História Burden of Truth - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia), Final Fantasy IX, Final Fantasy VII, Kingdom Hearts
Personagens Adelbert Steiner, Aeris Gainsborough, Amarant Coral, Aqua, Barret Wallace, Cait Sith, Cid Highwind, Cloud Strife, Eiko Carol, Freya Crescent, Garnet "Dagger" Til Alexandros XVII, Kairi, Katsuki Bakugou, Naminé, Personagens Originais, Quina Quen, Red XIII, Riku, Roxas, Sephiroth, Sora, Terra, Tifa Lockhart, Vanitas, Ventus, Vincent Valentine, Vivi Ornitier, Yuffie Kisaragi, Zack Fair, Zexion, Zidane Tribal
Tags Bakugo Katsuki, Bakugou Katsuki, Drama, Izanai Setsuka, Romance, Setsuka
Visualizações 9
Palavras 2.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Super Power, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Perda de memórias



Ouvir ela falar que não me conhecia... Me feriu como se alguém estivesse me apunhalando nas costas... Que brincadeira mais idiota...
-Ora, vejo que conheceu minha guarda-costas, sim?-Elinebelle falou se aproximando.
-Hã?
-Elinebelle-sama, conhece esse jovem?
-Sim. Setsuka, esse é Bakugo Katsuki. Um dos estudantes da U.A., e, espero que futuramente, um Operativo da Shinra.
-Hum...-Setsuka me olhou fascinada. -Não imaginava que você era uma pessoa tão especial a ponto de Elinebelle-sama considerar te fazer um Operativo da Shinra...
-...-eu fiquei olhando Setsuka confuso.
-Muito prazer. Sou Izanai Setsuka. -ela estendeu a mão para mim...
Nessa hora... Comecei a ligar um pouco os pontos...
-"Ao perder você encontra. Para encontrar deve-se perder." Não se esqueça disso. No futuro vai precisar lembrar dessas palavras.
-Talvez tenha algo complexo demais acontecendo. Não se esqueça. "Ao perder você encontra. Para encontrar deve-se perder."
-Você vai ver... Quando encontrar Setsuka vai descobrir.
-Faça o seguinte, vá procurar por ela no baile, ela tem ordens de cuidar da segurança dos convidados. Se a vir vai entender na hora o que isso quer dizer.

-"... Ela... Esqueceu de mim..."-eu apertei a mão de Setsuka com minha mente confusa... Como foi que isso aconteceu?... Como que...
Quando notei... Vi Elinebelle sorrindo contente... É culpa dela... Por culpa dela, Setsuka... Eu olhei ao redor... Todo mundo... Ficou paralisado no tempo... Ela... Parou o tempo? Todo mundo ficou parado...
-Elinebelle-sama?-Setsuka a olhou confusa.
-Tudo está indo como planejado...-ela falou sorrindo... Nessa hora meu ódio explodiu...
-DESGRAÇADA!!
Eu já ia socar Elinebelle quando Setsuka se meteu na frente. Ela segurou minha mão e impediu a explosão sem dificuldade alguma.
-Setsuka, saia do caminho!-gritei irritado.
Ela apenas soltou minha mão e tentou me dar um chute diretamente nas costelas. Depois de dois anos treinando feito louco é lógico que eu iria desenvolver ainda mais meus reflexos.
-Já falei pra sair do caminho, Setsuka!-repeti a ela. Eu realmente não queria ter que lutar contra ela...
-Negativo! Você é apenas um espião sujo de Wutai, não é!?
-Não sou! Setsuka, você me conhece, sabe tudo sobre mim! Tente se lembrar!
-Morra!
Ela havia sacado uma das lâminas de luz dela... Ela já ia me atacar... Quando Vanitas do nada apareceu e bloqueou o ataque dela.
-Vanitas?!-ela perguntou indignada.
-Relaxe, Setsuka-chan. Não conhece uma peça de teatro quando vê uma?
-Hã?!
Quando olhamos ao redor tudo voltou ao normal.
