História Bubline: os opostos se atraem - Capítulo 98


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Brad, Cake, Finn, Fionna, Jake, Lady Íris, Litch, Marceline, Marshall Lee, Mordomo Menta, Personagens Originais, Princesa Caroço, Princesa De Fogo, Princesa Jujuba, Principe Chiclete, Príncipe de Fogo, Rainha Gelada, Rei Gelado
Tags Bubbline
Exibições 48
Palavras 1.382
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Fantasia, Hentai, Magia, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ignorem os erros e boa leitura

Capítulo 98 - "Eu confio em você"...


Fanfic / Fanfiction Bubline: os opostos se atraem - Capítulo 98 - "Eu confio em você"...

              Pov's Alice on

-Suzi?

-eu mesma -ela disse sorrindo 

-mas como... -eu perguntei

-Julia me salvou -ela disse e eu sorri correndo até a mesma e a abraçando

-saudades -eu disse

-obrigada por ter dado a facada em Lís -ela disse

-por nada

-me da um pouco do seu sorvete -Suzi perguntou e dei a ela o sorvete, então fomos pra pracinha e ficamos la, decidindo cabular e indo ao parque de diversões

                    Pov's Lís on

Acordei e vi Catarina ao meu lado, olhei a hora e percebi que ja era 6 e meia, levantei rápido e Catarina acordou

-Lís?

-oi amor, ja são 6 e meia -eu disse vestindo rápido uma roupa

-naaaoooo -ela disse reclamona -vamos faltar amor, só hoje vai -ela disse e a olhei

-não moh, amanhã a gente falta -eu disse

-por favorzinho -ela disse e eu suspirei

-esta bem... - eu disse me dando por vencida -mas levanta pra gente dar um passeio

Ela levantou num pulo e se jogou em mim entrelaçando suas pernas em minha cintura e atacando meus labios e eu logo retribui aquele beijo

Então fomos tomar banho e quando terminamos ela vestiu uma saia azul com uma blusa branca, ficou tão linda e um salto azul e eu vesti um shorts jeans, uma blusa de manga comprida e um all star branco, e saímos

Levei ela até o shopping e fomos andar no gelo, estava tudo perfeito, ela dançava e caia do mesmo jeito que eu hahahaha

              Pov's Lola on

Estava na sala com Bryan ao meu lado e se sua pergunta é se eu esqueci a garota que eu amei ao ponto de quase morrer por ela, se eu esqueci Cassia, eu lhe digo que não, eu nunca esqueci ela, em momento algum, mas não podia ficar com alguem que nem sequer acredita em mim. E seu irmão era tão carinhoso comigo.

-Lola, o que estamos tendo? -ele perguntou

-sei lá -eu disse e ele sorriu

-gostei 

-hahahahaha engraçadinho -eu disse mostrando minha língua e ele fez cócegas em mim e eu comecei a gargalhar

-ei, ei, ei hahahahahhahahaha para ja com isso!! -eu fala e ele continuava a fazer cócegas em mim

                Pov's Cassia on

Estava em minha mesa vendo meu irmão e Lola alí, juntos e ele fazendo cócegas nela enquanto ela dava risada espontaneamente

Eu poderia estar alí agora, mas eu não estou. Porque?. Porque eu fui burra demais pra perceber o quanto eu gostava dela.

"Idiota. Idiota. Idiota"

Voltei a fazer lição e tentei ignorar aquela cena

              Pov's Suzanne on

Estava no parque de diversoes com Alice, fomos a uma baladinha que tinha lá e começou a tocar uma musica animada e Alice dançava e eu rodava ela, ela me rodava e eu podia sentir o ritmo.

Ficamos alí dançando então ela anunciou que queria comer algo, comprei algodão doce a ela e a mesma o devorou 

-hahahahah parece coelho comendo cenoura -eu disse e a mesma riu -posso experimentar o algodão? -eu perguntei e a mesma olhou pro cone vazio

-Desculpe Suzi mas..acabou -ela disse meio sem jeito

-ah tudo bem -eu disse e a beijei, a mesma retribuiu, segurando em minha nuca e eu em sua cintura, quando o ar se fez necessário nos separamos

-amo algodão doce -eu disse e a mesma deu risada.

Então fomos pra mais um carrossel.

              Pov's Luke on

Estava na minha mesa Quando George vem falar comigo

-ei, precisamos conversar -ele disse sério

-okay, quando?

