, o cabelo dele estava começando a ficar loiro, em menos de segundos já estava quase loiro por completo.

~~~~~~~~~*-*~~~~~~~~~~~~~~~~~*-*~~~~~~~~~~~~~~~~~*-*~~~~~~~~

 

Cada vez mais ele ficava loiro, ele me olhava desesperado, até que parou, ficou só as pontas vermelhas.

 

XXX: Segure firme essa corrente!!

Eu: ESTOU SEGURANDO!

 

 Ficamos aguardando ele se transformar, o homem já estava com o facão na mão.

 

XXX: Está sentindo alguma coisa V?

Tae: Não.

XXX: Então falta pouco.

Eu: Ufa..

XXX: Deixe ele relaxar um pouco, me dê as correntes.

Eu: O Quê vai fazer?

XXX: Vou prende-las aqui..

 

 Ele iria as prender perto do sofá, para o Taehyung poder relaxar.

 

XXX: Vou sair..

Eu: E se ele se transformar?

XXX: Ele não vai se transformar, não ainda.

Eu: Tem certeza?

XXX: Tenho, fique aí cuidando dele, não abra pra ninguém.

Eu: Pode deixar.

 

 Ele saiu.

 

Tae: Fique segurando o facão.

Eu: Não.

Tae: SEGU.. SEGURE!

Eu: Não vou segurar essa coisa, se você se transformar eu estarei aqui para te acalmar.

Tae: VOCÊ NÃO ENTENDE?? VOCÊ VAI VIRAR A ISCA PRA MIM! SEGURA ESSA PORRA!

Eu: Não.

Tae: Aish!

 

 Ele virou pro outro lado do sofá, eu queria muito ele, fazia muito tempo que ele não me tocava.

 

Eu: Taehyung?

Tae: Me chame de V.

Eu: V.. você me ama?

Tae: Por que essa pergunta do nada?

Eu: Ué.. ama ou não?

Tae: Acho que sim.

Eu: Faria qualquer coisa por mim?

Tae: Talvez.

Eu: Sabe.. eu sinto falta de você, daquele tempo no vestiário.. eu ainda lembro e gostaria que aquilo continuasse.

Tae: Quando quase transamos?

Eu: Sim.

Tae: Não vai se repetir, ainda mais nessa situação.

Eu: Ahh... por favor?

Tae: Não está vendo que eu ainda posso me transformar?

Eu: Mais o homem disse que não.

Tae: Ele não sabe de merda nenhuma, se soubesse não teria deixado os meninos me colocarem essa porcaria.

Eu: Aff.. também quero que você se foda.

 

 Eu fui até a cozinha.

 

Tae: Vai ficar brava agora por conta disso?

 

Eu: Lógico, você fica fazendo cu doce, toda vez que está prestes a rolar alguma coisa, ou é você ou é os meninos.

 

Tae: Eu não quero te machucar!

 

Eu: E eu estou por conta se você vai me machucar? Eu só quero ter pelo menos um tempo a mais com quem eu amo.

 

Tae: Você me convenceu.. vem aqui.

 

 Eu caminhei até o sofá.

 

Tae: É virgem?

Eu: Sou, eu não seria se o Dong não estivesse chegado naquela hora.

Tae: Senta aqui.

 

 Eu sentei encima dele.

 

Tae: Talvez, por excitação.. eu me transforme. Não vai ficar com medo não né?

Eu: Não.

 

 Ele estava algemado, mas conseguiu tirar minha blusa, tirei meu sutiã, ele tirou minha calça.

 

Tae: Pode tirar minhas lentes pra mim?

Eu: Posso..

 

 Ele abriu o olho e eu tirei as duas.

 

Eu: O que faço com elas?

Tae: Deixe aí.

 

 Coloquei encima da mesinha e voltei a me sentar encima dele.

 

Tae: Você é muito linda.

Eu: Obrigada.

 

 Ele subiu seus braços e desceu, me abraçando, como ele estava acorrentado precisaria fazer isso. Depois ele foi lambendo meu colo dando mordidas de leve, eu já conseguia sentir os caninos grandes dele.

 

Tae: Eu estou morrendo de fome.. posso?

Eu: Pode.

 

 Ele me mordeu, no colo mesmo, chupou meu sangue, quando acabou ele me deitou no sofá.

 

Tae: Calcinha vermelha?

Eu: Sim, por quê?

