História Bubline: os opostos se atraem - Capítulo 95


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Brad, Cake, Finn, Fionna, Jake, Lady Íris, Litch, Marceline, Marshall Lee, Mordomo Menta, Personagens Originais, Princesa Caroço, Princesa De Fogo, Princesa Jujuba, Principe Chiclete, Príncipe de Fogo, Rainha Gelada, Rei Gelado
Tags Bubbline
Exibições 34
Palavras 1.730
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Fantasia, Hentai, Magia, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ignorem o erros e boa leitura!!

Capítulo 95 - "I hate you, I love you"...


Fanfic / Fanfiction Bubline: os opostos se atraem - Capítulo 95 - "I hate you, I love you"...

           Pov's Julia on

Estava em meu quarto, totalmente recuperada, quando ouço meu celular tocando, atendo

                  Ligação on

-alô?

-oi juh, é a Vick

-ah, oi vick, aconteceu algo?

-não, quer dizer sim, é que agente tinha marcado de sair lembra?

-nossa vivo, havia esquecido, mas da pra eu sair hoje

-então ainda ta confirmado?

-claro hahaha, 8 horas da noite ni shopping?

-fecho, beijos

-beijos

                 Ligação off

Desligue o celular e vi que era 6 e meia da tarde ja, então fui tomar banho.

Sai do banho e fui pra meu closet, vesti uma saia e uma blusa, passei perfume, hidratante em todo meu corpo, pente ei meus cabelos e fiz um coque desarrumado, porém, cheio.com flores o enfeitando

Peguei minha bolsa e nela coloquei o que iriaprecisar, quando fui ver a hora novamente, levei um susto, pois, na era 7 horas e 45 minutos

Dei um beijo em Lupin e são do quarto, fui até minha moto, e dei partida, seguindo até o shopping.

Quando cheguei no shopping era 8 horas ja, fui até o ponto de encontro e avisei vick

-oi -ela disse vindo até mim e né dando um beijo no rosto

-você esta linda -eu disse e a mesma ficou meio envergonhada

-você esta mais ainda -ela disse e senti minhas bochechas esquentar em

Fomos tomar sorvete, e ficamos conversando sobre coisas aleatórias, depois de uns minutos, vivo disse?

-vem comigo, preciso fazer algo -ela disse né puxando pelo pulso

Ela né levou até a escada de emergência 

-o que estamos fazendo aqui? -perguntei curiosa

-bom...você lembra que disse que queria ficar comigo? -ela perguntou se aproximando de mim

-sim... -eu disse

-podemos ficar agora -ela disse mordendo os lábios

-agora? 

-aham -ela disse e logo segurou minha nuca iniciando um beijo

Aquele beijo estava intenso e cheio de desejo, da minha parte e da dela também.

Enquanto nos beija vamos, segurei forte em sua cintura, e logo senti ela colocar sua mão em meu sexo

-vick...não -eu disse

-porque não?

-porque simplesmente não estou no clima pra isso -eu disse e ela assentiu

-tudo bem então

Ela voltou a me beijar e passeava sua mão por quase todo meu corpo

                     ***

Estávamos indo embora, era meia noite, por que decidimos de última hora ver a um filme

Levei fico até sua casa e chegando lá, sua mãe Clarisse insistiu Pra que eu ficasse e como fiquei meio envergonhada de fazer desfeita aceitei

Ela então né mostrou meu quarto, que era bem grande por sinal, a cama era forrada de azul, o guarda roupa azul tambem, a escrivaninha verde agua e o banheiro verde agua com azul, era bem fodinha

-gostou do quarto querida -a dona Clarisse perguntou

-adorei hahaha, muito obrigada -eu disse lhe dando um sorriso e a mesma retribuiu

-por nada querida -ela disse e logo saiu do quarto né deixando alí

Tomei banho e depois fui no guarda roupa ver o que tinha pra vestir, vesti um baby cool preto rendado e deitei na cama Pra tentar dormir

                             ***

3 horas da amanhã e até agora nenhum pingo de sono apareceu, levantei da cama e decidi explorar aquela casa gigante

