História Bus stop - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Carol530

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Kookmin
Exibições 63
Palavras 1.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura <3
30+ FAVORITOS MINHA GENTEEEE
UUUHUUUUL




Esse cap foi feito pela carol <3

Capítulo 6 - Enam


Fanfic / Fanfiction Bus stop - Capítulo 6 - Enam

"Algumas pessoas deveriam vir com legendas."
••••••••••••••••••••••••••••••••

 

Jimin's point of view

Aquele garoto é tão adorável, mas é tão confuso ao mesmo tempo, ele completamente me ignorou e foi embora com o seu tão famoso rosto avermelhado e, eu tenho certeza de que não é pelo somente pelo calor.  

  Ele era definitivamente lindo, seu rostinho de criança, seus cabelos lisos que caíam sobre seus olhos e no ato de afastá-los conseguia ser mais adorável, e quando seu rosto esta vermelho - quase sempre - o deixava ainda mais com um ar infantil, e quando...  

- Jimin?  Jimin?  PARK JIMIN!!

Fui tirado de meus devaneios ao ouvir a voz - irritante e desnecessária - de Hoseok me trazendo a Terra novamente. O olhei confuso depois de balançar minha cabeça e piscar meus olhos repetidas vezes. 

- O que foi Hobi?  Para de berrar menino. - Me fiz de desentendido e quase ganhei a marca da mão de Hoseok no meu belo rosto. 

- Se você me escutasse, eu não estaria gritando, peste. - Hoseok reclamou e revirou os olhos.

- Aish, tá, tá - balancei as mãos em frente do meu rosto -, chega de drama. 

- Ai se eu te pego infeliz, vamos embora. - Ele nem mesmo esperou eu falar e se agarrou ao meu pulso me puxando museu a fora. Os alunos de nossa escola já estavam ocupando o transporte e nós fomos uns dos últimos a entrar - por culpa minha.

- Então Hobi, você conhece aquele menino que estava junto com o Tae? - Ele me encarou em silêncio, e permaneceu assim por alguns segundos, provavelmente estaria tentando se lembrar de que menino eu estava me referindo. Depois de pensar bem, sua expressão se suavizou e ele estalou os dedos em sua frente. Acabo encarando isso como um sinal de que ele havia se lembrado. 

- Aah sei qual menino está falando. - fez um bico suave em seus lábios e franziu ligeiramente sua testa. - Mas não sei quem é. 

Que grande ajuda a dele. Com certeza mudou muito a minha vida com essa informação. 

Revirei os olhos e virei meu rosto encarando a janela sem dar muita atenção ao que Hoseok falava,  meus pensamentos eram preenchidas por outra coisa. Pra ser mais específico, meus pensamentos estavam centralizados em um garoto alto,  moreno e incrivelmente lindo, ou gostoso também. 

Jungkook

- Eu juro que se você me ignorar só mais uma vez, eu faço esses seus dentes desalinhados ficarem perfeitamente alinhados com a ajuda de meu soco. - E novamente Hoseok me roubou de meus pensamentos, bufei e me virei em sua direção com ar de deboche, mas logo me encolhi ao vê-lo com o punho levantado em direção ao meu rosto.  

- Aish Hobi, não seja tão violento! - me endireitei na cadeira e estralei meu pescoço.

- Então me dê atenção, sou seu melhor amigo, você tem a obrigação de me dar 100% de atenção. - Apontou o dedo indicador na frente de meu rosto, tentando soar raivoso.

Suspirei e me arrumei - novamente - na cadeira, para ficar totalmente virado para ele e não me perder de novo em meus pensamentos, eu não queria apanhar de forma nenhuma,  meu rosto tem que continuar bonito e intocável para chamar um pouco da atenção de Jungkook. 

- Tudo bem, o que você estava falando? - Coloquei minhas ambas mãos em cima de minhas coxas.

- Ótimo. Como eu ia dizendo... - Ele fez uma breve pausa e eu apenas concordei com a cabeça. 

- Você é mais próximo do Tae do que eu, certo? - Levantou uma de suas sobrancelhas.

