História Bullet Proof School (BTS) (BlackPink) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Blackpink, Bts, Jikook, K-pop, Namjin, V-hope
Visualizações 45
Palavras 1.376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Festa, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pessoas!!!! Vai ter Lemon.... Leiam kkkkk é meu 1° Lemon ok? Então se ficar ruim... Desculpem. Mas vai lá e curte a fic ( Recomendação: NÃO LEIA PERTO DE SEUS PAIS)

Capítulo 5 - Mais? Mais! (Lemon)


Fanfic / Fanfiction Bullet Proof School (BTS) (BlackPink) - Capítulo 5 - Mais? Mais! (Lemon)

--------------Pov—jimin---------------

Ele me empurrou na cama, rápido mas de um jeito leve... Ele se deitou em cima de mim, e confesso que estava nervoso, afinal seria minha primeira vez, com um garoto. Não sabia se estava pronto... Então gaguejei

   - Ko-kook... – Eu disse com medo de magoa-lo

-Se acalme, vai dar tudo certo... Baby. – Ele riu pra mim, e eu precisava rir, afinal era algo engraçado de se ouvir de garoto pra garoto. Mas então ele começou beijar meu pescoço, e foi indo em direção a minha boca. Logo ele começou a me dar um beijo quente, ele pediu passagem com a língua... É claro que que cedi, não podia desperdiçar uma oportunidade dessas. Logo a falta de ar chegou e nos separamos, eu olhei pra ele, e no fundo de seus olhos eu podia ver que ele queria ir muito mais além... Eu fui e dei um selinho nele como sinal de que... Ele poderia começar.

                Então ele sorriu, e mordeu a parte inferior do seus lábios, e começou a tirar meu moletom. Ele o tirou e começou a passar a sua língua pelo meu abs, e meu deus. QUE SENSAÇÃO MARAVILHOSA! Logo ele começou a ir em direção do meu membro, que começava a erguer. Ele chegou na box e então ele mordeu o seu lábio e deu sorriso malicioso pra mim. Ele devagar começou a puxá-la pra baixo, mas estava demorando muito e isso me incomodava.

- Mais rápido! – Eu gritei para ele. Então dou um gemido enquanto ele mordia meu membro por cima da Box

- O que baby? Não pode ser assim groso com seu Daddy... Se não... Irei puni-lo.

- En-ent-entao... Me puna Daddy! – Eu disse a ele

                Ele parou de puxar a box e veio em direção a minha boca e começou a me dar um beijo agressivo de língua, foi muito rápido, e falta de ar já tinha chegado, me separei de seus lábios, e ele tinha um sorriso malicioso... Que logo vinha em direção a meu pescoço, ele deu um chupão, que provavelmente ficaria uma bela marca, que foi logo seguido por um gemido meu, e uma mordida sua, e ali eu gemia mais uma vez.

- Não... Ele disse com sinal de desaprovação

- O que eu... – Mais um gemido meu com um chupão em meu abdômen.

- Você precisa gritar mais... baby

                Ele voltou a puxar a box, quando...

- Espere. – Ele disse e olhou para o seu armário

- O-o-o que? – eu disse a ele

                 Ele se levantou, e abriu a porta do seu armário, estava confuso, o que ele ia pegar lá... Ele vira com uma corda e uma venda da mão... Eu já até sabia o que ia acontecer.

- Vamos baby... De pé! – Ele “gritou” pra mim... Logo levantei, e ele pediu pra eu me virar, ele amarrou as minhas mãos e as pendurou em um prego, onde tinha um quadro, mas ele o tirou de lá. Já estava completamente entregue a ele. Não enxergava mais nada, ppois ele havia colocado à venda em meus olhos, mas sentia a sua respiração em meu ouvido.

- Está tudo bem. Vai ficar tudo bem... não vou te machucar, mas não prometo que não vá doer. – Ele cochichou em meu ouvido, ele logo a sua respiração sumiu. Levei um micro susto ao contato da sua língua em meu peito, ele começou a descer passou pelo meu abs, e chegou na box novamente... Ele começou a tira-la devagar, e logo o meu membro saltou para fora. Senti uma pequena mordida em minha cocha, e depois sua língua começou a subir... Ele de repente enfiou o meu membro em sua boca, e gemi ao ele começar a chupa-lo... Ele parou devagar e tirou meu membro daquela maravilha que ele chama de boca. Ele começou a lamber o meu membro, e a rodeá-lo com a língua... logo ele para e dá uma mordida em minha bunda, e um tapa logo em seguida.

