História Butterfly - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Nanjin, Taekook, Vkook, Yoomin
Exibições 64
Palavras 1.856
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá leitoras lindas, aqui estou novamente postando mais um capítulo que espero que possa agradar e passar para vocês o quanto é lindo o sentimento desses dois um pelo outro.
Escrevi esse capítulo tentando expressar o melhor possível cada momento, e por isso acredito que ficou um tanto açucarado, o que eu não consigo evitar quando se trata de Vkook.
Esperem que gostem, boa leitura.

Capítulo 37 - O coração fala o que não pode ser dito em palavras...


Fanfic / Fanfiction Butterfly - Capítulo 37 - O coração fala o que não pode ser dito em palavras...

 

 

 

 

 

Quando você me disse

Eu posso ficar aqui eternamente em seus braços

 

Eu tive certeza, não há como deixar você ir agora

Eu nunca verei esse dia

Porque eu estou te guardando

Sempre e para sempre

 

 

 

 

Taehyung

 

 

“Não, isso só pode ser brincadeira do destino tentando dificultar minha vida... mas... ele se lembrou... ele lembrou de mim. O que eu faço?”

 

Sequer terminei de ouvir o rapaz me falando que Jungkook tinha se lembrado, voltei mais que rapidamente para meu carro e voei ao encontro de meu amor.

Quando cheguei desci do carro e deixei que meu coração me guiasse na direção correta. Entrei na lanchonete, olhei ao redor, e sentado próximo ao balcão lá estava ele. Parecia perdido em pensamentos enquanto tomava um suco.

Aproximei-me lentamente e sentei-me na cadeira a seu lado.

- Kookie. – Disse sentindo o choro engasgado em minha garganta.

Ele olhou imediatamente, seus olhos estavam arregalados, então num impulso, jogou-se em meus braços, colocando os seus em volta do meu pescoço.

- Tae, Tae você veio... – E começou a chorar sentido. Meu coração apertou, como também apertei o abraço em torno dele.

- Kookie, você não imagina o quanto senti falta desse abraço.

- E você não sabe o quanto sofri sentindo um vazio todos os dias sem saber o porquê e nem porque eu chorava de repente sem nenhum motivo aparente. Mas agora eu sei, eu chorava porque não tinha você comigo, não podia sentir seus braços em volta de mim... não podia sentir o gosto de seus beijos...

Afastei-me um pouco para poder olhar sua face e então me aproximei devagar, encostando meus lábios aos seus e aos poucos aprofundando o beijo, sem pressa, sem medo, com muito amor...

 

 

 

Nós ficaremos juntos todos os nossos dias

Quero acordar toda manhã

Com seu doce olhar sobre mim

E meu coração...

Eu ainda posso ouvir uma batida alta para cada vez que você me beija

 

 

- Meu amor, nunca mais vou ficar longe de você, nunca mais iremos a qualquer lugar sem a companhia um do outro, nunca mais deixaremos de ser um só.

Disse eu enquanto ainda o beijava. Kookie gemeu e então depois de um suspiro disse.

- Sabia que você faz tanta falta para mim quanto o ar que eu respiro e que por isso todos os dias, antes de me lembrar de você, eu sofria com falta de ar?

- Você é tão lindo que não sei se te beijo ou te mordo.

Ele sorriu lindamente e fechando os olhos continuou:

- Puxa, eu estou tão feliz, que se morresse agora, iria direto para o paraíso.

Coloquei um dedo sobre seus lábios, o interrompendo e disse:

- Nunca mais diga algo assim, você não sabe o inferno que vivi quando você sofreu aquele acidente.

Ele abriu os olhos e fez uma expressão triste.

- Me desculpe, eu não sei mas posso imaginar, porque com certeza se fosse com você que tivesse acontecido o acidente, eu iria querer morrer também.

Balancei a cabeça negativamente e encostei minha testa a sua dizendo.

- Não vamos mais falar sobre coisas tristes. Vamos para casa agora mesmo.

Ele abriu novamente seu lindo sorriso e me abraçou.

 

Partimos então em meu carro, e durante toda viagem, pude sentir que Kookie me olhava sem parar. Olhei para ele e confirmei minha suspeita, então sorri para ele.