-Isso era uma peça?-Setsuka perguntou confusa.
-Sim, certo, Elinebelle?-Vanitas perguntou com um ar impaciente.
-... Sim, sim, é sim. -ela falou com um sorriso falso. Ela me olhou sorrindo enquanto me olhava com um desprezo horrendo... Ela se aproximou de mim. -Seu pesadelo apenas começou. -ela cochichou para mim.
Aquela mulher... O que diabos ela tá querendo!? O que ela fez algo à Setsuka...?!
-...-fiquei olhando Setsuka preocupado...
-O que é?-ela me perguntou confusa e olhando pro lado levemente corada.
Eu ia dizer que a amava, que a queria de volta na minha vida, que... Que eu queria tê-la ao meu lado, pra sempre... Mas... Eu apenas soltei um suspiro cansado e disse...
-Nada...-eu fiquei olhando o chão então.
Uma música lenta começou a tocar. Eu vi Setsuka pegar na minha mão... Eu a olhei confuso...
-Setsuka?
-Eu fui muito rude com você. Dançar com você é o mínimo que posso fazer...-ela falou me dando seu sorriso mais sincero e gentil.
-...-eu realmente não gostava de dançar... Mas enquanto eu olhava aqueles olhos perolados cintilando para mim... Não resisti. -Está bem...-falei em meio a um suspiro, sendo mais uma vez, derrotado pelo charme dessa menina.
Ela me levou até o meio do salão. Nos aproximamos. Coloquei minha mão direita na cintura dela... Ela colocou sua esquerda no meu ombro... Juntamos nossas mãos e... Começamos a dançar... Eu nunca tinha dançado com ela... Queria ter feito isso antes... É uma sensação boa... Mas claro, tive que tomar cuidado pra não pisar nos pés dela, mas fora isso... Foi algo que eu não iria esquecer... Nunca... Setsuka agora, do jeito que está, não deve dar importância a isso, deve achar que é só uma dança... Mas... Lembrarei desse momento... Por mim e... Por ela... Logo que a música parou, ela se afastou e me olhou levemente corada...
-Q-que foi?-perguntei corando.
-É um pouco embaraçoso... Você foi  primeiro garoto na qual eu dancei...
-M-mesmo?
-Sim...
-... Você também foi... A primeira garota na qual eu dancei...-falei olhando pro lado...
-... Katsuki-kun...
Eu a olhei... E-ela se lembrou de algo?
-Ah, desculpe... Não sei o que deu em mim... Porque será que te chamei pelo primeiro nome?... Desculpe mesmo, Bakugo-kun.
-... "Tem uma chance..." Não se preocupe com isso...-falei...
-... Você está bem?
-Estou, por quê?
-Você está vermelho e está sorrindo.
-E daí?
-Você não tem cara de quem sorri muito...
-Então devo evitar sorrir perto de você?
-Não... Pode sorrir a vontade... É que... Por alguma razão... Me sinto segura com esse sorriso...-ela disse sorrindo tenramente... Eu sorri de volta para ela.
Ainda estão lá. As memórias que eu e Setsuka compartilhamos... Ela vai se lembrar... Eventualmente... Ela vai lembrar de tudo que passamos juntos... Vai lembrar do que aconteceu quando ela era Rin... De quando ela foi pra U.A., e... Da nossa última semana juntos... Ela vai lembrar de tudo... Definitivamente...
-Caham, eu preciso voltar ao meu posto... Se me der licença...-ela fez uma saudação a mim e saiu de lá...
*Setsuka P.O.V ON*
Me afastei daquele garoto o mais rápido que pude... Eu saí do simulador e fiquei no lado de fora, ofegando... Porque admitir que eu não o conhecia me doía tanto? Porque ver o sorriso dele me consolava e me deixava confortável? Porque... Porque eu gostei tanto do abraço dele?... Porque o cheiro dele... Me... Excitou tanto...? P-porque eu quis que... E-ele me agarrasse nos braços e... Me fizesse perder a razão...? O-o que se passava comigo?
