História Butterfly - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Drama, Romance
Exibições 15
Palavras 3.947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oláa, voltei cedo novamente :3

Vou deixar bem claro que não estou satisfeita com esse capitulo, mas ta ai.


Boa leitura, leiam as notas finais.

Capítulo 24 - Stigma


Fanfic / Fanfiction Butterfly - Capítulo 24 - Stigma

"Tenho estado ferido, de qualquer maneira

Realmente, eu não posso suportar isso

Agora chore, é só que eu realmente lamento muito por você

Mais uma vez, chore, porque eu não consegui protegê-la"

 

NamJoon o abraçou assim que o garoto se levantou, nunca sentira tanto alivio ao vê-lo, os rapazes tentaram estampar seus melhores sorrisos enquanto o outro soltava o ar preso que a tantas horas o sufocava. Soltou-se dos abraços e recebeu o cumprimento de seus amigos.
 

- Onde está o Jin hyung? - Perguntou o moreno. 
 

- Ele está chegando. - Yoongi. 
 

- Como achou esse lugar? - JungKook. 
 

- Sei lá... 
 

- Vamos dar uma olhada, pega Jimin. - Hoseok entregou um graveto a ele e pegou outro. 
 

O moreno se colocou em posição de luta e partiu em direção a Jimin, que se defendeu bravamente, travando uma batalha que na visão deles era "épica", mas que na dos outros era cômico, aquilo durou mais algum tempo enquanto os outros exploravam o lugar, Kook caminhava ao lado de Tae na esperança de que lhe falasse algo.
 

- Hyung? - Olhou seu rosto. 
 

- Ah? 
 

- Há alguma coisa que possamos fazer? – Desviou o olhar das manchas rubras.
 

- Não sei... 
 

- Okay. 
 

- Obrigado por ter vindo, Jeongguk. - Passou o braço por volta de seu pescoço.

 

Kook sorriu e assentiu. NamJoon largou sua mochila debaixo de uma cobertura próxima a piscina, se sentou na beirada da mesma e começou a lançar pequenas pedras em uma parte do lugar que possuía uma grande poça de água, Jimin estava dançando com Hoseok enquanto Yoongi segurava seu celular com música no último volume. 
O silêncio de Taehyung chegava a ser perturbador já que era tão animado e estava sempre brincando, Nam olhou seu celular para checar se alguma mensagem havia chegado e se deparou com uma Jin, ele estava na trilha.

 

 

SeokJin carregava outra mochila enorme nas costas, conseguiu seguir boa parte da trilha com seu carro mas o resto era fechado demais para tentar, registrava algumas coisas com sua câmera nova que revelava polaróides como a de Soo e assim que ouviu a voz de seus meninos pegou sua filmadora e começou a gravar, se aproximou da beirada da piscina e os viu sentados ao lado de Tae no colchão, Kookie o viu e apontou, fazendo todos o notarem. 
 

- HYUNG! - gritaram e ele acenou.
 

Pulou para dentro da piscina e começou a se aproximar deles, a primeira coisa que notou foram as roupas ensanguentadas de Taehyung, engoliu a seco e se pôs a calcular seus próximos passos. Cumprimentou a todos e deu uma troca de roupas ao garoto, esperou ele se afastar para contar tudo o que deviam fazer. 
 

- Ah, ele disse algo sobre a Polícia? 
 

- Sim, ele já falou com eles. - Jimin respondeu. 
 

- Ótimo, vamos dar um tempo a ele. 
 

- Mas e a Noona? - JungKook. 
 

- Vou dar um jeito deles se verem amanhã, hoje será muita coisa pra cabeça dele. 
 

- Certo, não tive tempo de ver hotéis por ai, vamos ter que passar a noite aqui mesmo. - Nam passou as mãos em seus cabelos rosados. 
 

- Ei Hyung, trouxe algumas tintas? - Taehyung surgiu atrás dele com roupas novas. 
 

- Com certeza! Acho que temos bastante espaço por aqui. - Piscou para o mais novo. 
 

Nam caminhou até sua mochila e retirou uma sacola com algumas de suas famosas latinhas de spray, entregou uma vermelha a Tae e o deixou livre para se divertir, os garotos continuavam a brincar com tudo o que achavam, o de cabelo rosa se distraiu e sentou no chão encostando suas costas na parede, logo Taehyung estava contornando seu corpo com a tinta. 
 

