História BUT I LOVED YOU - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Relationship Abusive
Exibições 1
Palavras 755
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Quando você me deu sua mão, eu me tremi inteira. E quando você disse "olá", eu tive que me beliscar para ver se era verdade (não deixei você perceber, obviamente). Eu mal consegui te responder e você sorriu com o meu jeito atrapalhado, e quando você sorriu eu juro que foi a coisa mais linda que eu já vi em toda a minha existência.

Você fez meu coração bater tão forte que eu tive que pedir aos céus para me ajudar a não ter um infarto ali mesmo. Com o passar do tempo eu fui ficando cada vez mais apaixonada e você demonstrava o mesmo, e quando chegou o nosso primeiro beijo eu senti que fui ao céu mas quando o ar faltou eu me senti despencando.

Quando você foi conhecer meus pais eu tive que me segurar para não ter um ataque de risos porque você estava suando de nervoso e ficava me perguntando o tempo todo se eu tinha a certeza que eles tinham gostado de você. 

Quando eu fiz meus dezenove anos nós falamos com nossos pais sobre morarmos juntos e eu lembro o quanto eles apoiaram a gente, mesmo dizendo que iria ser difícil para eles.

Eu tinha marcado de ir com uma amiga ao shopping e como estava quente, coloquei um short. Você me perguntou se eu não achava que estava curto demais e quando eu disse não, você me olhou indignado e me mandou trocar. E foi aí que eu cometi um erro. Eu troquei.

Uma semana depois, você saiu para beber com os amigos e eu não me importei. Você chegou bêbado em casa e com uma marca de batom no pescoço. Quando eu te perguntei o que era aquilo você simplesmente me ignorou e como eu, obviamente, estava sentindo traída eu gritei com você. No segundo seguinte eu senti meu rosto arder e virar para o lado bruscamente. Mas no dia seguinte você venho carinhoso pro meu lado e eu relevei, porque afinal, você estava bêbado e eu sabia que você nunca faria isso em outras circunstâncias.

Aquela marca ficou em meu rosto uns três dias mas eu conseguia a esconder com maquiagem. 

Você sempre soube o quanto eu gostava de pintar unhas e um dia você simplesmente pegou meus esmaltes e jogou pela janela, falando que aquilo era coisa de vagabunda. Nós moravamos no 4°andar do prédio e todos eles quebraram.

Passou duas semanas e você estava chegando do trabalho. Eu estava saindo da casa do vizinho, fui pedir uma xícara de açúcar, mas você não tinha entendido e falou que eu estava me insinuando para o vizinho. Eu era louca por você e tinha a mãe dele e a mulher dele em casa. Mas você não me escutou e me deu um soco forte no olho. Ficou uma grande marca roxa por uma semana e não havia maquiagem que conseguisse esconder aquilo.

Mas eu relevei em todos os momentos em que isto aconteceu, tanto nesses que eu citei e tanto nos outros que não foram citados porque eu amava você e eu sei que você me amava também, porque você me dizia "eu te amo" depois dos pedidos de desculpa.

Mas até que chegou o dia em que eu encontrei um amigo do tempo da escola na saída do cinema. E quando ele me abraçou e me deu um beijo no rosto eu jurei que vi fogo nos seus olhos e quando chegamos em casa você me puxou pelo cabelo e socou minha cara. Você me deu vários chutes na barriga e bateu minha cabeça contra o chão tão forte que acabei desmaiando.

Quando eu acordei e me olhei no espelho eu tive a visão mais horrível de mim mesma. Eu estava com nojo, com raiva e vergonha de mim. Como eu tinha deixado aquilo chegar tão longe? Mas espera, eu amava você.

E quando meus pais me viram naquele estado a reação deles foi a que eu já devia de ter tomado a muito tempo. Eles me tiraram de lá e me levaram pra casa, me cuidaram e falaram que eu nunca mais iria ver você de novo na minha vida. Mas eu amava você.

Depois de dois dias chorando eu percebi que algo estava errado. Você não tinha ído me buscar e nem uma mensagem perguntando se eu estava bem você mandou. Mas eu amava você. 

Precisou gente de fora me mostrar o que estava acontecendo, e me tirar daquele ambiente pra eu perceber que eu amava você. Mas você não me amava.
 


Notas Finais


Um relacionamento abusivo se caracteriza quando uma das partes faz o uso excessivo ou indevido de jogos de controle, manipulação, violência e ciúmes. Não é apenas a agressão física, o comportamento abusivo pode ser emocional, verbal, físico e sexual. Espero que tenha entendido a mensagem dessa história. Se você tem um relacionamento assim, ligue disque - denúncia: 180.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...