História Butterflies flying - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Personagens Arthur Torres, Aurora Meneses, Fortunato Meneses, Geraldo Saldanha, Isabela Junqueira, Priscila Meneses, Regina Junqueira, Safira Meneses
Exibições 39
Palavras 876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Primeiramente; Queria pedir desculpas porque o capítulo não tem foto, nem nada bonitinho... Mas eu tô muito sem tempo pra nada e como o capítulo já estava pronto há algum tempo, não quis deixar vocês esperando, só por causa da foto(Até porque eu odeio esperar).
Meu segundo e último aviso é que; A semana de provas está começando, então... Aquele clichê de sempre;
-Vou dar uma sumidinha.
Mas não pretendo sumir completamente, só que ao invés de postar duas, três vezes na semana. Vou tentar postar pelo menos um dia com dois capítulos. O que vocês acham? Comentem aí pra eu saber.
Beijos, desculpem pelos grandes avisos!!
Boa leitura...

Capítulo 12 - Geraldo??!


Safira narrando...
  Eu deixei Priscila sozinha por um instante e quando voltei, a vi ao longe, conversando com um rapaz loiro, com um boné preto. Logo a chamei e perguntei quem era o rapaz. Ela me disse que não o conhecia, mas seu nome era Geraldo.
  Nesse momento, confesso que gelei, mas logo voltei a relaxar. Afinal... Não existe apenas um Geraldo no mundo e esse era o meu momento com a Priscila, ninguém poderia estragar.
  Logo fomos para o quarto, tomamos banho, nos arrumamos, arrumamos as coisas e já eram 20h.
P –Mãe, vamos na praia?
S –Essa hora Priscila? Com essa roupa? Nem pensar... Ta doida?
P – Vai ser legal a gente caminha um pouquinho por lá e depois voltamos. Por favor!!
S –Ta, vamos. Mas só um pouquinho , depois a gente vai jantar num restaurante que a moça do hotel nos indicou, então nada de se sujar.
  -Nós fomos para a praia que ficava na frente do hotel, mesmo. Priscila falou que ia molhar só os pés, mas se molhou toda, entrou no mar com a roupa novinha e voltou toda suja de areia. Mas eu nem liguei para roupa nova ou a sujeira dela, ela estava tão feliz que nada pagaria aquele sorriso. E o jantar? O jantar poderia ficar para a próxima noite, não é?!!
P –Mãe, desculpas. Eu sei que a gente combinou. Mas a onda me molhou e eu cai...
S –Foi tudo sem querer, né?!! Sei...
-Nós rimos –Cadê sua pulseira?
P –Não sei... Você guardou? Aí mãe, eu não quero ter perdido é tão bonita.
S –Calma, não precisa fazer essa carinha. Eu guardei, vai lá brincar.
-Ela me abraçou(ô menina pra gostar de abraços) e saiu correndo, eu fiquei ali a observando por alguns instantes, até que um rapaz de boné preto sentou se ao meu lado. A princípio só reparei no boné mesmo, porque era simples, mas muito bonito. Era todo preto e não tinha detalhes. O rapaz estava de cabeça baixa, então não consegui ver seu rosto, mas estava bem curiosa para saber a origem do boné, até pensei em perguntar. Mas ele falou comigo primeiro.
G –Ela é linda, né?!
-Mas estava tão perdida no boné que nem reparei do que ele falava, menos ainda quem era ele.
S –Sim. Ela... Pera aí, GERALDO?! O que você tá fazendo aqui?
G –Eu moro aqui!! Sou dono do hotel onde você está hospedada. E o boné... É de uma loja que eu visitei quando estive em Boston
S –Ooi?
-Confesso que quando ele falou comigo senti minhas pernas tremeram e meu coração disparou. Mas logo meu sangue começou a ferver, como assim dono do hotel onde eu estou? Cara de pau ele de aparecer assim, como se nada tivesse acontecido e ainda sentar do meu lado e contar historinha de boné.
–PRISCILA!! VEM, VAMOS EMBORA!! Chamei e ela veio correndo, cumprimentou o Geraldo. E começou...
P –Mas mãe, eu não quero ir embora.
S –Não perguntei, vamos agora. Anda, pro hotel!
-Fomos andando e ela entrou no hotel, passou a porta giratória e quando eu ia passar o Geraldo me puxou.
G –Me encontra no hall do hotel 00:00.
-Eu ia responder, mas a Priscila voltou.
P –Você vem, mãe?!
S –Já tô indo amor, pode entrar.
-Ela entrou no hotel e eu logo em seguida.
G –00:00. Não se atrase.
-Nem respondi. Mas confesso que pensei. Filho da mãe. Foi embora  quase 10 anos e agora quer falar comigo, ta achando que só porque é dono do hotel pode mandar alguma coisa. Entramos no quarto e logo a campainha tocou.
S –Priscila. Vai pro banho. Vou atender a porta e descer para pegar alguma coisa pra comermos
-Disse abrindo a porta. Quando abri era um carrinho com um jantar, uma flor e um bilhete.
Logo imaginei que era do Geraldo, mas estava com tanta fome que nem liguei. Abri o bilhete e estava escrito
"Seja bem vinda senhora Meneses, esperamos que vocês tenham uma agradável semana em nossa presença. Esse jantar é uma cortesia da casa para agradecer por nos escolher para recepciona las. Façam bom proveito"

S –Que hotel fofo, né?! É a cara do Geraldo mesmo, ser dono disso aqui. E parece estar uma delícia...
-Nesse momento Priscila saiu do banho  e do jeito que ela me olhou pensei que tinha me ouvido falar do Geraldo.
P –Nossa mãe, somos só nós duas, pra que tanta comida? E você foi rápida, né?
-Ufa! Ela só ficou admirada com o tanto de comida mesmo.
S –O hotel que mandou filha.  Mandaram um bilhete também.
P –Que educados eles, né?!
S –Sim. Amanhã vamos agradecer a gerência.
P –Aah, o gerente é aquele rapaz que eu falei quando chegamos e nos viu na praia. O Geraldo...
S –É mesmo? Interessante. Agora vamos comer.
-Nós comemos e logo a Priscila dormiu. Eu comecei a ver alguns relatórios da empresa e por volta de 23h chegou um bilhete
"Estou esperando, 00:00 no hall. Beijos Geraldo"
S –De novo o Geraldo com essa história? Será que eu devo ir? O que será que ele tem pra me dizer?
-Segurei aquele bilhete e pensei se realmente valeria a pena ir atrás do Geraldo de novo.


Notas Finais


E aí? Gostaram? Comentem pra eu saber!! Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...