História Bunny-Imagine Jungkook - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Visualizações 130
Palavras 822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Cap 12


Fanfic / Fanfiction Bunny-Imagine Jungkook - Capítulo 11 - Cap 12

Quabra de tempo

10 anos depois

Jungkook on

Hoje seria o dia em que s/n sairia da prisão Sun ja tinha 12 anos e ela meio que não lembra muito da s/n pois só a viu quando tinha 2 anos e quando eu levava ela para visitar s/n comigo de vez em quando.Estamos na delegacia,assinava alguns papéis para confirmar a liberdade de s/n.A delegada foi busca-la.Assim que vi s/n comecei a bater o pé no chao ansioso.A delegada a desalgemou e ela logo foi liberta e correu ate mim me abraçando.Ela começou a beijar Meu pescoço e a chorar ao mesmo tempo.Ela se separou de mim E olhou para Sun e sorriu e Sun a olhou estranho e depois me olhou.

S/n-eu sou sua Omma-disse chorando.Sun sorriu para mim e abraçou s/n que chorou mais ainda.

Sun-que saudade-disse chorando junto com s/n.

S/n-mas A Omma ja esta aqui com você,desculpe não ter feito parte de 10 anos sa sua vida-deu um beijo na testa de Sun.

-vamos?-pego Sun no colo dou um selinho em s/n e seguro sua mão.

Fomos para casa,deixo Sun na escola já que estava de manhã e era horário de sua escola.Chego em casa e logo s/n entra e eu tranco a porta.

S/n subiu as escadas e eu fui atrás.Ela foi para nosso quarto e começou a se despir.Eu não sei se era impressão minha ou se ela estava com o corpo mais escultural,sua cintura parecia estar mais fina e seus seios e bunda mais avantajados,oh céus isso é uma perfeita armadilha para atracar a sanidade de qualquer homem.Ela já estava nia na minha frente,seu cabelo batia exatamente em cima de sua bunda.Chego por traz e a abraço.

-que tal matar a saudade desses dez anos no banheiro?

S/n-ótima ideia.

A empurro para o banheiro e logo ela tira meu paletó e o joga em qualquer lugar e começa a desabotoar minha camisa social lentamente.

S/n-voce fica tão sexy sem essa blusa so com essa calça-sussurra em meu ouvido ficando impaciente e começando a rasgar a blusa social com um pouco de dificuldade.Se abaixou começando a beijar meu abdômen em quanto desabotoa e tira minha calça.

A puxo para cima e tiro o resto de minhas roupas E a empurro para dentro do box Logo começando a beija-la desesperadamente.Ela colocou uma de suas pernas em minha cintura e eu logo entendi,peguei-a no colo a preensando na parede,ela começou a roçar nossos íntimos fazendo meu membro dar pontadas de tão exitado que eu estava.

E sem a avisar penetro-a rápido e forte atingindo seu ponto sensível ouvindo seu gritinho manhoso que foi abafado pelo meu pescoço.Começo a estoca-la sem do com força e fundo indo lento a torturando,falando palavras impuras em seu ouvido sentindo seu Interios ficar cadê vez mais apertado.

-porra-sussurro em seu ouvido-Você gosta do geito que eu estou te cosendo ou quer que eu vá mais devagarzinho-sussurro em seu ouvido diminuindo a velocidade dos movimentos.

S/n-quero...Que vá mais rápido-diz manhosa em meu ouvido me deixando arrepiado e com mais tesão.

- a Bad girl que chegou a ser presa não está manhosa de mais não ?!-sussurro e logo sinto um chupão em meu pescoço e ela logo começa a arfar pesado,rápido e entre cortado.Ela solta um grito e eu sinto seu líquido em quentinho em meu pau.

-mas ja-digo em seu ouvido e volto a estoca-la ouvindo os barulhinhos que saíam de sua boca em quanto eu ainda a estocava.Chego em meu ápice jogando a cabeça para traz e gemendo o nome de minha garota que estava com o corpo pegando fogo igualmente o meu.Terminamos nosso banho e ela logo se vestiu com outra blusa social minha que era um pouco transparente,me dando um pouco da visao de seu peitos grandes,e uma calcinha.Nos deitamos na cama e dormimos.

36 anos depois.

Sun chorava em frente a nossa maca,pois recebeu a notícia de que poderíamos morrer a qualquer momento.Eu e Jungkook tínhamos anemia,muito avançada.Os médicos  não podia Fazer nada pois seria inútil e se encurtaria nosso tempo de vida.Nossos netos Nae e Hwa gêmeas.Choravam junto a Sun e a Gabriel o seu marido que foi o único namorado de Sun que "eu fui com a cara" e logo começo a sentir uma dor enorme no coração.Seguro na mão de s/n que parecia estar sentindo a mesma coisa.Ela olha para frente e logo começo a escutar o barulho dos monitores os dois ao mesmo tempo.

Escutava os gritos de Sun,Nae e Hwa,o Apito longo do monitor e logo os gritos de Gabriel chamando o médico.

Piiiiiiiiiiii.Foi a última coisa que eu ouvi antes de não enxergar mais nada.

Acordo,mas dessa vez estava em um campo cheio de flores,o gramado verdinho e mais para frente uma casa muito bonita com várias cerejeiras .

Me levanto e logo vejo s/n ao meu lado,ela não estava com os traços desgastados pelo tempo,estava como 46 anos atrás,como uma garota de apenas 19 anos.Ela me olhou e tocou meu rosto sorrindo.Nos levantamos e andamos are a casa.

"Nem a morte,nem a vida e nenhum poder poderam nos separar"

[Desconhecido]

Fim


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Ate a próxima história 😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...