História Butterfly - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Drama, Romance
Exibições 26
Palavras 3.420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLÁ MEU POVO!!!

Happy Jimin Day!!! <3 <3 Aquele amorzão de pessoa com o sorriso mais lindo que eu já vi!

Bem, trouxe esse cap especialmente pra uma amiga, e sim, sexta tem mais.Espero que gostem, parece que as coisas vão ser divertidas, então coloque sua playlist de farra pq é a hora.

Boa leitura!

Capítulo 17 - A Warning


Fanfic / Fanfiction Butterfly - Capítulo 17 - A Warning

Jovens quando podem vão a festas,mas a sensação de dar uma festa em sua casa é outra, sensação que JungKook sentia pela primeira vez e já gostava. YoonShin havia ido viajar fazia uma semana e ficaria quase um mês fora, tempo o suficiente para Kook organizar a festa com os amigos e concertar as coisas que fossem quebradas - NamJoon fazia muito isso -, passou a tarde comprando e arrumando coisas com a ajuda de Tae e quando já anoitecia foi tomar um banho.

Lavou seus cabelos e deixou os fios negros tomarem conta de sua testa, vestiu uma calça preta rasgada nos joelhos e uma camiseta clara com a xadrez preta por cima, colocou seus coturnos preferidos e se sentou no sofá para esperá-los. Caixas de pizza estavam empilhadas em cima da bancada da cozinha e o cheiro delas chegava perfeitamente até o moreno, despertando seu estômago, se levantou após um tempo e foi até elas, abriu a primeira e pegou uma fatia da de mussarela e a mordeu. Estava se sentindo ansioso, tinha medo de algo dar errado, ainda mais porque notara que o temperamento de Yoongi andava meio explosivo e que Soomyun estava mais sensível que de costume, queria que todos pudessem se divertir igualmente.

Já ia voltando a sala quando a campainha tocou, deu mais uma grande mordida na fatia em sua mão e correu até a porta, a destrancou e abriu revelando todos seus amigos, sorriu e de espaço para entrarem.

Estavam todos animados e bem arrumados, se acomodaram na sala e Jin e Jimin foram direto para a cozinha atacar as pizzas, claro que não demorou até todos estarem lá, espalhados pela bancada com fatias em mãos e sorrisos satisfeitos, Jungkook não podia estar mais feliz.

 

- O iremos fazer para nos divertir? - Perguntou Lala.

- Não to a fim de ficar dançando, já fizemos isso. - Disse Yoongi.

 

Dissera isso apenas porque não gostava muito de dançar, preferia jogar e beber ao invés disso, Jin também não era tão diferente.

 

- O que querem fazer então? - Perguntou o garoto.

- Vamos brincar como fazíamos antigamente na casa do Jin Hyung. - Tae roubava um pedaço da pizza de Soo.

- Não parece má idéia! O que exatamente? - NamJoon sorriu.

- Gato mia? Just dance? Verdade ou desafio? Jokenpo? - Sugeria Hoseok.

- Gato mia! A casa do Kookie não parece ter muitas coisas para quebrar e seremos cuidadosos. - Jimin se empolgava.

- Não mesmo, mas se quebrarem vão pagar! – Avisou o dono da casa.

- Ok! Mas eu nunca brinquei disso antes. - Soomyun.

- Nem eu. - Lala.

- Bom,é basicamente uma pessoa vendada e as outras tentando não ser pega por ela, caso ela pegue alguém essa pessoa tem que miar para que adivinhem que é. - Disse Taehyung.

- Oh, parece legal! Vamos lá. - As garotas se animaram.

- Vou pegar algo pra usarmos de venda.

 

JungKook subiu até seu quarto e passou a procurar algo dentro de seu guarda-roupas, pensou em usar uma meia mas não seria grande o suficiente, procurou mais um pouco e acabou achando seu cachecol no meio de algumas blusas de frio. Desceu com o tecido azul escuro em mãos e encontrou os amigos na sala, estavam vendo no jokenpo que iria começar, parecia que Soomyun havia conseguido perder de todos e não foi diferente com o garoto, sendo assim ela começaria.