- Ya! Está doido? - Nam se levantou. - O que diabos é isso? 
 

Tae não responde por simplesmente não saber também o que era aquilo,  examinou a figura e voltou a rabiscar as paredes acrescentando mais riscos ao que já estava lá. 
 

- Pikachu...? – Disse com incerteza.
 

- Pikachu?? Na onde isso parece ele? - Bateu em seu braço antes de rirem. 
 

- Parece sim! Um Pikachu grande e vermelho. – Disse apontando para as orelhas pontudas daquilo.
 

- Olha o que eu achei! - Hoseok chamou a atenção de todos. - Tem alguns carrinhos de brinquedo aqui. 
 

- Credo, deixa isso aí! - Disse Jimin. 
 

- Devem ser de crianças mortas. - Kook ria.

 

- Cala a boca Jeon. - Ralhou Jimin. 
 

- Vamos ver quem arremessa eles mais longe. 
 

NamJoon se aproximou com uma garrafa que achou no caminho e a posicionou perto da poça enorme da piscina, colocou um dos carrinhos equilibrado na mesma e buscou algo que pudesse usar como taco, Jin lhe entregou um pedaço de madeira que serviria de taco e se preparou. 
 

- 1! - Começaram. - 2!  3! 
 

E o carrinho fora jogado dentro da água, fizeram isso com todos os carrinhos e com outras coisas que acharam até enjoar e saírem em busca de outra coisa para entreter-los. Yoongi voltou a andar pela mata acompanhado de Kook. 
 

- Ah, não tem mais nada de interessante por aqui, Hyung. 
 

- Procure direito, deve ter várias coisas abandonadas e úteis. 
 

- Tipo sacolas plásticas e tampinhas de garrafa. – Ironizou.
 

- Tipo isso. - Riu. 
 

- O Tae não parece tão ruim... 
 

- Você não sabe o que ele está sentindo. 
 

- Taehyung não é de esconder o que sente Hyung, eu o conheço. 
 

- Olha garoto,  eu passei pelo mesmo que ele e não queria ninguém com pena de mim, mas ao mesmo tempo precisava de ajuda e me senti um monstro. 
 

-... Tem razão, mas o que devemos fazer? 
 

- Jin disse que daria um jeito e bom, não sei se ele pode realmente fazer algo, Tae precisa de acompanhamento médico após passar por um grande trauma e ainda corre o risco de prendê-lo. 
 

- E quanto a Noona? Jin Hyung sabe onde ela está. 
 

- Se ela for fazer algo devia começar aparecendo... - Parou de repente e exclamou. - ACHEI! 
 

- Hyung, pra que gritar? Eu to do seu lado. - Disse tapando os ouvidos. - O que é isso? 
 

- Ah... Parece uma daquelas coisas que usam nos mercados para transportar mercadoria. - Se sentou em cima do objeto de quatro rodas. - Me empurra. 
 

- Que? Sério? 
 

-  Sim, mas se eu cair se considere morto e enterrado. 
 

JungKook se posicionou atrás e começou a empurrá-lo até que estivessem em "alta velocidade" por volta da piscina e logo dentro da mesma, causando risos em todos, Hoseok foi o próximo a ser empurrando por Kook. Taehyung continuava a colorir os muros com NamJoon, SeokJin se esforçava para filmar tudo ao mesmo tempo ao lado de Jimin, que escutava e cantava algumas músicas. 
A tarde foi escurecendo o ambiente até que tudo estivesse iluminado apenas pela luz da lua. Jin reuniu a todos na casa abandonada próxima aonde havia deixado seu carro, após um longo tempo conseguiram acender uma fogueira e colocar alguns sofás velhos e bancos envolta da mesma, Nam ligou o projetor e começou a repassar tudo o que o mais velho havia filmado, Jimin providenciou as besteiras que chamariam de jantar e as bebidas. Logo todos estavam acomodados, Kook descansava com a cabeça nas pernas de Yoongi enquanto NamJoon se sentava ao lado de Jimin e Taehyung, Jin com Hoseok mais ao lado se esforçavam para cozinhar um marshmallow preso a um palito na fogueira.

 

 

Soomyun não saiu de seu quarto muitas vezes, era horrível ter que receber os olhares frios de seu pai e ouvir seus suspiros, estava deitado ao lado de Hansol quando seu celular vibrou, os assustando. O pegou e abriu a mensagem que acabara de receber de Jin.