Tae: Ah.. nada não.

 

 Ele tirou minha calcinha, com muito cuidado. O cabelo dele ficou loiro por completo, ele começou a se transformar.

 

Eu: Tae..

Tae: Tente ficar em silêncio..

 

 Ele começou a lamber minhas partes, eu estava com muito medo do que ele faria, ele já estava com o cabelo todo loiro, o veneno já estava completo no corpo dele. Mas eu estava com tanto prazer, a língua dele fazia movimentos circulares, ele mordia bem de leve.. Ele foi subindo para o meu rosto.

 

Eu: Tae.. está se sentindo bem?

Tae: Eu não disse pra ficar quieta?

 

 Ele quebrou a algema, ficou apenas a coleira, ele me beijou, era um beijo cheio de prazer, ele encostava sua língua na minha, nossas línguas pareciam estar brigando por espaço, as mãos dele da minha nuca foi para minha vagina, ele fazia movimentos de vai e vem com os dedos, eu não conseguia gemer por conta do beijo, quando ele parou, ele rasgou a camisa, tirou a calça em questão de segundos, ficou apenas com a cueca.

 

Tae: Vou tentar me controlar..

 

 Ele tirou a cueca, e enfiou seu membro dentro de mim, ele apertava o sofá de tanto prazer, eram movimentos devagar.

 

Tae: N.. não aguento..

 

 Ele foi indo rápido, muito rápido, uma mão dele tampava minha boca e a outra estava apertando o sofá, ele batia nas minhas coxas, eu segurava a coleira dele, estava tudo perfeito.

 Ele me virou, agora eu estava de quatro, os movimentos dele eram bruscos, porém eram cheio de prazer, quanto mais a velocidade aumentava mais eu pedia para demorar de acabar. O mesmo deitou no sofá, subi encima dele, fiquei olhando no rosto dele, o nariz dele começou a sangrar.

 

Eu: Se.. seu nariz.

Tae: Is.. is.. isso é por conta dos meus pensamentos impuros.

 

 Ele me controlava, fazendo eu ir a minha máxima velocidade, quando finalmente cheguei ao ápice.. Encima do membro dele.

 

Tae: Estou quase lá..

 

 Saí de cima dele e comecei a lamber seu membro, ele fazia altas caras e bocas.

 

Tae: Isso..

 

 As mãos dele foram até meus cabelos, ele fez um rabo de cavalo, para ficar mais confortável para ambos, eu subi, beijei ele. Os caninos dele atrapalhava um pouco para beijar, mas mesmo assim o beijo era bom, desci novamente, ele me empurrou, caí no chão.

 

Tae: Espera.

 

 Ele lambeu meus seios e desceu para barriga, me mordeu e bebeu meu sangue.

 

Eu: A-aah!

 

 Ele foi me mordendo, quando olhei, minha barriga estava com várias marcas da mordida dele.

 Ele me enforcou e cuspiu o sangue na minha boca, aquilo foi nojento.

 

Tae: Engole.

Eu: ... n.. na..

Tae: ENGOLE!

 

 Eu engoli por conta do susto que levei ao tom de voz dele. Ele chegou ao ápice, despejou na minha cara.

 

Tae: Ah! Não sabia que a nossa primeira vez seria tão maravilhosa.

Eu: .. V, você está se sentindo bem?

Tae: Sim.

Eu: Seu cabelo.. ele está todo loiro.

Tae: E daí?

Eu: O veneno.

 

 Ele me ignorou e dentou sua cabeça encima do meu peito..

 

Tae: Acaricie a minha cabeça, por favor.

 

 Eu comecei a fazer cafuné nele, alisava o rosto dele, logo ele dormiu.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Desculpem quais quer erro.

Veja a fanfic do Jimin - Primeira temporada > https://spiritfanfics.com/historia/bts-imagine--jimin--dependent-love-6469020/capitulo1
Segunda temporada > https://spiritfanfics.com/historia/bts-imagine--jimin--dependent-love-2-6887631/capitulo1

Fanfic do Jungkook > https://spiritfanfics.com/historia/bts-imagine--jungkook--amor-concreto-7046113/capitulo1
------------------------------------------------------------------------------
Gente, demorei porque o noot estava me testando, fiquei cerca de trinta minutos esperando postar, não estava indo, me perdoem por isso.
Não terá fic do Jungkook, postarei dois cap amanhã (Da fic do Jungkook) para recompensar.
O Cap está grande, fiz grande porque sei que vocês gosta.
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...