História Butterfly - LizKook - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Blackpink, Bts, Lizkook, Nct
Exibições 71
Palavras 2.063
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítųɭɷ 1


×Pov's Lalisa×

Estava andando toda atrapalhada, com algumas sacolas em mãos e com medo das pessoas a minha volta. Era estranho sair de dia, varias pessoas a sua volta, lhe encarando e querendo saber mais sobre você, quer dizer, mais sobre a sua vida. Vocês devem estar se perguntando. Essa menina deve ser louca, uh? Mas não, eu não sou louca. Vamos contar um pouquinho sobre a minha vida mas não se assustem!

Quando tinha dez anos, meus pais faleceram é eu e meu irmão viramos "Órfãos" se e assim que deviam nos chamar. A gente não tinha nenhum parente por perto para cuidar de nos, o que resultou nos levarem para aquele maldito orfanato. De um lado ele foi bom por que nos descobrimos algumas coisas sobre nos, mas por outro lado foi horrível. Chega dar arrepios pelo corpo só de lembrar. Aigoo miane desculpa por não nos apresentar antes de começar a historia. Eu sou lalisa manoban e meu irmão e o Taeyong Manoban, ele e alguns meses mais velho que eu, então isso significa que sou a mais nova, e isso e um porre pode acreditar. Agora voltando a historia, eu e meu irmão fomos jogados naquele orfanato mas não por muito tempo. Quando descobrimos o segredo que nossos pais escondiam de nos, planejamos um plano de fulga e fugimos daquele lugar horrendo.

Vocês devem estar se perguntando, que segredo e este? Hum... Vamos dizer que não somos humanos mas também somos humanos? Eu só posso dizer isto por enquanto por que se não a autora me mata, miane. *faço biquinho*

Agora voltando para o presente, ca estou eu, andando por uma rua com várias barracas de feira a minha volta. Estou voltando do mercados, aishh e com varias sacolas em mãos.Quando chegar em casa irei matar o tae, aquele idiota que não me ajuda em nada, mentira ele me ajuda sim, e em bastante coisa.

Levei umas das minhas mãos até o capuz do meu casaco o puxando para frente, para cobrir metade do meu rosto e abaixei a cabeça, logo acelerando os passos. Quando vi que estava longe e não tinha muitas pessoas a minha volta me abaixei colocando as sacolas no chão e dando um sorriso de canto. Balancei minha mão encima das mesma sussurrando algumas palavras que havia estudado ja sentindo um calor se instalar em minhas mãos e um piscar de olhos as sacolas haviam sumido, sem deixar nenhum rastro para trás. Limpei as mãos sorrindo e me levantei, logo voltando a andar em direção a minha casa. Vou o caminho inteiro tentando pensar em algo para fazer para a janta de hoje, já que ia alguns amigos meus. Por mim eu comeria besteiras e já estava ótimo, mas como não vai ser só eu, tenho que fazer algo saudável.

Quando chego em frente de casa já vejo o carro de T.Y. na frente de casa, ele já deve ter chegado do trabalho. Uh me esqueci de dizer que já se passaram mais ou menos nove ou dez anos desde o falecimento de nossos pais, significando que iremos fazer vinte anos daqui a alguns meses. Peguei as chaves em meu bolso e observei a fachada de nossa casa, ela tinha um tom de cor de pele com alguns detalhes branco era uma casa colonial, mas muito bem cuidada e que foi comprada com um pequeno pedaço de nossas heranças e o resto com o dinheiro do nosso trabalho suado. Subi os degraus da nossa varandinha e abri a porta, sentindo aquele cheiro de flores no ar. Não sei por que mais era uma mania minha usar produtos de limpezas e tudo mais, como perfumes, sabonetes, desodorantes, etc... Com cheiro de flores. Dou um sorriso tendo aquele pensamento e tirei os sapatos, logo os jogando para o lado e entrando dentro de casa. Tirei o meu casaco colocando o mesmo em um cabideiro que havia perto da porta, e fui andando em direção a cozinha logo encontrando T.Y. procurando algo para comer. Me sentei no balcão já vendo as sacolas que alguns minutos atrás estavam quase caindo de meus braços e comecei a tirar as coisas de dentro das mesmas. Gesticulei com as mãos fazendo sinal para T.Y. me ajudar a guardar as coisas e o mesmo bufou revirando os olhos.