"Jin oppa : Hey, ele parece bem, mas preciso te pedir duas coisas. Conversei com o Yoongi e ele acha que devemos convencer o Tae a procurar ajuda psicológica, você sabe o porque, mas tenho certeza de que ele não nos escutaria por isso quero pedir pra que fale sobre isso com ele... Amanhã vou levar todo mundo até o Porto, pode aparecer por lá? "
 

- Você vai,  não é? - Hannie. 
 

- Sim... – Disse terminando de ler a mensagem.
 

"Soo : Oppa, ele está ferido? A Polícia fez algo a ele? Amanhã nos encontramos, mas que horas? "
 

"Jin oppa : Vou levar eles assim que acordar, mas vamos passar o dia na praia. Ele não está ferido e disse que já pegaram o depoimento dele e que iram apurar tudo. Você está bem? Está machucada? "
 

"Soo : Estou bem."
 

"Jin oppa : Descanse bem, ok? Amanhã nos vemos. "
 

"Soo : Okay, descanse bem oppa. "
 

- Como se sente?
 

- Ah Hannie, estou morrendo de ansiedade. 
 

- Devíamos ir dormir, amanhã será um dia difícil. 
 

Soo levantou-se e pegou cobertores dentro do armário, os abriu e jogou em Hansol antes de voltar ao lugar que estava e aconchegar o moreno em seus braços.

 

 

 

Jin olhava os polaróides que havia conseguido durante o dia, suas preferidas era uma que havia tirado de NamJoon e  Taehyung ao lado da obra de arte do mais novo, uma de JungKook ao lado de Hoseok e Yoongi e outra de Jimin dançando. Os garotos bebiam e riam dos vídeos refletidos em uma das paredes atrás do sofá quando Jin chamou a atenção de todos mostrando uma foto que havia tirados de todos quando estavam sentados na beira da piscina, o que mais chamava sua atenção era o fato de Tae estar em cima de um trampolim quebrado, a mostrou a Hoseok. 
 

- Acha que ficou boa? 
 

- Sim, gostei bastante dela. – Assentiu.
 

- O que acham? - O mostrou para Jimin e Tae.
 

Ambos apenas assentiram com um pequeno sorriso. Yoongi parecia distante enquanto mantinha aceso um isqueiro que havia achado mais cedo, JungKook sentiu o cheiro de gás que aquilo liberava e voltou sua atenção para o outro, tentou chamá-lo mas não fora ouvido, então se virou e apagou a chama com um sopro. 
 

- Devíamos ir dormir? - Yoongi olhou para todos. 
 

- Sim, estou morto. - Hoseok se espreguiçou. 
 

- Então vamos, o banco de trás e nosso. - Jimin se levantou o puxando.
 

- Okok, o sofá é meu. - Nam se levantou. 
 

- Banco da frente. - Jin. 
 

- Vou com o Tae. - Kook subiu com o mais velho na traseira e se jogou em uma das mochilas. 
 

- Posso dividir ele com você. - Nam se deitou ao lado de Yoongi.

 

"Mais profunda, mais profunda, a ferida só fica mais profunda

Como pedaços de vidro quebrado que eu não posso reverter

Mais profundo, é apenas um coração que se machuca todos os dias

Você, foi punida no meu lugar

Você, que era delicada e frágil."

 

 

 

Hansol se via desesperado após a mãe deixar o quarto, nem mesmo ela teve coragem de acordar a garota, ela parecia tão cansada que tinha pena de fazer aquilo, mas era preciso.

 

- Soo... - Hansol tentava acordá-la. - Droga, ela vai se matar! MYU! 
 

- AH? - Se levantou rapidamente. - O que foi? Você me chamou de Myu??? Faz anos que não ouço isso. 
 

- Sabe que horas são?? - Perguntou corado por ter usado um apelido tão infantil. 
 

- Não, deve ser bem cedo, o celular nem despertou ainda. 
 

- Já passa do meio dia!- Mordeu o lábio para prender um riso.
 

- Que? 
 

- O seu celular não despertou. 
 

- Fuck! - Exclamou enquanto corria até seu armário e pegava algo decente para vestir. - Se arruma logo Hannie, Jin vai me matar e depois eu vou me matar. 
- Esta tudo bem, crianças? - SunJi abriu a porta novamente. - Vocês dormiram demais. 
 