- Isso baby. Está fazendo muito bem, e agora? Sim, agora será a vez da recompensa.

                Ele enfia dois de seus dedos dentro dela, isso doeu, não vou mentir, e umas lagrimas saíram de meus olhos e escorreram pelo meu rosto, ele tirou seus dedos com cuidado, e disse: “Se acalme... Agora vem a parte boa”. E então escuto um barulho, acho que era ele tirando... a sua box. Ele devagar começa a enfiar seu membro dentro de mim, e mais lagrimas escorreram pelo meu rosto, mas ele não tinha o enfiado completamente, e então... Rápido ele o enfia-o com tudo e eu gemi alto. Isso doeu ainda mais.

- Posso continuar? Baby? – Eu queria e muito, e sabia que depois, a dor iria passar.

- Pode! – Eu disse confiante

                Ele começou a enfiar e tirar seu membro dentro de mim, não tão fundo, mas então ele perguntou

- Mais?

-Mais! – Eu respondi

                Ele começou a ir mais rápido e mais fundo, e eu não parava de gritar...  

- Agora baby, é sua vez de brincar com o dady. Ok?

- o-o-ok –Eu respondi meio inseguro, mas eu queria fazer isso. Ele tirou a venda e desamarrou as minhas mãos, eu olhei para trás, e vi aquela 8° maravilha do mundo. Ele me pegou pela cintura e pelas pernas me segurou no colo e me empurrou na parede, e começou a me beijar com a sua língua brigando com a minha, ele me deitou na cama, e nos virou, me deixando em cima dele...

- Agora. BRINQUE COMIGO! – Ele disse muito alto, e eu comecei a beijar seu pescoço, e dei uma mordida leve.

- Só isso? Que fraco Baby. – Ele disse pra mim, e logo mordi muito mais forte, e escutei ele gemer... Rodei a mordida com a língua, e fui beijando seu abs, até chegar na 8° maravilha do mundo, e sem pensar duas vezes, lambi-o e ele gemeu baixo, o enfiei devagar dentro da minha boca, e fui chupando-o enquanto ele gritava. Logo sentei encima dele e deixei meu membro em sua cara. Ele o segurou coma mão, e o lambeu, e gemi mais uma vez. Essa sensações que nunca havia sentido, provavelmente eram as melhores que já havia sentido na vida, ele então me virou de costas, e ficou em cima de mim, e enfiou seu membro dentro de mim novamente, ele começou cavalgar em mim, e logo foi indo mais fundo, e mais fundo, e então... senti um liquido quente em mim, ele parou e tirou seu membro dali, olhei pra trás e a cama estava suja de branco, ele se deitou ao meu lado, me beijou e fechou os olhos, e logo adormecemos.

 

--------------Pov—jungkook---------------

 Acordei antes que ele, e decidi preparar o café foi ai que notei que... não tínhamos comido a pizza. Mas tinha comido algo muito melhor aquela noite. Decidi só requentar a pizza pra nos comermos aquilo mesmo... Senti um beijo em meu pescoço, olho pra tras e o pego pela cintura dando um selinho nele. Nenhum de nos estávamos vestidos. Olhei para seu membro e ele corou.

- Vamos tomar banho?

- Juntos? – Ele disse de cabeça baixa, meio envergonhado.

- Olha não se envergonhe, o que você fez, foi só o que te deixa feliz. E você não deve ter vergonha do que te deixa feliz. Entendeu?

- Sim, da-da-dady – Eu o abracei, e nossos membros se encostaram, o que fez ele corar ainda mais. O peguei pelo braço e o levei para o quarto, dei uma toalha, e uma box nova. E ele usaria o mesmo uniforme do dia anterior.

- Olha tome banho do jeito que quiser, ok?

- Então... Vem comigo? – Ele olhou pra mim e sorri, e fomos no chuveiro, onde brincamos, MUITO... Nós nos trocamos, comemos, e fomos para a escola, e no caminho tivemos uma conversa seria.

- Jimin!

- Oi?

- Você vai assumir, não vai?

- Eu-eu-eu não se-sei – ele gaguejou e  ficou quieto o resto do caminho.

                Ao chegar na escola, na sala do meio de todo mundo, ele foi lá e me beijou. Todos olharam e ficara de cara, e alguém gritou no meio da sala.

???? – Que merda é essa Jimin?!

- Omma? – Ele gritou para a pessoa interrompendo o beijo.


Notas Finais


Então foi isso. Quem vocês acham que gritou? Comenta ai. E foi isso, espero que vocês não tenham levado uma bronca dos pais de vocês lendo isso kkkkk Bjs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...