Eu voltei pra dentro do simulador. Fiquei perambulando pelo lugar... Eu via aquele garoto... Olhando para mim... Sorrindo e... Parecendo... Flertar comigo usando os olhos... Aquele terno me... Me deixava enlouquecida... Porque aquele garoto mexia tanto comigo?... Ele ficava... Me encarando com aqueles olhos vermelhos penetrantes... Não... E-ele... Estava me despindo com os olhos... O que eu menos entendia... Era por que eu queria tanto ele... Isso não é nada normal! Não faz sentido! E-eu o conheci hoje! N-não tem nenhuma explicação racional pra ele me deixar assim!! Ok, admito, ele É um garoto bonito e com uma personalidade peculiar, bom caráter e... U-um corpo esculpido por Michelangelo e pintado por Da Vinci... Ok, de onde diabos veio isso!? Apenas ignorei esses pensamentos. Passei o resto do meu turno para Vanitas que ficou me enchendo o saco pra ir falar com o tal Bakugo. Eu fui pra fonte pra acalmar meus nervos e tomar um ar. Me sentei na fonte... Fiquei olhando as estrelas... Era... Um céu bem desfigurado... Hum? Desfigurado? Desde quando acho isso desse céu?...
-Oi. -meus pensamentos foram cortados devido à interrupção de Bakugo.
-Ah, olá...-falei tentando evitar muito contato visual.
-O que faz aqui fora?
-Dei o resto do turno ao Vanitas... Não me sinto muito bem...
-O que houve?-ele se sentou ao meu lado e me olhou parecendo realmente interessado em o que eu teria a lhe dizer...
-P-porque se interessa?
-... Se eu te contasse você não iria acreditar. -ele falou sorrindo... Não faça isso... É-é tão exci... O-O QUE ESTÁ FALANDO!? IDIOTA!!
-E-eu só queria ficar sozinha.
-Ficar sozinha?
-Sim...
-Porque queria ficar sozinha?
-Você é insistente, sabia?
-Sim, eu sei. Afinal desde pequeno tenho o mesmo objetivo.
-Ser um herói? Toda criança tem esse sonho.
-Não é só um sonho. É algo que eu meio que jurei cumprir.
-Nossa... Bastante maduro, de certa forma...
-Você acha?-ele perguntou... N-novamente me lançando aquele mesmo olhar de antes... E-ele... E-estava me... M-me forçando a... Sentir algum desejo por ele...
-P-posso te perguntar algo?
-Pergunte.
-P-porque ficou a noite inteira me olhando?...
-... Olha, sinceramente... Você é linda... Tem como NÃO olhar?
-...-eu fiquei sem palavras... Não sabia se ria dele por causa da resposta bizarra ou se... Se o beijava... Eu... Fiquei quieta... Ele ficou me olhando corado... Eu olhei para minha mão... Ele havia colocado a mão dele em cima da minha...
-Tem coisas que você não lembra agora... E... Eu sinceramente fico bastante triste por causa disso... Só faz um dia, eu sei. Mas...-ele começou a se aproximar de mim...
-B-Bakugo-kun?-falei me tremendo toda... P-por alguma razão eu congelei...
-Quieta... Eu... Não vou te machucar...
-B-Baku... Go... Kun...?
E-eu acabei vacilando... E-ele estava com os lábios quase grudados nos meus... Estava me... M-me redendo àquele deus grego com... C-com um perfume de uma floresta de pinheiros... M-mas... Por puro instinto, eu... D-dei um tapa nele. E-ele caiu na fonte...
-Ah meu deus! D-desculpe!
-Não, tudo bem. -ele se levantou e... Ah meu deus... D-dava pra ver nitidamente cada músculo daquele... G-garoto com corpo de um deus grego... E-ele era...
-M... Meu deus...-falei em meio a um gemido vago... D-depois de ver aquela visão tão linda, não era a toa...
-Você está bem?
-S-sim... V-venha... E-eu vou...-eu ia dizer que ia acompanhar ele até os dormitórios... Mas... -E-eu vou secar sua roupa...