Acabei na cozinha e opitei por beber uma agua, bebi a agua e encostei no balcão, olhando do chão, lembrando de Bibi, e então um sorriso apareceu em meus lábios

-insônia? -ouvi alguem falando e né virei rapidamente, era Victoria Cristina

-oi, e sim, tenho insônia hahah -eu disse e a mesma sorriu

-entendo

-você tem? -perguntei

-não, só levantei pra beber um copo da agua mesmo -ela disse

-legal seu pijama -eu comentei, pois, ela usava um pijama de panda, Tipo macacão

-ah valeu, amo ele hahaha -ela disse dando risada

-e eu amo pijama assim -eu disse

-quer comer algo? -ela perguntou

-vai incomodar? -eu perguntei

-claro que não, eu vou fazer um pra mim mesmo -ela disse abrindo a geladeira e pegando um pote de doce de leite o com geléia

Passamos a geléia com doce de leite no ai e comemos, quando terminamos fomos dormir,.pelo menos ela foi

Deitei em minha cama e fiquei esperando o sono vir

                    ***

5 horas da manha e nada de sono vir, hoje na era segunda, o que queria dizer que hoje tinha aula, né levantei da cama, vesti minhas roupas de ontem e então eu fui Embora

Chegando em casa vou pro quarto e né tranco no mesmo, começando a né vestir pra escola, quando ouço batidas

                  Pov's Lis on

Comecei a bater na porta de Julia que dormiu fora hoje, ela né deixou tão preocupada, tinha de me dar alguma explicacao

-Juh, abri aqui a porta -eu disse gritando do lado de fora do quarto

-um minutinho -ela disse e depois de alguns minutos ouvi o clique da chave destrancando a porta -oi -ela disse né olhando

-onde esteve -eu disse dando um abraço forte nela -fiquei tão preocupada achei que tinha acontecido algo contigo -eu disse

-não se preocupe ta? Eu do bem, e desculpe não ter avisado nada, eu acabei esquecendo -ela disse

-desculpa da haha -eu disse e ajudei ela a arrumar o seu material

                 Pov's Luke on

E lá estava eu, tocando meu violão, tocando aquela musica com todo o sentimento que eu tinha, como se estivesse tocando especialmente pra ele

"Fred"

"Feeling used

But I'm still missing you
And I can't
See the end of this
Just wanna feel your kiss
Against my lips

And now all this time
Is passing by
But I still can't seem to tell you why
It hurts me every time I see you
Realize how much I need you

I hate you, I love you
I hate that I love you
Don't want to, but I can't put
Nobody else above you

I hate you, I love you
I hate that I want you
You want her, you need her
And I'll never be her

I miss you when I can't sleep
Or right after coffee
Or right when I can't eat
I miss you in my front seat
Still got sand in my sweaters
From nights we don't remember

Do you miss me like I miss you?
Fucked around and got attached to you
Friends can break your heart too
And I'm always tired but never of you"

                Tradução

"Sentindo-me usado
Mas eu ainda estou sentindo sua falta
E eu não consigo
Ver o final disto
Só quero sentir seu beijo
Nos meus lábios

E agora todo esse tempo
Está passando
Mas eu não consigo dizer-lhe por que
Me dói cada vez que eu vejo você
Percebo o quanto eu preciso de você

Eu te odeio, eu te amo
Eu odeio te amar
Não quero, mas não consigo colocar
Mais ninguém acima de você

Eu odeio você, eu te amo
Eu odeio querer você
Você quer ela, você precisa dela
E eu nunca serei ela

Eu sinto sua falta quando eu não consigo dormir
Ou logo depois do café
Ou quando eu não consigo comer
Eu sinto falta de você no meu banco da frente
Ainda tenho areia nos meus suéteres
Das noites que não nos lembramos

Você sente a minha falta como eu sinto a sua?
Vadiei por aí e acabei me apegando a você
Amigos também podem partir seu coração
E eu estou sempre cansado, mas nunca de você"