- Eu estou cansado... Por que não guarda sozinha? Aliás você não foi trabalhar por que hoje? - Ele me pergunta pegando algumas frutas e guardando as mesmas na geladeira.

- Primeiro: Você está cansado por que ontem chegou de madrugada e fazendo muito barulho Alias, Posso saber onde o senhor foi? - Falo parando de guardar e encarando o mesmo seria - Você sabe que não podemos ficar sozinhos... Você sabe muito bem T.Y. mas parece que não me escuta... Parece que e surdo! - Falo irritada com o mesmo. Ele me provocava isso, minha mudança de humor de um segundo para o outro.

O mesmo me olha emburrado e revira os olhos novamente.

- Olha lisa eu escuto você sim, e eu agora não posso mais me divertir? Uh? Eu estou cansado de ficar em casa o tempo inteiro. A gente só sabe trabalhar, trabalhar e trabalhar! Isso cansa lalisa isto cansa! Nos somos adolescentes, temos que aproveitar e nos divertir! - Ele fala fazendo sinais com as mãos enquanto fazia algumas caretas.

- Eu sei Taeyong! Eu sei muito bem disto! Só que as vezes parece que só eu me preocupo, que só eu me importo de estaremos vivos amanhã de manhã! Nos dois sabemos que, e difícil viver assim, mas não tem jeito. Não tem como viver como se fossemos pessoas normais, ou então adolescentes que só querem se divertir e sair por ai com os amigos. - Falo tudo encarando o mesmo enquanto passava as mãos pelos cabelos recém pintados. - Eu só queria que você pelo menos uma vez, entendesse o meu lado é me ajudasse. - Me sentei no banquinho com as mãos ainda nos cabelos e solto um suspiro pensando sobre tudo que havia acontecido durante esses dez anos.

- Miane lisa, não queria que você se sentisse assim. As vezes eu só quero o seu bem, mas parece que o bem nunca está com nós... Miane, eu prometo lhe ajudar em tudo que você precisar! - Ele fala desfazendo aquela cara seria que eu tanto odiava e vem em minha direção, me dando um abraço bem apertado e eu claro retribui sorrindo - Te amo Maninha.... - Ele sussurra entre o abraço caloroso.

- Também te amo maninho... Prometo lhe deixar sair mais... Só que você pelo menos tem que me avisar, OK? Por que ai eu não fico preocupada igual ontem... - Falo lhe abraçando enquanto fazia carinho em suas costas. Eu gostava quando ele fazia essas coisas, ele quase não mostrava esse seu lado e eu gosto quando ele deixa o mesmo aparecer.

Me soltei de seus braços, colocando minhas mãos envolta do seu rosto, e fico na ponta dos pés logo lhe dando um beijo em sua testa demorado. Me afastei do mesmo e voltei a me sentar no banquinho.

- Eu prometo Maninha... Eu prometo... - Escuto ele sussurrar enquanto ele olhava para baixo.

- Então... O que iremos fazer para a janta? Você não se esqueceu que as meninas e os meninos iriam vir hoje né? - Falo fazendo um nô no cabelo e pegando algumas coisas que haviam sobrado da sacola.

- Hein? Eles irão vir hoje? Pensei que só viriam quinta-feira! - o mesmo fala se virando para mim com os olhos arregalados - Eu arrumo a casa e você faz a comida, ok? - Ele fala já indo para a porta da cozinha.

- Ok.... Mas você tem alguma sugestão do que fazer? - Falo sorrindo fraco - Eu estou sem idéias...

- Por que não faz aquele macarrão que você aprendeu? Eu gostei Bastante, talvez eles gostem também. - Ele fala sorrindo - Eu vou indo, tenho bastante coisa para arrumar!

- Ok maninho vai lá... - Falo sorrindo e me levanto Indo pegar as coisas para preparar o molho do macarrão.