-Agora -ele disse pegando uma cadeira e sentando ao meu lado

-o-okay, o que foi? -perguntei

-por favor, eu sei que meu irmão fez muita coisa, mas olha...preciso dele feliz...a cada dia é uma garota indo pra casa -ele disse e eu tampão meu rosto com as duas mãos

-não posso fazer nada George, ele não quer me aceitar e muito menos me assumir -eu disse

-por favor tenta, eu dou um jeito nisso, eu convenco ele, mas por favor tente, eu só te peço isso -eu disse

-ta bem...vou falar com ele -eu disse e o mesmo sorriu

-obrigada mesmo- -então ele saiu e eu fiz tchau

Fui até Fred e ele me olhou meio hesitante

-preciso falar contigo, vou pedir pra ir ao banheiro e vice me segue -eu disse e o mesmo assentiu

Pedi pro professor pra ir no banheiro e ao sair pude ver uma sombra me seguindo, entrei na sala de limpeza e ao, entrar Fred entrou junto e trancou a porta

-o que quer? -ele perguntou

-quero ser amado -eu disse e o mesmo pareceu surpreso e depois abaixou a cabeça triste

-e eu quero fazer você amado -ele disse e foi se aproximando mas coloquei minha não na frente, não o deixando se aproximar muito

-mas quero ser amado de verdade, quero amar você, quero fazer você feliz, quero alianças, quero carícias, quero romance, quero brincadeiras, quero ser seu e quero que seja meu.

-totalmente seu -ele disse e então abaixei minha mão e o mesmo me abraçou forte, e eu não me segurei e chorei, eu precisava tanto daquele abraço, do abraço dele

-eu estava com tantas saudades amor -eu disse e ele me abraçou mais forte e eu fui na mesma intensidades

Nos separamos do abraço e então olhei Jó fundo de seus olhos e toquei seus lábios com meu dedo indicador, e então encostei meus lábios nos dele iniciando um beijo. Um beijo calmo, pode, cheio de amor e saudade.

Quando o ar se fez necessário nos separamos e ele sorriu

-te amo 

-também te amo Fred -eu disse e o mesmo beijou minha bochecha

-eu posso pedir algo? -ele perguntou preocupado

-o que?

-poderíamos manter isso em segredo por enquanto? Por favor Luke -ele disse e eu suspirei, não havia jeito. Teria de dar o tempo dele

-claro que sim -eu disse e o mesmo sorriu

-obrigada -ele disse e me deu um selinho e então saímos daquela sala e fomos rã sala de aula.

Ele sentou do meu lado e pude ver George sorrindo e fazendo um Jotinha pra mim, que logo retribui

                   Pov's Lís on

Estávamos eu e Catarina no meu quarto, sozinhas, então decidi contar um segredo meu e da minha irmã, sobre eu ser uma bruxa

-Catarina -eu comecei -eu preciso te contar algo que nunca contei pra ninguém -eu disse

-o que foi? -ela perguntou

-em uma família grande, nasceu um menino e uma menina, o menino com poderes de bruxo e a menina sem nenhum, essa família era portuguesa. Então o menino aprendeu a fazer magias e casou-se com uma garota que também era bruxa e os dois tiveram uma filha, porém essa filha não nasceu com poder algum. E eles decidiram não ensinar a ela, mas quando a filha deles cresceu acharam melhor ensina-la, porém, ela não quis, ela disse que isso era loucura, e que não queria. Então tempos mais tarde, a filha deles teve duas meninas e essas duas meninas nasceram com poderes, ou seja, elas são bruxas, e não de vem contar pra qualquer um, pois, se contar poderia ser discriminada então elas sempre mataram em segredo. Isso

-ta legaaall -ela disse meio confusa - e o que isso tem a ver com o que iria me contar -ela perguntou e achei que era a hora

-eu confio absolutamente em você por isso vou lhe contar, mas...acho melhor ainda mostrar

-okay hahaha -ela disse

Fui até o centro do quarto e coloquei na musica "Girls Like Girls" e então Fechei meu olhos, e mexia meu corpo Conforme a musica, e dançando, conforme o ritmo, naquele momento só existia eu e aquele ritmo, que eu seguia.

           Pov's Catarina on

Lís estava dançando alí na minha frente, seguindo o ritmo, então uma coisa prateada começou a aparecer em volta dela. E começou a rodia-la então se deu a forma e se transformou em uma raposa prateada, e Lís não parava e a Raposa parecia brincar com Lís

De repente Lís sussurrou algo e a raposa ficou em um tom avermelhado, e foi vindo até mim, encostando sua cabeça em meu joelho, pois, eu estava sentada.

Então quando Lís parou de dançar ela desapareceu e então eu entendi

As menininhas bruxas que nasceram foram elas, Lis e Julia

-L-lis -eu não tinha reação

-sou uma...

-bruxa -complete o assustada

-mas ainda sou a mesma -ela disse se aproximando de mim e eu me afastei

-n-nao s-sei mais quem você é -eu disse

-q-que? -ela disse com os olhos marejados

-desculpe -eu disse ja deixando as lágrimas cair -mas...estou com medo -eu disse e ao sair correndo ela segurou meus pulsos

-n-nao me m-machuque -eu disse e ela me soltou 

-eu nunca te machucaria Catarina -ela disse

Eu recuei e então fui embora, indo pra casa chorando.



Notas Finais


Espero que tenham gostado. Comentem o que acharam. Beijuuuus Babyeeez


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...