Foi vendada por Taehyung após prender os longos cabelos em um coque bem improvisado, a giraram cinco vezes e apagaram as luzes da casa,  deixando apenas a luz dos postes do lado de fora da casa iluminarem vagamente o ambiente. Com medo de cair andava com as mãos tateando tudo que encostava, podia ouvir passos e risadas abafadas que parecia vir de todas as direções, o que acabava fazendo a garota rir eram os grunhidos que seus amigos soltavam ao passar extremamente perto de um deles, pode sentir o perfume de Taehyung algumas vezes e ouvir a risada de Jimin, mas não havia pegado nenhum deles.

Soomyun caminhava em direção a cozinha, onde Yoongi estava escondido, abaixando ao lado da pia, a garota tateou a bancada inteira até dar a volta mesma e deu continuidade até estar de frente para a pia, o ruivo estava procurando uma saída rápida dali, mas com o tamanho do cômodo não havia Escapatória.

Yoongi prendeu a respiração quando viu as mãos da garota passar próximas ao seu rosto, por um momento ela chegou até mesmo a se virar e dar um passo para longe dele mas quando soltou o peso dos ombros seu tênis fez um barulho que o denunciou na hora. Soo voltou para onde estava e se abaixou, ficando frente a frente com ele, Jimin e Lala estavam do outro lado da bancada os observando quando a garota esticou a mão e tocou o cabelo do ruivo.

 

- Gato mia! - Disse timidamente.

- Miau...? 

 

Obviamente fora pego, ainda mais por não ter se lembrado de disfarçar sua voz, podia muito bem ter a deixado mais fina. Soomyun sorriu e se levantou entendo a mão para ele.

 

- Vamos Yoongi, sua vez!

- Droga. - Disse riu.

 

Todos voltaram a sala e foi a vez do ruivo ser vendado, o mesmo processo foi feito várias vezes com quase todos os garotos mas claro que estavam procurando por uma diversão maior, em uma das procuras de lugares para se esconder Jimin achou o banheiro da casa e nele uma banheira, pensou que poderia aprontar algo contra alguém mas não contava que suas vitimas  fossem agir também.

Estava andando pelo corredor em direção a sala novamente, estava a um bom tempo andando de um lado para o outro sem achar ou ouvir alguém e isso já estava o deixando impaciente.

 

- Ei, vocês vão me deixar vendado pra sempre? - Perguntou para sala vazia.

 

Ficou parado em silêncio próximo ao sofá tentando escutar pelo menos um respiro ou suspirar de alguém, mas nada ouviu, soltou o ar pela boca e ergueu as mãos em sinal de rendição antes de soltar o cachecol e tira-lo.

 

- Mas o que...? - Olhou envolta.

 

Não tinha mesmo ninguém ali, foi ate a cozinha e a mesma estava vazia também, voltou ao corredor e caminhou até o final do mesmo, em direção ao banheiro. Passava a mão nos fios agora recém pintados em um vermelho brilhante do qual Hoseok não parava de mexer e abriu a porta lentamente, depois disso só sentiu suas roupas se encharcarem e grudarem em seu corpo, quando abriu os olhos as luzes estavam acessas e todos a sua volta rindo do feito.

Jimin estava dentro da banheira rindo para não matá-los, mais precisamente para não matar Kook e Tae, autores de sua queda na água morna.

 

- Mas que merda! Hoseok era pra nós dois aprontarmos! - Apontou para seu antes confidente.

- Desculpe Jimin-ah, JungKook já planejava isso.

- Ah é? Talvez ele queira tomar um banho também. - Disse se levantando.

 

JungKook era mais forte que Jimin, por essa razão não conseguiu colocar todo o corpo do garoto na água, molhando apenas sua calça e parte da camisa xadrez, mas não desistiu e o desafiou no jokenpo, o moreno não recusou e acabou perdendo, para felicidade de todos.

Essa foi a vez de Yoongi e NamJoon o jogarem na banheira enquanto Soomyun e Iara iam até a sala, as duas ligaram o aparelho de som próximo a TV e plugaram o celular da mais nova para dar uma trilha sonora a toda aquela bagunça, quando voltaram Taehyung tentou derrubar sua garota na água mas acabou indo junto dela.Apenas Jin sobreviveu a brincadeira, pois estava filmando tudo e ninguém era louco de molhar sua câmera favorita.

 

- Já estão cansados? - Perguntou Jin.

- Claro que não, não nem são duas da manhã ainda. - Disse Jimin.

- Então porque pararam?

- Não paramos, agora é pega-pega e está com você Hyung! - Disse JungKook fazendo todos correrem.