- E aí, tá apreciando seu lindo namorado? – Perguntei provocando-o.

- Não, estou apreciando meu futuro marido.

Quase causei um acidente, fazendo o carro frear bruscamente, e então parei no acostamento.

- Kookie, do que você me chamou?

Ele mordeu o lábio e sorriu sapeca em seguida:

- Eu disse, meu futuro marido.

Eu o olhava pasmo, achei que eu é que tomaria a iniciativa de chama-lo de... meu marido.

 

E quando nós estamos separados

Só eu sei o quanto sinto sua falta,

Eu posso sentir o amor dentro de mim pulsando e me dando vida.

Em seus olhos posso ver meu rosto apaixonado refletido.

Eu não colocaria nada mais no mundo acima de ti.

 

 

 

________________**_______________**______________

 

Chegando em casa, ao entrarmos, Kookie parou na porta e suspirou.

- Essa casa me traz tantas lembranças boas e ruins.

- É, eu sei, mas de agora em diante só teremos lembranças de momentos felizes e de muito amor.

Disse eu, beijando-o de forma apaixonada em seguida.

- Benvindo de volta, meu amor.

Ele então entrou hesitante, olhando para todo canto do imóvel, e depois olhando para mim.

- É bom estar de volta.

- Muito bem, então vamos tomar um banho agora para relaxarmos e curtirmos um ao outro abraçados de conchinha na cama.

Ele sorriu com a língua entre os dentes e fez que sim com a cabeça.

Então tomamos nosso banho e fizemos conforme o planejado. Vestimos nossos pijamas, e após comermos algo, fomos direto para a cama, onde adormecemos envolvidos nos braços um do outro.

Isso mesmo, dormimos como anjos sem nada aprontar, pois ainda que estivéssemos sedentos um do outro, estávamos exaustos, desgastados por todo o sofrimento que passamos até esse momento em que finalmente pudemos voltar a sentir o calor um do outro.

 

 

Jungkook

 

Eu sinto meu coração batendo

Eu sinto meu sangue bombear

É um amor que vem acima de tudo

E isso é tudo ou nada

Que o amor seja a razão para a respiração

Que o amor seja a luz em seu olhar

Porque você e eu não precisamos de uma razão

Para cairmos no amor esta noite

 

Será que estou sonhando ou isso está acontecendo de verdade? Eu nos braços de quem amo, sentindo-me preenchido e feliz como nunca.

Eu amo tanto essa pessoa que chega a doer, como posso pelo menos imaginar viver sem ele?

Nada mais importa para mim nesse mundo do que estar ao lado de Tae, e poder mostrar a ele o quanto o amo, o quanto o quero e que minha vida pertence a ele.

Cada dia que passei sem ele, foi como se estivesse sobrevivendo, sem o necessário para viver de verdade. Tae é como a essência de meu ser, a razão para acordar todos os dias, o motivo para eu seguir em frente.

 

Quando acordei pela manhã, abri lentamente os olhos e olhei para o lado, onde vi Tae dormindo como um anjo. Aproximei-me dele e beijei seus lábios, sentindo em seguida algumas lágrimas rolarem por meu rosto.

“Se você pudesse medir o quanto te amo, garanto que não acharia nada nesse mundo que equivalesse a essa medida.”

Suspirei ainda olhando para ele, depois me levantei e fui para a cozinha preparar algo para comermos.

Eu estou aqui ainda tentando separar fantasia da realidade, como num sonho.

E agora sei o quanto preciso dele comigo, me fazendo sentir a realidade, para segurar a minha mão nos momentos que estiver quase enlouquecendo.

Ele é tudo que eu tenho, e tudo que desejo manter.

É o modo como ele me faz sentir, é o modo como ele me entende.

Ele é meu amante, ele é meu amigo e quando eu olho dentro dos seus olhos

vejo como eu me sinto por dentro, como o homem que eu quero ser.

Ele é tudo que eu sempre precisarei. O amor que nós compartilhamos é inexplicável,  ele é a luz que procuro.

 

Depois de algum tempo, enquanto eu ainda estava montando a mesa, Tae apareceu encostando-se ao batente da porta ainda sonolento.