- Certo. - concordei minimamente, um pouco acanhado com essa suposição. Eu não diria que somos tão próximos assim. - Eu acho né. 

Ele deu de ombros e apenas continuou. - Você podia... me ajudar... a... 

- Se aproximar dele, 'pra depois você pedir para sair com ele, e depois namorar com ele, e se casarem, me chamarem pra ser o padrinho, comprarem uma casa magnífica, terem dois filhos e um cachorro? -Eu comecei a rir vendo ele me olhar incrédulo pelo o que havia falado. 

- Não, seu idiota. - Bufou e me bateu na nuca.- Por enquanto só quero me tornar mais próximo. 

- Eu foquei nesse seu "por enquanto". - Inclinei minha cabeça para frente quando ele me acertou na nuca e levei minha mão canhota para o local, massageando-a e acusando Hoseok visualmente.

- Aish Jimin,  da pra me ajudar ou não, porra? - ele precisa de sexo, ele está tão irritado.

- Olha o palavreado, me respeita. -Dou um sorriso mínimo e viro meu rosto para frente juntamente com meu corpo. - Eu ajudo sim, afinal, eu sou o melhor amigo do mundo. Certo?  

- Aah certo. - estalou a língua no céu da boca e voltou a me encarar.- Eu só concordei porque se eu falar "não" você vai fazer cu doce e não vai me ajudar.  

- Escolha sábia Jung Hoseok. Escolha muito sábia. - Cerrei meus olhos.

Fomos o caminho inteiro rindo, conversado coisas aleatórias e fazendo pequenos planos infalíveis para a aproximação dele com Taehyung. 

 

 

                      •Bus Stop•

 

 

  Assim que chegamos da excursão eu fui direto para minha casa, já que Hobi tinha que ir na cafeteira de sua tia para ajudá-la em umas encomendas. Eu agradeço todos os dias por ter um melhor amigo com uma tia dona de cafeteria, sempre que possível eu passo lá e ganho cappuccino de graça só pelo fato de ser bem próximo a Hoseok. 

  Nesse aspecto o universo conspirou ao meu favor, sempre fui apaixonado por qualquer bebida que contenha cafeína. 

  Cheguei em casa um pouco mais cedo do que de costume, entrei sem fazer barulho e logo percebi que não tinha ninguém em casa,  eu morava apenas com minha mãe já que meu pai nos abandonou quando eu tinha lá pros meus 4 anos. Ele nunca me fez falta alguma, minha mãe se dedicava ao máximo para cuidar de mim, as vezes eu até agradeço por meu pai não estar aqui, acho que ele não aceitaria minha sexualidade assim como minha mãe aceita. Para ela, isso é algo normal.

  Fui tomar um banho que demorou no mínino uns 20 minutos, vesti uma calça preta de moletom com uma blusa bege meio larga, ia até parte de minhas coxas, desci até a cozinha e comi um sanduíche natural acompanhado de um suco de goiaba. 

  Assim que acabei me sentei na sala trocando os canais da televisão procurando uma boa programação ou algo que me chame atenção, nem que seja um desenho animado infantil. Sem sucesso. 

Eu estava morrendo de tédio, então resolvi sair pra respirar um pouco, eu sabia onde ficava uma praça próximo ao local de minha casa,  não custava nada a ir para lá, já que não tenho outro lugar para ir mesmo.

  Sem demorar muito eu cheguei na praça em passos largos e lentos, perdido nos labirintos de meus pensamentos, e avistei um banco vazio, era o único, já que os outros estavam ocupados com casais de namorados ou até mesmo de amigos. 

  Me sentei ali mesmo e coloquei meus fones, dando play em uma música aleatória da minha playlist, não era muito lenta nem muito agitada, ela era perfeita para o momento. Levantei meu rosto e encarei o céu, estava meio rosado e meio alaranjado, era uma das mais lindas combinações de cores, com nuvens apenas riscando o céu, alguns pássaros voavam em conjunto enquanto outros estavam sozinhos assim como eu, definitivamente o céu de Seul conseguia me trazer o conforto.

 

 

 

 

 

 

 

 

•Bus Stop•


Notas Finais


Pequena interação:
Quantos irmãos vocês tem?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...