- Mãe! Eu to atrasada, ai meu Deus! - Soomyun corria de um lado para o outro enquanto trocava suas roupas. - Vai logo, Hansol! 
 

- To indo. - Saiu do quarto. 
 

- Esta atrasada para o que? - A mais velha se pôs a arrumar a cama. 
 

- Tenho que encontrar os meninos na praia, eles estão com o Taehyung. 
 

- Taehyung...? O que veio aqui em casa? Seu namorado. - Concluiu. 
 

- Ele veio aqui...? 
 

- Sim, quando você desapareceu, ele gosta muito de você Soo. 
 

- Eu também mãe, acho que bem mais do que posso explicar. - Parou e começou a arrumar seu cabelo. 
 

- Ele está bem? Deve ter sido horrível ficar sozinho após tudo aquilo. 
 

- Eu não sei ao certo, preciso ver ele pra ter certeza. 
 

- Então se apresse ele deve estar te esperando. - Sorriu.

 

 

 

"Não consegui dormir direito mais uma vez, fui acordado com o som do carro partindo, Jin acordou extremamente cedo e junto dos mais velhos começou a organizar tudo para o próximo dia. Fizemos uma pausa em um posto de gasolina, onde NamJoon reabasteceu o  carro enquanto Hoseok ia a loja de conveniência, olhei pela janela na parte de trás Yoongi posar com Jin para uma foto, suspirei e mal notei que Kook dormia nos meus pés e Jimin ao meu lado. Me viro e tento voltar ao sono mas nada adianta, escuto quando Hoseok deixa um pacote de compras aos pés de Jimin e cobre o mesmo antes de voltarmos a estrada. 
- Já estamos voltando? - Kook se senta e esfrega os olhos. 
 

- Acho que não.
 

- Ah... Estou com fome. – Murmurou.
 

- Deve ter alguma coisa nessa sacola. - Aponto para o lado dele. 
 

O garoto a estica mão e pega um pacote de biscoitos de chocolate, do qual abre e oferece a mim, aceito e volto a me concentrar na estrada. 
 

- Acho que estamos indo pra praia. - Disse o garoto. 
 

- Está meio frio pra ir à praia. 
 

- Sim, mas o Jimin sempre diz que as praias daqui eram bonitas, como a de Yeosodo. 
 

- Duvido. 
 

- Ah, sei lá. - Riu. - Faz tempo que não vou à praia, vai ser legal. 
 

- Tem razão. 
 

- Hyung... Você quer ver a noona? - Perguntou baixo. 
 

- Ela já aparece pra mim toda noite, por mais que eu não queira. 
 

- Mas ver ela não seria uma coisa boa? 
 

- Jeongguk, eu a assustei, ela tem medo de sangue e eu matei uma pessoa na frente dela, como acha que estamos nos sentindo? - Desabafou tentando manter o tom de sua voz controlado. 
 

- Desculpa... Eu só achei que ver ela ajudaria. 
 

- Talvez. 
 

Jimin se mexeu ao meu lado nos assustando, mas logo voltou a dormir dessa vez encostado-se a mim. Suspirei e voltei a olhar pela estrada. 
A verdade é que eu não queria vê-la, pois tinha medo de machucar-la, ficar perto deles já estava difícil, não consigo parar de pensar em dar um fim nisso, dar um fim a mim mesmo e deixá-los livres logo de qualquer sentimento ruim que possam carregar ao me ter ao lado. "

 

"Me desculpe, meu irmão

Mesmo que eu tente esconder ou ocultar, isso não pode ser apagado."

 

 

O carro estacionou após atravessar uma ponte, Yoongi foi o primeiro a saltar do carro e se espreguiçar, andou até os garotos na parte de trás do carro. 
 

- Acordem! - Chutou o pneu e bateu nas laterais.
 

- Já estamos acordados, Hyung. - Ralhou Kook. - Onde estamos? 
 

- Do outro lado de Busan, meio longe da cidade e bem mais tranquilo. - Disse Jin. 
 

- Jimin acorde, já chegamos. - Hoseok alisava os cabelos do menor. 
 

- O deixe ele dormir, vamos dar uma olhada por ai. - NamJoon seguiu Jin.
 

Kook deixou a caminhonete e começou a se afastar enquanto conversava com Yoongi, Taehyung deixou Hoseok cuidando de Jimin e seguiu NamJoon. 
Yoongi voltava pelo caminho que fizeram, passaram por uma pequena ponte de ferro mas o mais novo preferiu se sentar e observar o mar enquanto o outro fazia alguma coisa. 
 

