História Butterfly - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 34
Palavras 2.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiê! Demorei né... Atrasei uma semana, mas o cap está aí!

Mais cheio de novidades e esclarecimentos do que nunca.

Pra quem não entendeu todo o decorrer direito ainda, nesse capítulo irá ficar claro como água. 😄

Beijos boa leitura! ♥️

Comentem! 😘

Capítulo 20 - Debito de Explicações


Fanfic / Fanfiction Butterfly - Capítulo 20 - Debito de Explicações

•Mark•

Assim que eu desliguei o celular escutei batidas a porta.

Suho - Mark está acordado?

- S-sim eu estou. - Respondi em tom de voz alto.

Suho - Já está tarde não vai comer nada?

Busquei pelo celular no meio da coberta, olhei as horas, já eram 16:47.

- Vou sim, já estou indo.

Levantei da cama com dor muscular em todo o corpo, escovei os dentes e lavei o rosto, ao olhar no espelho vi as marcas esverdeadas na pele, meu olho estava meio roxo e meus braços cobertos de hematomas com tons escuros.

Troquei de roupa, uma calça preta e moleton cinza. Por fim sai do quarto.

Corredor a fora eu tocava nos hematomas sentindo o desconforto da dor.

Entrei na cozinha, havia um bonito lanche feito em cima da mesa, e um suco de laranja.

Suho - Coma, está tarde para almoçar, mas um lanche vai bem. - Ele sorriu.

- Obrigado Suho, agradeço.

Suho - Minho está no quarto, ele ainda não acordou.

- Você o trancou? - Perguntei e dei uma mordida no Lanche.

Suho - Sim, combinei com ele que se quisesse algo era só chamar, mas o tranquei ao lado do meu quarto para que eu escuta-se o que ele está fazendo. E é claro que se aprontar algo vou puni-ló.

- Certo, eu tenho que ir a cidade, vai sair?

Suho - Não vou, mas Lay vai vir aqui mais tarde.

- Okay, vou pegar meu carro, qualquer problema com Minho me ligue. - Levantei tomando o último gole do suco.

Suho - Ele não vai dar problema! O que vai fazer?

- Ver Choi, ele vai me matar! - Arrumei a roupa e coloquei a louça suja na pia.

Suho - Não morra de novo! - Ele brincou.

- Não vou eu prometo. - Sorri.

Suho - Você é bem folgado sabia? - Falou olhando para a louça que coloquei na pia.

- Se cuide também! - Adverti quebrando o gelo da bronca.

•~•~•~•~•~•~•~•~•~•~•~•~•~•~•

Como perdi uma hora me arrumando e comendo, e mais uma hora de viagem até a cidade, iria chegar no tempo calculado que informei Youngjae.

Fazia tempo que não andava nas ruas de Seul, a cidade não mudou tanto, talvez um pouco mais de prédios e edifícios modernos, coisas da globalização.

Estacionei o carro uma rua antes, não queria dar bandeira de minha chegada na casa de Jae.

Qualquer sinal diferente, já é algo para manter alguém de olhos abertos em minha localização.

Antes de descer do carro eu coloquei o capuz do moleton, me certifiquei de guardar a arma de modo bem escondido.

Andei duas quadras até o prédio onde ficava o apartamento de JB.

Cheguei a portaria e fui direto ao elevador, subi até o andar do Apartamento de número 07. Bati a porta e aguardei.

JB abriu a porta e deu risada da minha cara, exatamente ele sorriu e gargalhou em seguida ele me abraçou.

- Oiê... Tudo bem? - Sorri.

JB - Você é um otário.

Entrei apartamento adentro e fechei a porta.

Jae - MARK YI-EN TUAN! - Ele gritou da cozinha.

Continuei a checar os cômodos da casa, agora Youngjae estava atrás de mim.

Jae - Você é um otário, filho da mãe... Seu, seu... Ahhhh eu tô com muito ódio de você.

Eu continuava checando, subi as escadas para certificar os cômodos e ele vinha atrás de mim.

Jae - Pare de fugir, olhe para mim enquanto falo com você.

- Aí Jae... - Dei risada.

Jae - Você está rindo? Mark Tuan!

Depois de checar a casa toda, sentei no sofá e olhei para Choi.

Jae - AIGO! Olha para seu rosto, está todo machucado, o que você andou fazendo? Está bem?

- Estou bem Jae, calma.

Jae - Calma? Calma? Você tá me pedindo calma?

