História BTS Imagine - Kim Taehyung - Muito além do limite - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Exo, Got7, Kim Taehyung
Exibições 1.907
Palavras 718
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


O Ensino Médio não será fácil pra (S/N), mas ela não vai deixar ninguém passar por cima dela, muito menos Kim Taehyung, veja oque acontecerá nesse capítulo.

Capítulo 7 - Pegos


No Capítulo anterior

Ele se levantou e deitou, junto comigo. Nossos rostos estavam muito próximos, eu sentia sua respiração.

 

Tae: Vou virar pra lá.

Eu: Tá, eu vou virar pra lá também.

Tae: No três.

Tae: Um..

Tae: Dois..

 Quando ele ia falar três não aguentei, beijei ele, ele ficou imóvel na hora, mas se soltou, nos beijamos.. Cada vez eu ia me apaixonando mais por ele.. aquele beijo, minha nossa..

 

Tae: Acho melhor pararmos.. Se não.. eu não vou me aguentar.

Eu: É.. Acho melhor também.

 

Ele me abraçou, fiquei com a cabeça encostada em seu peito.. acabei dormindo.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

 

 Acordei, vi o Tae do meu lado, dormindo no meu braço, eu não sentia ele mais, meu braço estava todo dormente. Tirei devagar, levantei da cama, tomei um banho, coloquei meu uniforme e desci.

 

Eu: VÔ?!

Vô: Que foi?

Eu: Já não era pro senhor ter ido trabalhar?

Vô: Hoje eu não trabalho.

Eu: É? Não era dia de Sexta?

Vô: Não! Vai tomar seu café, eu fiz um pra você e outro pro Dong. Toma o seu e deixa um pra ele.

Eu: Tá..

 

 Coloquei os dois numa bandeja e fui subindo de fininho.

 

Vô: Eu to vendo você levando dois! Pode devolver um, é do Dong!

Eu: Ah.. é que eu vou deixar pra ele comer aqui.

Vô: Então vá.

 

 Subi, entrei no meu quarto e tranquei a porta.  O Tae ainda estava dormindo, coloquei o café da manhã em cima da minha escrivaninha e fui acordar ele.

 

Eu: Tae?

Tae: hm?

 

 Ele virou pra mim, ele ainda estava dormindo.

 

Eu: Tae? Acorda..

 

 Ele me abraçou, ainda dormindo.

 

Eu: Tae! É sério, levanta aí.

 

 Nada dele acordar.. Me soltei  e dei um peteleco na testa dele.

 

Tae: Para.

 

Ele virou pro outro lado.

 

Eu: AF, VAMO PARAR NÉ?!

 

Vô: OLHA A GRITARIA MENINA. – Gritou de lá de baixo.

 

Eu: Tae? Acorda caralho.

 

 Ele se virou pra mim e começou a esfregar os olhos.

 

Eu: Acorda! Vem tomar seu café.

Tae: Que horas são?

Eu: Vai dar oito horas.

Tae: Seu vô ainda tá na sala?

Eu: Tá.. Acho que você vai ter que faltar na escola hoje.

Tae: Sério?

 

 Ele sentou na cama.

 

Eu: Sério.

 

Peguei a bandeja e coloquei do lado dele na cama, me sentei do lado da bandeja.

 

Tae: Pão de novo?!

Eu: Não quer? Então vou dar pro Dong.

Tae: Não, eu quero!

 

Ele pegou e comeu, fiz o mesmo.

 

Ouvi baterem na porta, era o Dong. Abri, assim que ele entrou eu tranquei.

 

Dong: Seu vô disse que meu café tá aqui.

Eu: Sobre isso..

Tae: Ele estava uma delícia.

Dong: Seu desgraçado.

 

 Os dois começaram a se bater, eu me meti no meio pra separar.

 

Eu: PARA PORRA! Eu pago seu lanche na escola.

Dong: Quero Doritos! E coca.

 

O Tae olhou pra mim meio malicioso.

 

Tae: Coca..

Dong: É, coca.. Algum problema?

Eu: Tá, tá, eu te dou o Doritos e a Coca. Vamos!

Tae: E eu?

Eu: Meu vô não vai trabalhar hoje, não dá pra você sair.

Tae: Eu vou ter que ficar aqui sozinho?!

Eu: Tem meu notebook ali, eu vou pegar mais comida pra você.

Dong: Pega lá, eu fico com ele aqui.

Eu: Sem brigar em!

Tae e Dong: Pode deixar!

 

 Desci e fui até a cozinha, peguei várias comidas, bebidas, e subi.

Vô: E agora?! Esse montão de comida é pra quem?

Eu: Eu tô com fome.

Vô: Quero só ver se você vai comer tudo.

Eu: O Dong vai me ajudar, ele tá com fome também.

 

 Entrei no meu quarto, os dois estavam se batendo de novo.

 

Eu: DONG ME AJUDA AQUI CARALHO!

 

Ele e o Tae pararam de se bater e o Dong veio me ajudar. Tanquei a porta.

 

Eu: Tae, eu trouxe.. não destranca essa porta por nada!

Tae: Sim senhora.

Eu: Vamos Dong! Estamos atrasados.

 

Fiz um coque no meu cabelo rápido, peguei minha mochila e saí, ouvi o Tae trancando a porta, descemos e fomos pra escola.

 Foi mais um dia chato como sempre, voltamos pra casa.

 

Dong: Vou indo..

Eu: Tá. – Disse abrindo a porta.

Vô: NINGUÉM VAI À LUGAR NENHUM!

 

 Olhamos, ele estava segurando a gola da blusa do Tae, e minha vó atrás de nós com um pedaço de pau.

 

Eu e Dong: Fudeu.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Desculpem quais quer erro.

Veja a fanfic do Jimin > https://spiritfanfics.com/historia/bts-imagine--jimin--dependent-love-6469020


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...