-Ah, esse lugar é tão calmo, ate as ondas são silenciosas. 
 

- É me lembra uma pessoa. 
 

- Quem? - Yoongi se abaixou ao lado dele. - Jian, a pessoa que não me deixa enlouquecer. 
 

- Entendo, queria que a Lala estivesse aqui. 
 

- Ela deve estar se divertindo em Paris. 
 

- Sim. 
 

- Acho que devíamos voltar. - Avistou Hoseok acenando. 
 

- Ok. 
 

Levantaram-se e correram até eles, voltaram para dentro da caminhonete e retomaram seus lugares, mais velhos dentro e mais novos na caçamba, com seus braços esticados e musica alta ecoando pela praia deserta.

Jin estacionou o carro próximo ao mar e todos saíram, alguns se aproximaram da água e outros apenas apreciavam a paisagem, o mais velho encostou-se à frente do carro e ligou sua filmadora, devia ter filmado coisas o suficiente para fazer um filme e talvez quisesse mesmo fazer isso. Estava tudo planejado, mas Soo ainda não havia dado sinal de vida, conversou diversas vezes com NamJoon e teve todo o tempo da viagem para pensar no futuro, queria que seus amigos aprendessem a sobreviver naquele mundo mas ele mesmo não sabia como fazer isso, não era como se fossem parar de se ver ou algo do tipo, queria apenas que começassem finalmente a correr rumo ao futuro, coisa que pareciam ter medo. 
 

- Vamos lá, Hyung! - Virou a câmera para o lado e viu Jimin puxando Nam. 
 

- Pra que isso? - Perguntava o de cabelos rosados. 
 

- E porque não? 
 

- Porque gosto de ficar parado.
 

- Só uma vez! – Deixou sua face fofa surgir.
 

- Ele acabou de acordar, recuperou as energias e não vai parar tão cedo... -Explicou Hoseok. 
 

- Aigoo, está bem. 
 

- Eu conto! - Kook se posicionou no meio deles e ergueu a mão. 1... 2... 3! 
 

Ambos começaram a correr em linha reta enquanto os que ficaram para trás torciam por um dos corredores, a corrida acabava quando um deles desistia, coisa que NamJoon não fez. 
 

- YEEA! Hyung venceu e eu também! Pode passar algum dinheiro! - Tae estendeu a mão para o moreno ao seu lado. 
 

- Okay, Jimin me deve essa. - Hoseok pegou algumas moedas em seu bolso e as entregou ao garoto, que sorriu. - YA, PARK JIMIN, QUEM TE DEIXOU PARAR DE CORRER??ACABO DE PERDER UMA APOSTA!!!
 

- DESCULPE! - Pediu rindo. 
 

Logo ambos voltavam para a companhia dos outros, se sentaram envolta do carro e distribuíram os lanches comprados mais cedo, Yoongi se juntou a NamJoon e compartilharam uma das letras que tinham feito algumas semanas atrás enquanto Hoseok fazia os efeitos sonoros com seu beatbox, os mais novos observavam tudo atentos junto da lente de Jin. Quando terminaram partiram para outra parte da praia, o mais velho fazia a vontade dos garotos dirigindo perigosamente e fazendo manobras durante o percurso. A alguns metros de um antigo píer o carro parou mais uma vez, aquele lugar chamou a atenção de Taehyung pelo fato de ter uma espécie de andaime virado para o mar, que se destacava de qualquer outra coisa na paisagem e intrigava o garoto. 
 

- Se juntem aqui! Vou tirar uma foto. - Jin apontou para frente do carro. 
 

Os garotos se abraçaram e tiraram a foto, depois Jin se juntou a eles e tirou uma selca. Voltaram a apostar corridas e desta vez até o píer, Yoongi foi o primeiro a chegar e se sentar na beirada acompanhado de Jimin e Kook, que balançava suas pernas no ar animadamente. 
 

- Oh, o mar ficou agitado. – Comentou Jimin.
 

- Acho que o clima está mudando... Começou a ventar. - Comentou o de cabelos esverdeados. 
 

- Acho que esses dias foram os mais divertidos e inusitados que já tive em Busan. - Jimin olhou para Jin ao seu lado. - Vamos fazer isso mais vezes, certo? - Hoseok. 
 

