História BTS One Shots - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook Jeon Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Namjoon, Park Jimin, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taehyung, Yoongi
Exibições 581
Palavras 1.238
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Mistério, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá amores~~
Boas notícias: depois do dia 2 eu vou poder postar muuito mais então não se acostumem com uma fic por semana, por que depois vai ter mais! ;)
Ah, as partes em itálico são flashbacks, okay?
Enfim, espero que aproveitem!!
LEMBREM-SE DE SUGERIR IDEIAS DE ONE-SHOTS NOS COMENTÁRIOS!! ACEITO QUALQUER PEDIDO, NÃO FIQUEM TÍMIDOS!!

PEDIDO POR:
Ge1sa:
"Hey, faz uma com o Yoongi"
Espero que goste!!

Capítulo 7 - Min Yoongi: Found (Parte1)


Fanfic / Fanfiction BTS One Shots - Capítulo 7 - Min Yoongi: Found (Parte1)

Primeiro de novembro. Eu sabia exatamente o que esse dia significava e esse ano era um domingo. A um ano atrás, tive que me mudar para o Japão, tive que abandonar todo mundo que eu conhecia para morar em Osaka. Fiquei um bom tempo sentada na cama olhando aquele número um. Lembrando das coisas que eu havia vivid antes na Coréia.

 

-Você conseguiu, S/N! -ele me abraçou. -Conseguiu, eu estou tão orgulhoso de você!

Ver o sorriso de Min Yoongi era uma das únicas coisas que me deixavam tranquilas, como eu amo aquele sorriso. Mas eu não poderia me iludir, eu tinha conseguido reunir forças para entregar o meu namorado para a polícia. Meu namorado que abusava de mim.

-Eu não ia ter conseguido nada sem você... -eu disse sorrindo também assim que Yoongi me soltou. 

-Não tente jogar o mérito disso em mim, S/N! -ele riu, bagunçando meu cabelo. -Você fez o que tanta gente tem medo de fazer...

Seus olhos caíram nos meus pulsos, agora cheios de preocupação. Eu sabia que Yoongi se culpava por eu ter sido violentada pelo meu namorado, mesmo que ele não tivesse nada a ver com isso e não tivesse culpa de nada, mas Yoongi sempre foi extremamente protetor comigo. Ele pegou os meus pulsos e os beijou, fazendo com que a sensação de sua boca na minha pele continuasse ali mesmo depois de ter os soltado.

-Você nunca mais vai precisar de se sentir com medo. -ele murmurou levando as mãos no meu rosto. Eu não conseguia me mexer direito. -Não enquanto eu estiver aqui.

Após essa frase, ele me beijou.

 

Senti dois braços fortes abraçarem a minha cintura, sorri e olhei para meu namorado, deitado do meu lado, de olhos fechados mas grunhindo.

-Volta a deitar, tá muito cedo. -ele disse rouco e contra as cobertas. Dei risadinhas dele.

-Muito cedo? Hiroto, são meio dia. -eu ri me levantando. Ele grunhiu mais alto quando eu saí dos braços dele. Observei ele se virar de barriga para cima e abrir o olhos preguiçosamente. Ele virou sua cabeça e me olhou sorrindo.

-A gente já namora a meses S/N, para de me encarar... -ele brincou, ainda rouco como sempre fica de manhã. Pulei na cama de barriga para baixo do se lado e de um beijo no nariz dele.

-Nunca. -sorri. E ele me abraçou, me prendendo na cama com ele. 

-Agora você não levanta mais. -ele comemorou enquanto eu ria. -Você sabe que dia é hoje, não é? -ele perguntou tirando o cabelo do meu rosto. Eu ri envergonhada e ele me abraçou ainda mais perto de seu corpo. -Faz um ano que a coisa mais lina do mundo foi morar no apartamento de frente do meu, número 301.

-Eu fico muito feliz que você lembra de datas tão bem... mas a gente tem que ir para a casa da Cassie hoje, fazer as compras de preparação para a ação de graças... -eu disse e ele gemeu frustrado.

-A gente nem tá nos Estados Unido para ela ficar comemorando isso. -levantei da cama mais uma vez.

-Você é um bebêzão, Hiroto. -eu ri. -Significa demais para ela, então coloque  uma roupa descente. -eu mandei pegando minha fantasia (que por sinal, era muito ruim e de última hora) que usei na festa de Halloween da noite passada do chão e a vestindo novamente.