- Bom dia.

Disse esfregando os olhos. Olhei-o sentindo algumas borboletas em meu estômago como no dia em que confessei meu amor por ele e sorri, respondendo em seguida.

- Bom dia meu amor.

Ele veio cambaleando em minha direção e abraçou-me:

- Estou com medo que isso seja um sonho e que eu acorde de repente, e você não esteja aqui realmente.

Interrompi-o com um beijo apaixonado dizendo em seguida:

- Eu estou aqui e sou real. E se quiser posso te dar mil beijos iguais a esse para te provar que é verdade.

- Garoto, você está em apuros.

Disse ele pegando minha mão e puxando-me em direção ao quarto.

- O que você está pensando em fazer comigo?

Disse eu sorrindo. Tae me olhou com uma cara sapeca, e disse.

- Eu vou te punir por ser tão lindo e fofo.

Senti uma ansiedade gostosa tomar conta de meu coração, e então notei o quanto meu corpo sentia falta de Tae.

 

Aqui estávamos nós, buscando um no outro o necessário para saciar nossa fome de amor e prazer.

 Praticando amor entre estes lençóis e tudo o que eu preciso fazer é abraça-lo e meu coração se acelera, eu mal estou o tocando e já posso sentir minha respiração se alterar.

- Deixe que eu mostre o meu amor por você, o quanto ele é intenso. – Disse ele enquanto seguia beijando-me o pescoço.

Em uma fração de segundos meu corpo tremia todo. O fogo toma conta e o coração denuncia com os batimentos acelerados a minha paixão… 
Desejo de estar junto que faz arder em fantasias e o tempo para… 
Nesse momento de paixão, meu momento de fraqueza, é impossível, eu sei.
Não posso controlar o desejo que é mais forte.

Tinha sede de toque e o toque era tudo…
De olhar em olhar despontava um desejo incontido e a pele dele era a melhor sensação que poderia ter nas pontas de meus dedos e por todo o meu corpo, enquanto o abraçava.

Tae seguia beijando-me o corpo inteiro, enquanto eu suspirava e gemia tentando manter a sanidade.

E quando alcançou minha virilha, provocou-me arrepios passando a língua próximo à meu membro, voltando para meu abdômen e depois descendo de novo, até finalmente começar a me chupar. Soltei um gemido, junto a uma respiração cortada e difícil pelo êxtase que me tomava, mordia o lábio agoniado e excitado ao mesmo tempo, enquanto agarrava-me em seus cabelos.

Depois ele subiu e olhando-me nos olhos, sentou-se sobre mim, então alcancei suas nádegas e comecei a prepara-lo com o lubrificante que ele já tinha providenciado de alguma gaveta próxima.

Quando o penetrei, foi como se fogos de artifício explodissem em minha cabeça, me fazendo ficar zonzo e quase gozar imediatamente. Parei um pouco e respirei fundo, guiando em seguida o ritmo dos movimentos com ele sobre mim. Depois de algum tempo já estávamos ofegantes e então Tae se debruçou sobre mim, beijando-me os lábios.

Ah, não há nada como sentir o prazer de estar dentro dele, proporcionando prazer e recebendo prazer. Seguimos nos amando por mais alguns minutos, quando finalmente nos desfizemos num clímax mútuo, nos abraçando em seguida, enquanto nossa respiração se normalizava.

 

Tomamos banho e fomos para a cozinha em seguida tomar nosso café da manhã. Não parávamos de olhar um para o outro, e sem dizer nenhuma palavra, nossos olhos diziam tudo. Também sorríamos, porque era inevitável demonstrar o quanto estávamos felizes.

Depois do almoço, decidimos dar uma volta pelo shopping, como todo casal de namorados faz e assistimos a um filme, indo depois praticar um pouco de boliche.

Não sei como explicar, mas é como se tudo fizesse sentido. O motivo de eu ter nascido, foi para pertencer a ele, e amá-lo infinitamente.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Muito obrigada a todos que tem me acompanhado até aqui e aos que favoritaram recentemente, vocês me dão ânimo e motivo para continuar expressando meu amor por esses dois por meio dessa história. kisses a todos. <3<3<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...