História Bunny Killer ➳ jjk + kth - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Tags Taegi, Vkook, Yaoi
Exibições 3
Palavras 758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura! ^^

Capítulo 1 - 1° Capítulo


— Mas quem ousa me acordar do meu belo sono, em plena madrugada, para vir até aqui? – Digo passando pelos corredores do departamento aos berros — Espero que seja algo muitíssimo importante! 

 Avisto minha "faz-tudo" caminhando na minha direção, ela vinha com uma prancheta na mão e bebericava o típico capuccino de todos os dias. Vou até o encontro da mulher e retiro a bebida da mão dela, para então, começar a tomar o líquido. 

 — Eu ouvi o mocinho aos berros, rum, eu tive que ligar por ser importante mesmo. – Faço um gesto para que ela me informe logo o assunto — Ah, eu levantei todas as informações recentes do tal killer. São muitas! Pensei na possibilidade de levar o caso mais adiante, ele é interessante. 

 — Você é tão eficiente, minha preferida! – Esboço um sorriso sincero e abraço a mulher de lado.

 — Preciso que me arrume os materiais, irei analisar o caso detalhadamente. 

 A mulher apenas assente, me entrega a prancheta e vai fazer o que lhe foi pedido. Começo a olhar as anotações por alto e percebo que continha fotos de crimes passados. Eram fielmente iguais a grandes obras famosas, exceto a quantidade de sangue que nelas haviam. 

 Não tínhamos nome nem foto do malfeitor, nada de retrato falado ou alguma pista para chegar nele. Mas nada de declarar "caso perdido", estou cansado de não ser capaz de terminar um caso. Eu tenho que mostrar para todos que sou merecedor do meu cargo, ou não me chamo Kim Taehyung! 

Entro sem permissão na sala vizinha - do outro lado do departamento - e fecho a porta fazendo barulho afim que o dono da sala ouvisse. 

 — Arg... educação, cadê? – Resmungou o homem.

 — Preciso que me leve no GreenCastle agora, já, imediatamente! – Ignoro o que ele tinha falado, puxando-o da poltrona com minhas mãos. 

 — Não, tô com preguiça. – O vejo revirar os olhos e se soltar, em seguida, cruza as pernas e volta a teclar algo no celular. 

 — Por favorzinho, hyung. Olha nunca te pedi na- 

 — Ah tá! Nunca me pediu nada – Colocou a mão fechada próximo a boca e fingiu tossir — TaeTae, hyung já está terminando o serviço. Entenda que ele está cansado, hm. 

 Bufo cerrando o maxilar e me aproximo dele. Sento em seu colo e acaricio os fios do homem, ele me olha, sorri de forma sutil e volta a atenção para o celular.

 — Ainda dá tempo de mudar de ideia, o que acha? – Percebo a expressão confusa do mais velho que espera por uma resposta, talvez. — Ih, pensou muito... 

 Num momento de distração do loiro, pego o celular de suas mãos e saio correndo até o elevador. Repetidamente aperto o andar da garagem e noto o semblante furioso de Yoongi me prensando contra as barras do elevador. 

 — Kim Taehyung, me devolva o celular! - Murmurou calmo, porém com uma raiva nítida ao meu ouvido. 

— Devolvo, se... – Levo a mão até a nuca dele, adentrando os dedos em seus fios e puxando com um pouco de força. 

 — Lá vem – Bufou. — O que quer de mim? Oh, espera... Nem precisa dizer. – Aproximou os lábios umedecidos do meu pescoço, depositando beijos alí e fazendo pressão com as mãos em minha cintura. 

 Ele sabia o que eu queria. Pôs uma mão na abertura do próprio zíper, abrindo-o e puxando parte das calças para baixo. Me virou bruscamente, fazendo-me ficar de joelhos em sua frente, logo agarrou meus fios para trás e me olhou nos olhos.

 — Seja rápido, amor! – Pediu em um suspiro. 

 Sorrio malicioso, colocando minha mão por dentro da box dele, pronto para começar a chupa-lo. Eu gostava de brincar com Yoongi e sei que ele também gostava. Mantínhamos isso em segredo, ninguém sabia que nossa era tão íntima. Assim como ele costuma dizer: " É apenas para fortaler os laços. " 

 — Aí, m-meu Deus! – O garoto desconhecido gaguejou, logo tapando os olhos. 

 Me afasto, rapidamente, me recompondo e levantando. O loiro ajeita suas calças, fazendo uma expressão séria, bem diferente de mim que estava querendo enfiar a cabeça em um buraco qualquer feito um avestruz. 

 — Me desculpem! Eu prometo não dizer nada! Sou cego e mudo a partir de agora. – O rosto dele parecia ferver, estava tão vermelho quanto um pimentão. 

 Antes que pudéssemos nos pronunciar, ele saiu correndo todo envergonhado pelo corredor. Deve ter pegado o caminho das escadas. Olho para Yoongi que bufa e anda direto até seu carro. 

 — Anda, Taehyung! Quer chegar a tempo, certo? 


Notas Finais


•°•° Hey, anjinhos! Peço que comentem, por favor. Quero saber se a fanfic está indo bem ou não. 

Vou tentar postar ao menos 3 caps por semana, prometo.

Já tenho outras fanfics pra postar, então nas próximas notas eu falo sobre isso.

Acho que é isso. Bye!  


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...