-Você estava maravilhosa ontem. -ele elogiou, agora sentado na cama. Sorri, sentindo o olhar dele em cima de mim. -Sua versão da Bela é melhor do que a original.

-Um vestido curto amarelo? -perguntei me virando, vendo meu namorado sentado na ponta da cama sorrindo de leve e com o cabelo todo bagunçado. Uma das visões mais bonitas do mundo. -Eu sabia que você ia gostar.

Ele me acompanhou até a porta, me deu um beijo e eu mandei que ele ficasse pronto para sair em no mínimo 45 minutos. Ele zoou eu estar saindo da casa dele com a minha bolsa e os sapatos na mão dizendo que eu parecia uma pessoa que havia transado com alguém e se arrependido, eu tentei bater nele, que não parava de rir. 

Tive um pouco de dificuldade em achar as chaves na minha bolsa depois que ele já havia fechado a porta de seu apartamento. Tudo que eu queria era entrar dentro do banho logo depois que abrisse a porta do meu apartamento 301, mas não foi bem isso que aconteceu.

Abri minha porta para centenas de rosas de todos os tipos de cores. Eu sabia que elas eram dele; ele havia me encontrado, ele sabia onde eu estava.

Segurei o máximo que eu podia as lágrimas, não sabia o que fazer. Ele havia me encontrado, ele. Eu não havia contado para ninguém aqui no Japão sobre o meu passado na Coréia, não havia contado que eu tive que fugir do país por que coloquei meu namorado filho de um empresário riquíssimo na prisão por que ele abusava de mim. E agora ele havia me encontrado.

Eu só tinha uma escolha. Por total impulso, peguei meu celular e abri um contato que eu não abria a muito tempo, o contato de alguém que não fazia ideia de onde eu estava.

S/N:  Yoongi, ele me achou.

Depois que já havia apertado no "send", comecei a condenar o que havia feito. Yoongi ia explodir de raiva, eu não havia contado para ele para onde eu tinha ido. Logo depois daquela noite, logo depois da nossa noite. Tomei banho sem tirar minha cabeça do que havia acontecido.

 

Seu corpo suado deitou-se na cama ao meu lado, com o braço ainda em cima de mim. Por um momento, a única coisa que pôde se ouvir foram nossas respirações afobadas que tentavam nos acalmar de nossas apses. Ele começou a olhar para mim e acariciar o meu braço, com um sorriso bobo no rosto.

-Você é perfeita. -fiquei envergonhada e o abracei, escondendo meu rosto no seu pescoço, ele riu disso.

-Obrigada, de novo. -eu agradeci mais uma vez olhando para ele nos olhos. -Tanto por me ajudar a condená-lo tanto por ser o meu primeiro.

Ele fez uma cara confusa.

-Mas... ele não tinha te forçado...? -ele perguntou relutante, com medo de me ofender. Sorri.

-Você é diferente, o que a gene fez é muito diferente do que ele me fez.

Ele sorriu abobalhadamente mais uma vez e eu amava aquele sorriso, poderia encará-lo para sempre.

Enquanto colocava meus sapatos, ouvi as batidas de Hiroto na porta e logo depois, recebi uma notificação no meu celular. Dei uma espiada na tela e assim que vi que era uma mensagem de Yoongi, berrei:

-Não estou passando muito bem, Hiroto, vai sem mim. -pude ouvi-lo rir.

-Bebeu demais? -ele brincou.

-Sim! Não quero vomitar fora de casa. -concordei, só para que ele saísse mais rápido.

-Tudo bem, baby, melhoras. -ele desejou e eu agradeci desbloqueando meu celular com o coração na mão.

Min Yoongi: Ele não te achou. Ele ainda ta preso.

S/N: ???

Mas eu recebi um tanto de flores aqui em casa, e são rosas! Só ele sabe que rosas são minhas flores favoritas!

Min Yoongi: Francamente, S/N, você não mudou nada. Esquece tudo que conta pros outros.

S/N: Oi???

Min Yoongi: Não é só ele que sabe disso.

Ele não te encontrou S/N.

Eu te encontrei.

Gelei com a última mensagem, não conseguia me mexer. Bom, isso até eu ouvir minha campainha tocar.

 

 

 

 

 


Notas Finais


E ai, gostaram? Querem outra parte??
LEMBREM-SE DE SUGERIR IDEIAS DE ONE-SHOTS NOS COMENTÁRIOS!! ACEITO QUALQUER PEDIDO, NÃO FIQUEM TÍMIDOS!!
-xiukitty


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...