História Burning - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~LUNA3457890

Postado
Categorias Esquadrão Suicida
Personagens Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Personagens Originais
Tags Joker, Romance
Visualizações 28
Palavras 552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oye! Olhem só quem voltou?
Sim,nósinhas aq (porra,me senti uma nóz agora,mas ok)
Gtn,nós duas tivemos problemas,por isso atrasamos,então sorry (apesar que a maior parte da culpa foi da Tia Roza aq)
Sorry duplo, e aproveitem o cap!

Capítulo 6 - Senhoras e senhores,apresento-lhes O beijo


Sinto que minha mente está derrentendo pouco a pouco, juntamente com meus ossos a medida que o líquido desce rasgando pela minha garganta e escorrendo pelos meus lábios.

É tudo louco demais, intenso demais.Não posso respirar, nem sei se quero. Graças a Deus, eu não engasgo. 

Sinto sua língua dentro da minha boca,escavando os recantos e decifrando o mapa de meus dentes.É tão diferente e tão igual a qualquer beijo que já recebi na minha vida. Não que eu tenha muita experiência com isso, já que só beijei uma pessoa em toda minha vida, e veja só aonde eu fui parar.

Meu corpo, não sei se conscientemente, começa a corresponder. E eu finalmente fecho meus olhos.

Suas mãos são quentes e vorazes sobre meu corpo. Uma delas está encaixada em minha nuca, enquanto a outra serpenteia pela minha perna. Por impulso, inverto nossas posições. Agora, eu estou no controle. Ou é nisso que eu quero acreditar. Rebolo institivamente em seu colo, gemendo junto com ele. Vênus está adorando tudo isso. O desejo, o sentimento de poder, a adoração que perpassa por nossas peles. 

Quando o ar se faz necessário, nos separamos. Os segundos parecem horas enquanto nos encaramos e o calor e a tensão sexual preenchem o ar entre nós, não ajudando em nada a situação. Como que atingida por um balde de água fria, tento sair de seu colo. Entretanto,sou impossibilitada quando Coringa segura em meus braços e se senta, comigo ainda em seu colo e com minhas pernas agora envolvendo seus quadris. Seus lábios vermelhos tomam os meus mais um vez, porém não como se ele me atacasse.

É delicado dessa vez,tão delicado quanto ele consegue ser eu acho. O que não é muito, pois quando ele se separa de mim e levanta-se me deixando de lado, posso sentir o gosto de sangue em minha boca.

-Foi bom ver você, coração - murmura ao me dar um rápido selinho antes de sair pela porta, me deixando sozinha e sem entender o que raios aconteceu ali.

                                                                                        . . .

Fiquei naquela sala pelo que pareceram alguns minutos, tentando me recuperar. Quando finalmente criei coragem, me levantei cambaleante, meus joelhos ainda parecendo serem feitos de gelatina.

Dei de cara com Mel assim que sai. Seus grandes olhos verdes pareciam ainda maiores em seu rosto aflito.

-Como foi? - questiona preocupada.

Como ainda estou chocada pelo o que aconteceu minutros atrás, hesito antes de repsonder:

-Ele me beijou - digo com uma simplicidade que esconde a confusão que está meu interior. Quase posso ouvir Vênus rindo dentro da minha mente. Gabriela tolinha, ficando assim por causa de um beijo.

- O que?- pergunta,ou melhor,grita - Como assim ele te beijou? - continua Melanie, empalidecendo. Começo a me sentir zonza, com a cabeça cheia de algodão.

Acho que ela acaba percebendo meu estado, e vendo que eu não estou bem o suficiente para falar algo, agarra minha mão e me leva até o camarim, onde me dá um copo de água, dizendo pra eu me acalmar.

- Melhor? - indaga ao pegar o copo de minhas mãos menos trêmulas que antes e colocando-o em cima da penteadeira - Vai me contar o que aconteceu agora?

Assinto e começo a lhe contar, ocultando alguns detalhes. Detalhes que eu gostaria de ocultar até de mim mesma.

 


Notas Finais


Comentários?Conselhos?Chocolate?
Beijos de marshmallow!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...