-... Como assim?-ele me olhou surpreso e e corado.
-E-e-e-eu posso secar sua roupa com minha Individualidade...-o que diabos estou fazendo!?
-Você tem certeza?
-T-tenho. -NÃO TEM NÃO SUA TONTA!!
E-eu levei ele pro meu quarto. E-e-ele tirou o paletó e eu usei parte do poder da Materia Fire pra secar. Acontece que eu tava certa... Realmente conseguiria secar as roupas dele... E-ele me deu... A-a camisa... E-ele deixou o tórax sarado dele de fora... Com aqueles braços de ferro e... A-as costas musculosas... D-droga porque esse garoto está me excitando tanto?...
-Agradeço mesmo pelo favor. -ele disse sorrindo.
-N-não foi nada demais...-n-não conseguia olhar ele... Logo a camisa secou. S-só faltava uma peça de roupa...
-Obrigado. -dizendo isso, ele colocou a camisa e o paletó... E-ele... Ia sair?
-N-não quer que eu seque as suas...?
-Não precisa.
-T-tem certeza...?
-S-sim... Não temos tanta intimidade assim...-ele estava corado quando falou isso... -Obrigado por secar minha camisa.
-Ah... Ahn, desculpe por aquele tapa...
-Não se preocupa. Não doeu muito.
-Tem certeza?
-Tenho sim. -e-e-ele... M-me deu um beijo na testa...
Ao fazer aquilo, ele saiu... M-meu deus... Nunca senti meu coração batendo assim... N-nunca na vida, meu corpo sentiu tanta força eletromagnética... P-pelo o que ouvi, a Individualidade dele não envolva magnetismo, então porque eu sentia aquilo?! Eu sentia meus lábios latejando para... Dar um beijo... Intenso... Desesperado e... O-obsceno... Céus... Porque eu estava sentindo isso?... E-e aquele beijo na minha testa... Ah meu deus... E-eu senti meu corpo tremer com aquele beijo... P-porque...?
*Setsuka P.O.V OFF*
-"Idiota... Porque beijou ela...? Sabe que agora ela só tem um vago flashback de você, mas... Ainda assim..."
--------------------------------------------------//--------------------------------------------------------------
*Narradora ON*
Da sala presidencial, Elinebelle apenas vigiava a ação toda. Ela parecia irritada. Ahster ria com deleite da situação em si.
-Ela vai lembrar de tudo!-Ahster disse em meio a um riso debochado.
-Não me provoque, Ahster!-Elinebelle falou irritada. -Droga, ele é melhor do que eu imaginava... O que aquela bruxinha descarada está fazendo!? Eu precisava envolvê-la em trevas!! Droga! Vou mandar alguém matá-la agora mesmo!!
-Não seja tão precipitada, senhorita.
Elinebelle o olhou irritada.
-Matar aquelazinha não vai mudar essa situação. Apenas precisamos de outra estratégia.
-Tch. -ela virou o olhar pro lado.
-Bem... De toda forma, o que pretende fazer agora? Setsuka não está mais suscetível às trevas como planejávamos que ela ficasse. E aquele Bakugo...
-Esse garoto... Se ele e Setsuka se envolverem mais... Droga! Achei que pudessemos usá-lo a nosso favor, mas...
-Setsuka do jeito que está não vai ser o melhor receptáculo. Mas, o garoto...
-O que está sugerindo?
-Se continuarmos a ferí-lo, eventualmente, ele vai se entregar ao desespero. Vai ser cercado pelas trevas. O receptáculo perfeito.
 -... De fato, poderíamos usá-lo... Mas...
-Se preocupa com a falta da indução ao Mako e às Células, sem contar a falta de um controle mínimo da Black Materia, certo?
-Sim. Sem o Mako ou as Células, ele vai degradar. E sem o controle da Black Materia, ele é inútil para mim.
-Elinebelle-sama, sabe do que é criada a Black Materia?
-A Black Materia é a forma solidificada das trevas. Por quê?