 

Correram mesmo, mas na verdade foram para fora da casa, sem rumo nenhum, Jin estava um pouco longe já que havia parado para trancar a porta antes de deixar a casa. Os mais jovens estavam liderando a fuga enquanto o mais velho gritava para que o esperassem, Yoongi e Nam corriam com suas latas de cerveja em mãos, Jimin estava nas costas de Hoseok, Lala e Kook corriam rindo alto e tentando fazer um ou outro tropeçar, Tae segurava Soomyun no colo e cantavam Hurricane do B.A.P.

Algumas pessoas os espiavam pelas janelas de suas casas, outras gritavam coisas, outras saíam no quintal e até mesmo ameaçavam chamar a Polícia caso continuassem gritando, mas não era como se ligassem para isso. Depois de algumas quadras estavam andando calmamente, Soomyun continuava a cantar Dessa vez era I da Taeyeon, sua voz não era ruim só a letra que estava confusa já que estava bêbada e trocava algumas palavras ou pulava outras para chegar logo ao refrão, isso fazia os rapazes rirem e logo ela e NamJoon estava cantando juntos pela rua.

 

- Meu Deus parece dois gatos morrendo. - Disse Yoongi fazendo uma careta.

- MY LIVE IS A BEAUTYYY!  - Gritavam.

- Aaah, calem a boca!

- Vamos voltar, já são duas da manhã. - Dizia Kook com o celular na mão.

- Vamos, estou bêbado demais para ficar andado. - Disse Jin.

- Podem dormir lá em casa.

- Oh, nosso querido Maknae de ouro! - Disse abraçando o garoto pelos ombros.

 

 

JungKook não podia estar mais feliz quando se deitou naquela noite, a garota que gostava estava ao seu lado, seus amigos estavam felizes e no dia seguinte apesar de ser quarta-feira não haveria aula. Adormeceu nos braços da garota, com um sorriso no rosto e a certeza de que veria tudo aquilo novamente em seus sonhos.

 

 

 

Soomyun mais uma vez se via compartilhando um sofá com seu garoto, estava deitada no peito dele e olhava algumas imagens em seu celular, eram fotos que haviam tirado ao longo daquele tempo juntos, devia ter no mínimo umas 30 fotos.

 

- O que foi?  - Disse acariciando os cabelos dela.

- Nada, estou vendo nossas fotos.

- Deveríamos tirar mais?

- Talvez, gosto muito dessas.

- Eu também gosto, deveríamos revelar mais algumas.

- Já tem bastante no mural do meu quarto.

- Okay... Vamos dormir, Hum? - Disse fechando seus olhos.

 

Soo deu mais uma olhada nas fotos e bloqueou o aparelho, se esticou um pouco e colocou o celular na mesa de centro, voltou a se aconchegar no garoto e fechou seus olhos.

 

 

Na tarde do dia seguinte Soomyun estava sentada na frente do mercadinho a espera de Tae, que havia inventado de ir ao Coex Aquarium, em um shopping de Gangnam do qual só ouvira falar, sendo que o mesmo fecharia em duas horas.

 

- Vamos! Temos que correr! - Disse Tae saindo do lugar.

- Ah? Não vai fechar a loja? - Se levantou.

- Não, meu chefe está aí, vamos? - Estendeu a mão.

- Vamos! - A segurou.

 

Deixaram o lugar em passos apressados, pegaram o metro e depois de longos minutos - por que naquele horário a cidade praticamente parava, pois as pessoas começavam a deixar seus trabalhos - chegaram à entrada do shopping, algumas escadas rolantes e estavam dentro do aquário. Era impossível não notar o brilho nos olhos da garota ao passar por ela, Taehyung estava ao seu lado com um sorriso no rosto ao olhá-la, havia poucas pessoas no local e isso facilitava na hora de ver todas as atrações.

Tinham uma hora para ver tudo e vez ou outra a garota parava para fotografar algum peixe que achasse fofo, o que mais amou foi o túnel com esteira na qual viu uma enorme arraia passar por cima deles.

 

- Ommo!! Como você é linda! - Dizia olhando para cima.

- Assustadora... - Tae fez uma careta.

- Sorria para a foto! - Apontou a câmera para ela.

- Se ela sorrir mesmo eu vou embora daqui correndo. - Avisou o garoto.

- Então já saí, ela está adorável na foto.

