História Bulletproof -Jikook - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hope, Hoseok, Jeon Jungkook, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Namjin, Rapmon, Suga, Taehyung, Yoongi
Exibições 108
Palavras 636
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


🎀 Como eu já havia dito, os capítulos serão bem maiores só tenham paciência pois a fic está no começo.
🎀 Sobre o relacionamento entre os personagens originais com os do grupo, serão explicado no próximo capitulo.
🎀 Boa leitura.

Capítulo 3 - Você promete?


Busan, Coréia do Sul

Terça-Feira 3:00 Am.

Naquela noite, sentia meu coração bater forte e acelerado. Fechei os olhos na tentativa de acordar daquele pesadelo horrível. Mas assim que voltei a abrir os mesmos, vi que não era um sono. Comecei a fitar a janela na esperança de me acalmar, minha respiração estava acelerada. Estava mais claro, pude notar todos ao meu lado calmos. Engoli seco. Como alguém em sã consciência estaria calmo em uma situação daquela? Mas que porra.

- Então, quem é você garoto? – Uma menina de cabelos castanhos ondulados, que estava sentada ao meu lado perguntou calmamente, mas com total frieza.

– Jeon Jungkook, quem são vocês?

– Não importa, não agora. – Respondeu dando de ombros e se escorando em um garoto mais alto que ela.

– O que vão fazer comigo? Tipo, eu não sirvo para nada, pelo menos é o que minha mãe sempre fala. – Falei sorrindo, na tentativa de amenizar o clima pesado que se encontrava naquele carro.

– Está perguntando para quem? Até onde eu sei quem te trouxe foi o Jimin, pergunta para aquele idiota cabeça dura. – Um cara de cabelos negros respondeu em um tom irritado, não tenho certeza se era comigo.

– Que inferno Hoseok, o que te deu hoje? – O menino que estava dirigindo perguntou irritado.

– Porra, eu não posso com isso. – Bufou. – Quem é tão babaca ao ponto de levar para um "esconderijo" um cara que o nunca viu na vida, cacete?

– Puta que me pariu, porra não fui eu quem assumi a responsabilidade? Então me deixa tomar as decisões por aqui J-Hope. – Respondeu acelerando.

– Galera, vamos parar de brigar? O que está feito está, temos apenas que decidir o que fazer com ele, mas aqui não é hora e nem lugar. – Uma garota loira falou na tentativa de amenizar a situação, mas pude ouvir claramente os dois garotos bufarem.

Durante o resto do caminho, o silencio reinava de uma forma reconfortante. “Jimin” havia aberto a janela da minivan, então facilitou para que eu pudesse sentir o vento forte e gelado bater em meu rosto em forma de dar carinho. Sorri fraco. Era muito boa aquela sensação, até me fazia esquecer o que havia acontecido a poucas horas.

Quando chegamos, era um lugar bonito e não um assustador o qual o caminho todo eu fantasiei. Havia várias prateleiras lotadas com pacotes, obviamente de drogas. Uma escrivaninha ficava no meio do quarto com uma iluminaria no canto, uma janela grande com persianas ficava logo a frente. Não parecia ser apenas um escritório, havia uma cama bem no fundo daquela sala.

 Desci da minivan que havia sido estacionada lá dentro. Respirei algumas vezes. Aquilo curiosamente não me assustava.

– Então Jeon. – Ele fez uma pausa enquanto respirava alto. – Você vai ficar aqui essa noite ok? Amanhã cedo já terei decidido o que fazer com você.

– O-ok. – Respondi gaguejando. Senti raiva de mim mesmo, por qual motivo eu tinha que gaguejar apenas com ele? Que idiotice.

Ele pareceu sorrir, mas logo me deu as costas junto com o resto de todo mundo. Observei a menina de cabelos castanhos que havia sido fria comigo sair abraçada com o mesmo garoto o qual escorou mais cedo. Enquanto a loira fizera mesma coisa com um garoto de cabelos castanhos um pouco mais sério que o outro. Mas aquele menino de cabelos negros que estava irritado no carro, saiu pisando forte, emburrado.

Jimin, caminhava calmamente até a saída, mas todos já haviam subido, apenas ele estava trancando a sala. Me desesperei e em um ato sem pensar, o chamei baixinho.

– Jimin?

– Hum? – Respondeu se virando e me encarando.

– Você promete que não vai me matar? – Perguntei parecendo uma criança, ridículo.

– Eu prometo Jeon. – Falou se virando e saindo.

“As pessoas não querem ouvir a verdade, a honestidade, preferem ser convencidos por uma lavagem cerebral.” – John Wayne Gacy 


Notas Finais


🎀 Espero que tenham gostado. Beijão bye.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...