- Ah... Não sei, Jin e eu planejamos esses dias como nossa última "Viagem de resgate". - Nam os olhou. 
 

- Por quê? Mal participamos das outras. 
 

- Acho que está na hora de nos tornamos adultos de vez, por mais chato que isso seja. 
 

- Não to muito afim disso. - Comentou o mais novo. 
 

- Ah, mas não vai acontecer nunca mais? 
 

- Não com a mesma frequência, é que eu, assim como vocês tenho planos e como sou o mais velho devo dar exemplos a vocês, certo? - Jin coçou a nuca meio desconfortável. 
 

- Tem razão. - Yoongi suspirou. - Mas por que tem esse nome mesmo? 
 

- Acho que não me lembrei de contar a vocês, mas é algo do tipo: Resgatar sentimentos perdidos! Já se deu conta do quanto de coisas deixou de sentir por causa dos seus problemas? Não podemos trazer tudo de volta, mas dá pro gasto. - O mais velho riu. 
 

- Tem sentido. 
 

De repente o celular de Jin vibrou, o assustando. Desbloqueou e visualizou a mensagem de Soomyun. 
 

"Soo: Oppa, estou na praia, onde vocês estão? "
 

Entregou a câmera para NamJoon e começou a escrever. 
 

"Jin : Soo! Está atrasada! Estamos no pior na parto Sul da praia. "
 

"Soo : Chego aí em 5 minutos! Como ele está? "
 

Olhou envolta a procura do rapaz, mas não o achou, perguntou aos outros e quando o achara ele subia no andaime, que de perto parecia do tamanho de um prédio destruído por algo poderoso. 
 

- NamJoon,  o que ele está fazendo? 
 

- Ah, não sei. 
 

- Não tenho um bom pressentimento quanto a isso.  - Yoongi. 
 

- Droga. - NamJoon se levantou. 
 

- Calma! Se assustar ele vai acabar o derrubando. - O menor disse. 
 

"Jin : Soo, preciso que se apresse, Taehyung vai fazer alguma coisa. "
 

A mensagem apenas fora visualizada.

 

 

“Começo a correr em direção ao píer, que parece estar mais longe que o normal, Hannie está logo atrás de mim com um olhar de dúvida, já que do nada comecei a me desesperar. Taehyung não podia fazer nada, não agora que eu estava tão perto de tê-lo de volta, não agora que eu tinha retomado todas as direções certas. 
 

- Myu! O que houve?- Gritou.
 

- Precisamos chegar logo, Jin oppa disse que ele vai fazer alguma coisa. 
 

- Isso não parece bom. 
 

- Não é! 
 

Subimos uma escadaria até alcançar o píer e visualizar os garotos, procurei por ele mas não parecia estar perto dos outros, parei de correr e diminuiu os passos. 
 

- Noona, não é ele ali? 
 

Hansol apontou para o topo do andaime e senti meu coração falhar, os meninos começaram a pedir para que ele descesse, mas tudo o que tiveram como resposta foi um olhar dele, o primeiro passo foi dado e eu já corria novamente. O vento me ensurdecia e balançava as roupas de Taehyung, Jin me avistou e se levantou também após avisar os outros. 
 

- Taehyung!!  - Chamei. 
 

Mais um passo foi dado, o meu Deus, não. 
 

- TAEHYUNG! - Mais um e ele se encontrava na beirada. - TAEHYUNG, NÃO FAÇA ISSO!!! 
 

Minhas palavras não foram ouvidas. O salto fora dado quando eu já estava pronta para subir atrás dele. Lágrimas começaram a escorrer pelo meu rosto enquanto eu caminhava até a beirada, ele não podia ter morrido, não podia ter feito aquilo! Não pode! Por que ele não sobe? 
Retiro minha bolsa e a jogo no chão, fazendo o mesmo com o meu casaco logo em seguida.
 

- Soomyun!Espera! - Alguém gritou. 
 

Eu não podia esperar mais. "

 

"Essa luz, essa luz, por favor ilumine meus pecados

Onde eu não posso voltar o sangue vermelho está fluindo

Mais profundo, sinto que estou morrendo todos os dias

Por favor, deixe-me ser punido

Por favor, me perdoe pelos meus pecados

Por favor."


Notas Finais


Doeu? Quanto?

GENTE!! Vcs vão pro show ?? Falem comigo, segue no insta (@expressive_ocean), vamos nos ver!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...