 

E ia mesmo correr quando os alto-falantes os assustaram, alguém dizia claramente para saírem dali, pois estavam fechando em exatos 5 minutos, além deles havia mais um casal e alguns adolescentes, que assim como eles se colocaram a correr para a saída um pouco mais a frente de onde estavam.

Soo ria o caminho todo até a loja de doces e lembrancinhas do aquário, sendo arrastada por Tae, que queria comprar pingentes de estrela do mar para colocar em seus celulares e só teve tempo de fazer isso antes do lugar fechar.

Ao sair dali se sentaram em um banco próximo a praça de alimentação, enquanto Tae ia comprar sorvete a garota colocava os pingentes em seus celulares, eram duas estrelas azuis presas por finas linhas brancas, Soo as achou lindas e a fez lembrar da vez em que estavam no telhado do prédio.

 

- Aqui, chocolate! - Lhe entregou a casquinha com duas bolas de chocolate em cima.

 

Taehyung se sentou de frente para ela e saboreou seu sorvete de flocos e pegou um pouco do da garota.

 

- Gostou do aquário?

- Sim! É lindo, mas podemos voltar outro dia, né?

- Sim, com mais tempo para ver os pinguins.

- E os tubarões.

- Tubarões? Por que você gosta de animais assustadores?

- Não são assustadores, você que é medroso.

- Okay, vamos pra casa Senhora Coragem?

- Já?

- Ou podemos ir ao cinema.

- Não vamos ter que sair correndo de lá? - Sorriu.

- Não! - Disse rindo.

 

 

 

               

Yoongi estava mais uma vez sentado na sombra de uma das enormes árvores do parque, dessa vez estava sóbrio e não queria esquecer seus problemas, apenas esperava mais uma vez encontrar Jian - apesar de ainda achar que era uma ilusão -. Balançava o pouco café que havia sobrado em seu copo e observava algumas crianças brincarem próximos ao lago com seus pais, costumava brincar ali com sua mãe quando ela o buscava na escola, devia ter sete anos na época.

 

- Acho que temos algum em comum. - Uma voz surgiu ao seu lado.

 

Ergue o rosto e viu Jian parada ao seu lado, usava calça jeans e camisa simples branca, parecia mais jovem do que era, seus cabelos que ficavam sempre presos agora estavam soltos e caídos pelos ombros.

 

- Ah... Oi.

- Como vai, Yoongi? - Se sentou ao lado dele.

- Nada muito ruim. -Deu os ombros. - E você?

- Queria poder dizer o mesmo.

- Posso perguntar? - Olhou para ela.

- Não é uma história agradável, Yoongi. - Disse olhando para as marcas em seu braço.

- Nunca são.

- Não vamos falar disso... - Recebeu um olhar desaprovador. - Esta uma noite agradável e sou que quem deve fazer as perguntas.

- Olha, aqui e agora você é apenas uma mulher, não minha psicóloga. - Disse arqueando a sobrancelha.

- Só uma mulher? Não me considera sua amiga? - Fingiu estar magoada.

- Não é isso... É que... Bem, nunca tivemos esse tipo de relacionamento. - Disse ficando levemente corado.

 

Jian podia ver que ele estava sem graça mesmo que estivesse com o rosto virado para ela, sorriu e continuou a provocá-lo.

 

- Bom, deveríamos ter então? - Sugeriu.

 

Yoongi voltou a fita-la e se perguntou se ela estava brincando com ele.

 

- Não vejo problema.

- Okay! Sou Sun Ji An, tenho 29 anos e nasci em Jeju. - Lhe estendeu a mão.

- Min Yoongi, 23 anos e sou de Daegu. - A cumprimentou.

- O que planeja para o futuro, Yoongi-ssi?

- Sem isso de "Yoongi-ssi". - Enfatizou aspas com as mãos. - Não tenho nenhum plano, mas seria bom ter algo com os meus amigos, fazer rap nas horas vagas pode dar algum dinheiro.

- Você compõe? Vende suas músicas?

- Algumas eu vendi, mas boa parte das que fiz com NamJoon recentemente estão guardadas com ele.

- Oh, isso é legal!

- E você?

- Eu?- Começou a brincar com seus dedos. - Daqui um tempo quero estar divorciada e melhor como psicóloga, quero poder ajudar a todos.

- Acho que é a primeira vez que escuto alguém dizer que queria estar separada, nem minha mãe dizia isso...