- Sim! - Eu só conseguia rir dele.

Jae - Vai a Merda Tuan!

JB - OMO! Ele nunca xingou assim. - Ele gargalhava.

- Kkkk Jae, sei que está preocupado...

Jae - Preocupado? - Ele me cortou. - Você some, depois recebemos seu atestado de Óbito, seu testamento, tudo vira um caos. E você ainda tem a audácia de falar que eu estava preocupado?

- Exato! - Ri.

Jae - Olha se continuar rindo da minha cara, eu vou te matar de verdade e eu mesmo faço seu atestado de Óbito.

Levantei do sofá e abracei Choi, de um jeito que não era só um reencontro para matar a saudade, era como se eu arrumasse um pedaço de mim.

Jae - Você é muito idiota! - Ele chorava.

- Está chorando? - Afastei seu corpo do meu.

Jae - Não babaca estou só limpando os olhos, é claro que estou.

- Ahhhh não chora não! - Abracei ele de novo.

Jae - Olha pra você, eu podia te bater agora, mas está todo machucado, cheio de roxos, está com cortes nos braços.

- Não liga pra isso não!

Jae - O que você andou aprontando?

- Tive uns problemas aí, mas tá tudo bem tá?

Jae - Não não está ido bem! Você está encrencado sabia?

JB - Encrencado é pouco.

Jae - Eu contei para ele... Sobre o passado.

- Não tem problema, eu acho que era algo bem justo depois do que eu fiz.

Sentei no sofa novamente e fiquei de frente para Choi e Jaebum.

Jae - Pode ir contando tudo! Agora!

- Digamos que Taemin estava ameaçando causar problemas novamente, e não queria que acontecimentos do passado voltassem a ocorrer com Jackson dessa vez.

Jae - Qual é a de Lee?

- Descobri ontem anoite que é por causa do pai de Jackson.

JB - Mas o que ele tem haver?

- Digamos que ele pegou muito ódio depois que Jackson estragou um contrato importante da empresa Wang e o proibiu de construir outra filial onde é o orfanato.

Jae - Então...?

- Pai do Jack está bancando esse circo todo.

JB - Ele está pagando Teamin para infernizar vocês?

- Não só infernizar, mas me eliminar também, ele não quer que Jackson fique comigo, não me quer na vida dele.

Jae - E daí você se fingiu de morto para tentar fazer ele sumir?

- Sim e não, bem foi difícil bolar esse plano todo.

JB - Eu também queria entender como fez isso.

- Vamos lá, vou contar.

Jae - Acho bom! - Ele repreendeu.

- Eu tenho uns amigos da época do Orfanato, um dele é Advogado e outro é médico, mesmo demorando uns 6 meses, eu consegui convencer eles a me ajudarem.

Jae - Casal Kim?

- Exatamente, Seokjin e Namjoon. Jin não gostou muito da ideia, foi contra e demorei muito para convencer ele.

Assim Ele fez dois papéis de atestado de Óbito, me levou até em casa, eu chequei por precaução e pedi para que em um mês ele enviasse para Youngjae, demoraria mais ou menos uns 2 a 3 meses para chegar na casa de vocês, então eu ganhei tempo.

E também para tornar as coisas mais realistas, pedi a Namjoon para falsificar documentações de laudos e meus exames médicos.

JB - Você é muito cauteloso.

- Sempre fui. - Mudei minha posição no sofá.

Jae - Tá, continue!

- Eu continuei tentando me livrar de Taemin, mas não consegui.

Então segui com o plano, fui arrumando cada coisa para que vocês soubessem que eu estava bem, a carta que escrevi realmente ficou borrada, mas eu passei a limpo em um papel novo, e manchei somente as palavras que formavam uma frase. Se você ler tem uma mensagem.

Deixei minhas anotações do diário sob minha cama, como sabia que Jackson não gostaria de entrar na casa novamente, mantive minha fé que ele voltaria lá mais ou menos 1 ano depois do ocorrido.

Quando Taemin soubesse que eu estava de volta, desse modo Jackson teria o necessário para se proteger no tempo certo.

JB - Mas como foi embora sem ninguém ver?

- Bem, foi complicado, mas eu esperei até a semana de provas de Jackson, não queria prejudicar as notas dele.

Aí enviei a correspondência para você, e contei que o entregador deixasse no dia correto em sua casa. Às vezes eu abuso muito da sorte e do destino. Ou sempre.

