História Buscarei vingança - Capítulo 35


Escrita por: ~

Exibições 14
Palavras 475
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Chegamos ao fim.

Capítulo 35 - O fim de um começo


Fanfic / Fanfiction Buscarei vingança - Capítulo 35 - O fim de um começo

Na manhã seguinte do depoimento, nos aprontamos, despedimos de nossa mãe e viajamos.

Primeiro fomos ao Havaí, passamos 5 anos. Casamos e tivemos nosso filho, cujo nome é Joseph. Depois viajamos pelo Canadá e passamos 10 anos nesse país, na qual tivemos uma filha cujo nome é Yara. Fomos para Bahamas e ficamos mais 10 anos. Depois México e mais 10 ano. E outros países. Nas férias íamos para o Brooklyn ver nossas mães.

Durante esses anos, eu me formei em direito e me tornei agente da RSC. E tempos depois, eu e Romeu nos tornamos sócios da RSC.
O Joseph casou com Jack com 34 anos e me deu uma neta, chamada Eduarda. E a Yara casou com Matheus com 20 e me deu uma neta, chamada Larissa e tempos depois uma chamada Isabel.
 
Eu, aos 52, e Romeu, aos 60, voltamos ao Brooklyn, por conta da morte da mãe de Romeu, ela teve um infarto aos 90 anos.
E um ano depois a minha mãe, ela teve um derrame.

Eu e Romeu voltamos ao Canadá e passamos 5 anos. Depois voltamos ao Brooklyn e resolvemos morar definitamente.

Compramos uma casa maior e moramos sozinhos. Eu e Romeu sempre tivemos uma cumplicidade incrível, era recíproco o nosso amor.
Nossos filhos tomaram um rumo em suas vidas e nas férias vinham nos visitar.

A Star (minha cachorra) morreu atropelada.
A Mel sumiu do mapa.
Tia Maria morreu com complicações da velhice.
A Alice casou com outro, um tal de Patrick. Ela mora no México e as vezes conversamos pela Web, até porque eu sou uma idosa atualizada.
Sobre o Ed, ouvi boatos que faleceu.

Augustus? Ainda continua preso.

...67 anos depois...

Eu aos 84 e Romeu 92 anos.
Joseph aos 66 e Yara aos 52 anos.
Eduarda e Larissa com 32. Isabel com 20.

Era época de férias.
Estávamos todos reunidos em uma sala.
Exceto o Matheus.

Eu: Romeu? Hoje é dia do Augustus sair da prisão.

Romeu: Ele tão acabado, não sei como ele sobreviveu.

Eu e Romeu estavamos bem idosos, nas últimas.

Eu: O que aconteceu minhas netas?

Todos estavam tristes e chorando.

Larissa: Meu pai... Ele foi assassinado.

Romeu: O Matheus? Não pode ser.

Eu: Axo não estou me sentindo bem minha filha.

Romeu: Eu também não estou me sentindo bem.

Isabel: Eu não acredito, não acredito.

Joseph: Eu disse. Não era pra ter dito isso à eles. Eles são fracos.

Romeu infartou.

Eu: Romeu? Romeu?

Joseph: Socorro... socorro...

Eu infartei.

Isabel: As pessoas que mais amo estão morrendo. E tem um culpado, sempre tem... eu quero vingança, VINGANÇA.
BUSCAREI VINGANÇA. E não vou sossegar enquanto não ver quem está destruindo minha família, morto.

"Quando tudo que você ama é roubado de você às vezes tudo o que sobra é a VINGANÇA."
Como disse, essa não é uma história sobre perdão.


Notas Finais


Renovo aqui o meu agradecimento a você caro leitor, cara leitora, com palavras que escrevi em outros momentos.
Permaneço aberto às críticas, sugestões e contribuições. Sua opinião é muito importante.

Meu sincero muito obrigado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...