História Bus stop - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Carol530

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Kookmin
Exibições 271
Palavras 1.115
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


24 favoritos
24
2 4 FAVORITOS COM APENAS 4 CAPÍTULOS, MEU DEUS DO CÉU, MISERICÓRDIA!
Eu não to acreditando, Meu Deus cara.

Tem 30+ comentários
E só no último capítulo teve 11, gente, sério, vocês arrasam!!

<3

Capítulo 5 - Lima


Fanfic / Fanfiction Bus stop - Capítulo 5 - Lima

"Sou doutor em bipolaridade. Otorrino ou Otochorando."
••••••••••••••••••••••••••••

  Sabe aquela famosa vergonha alheia? Então, é isso que eu estou sentindo. E o pior é que eu estou com vergonha de mim mesmo, por que diabos eu fui querer ficar junto de Taehyung? Ah, ele é meu melhor amigo, tinha me esquecido disso. Eu to sentindo meu estômago se revirando dentro de mim, e acredite, eu posso vomitar a qualquer hora, não posso ficar nervoso assim, jesus me ajude!

  Eu nem deveria estar nessa porcaria de museu, mas que saco, e eu pensando que esse poderia ser o meu segundo dia de sorte nesse ano maldito. Mas não, o universo tem que conspirar contra o jeonzinho aqui né, aposto que os deuses estão rindo e apontando para minha cara: "Olha, que garoto babaca". Sabe, eu posso até entender que eu sou mesmo um babaca, pois, isso tudo aconteceu por minha culpa. Eu poderia apenas ignorar a presença dele ao passar por aquele ponto de ônibus ou trocar o caminho da escola. 

  É bem simples, certo?

  Não querida(o), não é tão simples assim apenas falar, sabe, quando você está encalhado, está na seca mesmo, qualquer menino bonitinho que se interessa por você, e o sentimento é mútuo, você não deixa ele de lado não, não, não. Você iria tentar de tudo para ele te notar e ir falar com você, certo? Mas quando essa hora chega, você só falta parir na frente do menino. Essa é a minha situação atual.

  Bem vindo a minha humilhante e engraçada vida pacata.

  Quando percebi que ele iria colocar o seu olhar sobre a minha pessoa, eu virei abruptamente para o lado de Taehyung e fiquei a encarar aquela estátua, tentando ignorar o fato de minhas bochechas estarem queimando e minhas mãos soando. Eu mato meu irmão ainda hoje - se eu não morrer antes.

  Eu estou em uma posição vergonhosa, todos estão me encarando ou encarando o menino ao meu lado, eu só queria me transformar em uma mosca ou em um rato e sair correndo por esse longo corredor, ou sair voando por entre as cabeças desses idiotas e ficar atormentando-os com o barulho irritante que uma mosca faz.

- Jimin, desculpe, é que eu acabei encontrando o Taehyung e vim falar com ele. - Hoseok se virou em nossa direção e encarou o menino que estava atrás de mim.

  Então o nome dele é Jimin… conheço uma menina com esse mesmo nome, mas ela é um pouco mais bonita que ele, certamente que é. Mentira, eu 'to querendo enganar a quem? A mim mesmo? Faça-me o favor, é óbvio que estou mentindo, nenhuma menina é mais bonita que esse guri ao meu lado...

Espera. Ele está ao meu lado?

  Olhei ao meu lado pelo canto dos olhos e o pude ver ali, bem ali, ao meu lado, quase encostando seu braço no meu. Até que eu gostei dessa aproximação, assim eu pude perceber que ele é um pouco menor que eu, uns cinco centímetros talvez?

- Isso eu percebi né, mas podia me avisar poxa. - ele indagou fingindo estar frustrado com o amigo ruivo. 


- Tae! - chamei pelo Taehyung que logo me olhou. Apontei para Hoseok. - esse que é o seu c-


- Amigo, é, esse é aquele amigo que eu disse para você no ônibus. - Taehyung me interrompeu e falou de um jeito afobado e desastroso, eu apenas ria da cara de meu amigo.


- Sou Hoseok, prazer - Hoseok se curvou para mim.


- Sou Jun-


- Jungkook, certo? - Ouvi o menino do ônibus, ou Jimin, falar.


- Vocês se conhecem? - Hoseok e Taehyung falaram juntos.


- Não. - Eu e Jimin acabamos por responder juntos e nos entreolhamos. Eu me senti no maternal novamente, quando a professora nos pega fazendo algum tipo de 'arte' e nos pergunta quem foi que fez.


- Então como ele sa-


- Tae, temos que ir né? Não queremos nos perder da nossa turma - o interrompi e caminhei para perto dele.


- Ah não, temos m-


- Vamos, vamos, não estou te ouvindo. - o interrompi novamente e o segurei pelo pulso, arrastando-o corredor afora.


- Vejo você depois, Hoseok! - gritou o escandaloso Taehyung.

 

 

 


•Bus Stop•

 

 

 

 

  Acabamos de nos sentar no banco do ônibus para voltarmos para a escola e, depois, irmos para a nossa tão querida e estimada casa, nosso lar, nossa zona de conforto. Ah, como eu amo saber que irei voltar para minha casa e rever meu marido, meu Mozão, minha paixão: a cama. Isso sim que pode-se chamar de amor puro e verdadeiro.

  Taehyung disse que irá dormir em casa, ele até preparou tudo, pegou suas roupas, falou com a sua mãe e tudo mais. O burro só esqueceu de me avisar e de falar com a minha mãe. Eu tenho certeza que ele herdou essa burrice de uma outra pessoa da sua família, pois, a mãe e o pai dele são pessoas extremamente inteligentes, tiravam ótimas notas na escola e nas faculdades que fizeram. Eu estou começando a crer que o Tae não se faz de burro, ele é burro.

  É... acho que nós dois iremos repetir de ano, pelo menos tem uma coisa boa: nós nos conhecemos, então não ficaremos sozinhos. Só se ele for pro 3B, ai eu juro que estrangulo aquele veado do diretor. 

  Vou começar a fazer macumba hoje, irei dançar igual aquelas pessoas que tentam imitar a coreografia dos mv's legais: EXO, BigBang, block B, infinite, seventeen, NCT U e entre outros. Vou parecer uma cabrita no cio... espere, cabritas entram no cio? Acho que sim né. Todos animais tem que entrar no cio. Certo? Não sei.

- Tae. - cutuco meu amigo, ele estava com a cabeça apoiada no vidro, um fio de baba escorria por sua boca e ia até metade do seu pescoço. Sua cabeça batia conforme andávamos. - Tae...? - o cutuco novamente e ele quase pula do seu assento e me olha assustado enquanto limpava sua baba - que nojento - Fiz careta.


- Como se você não babasse enquanto estivesse dormindo. - Ele se arrumou no assento e massageou seu pescoço, logo o estralando.


- Eu não babo não. - me afasto um pouco. Ele estava fedendo a baba seca.


- Me diga, por que me acordou sem ao menos termos chego na escola? - ele pousou suas mãos em seu colo e me encarou.


- Cabritas entram no cio? - Perguntei alegre.


  Eu apanhei muito naquele dia, e acredite, não foi minha mãe que me bateu. E nem foi "bater" de um jeito bom, se é que me entendem.

  Eu fui espancado mesmo.

 

 


•Bus Stop•


Notas Finais


(pequena interação)

Quais seus grupos favoritos?

Quantos anos vocês têm?

Você tem algum propósito na vida? Se sim, qual? Se não, por quê?

(Sem vácuo, please)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...