Marquei de sair com Bambam, mas pedi para que ele não falasse nada para Yugy, isso porque eu também marquei o mesmo horário de 13:45 com Yugyeom, assim ele não ficaria sozinho. Levar bolo não é legal.

Jae - Você fez um encontro dos dois e contou a Jackson que iria para o shopping... Mas onde estava?

- Então, eu fui falar com Taemin... - Sabia que ele ficaria bravo, então mas esperava a bronca.

Jae - Porque? Qual o motivo, razão ou circunstância te levou a fazer isso?

- Nesse meio tempo eu falei com ele algumas vezes.

JB - Algumas? No plural?

- Era necessário.

Jae - Ah claro, Tuan... Que ódio de você! Falar com quem quer te matar me parece uma ótima idéia mesmo.

- Deixa eu terminar!

JB - É deixa ele terminar! - Ele tacou uma almofada na cara de Choi, que ficou ainda mais bravo.

- Aí vocês leram a carta e contaram a Jack e ele me ligou, estava pegando o voo para Madri bem na hora, falei adeus, mas, contudo, entre tanto, toda via...

O resto do plano já estava confirmado.

Sabe aquela festa que teve no campus? Da qual vocês foram juntos?

JB - Nunca vou esquecer.

Jae - Claro que sabemos.

- Lá eu conheci uma garota chamada Yuri, eu ainda conversava com ela às vezes. Quando fui para Espanha eu lembrei que ela havia me falado uma vez de uma amiga, essa amiga dela morava em Madri e era uma empresária e por mais mirabolante que seja eu convenci essa garota a fazer uma sessão de fotos com Wang.

Jae - Pera, você levou Wang para Espanha de propósito?

- Sim, foi uma tremenda loucura.

JB - Então ele te viu por acaso.

- Não, eu sabia local e hora que ele estaria lá. Sabia também que ele não resistiria tirar uma foto na movimentada praça, então parei em um local chamativo, mas não perceptível a olho nu.

Ele bateu a foto e eu sabia que havia ficado no enquadramento, sai o mais rápido o possível, para que ele soubesse que não estava louco, mas que lhe ficasse a dúvida.

Jae - Então ele voltou no casarão antigo, achou o caderno e sabia como se defender.

JB - E aí contou a Youngjae, porque já estava voltando mesmo.

- Sim, é só troquei carta com você, para saber se Jack havia aceito a proposta e se estava tudo bem com ele.

JB - Ele ficou bravo comigo por muito tempo sabia? - Apontou para Choi.

- Foi o risco que você correu né?

Jae - Nossa eu queria mata-ló quando descobri!

- Como fizeram as pazes?

JB - Nem te conto. - Ele riu malicioso...

Jae - Cala a boca Im Jaebum! Você ainda tem que limpar a cozinha todo dia.

- Kkkkk bem feito.

Jae - Mas porque a casa de Yugyeom foi detonada e porque você não veio para cá?

- Bem dois motivos para não vir para cá.

Primeiro - Levantei a Mão fazendo o sinal de 1. - Sua casa estava sendo vigiada, pois Taemin sabia que você era o mais próximo.

Segundo - Levantei outro dedo. - Aqui é um prédio qualquer coisa que eu faça aqui é mais fácil de ser preso e pego.

Agora a outra pergunta, bem um dos capangas de Lee me seguiram e aí... Bem nos brigamos, agora ele está preso na antiga casa de campo da família. Minho está no cativeiro e me deu informações úteis.

JB - Ahh isso explica todos os machucados e roxos em seu corpo.

- Bem, sim... Agora que eu expliquei tudo isso, preciso ir embora.

JB - Já?

- Ainda tenho uma viajem para fazer é preciso passar no casarão para ver como estão as coisas?

Jae - Só vou ver se tem alguma movimentação estranha. - Ele levantou e foi até a janela que dava vista para a rua.

Eu já estava na porta e pronto para ir embora, mas Choi pediu para esperar.

Jae - Não saia!

JB - O que foi?

Jae - Jackson acabou de estacionar o carro, está do outro lado da rua.


Notas Finais


FERROU!

O que será que Mark vai fazer pra não ser visto por Jack?

Descubra no próximo capítulo de Butterfly... 😂😂😂

Comentem o que estão achando, se estão gostando, se não entenderam algo, críticas construtivas! Tudo 😅

Beijos da Iza 😘 🍦☔🐦☁️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...