-As trevas que envolvem o coração de uma pessoa são somente a essência da Black Materia. Ou seja...-ele começou a retorcer o pescoço.
-Quanto mais ele for exposto às trevas, mais suscetível ele ficará às nossas mãos.
-E mais útil ele será... Ahster, você é um gênio.
-Eu sei disso, senhorita.
-Bem, parece que precisamos mexer nas memórias dela mais um pouco.
-Sim... A dose das trevas que pode envolvê-lo tem uma ligação a como ele se sente, nada diferente do humano comum. Porém Setsuka é uma parte importante da vida dele, por isso mesmo que, dependentemente de como ela o faz se sentir, as trevas podem aumentar ou até mesmo diminuir. Com essa mudança nas memórias de Setsuka, aumentamos a dose de trevas em dez por cento.
-Entendo... Háháhá! Não seria nada ruim ter um receptáculo tão forte assim... Está bem Ahster. Vejamos como ele reagirá da próxima vez que a vir... Mas se ele não for o receptáculo adequado...-ela passou a mão no pescoço em uma horizontal, ameaçando matar Ahster.
-Entendido, my mistress. -ele sorriu enquanto se ajoelhava perante Elinebelle.


Notas Finais


então, q acharam dessa reviravolta? ^^ Gente espero que estejam gostando dessa fic, mesmo...
Ah, e os fãs de KH que leem essa fic? Acho que tinham pego aquela referência lá do CoM, né? Aposto que desde a primeira temporada, vocês tão é falando assim: Alguém vai perder a memória, alguém vai perder a memória! Bem, acertaram!
Fãs de FF7, se lembram-se do Genesis do Crisis Core, bem, antes de tudo, caso alguém pergunte, o Vanitas está passando pelo mesmo processo que aconteceu a Genesis para ele ter de se juntar a Hollander (SPOILER) e também mistura um pouco da dor do Geostigma do filme Advent Children (SPOILER)
Fãs de FF9 que só leram a primeira fic pra ter uma ideia do que tá acontecendo e que só tão esperando o Zidane e a turma aparecer... Digo algo... Calma gente! Ainda falta um pouco de tempo pra eles aparecerem!
Fãs de Boku no Hero que só leram essa fic por causa do Bakugo, sei que devem estar perdidos com esse papo de "CoM", Genesis, Geostigma, Zidane... Bem, se não estiverem, que bom! ^^ Mas, vamos traduzir sapoha:
CoM - Chain of Memories, jogo de KH, foi lançado em 2004 para Game Boy Advance e novamente em 2007 como Re:Chain of Memories para o PlayStation 2, e foi novamente em 2013 para Play 3 juntamente de Kingdom Hearts 1 e Kingdom Hearts 358/2 Days com o título de Kingdom Hearts HD 1.5 Remix com cenas remasterizadas! (eita virou propaganda O.o )
Genesis Rhapsodos - Genesis é um Projeto criado para rivalizar com Sephiroth, e assim como o mesmo foi usado desde que era um feto. As expectativas seriam de que G – como era chamado – fosse tão poderoso quanto Sephiroth e o projeto Jenova. Entretanto, as expectativas não foram superadas e o projeto foi dado como uma falha. Por esse motivo, Genesis odeia Sephiroth e almeja tudo que o mesmo tem, criando uma rivalidade assombrosa entre ambos. Genesis possui brilhantes olhos de um SOLDIER e ostenta uma única asa negra em seu ombro esquerdo, em contraste com Sephiroth possuir uma em seu ombro direito. Possui uma profunda obsessão pela historia de LOVELESS, recitando frases da mesma e considerando a ele e outros personagens de Crisis Core personagens de LOVELESS
Hollander - Cientista que apareceu em Crisis Core, Hojo, o criador de Sephiroth (SPOILER) o superou deixando-o irrelevante
Geostigma - Doença que apareceu em Advent Children, filme de ff7, essa doença afeta o organismo degradando-o
Zidane - Obviamente, personagem de ff9


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...