Peguei o macarrão e o resto das coisas para fazer o molho e a sobremesa. Botei um avental logo começando a fazer as coisas. O telefone toca na sala, e escuto T.Y. correndo para atender o mesmo. Escuto o mesmo conversar com a pessoa do outro lado da linha, logo escutando uma gargalhada e eu me assusto. Deve ser os meninos. Como sinto falta dessas criaturas aqui em casa, mesmo eles sendo bagunceiros e tudo mais eu sinto falta deles. E sinto pena de T.Y. alias eles eram melhores amigos, e quando eles estavam aqui, na casa não existia tristeza. Balancei a cabeça sorrindo e volto a fazer o que estava fazendo.

T.Y. aparece na porta sorrindo que nem um idiota logo balançando os braços na frente do corpo.

- Eles estão chegando! E mais uma coisa... Vai vir quase todos os meninos... Então já sabe que vai vir bastante gente. - Ele fala sorrindo ainda mais.

- Oh! Eu vou ter que fazer mais macarrão! T.Y. me ajuda pelo amor de jisoo... - Ele solta uma gargalhada e vem em minha direção pegando mais um pacote de macarrão, logo começando a me ajudar. - Mas eles falaram que horas mais ou menos eles chegariam? - Falo olhando para o relógio da cozinha.

- Acho que oito horas se não me engano... - Ele fala concentrado na panela.

- Meu Deus já são sete e quarenta... - Falo desesperada e vou correndo para a sala de jantar. Pego nove pratos colocando todos nos devidos lugares e os talheres também. Boto um pano no meio da mesa para por a panela e outros dois ao lado da mesma para colocar o molho e a carne. Vou ate a porta da cozinha nervosa.

- T.Y. você se importa de terminar ai? E que quero Me arrumar... - Falo soltando meus cabelos.

- Tudo bem, pode ir lá! Anda vai. - Fala rindo e faz sinal para mim subir as escadas.

- Obrigada! - Falo saindo dali e subi as escadas correndo.

Entrei dentro do meu quarto indo em direção ao meu armário procurar algo para vestir. Acabo por escolher um vestido branco soltinho e vou para o banheiro do meu quarto.

Tirei minha roupa ficando apenas de roupas intimas e as mesmas logo são jogadas longe. Liguei o chuveiro logo entrando no mesmo e tomando um banho relaxante e gostoso. Quando acabo o mesmo me enrolo na toalha enrolando o cabelo também e vou para o quarto me arrumar. Coloquei o meu vestido branco, logo me sentando na frente da penteadeira e começando a pentear o meu cabelo e fazendo um penteado simples no mesmo. Me levantei indo ate o armário novamente pegando uma sapatilha e colocando a mesma de uma vez. Fui ate a frente do espelho e olhando o resultado. Dou um sorriso e escuto a campainha tocar. Sai do quarto correndo e desci as escadas.

- Deixa que eu atendo!! - Grito para T.Y.

A jeito o vestido e boto um sorriso no rosto. Levei as mãos ate a maçaneta da porta, uma emoção tão grande preenche meu corpo e abro a mesma, dando de cara com uma multidão na frente da minha casa.

- AAAAAH SAIAM DA FRENTE SEUS GIGANTES... MENOS VOCÊ CRUSH LOVE U.. - escuto alguem gritar e logo aparecer na minha frente.

- GIGANTE E TEU RABO! - Escuto outro gritar

- EU NÃO SOU PEQUENO SUA NANICA! - O menor fala bufando e revira os Olhos.

- Que saudades de vocês... - Falo com os olhos marejados.

××××××××××××××××××××××××××××

ɧҽىɭɭɷų pҽىىɷaى

Eai? Gostaram? :3

Olha eu gostei bastante de escrever esse capitulo, e a criatividade para fazer o mesmo veio forte. Sz

Agora... E o lance das sacolas? e.e o que eles são? Será que eles são bruxos? Ou fadas? Ou algo do tipo...? Eu acho que... Não posso falar u.u esperem mais um pouco que vocês irão saber.

E sobre os meninas e meninas... Vocês acham que e quem? Aliás são nove pratos... Bastante gente Uh? Mas agora sem mais enrolação... Eu acho que como fui muito Má e deixei vocês esperando por muito tempo vou fazer atualização dupla... E como vocês virão a criatividade ta muito boa então isso resulta capítulos grandes :3

SOLTA MAIS CAPÍTULO AI CÖMË-CÖMË “ψ(`∇´)ψ



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...