- Acho que não é pra tudo mundo que se deve falar isso.

- E porque falou pra mim?

- Não sei, não parecia má idéia.

 

Yoongi torceu o lábio e tomou o resto do café que possuía, não entendia aonde ela queria chegar com aquilo, mas gostava de saber mais sobre a mulher que lhe cuidava.

 

- Como é?

- Ah? O que? - Ela se virou para ele.

- Cuidar das pessoas do jeito que você faz, ajudar eles com os problemas, porque quis fazer isso?

- Foi uma coisa que fiz para ajudar minha mãe, ela tem esquizofrenia e acabava comigo ver as pessoas não cuidarem direito dela, por isso resolvi que iria estudar para entender e ajuda ela.

- Como era quando você era pequena?

- Ela cuidava de mim normal, com a ajuda de uma enfermeira mas claro que vez ou outra e presenciava os ataques dela, via ela falando sozinha também mas nunca me assustei muito, sabia que ela tinha algo diferente de todos.

- Isso é incrível, se eu escutasse isso a alguns atrás acharia idiotice querer ajudar os outros a troco de nada.

- Não tem essa de "A troco de nada", Yoongi. -Seus olhos se encontraram. - Você não tem que pensar em ajudar querendo algo em troca.

- Ah, tanto faz. - Deu os ombros querendo evitar um sermão maior.

 

Jian revirou os olhos e balançou a cabeça, isso era apenas o comportamento normal de Yoongi, já estava acostumada apesar das poucas consultas que tiveram.

 

- Jian, como faço para uma pessoa importante não ir embora?

 

A pergunta surpreendeu A mulher mais que o esperado, franziu o cenho e recebeu um suspiro como resposta.

               

- Tenho uma amiga com um tipo de problema mental, ela pode sumir a qualquer instante, não quero que ela vá.

- Ah, os sentimentos podem controlar uma vida inteira Yoongi, se ela sentir ou tiver algo que ela ame mais que tudo ela não vai ir embora.

- Então se ela for é porque ela não o ama? - Pensou alto e suspirou. - Se acontecer estaremos ferrados.

- Acha que ela não ama ele?

- Acho que ama, bem, se não ama eu não sei o que é amor.

- Ninguém sabe até sentir.

- Estou bem assim, espero que tudo fique bem.

- Eu também. - Foi sua vez de pensar alto.

 

 

 

 

Taehyung apenas observava Soomyun, a garota estava com uma caixa de madeira em cima de suas pernas e a olhava fixamente.

 

- Não vai abrir?

- Não sei se devo.

- O que tem dentro?

- Lembranças...

 

Soo estava com medo, sentia que se abrisse a caixa começaria a chorar como uma criança, voltou a deixá-la debaixo na cama e quando se sentou novamente olhou para o coração feito de polaróides atrás de Taehyung, na porta de seu quarto. Sentiu suas mãos tremerem e as levou até as de Tae, as fotos que estavam ali eram apenas de seus momentos em Seul, a foto que havia tirado do apartamento, uma da rua onde Tae trabalhava, a primeira foto deles juntos estava lá marcada com uma estrela azul, sentiu seus olhos encherem de lágrimas e apertou as mãos do garoto sem perceber.

 

- Soo? - Não o olhou. - O que foi? Qual o problema?

 

Desesperou-se quando viu a primeira lágrima rolar pelo rosto da garota, respirou fundo inúmeras vezes e a abraçou, acariciando seus cabelos e suas costas em uma tentativa de acalmá-la, mas isso só a fez chorar ainda mais e apertá-lo em seus braços.

 

- Esta tudo bem, amor, não precisa chorar.

 

As coisas se tornavam ainda mais confusas na cabeça da garota, a visão embaçada a fazia se concentrar no sentimento de culpa que a tomava com mais força, precisava parar aquilo, sentia que estava acabando com a vida do garoto que tanto amava, devia ir agora. Apos conseguir acalmá-la e fazer com que dormisse, Tae saiu do quarto com o coração doendo, ver ela assim tinha o deixado mal. Tomou um longo banho e após minutos que pareciam não passar pegou no sono.


Notas Finais


Eta preula, e ai?
Parece que estamos chegando onde eu queria, será que já é no próximo? (Não lembro)

Falem comigo!! <3

Insta- @Expressive_Ocean


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...