Eu queria parar de sentir isso pelo fred e ao mesmo tempo não, porque amar ele é bom, mas também é doloroso

                 Pov's Alice on

Estava andando até a escola e comprei um sorvete de morango pra mim a caminho, enquanto andava vó na pracinha Suzanne com um vestido rodado curto amarelinho, sentada no banco acariciando a rosa vermelha, que se encontrava em sua mão

Fui até ela e a mesma só né ver né deu um sorriso que logo retribui

-o oi -eu disse

-olá, como vai a sua coxa? -ela perguntou

-vai bem, e seu tornozelo -perguntei

-vai bem hahaha -ela disse

-porque não comeu sorvete hoje? -perguntei

-sem vontade -ela disse

-eu trouxe de morango, quer?

-pensando bem quero sim -ela disse e eu deixei que ela comesse

Suzanne tem algum problema, que se ela ficar um dia sem tomar sorvete acontece algo com ela , porém, eu não sei o que é. Mas vou descobrir

Fomos pra escola e ai chegarmos estava tudo normal mas quando olhei pra Lis, pude ver seus olhos pegando fogo de raiva 

"Preciso fazer algo, ela vai descontar em alguem e que esse alguem seja eu"

-Suzi, faz um grande favor pra mim? -perguntei

-okay -ela disse

-vai até a biblioteca e pega pra mim o livro de sociologia por favor, pois, eu esqueci em casa -eu disse inventando

-mas...você não deixar os livros no seu armário? -ela perguntou desconfiada

-sim...mas sexta acabei esquecendo de...deixar lá e levei e ai hoje esqueci -eu disse torcendo pra ela acreditar

-okay, vou lá pegar -ela disse e eu fsaiu, aproveitei e fui até Lís, que só conversava com sua irmã

-Lís, posso falar com você? -perguntei e a mesma assentiu

Fomos até um árvore e ela né olhou com ódio

-olha, se for descontar em alguem, descobre em mim e somente em mim -eu disse e ela né olhou surpresa e com certo entusiasmo

-ah não creio, essa é a melhor noticia que eu tive hoje, mas...farei isso com todo przer -ela disse sorrindo

Eu Fechei os olhos esperando sentir o murro em meu rosto, mas nada né veio, então abri os olhos devagar e vi Lís caída no chão e Suzanne ai meu lado olhando pra mesma

Lís levantou e encarou suzanne que agora sorria 

-escuta aqui sua ruiva metida -Suzanne começou -se ousar encostar um dedo em Alice, eu vou te matar, mas antes, vou torturar a sua linda irmãzinha, que vá entre nós teria o maior prazer de fazer isso, imagina ela gemendo de dor -suzanne disse 

-não, escuta aqui você -Lís disse em tom desafiador -eu encosto quantos dedos eu quiser nessa ai, ainda mais porque ela ano é de ninguém e quase matou minha irma, e se você tiver a ousadia de encostar na minha irmã, fazer o que seja com ela, você não sai viva dessa. E não, não tenho medo de você e nem dessa merda de psicopatisse sua, nem de você, nem dela -lis disse apontando pra mim -e nem de ninguém garota. E eu não sou covarde e muito menos metida. Faz o seguinte primeiro você né conheça depois venha falar da minha pessoa garota -Lis disse 

              Pov's Julia on

Estava alí observando Lis falar coisas pra suzanne e ai terminar as duas ficarem se encarando, pude ver Alice encostada naquela árvore, Suzanne com os punhos serrados, porém com um sorriso no rosto e Lis sem um menor medo, e com um olhar desafiador no olhar

Fui até lá porque sabia que não iria dar certo isso, peguei Lis pelo braço e disse:

-vamos Lis a aula na vai começar 

-nao -ela disse soltando seu braço de minha mão -eu não daqui até ela não sair do meu caminho

-Lis vamos embora -eu disse ja desesperada

-nao caralho -ela disse -até essa...

-essa o que? -suzanne perguntou dando um passo a frente, eu recuei, porém Lis ficou parada no mesmo lugar a encarando

"Essa não"







Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem o que acharam e beijuuuus babyeeez


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...