História Butterfly - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Hentai
Exibições 4
Palavras 1.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Seria amor ou psicopatia?


Fanfic / Fanfiction Butterfly - Capítulo 2 - Seria amor ou psicopatia?

Joy acordou em uma sala escura, úmida e quente, iluminada apenas por uma pequena janela que ficava no canto de uma das paredes.A menina estava amarrada em uma cadeira com a boca tampada por um pano preto.A porta do quarto se abriu e um homem alto,magro,pálido,com uma camisa preta, uma calça vermelha e um tênis branco entrou na sala e se sentou em uma cadeira que estava perto de Joy.Ele começou a olhar fixamente para  a garota e deu um riso meio doentio.

-Joy!Quanto tempo!A última vez que nos vimos foi quando mesmo?Ah sim,quando eu matei seus pais.

A menina não acreditava que estava ouvindo aquilo.Ela viu os pais serem assassinados e o psicopata que fez isso estava na sua frente. A menina começou a chorar desesperadamente e implorou por liberdade.

-Você acha que eu vou te liberar assim?Nunca!Do que adiantaria eu te soltar para você ir correndo para o seu "Yoongi-Oppa".

-NÃO!Por favor, ele não, ele não sabe de nada e também não tem culpa.- A garota implora e começa a chorar.

-Tudo bem então.Mas se ele começar a entrar na sua vida...você já sabe.

O homem se aproxima do rosto da menina e dá um beijo no canto de sua boca. Ao se afastar ele joga a cadeira que estava sentado no chão e se dirije em direção a porta.

-Ah, já ia esquecendo, a partir de agora me chame de Tae-Oppa.

O homem sai e deixa Joy trancada sozinha.A garota começa a chorar e de repente seu celular toca. Ela começa a se balançar na cadeira para tentar se soltar mas acaba caindo e perfurando a perna em vários  pregos que estavam no chão. A garota grita de dor e a porta se abre novamente.Era outro homem, dessa vez, mais baixo, com o cabelo castanho e mais musculoso.Ele levanta a menina e tira o cabelo de seu rosto, dá um beijo em sua testa e à  abraça.

-Joy,você está bem?

-Quem é você?Por favor, não me machuque.

-Calma, não tô aqui para te machucar.O Taehyung já saiu, vim te ajudar a sair daqui.

-Qual é seu nome?- A menina fala tentando não gritar de dor.

-Isso não importa.Prometi aos seus pais proteger você, e é isso que eu vou fazer.

O homem desamarra a garota, retira um pano branco do bolso e enfaixa a ferida da garota. Joy fecha os olhos quase desmaiando de dor e o homem à pega no colo.Ele abre a porta olhando para os lados e corre até a saída. Ao sair do prédio, o homem coloca a menina dentro de um carro e a   menina desmaia.Ao acordar, Joy percebe que estava em outro lugar, dessa vez, um apartamento claro, ventilado, com poucos móveis e alguns quadros na parede.O rapaz coloca a garota em uma cama grande e espaçosa. A menina abre os olhos e novamente o homem está cuidando de suas feridas.

-Por que você está agindo desse jeito?

-Joy, não tinha percebido que você tinha acordado.Quer alguma coisa? você está melhor?

-Para com isso,me responde logo.Por que está me ajudando?

-Desculpe, não posso falar, é pela sua segurança.

-Onde eu estou?

-Na minha casa.

-Por favor, eu quero sair. A Kim e o Suga devem estar preocupados comigo.

-Joy, pelo amor! Tem um psicopata atrás de você e tu tá ai preocupada com duas pessoas que estão fora de perigo.Me agradeça por te tirar de lá, vai saber o que ele faria com você.

-Tem razão, me desculpe. 

-Bom, você não pode voltar para Seul pelos próximos dois meses ou enquanto o Taehyung estiver procurando você.

-Pera aí, eu não posso voltar para onde?

-Seul.

-E onde eu tô?

-Busan.

-QUÊ?!

-Eu tive que tirar você de Seul para poder despistar ele.

-Como você me achou?

-Simples. Meu primo estuda na mesma faculdade que você, então eu só precisei ficar te observando.- O homem fala concentrado na ferida de Joy.

-Nossa, isso aqui tá parecendo aqueles dramas ou então aquelas Fanfics que eu leio.

Os dois riram e  ao terminar o curativo, o Homem pegou um cobertor e cobriu a menina.

-Você ainda não me disse seu nome.

-Me chame de Rabbit.

-Por que eu te chamaria de coelho?

-Porque sim.Vai dormir que tá tarde.

O homem dá um beijo em sua testa e se direciona ao interruptor para desligar as luzes. Antes de sair o homem se vira para o lado da cama.

-O banheiro fica ali e se sentir fome a cozinha é a segunda porta a direita.

-Ok. Obrigada.

-Ah, é se quiser alguma coisa, meu quarto é o último do corredor.

A menina balança a cabeça e o homem sai do quarto batendo a porta levemente.A menina se levanta com muita dor e vai até uma cadeira onde estava suas coisas. A garota começou a revirar as coisas procurando seu celular.Ao encontrar, Joy tenta liga-lo mas percebe que ele estava sem a bateria.A garota indignada vai mancando até o quarto do "Coelho" e abre a porta violentamente.

-AH!!!

Quando Joy entrou, o garoto tinha acabado de sair do banho e com o susto ele deixou a toalha cair . A menina ficou corada e saiu do quarto imediatamente.

Joy tenta correr mas é impedida pela dor e  anda o mais rápido possível para chegar ao 'seu quarto'.Ao entrar, a garota deita em sua cama , se enrola no cobertor e tenta esquecer a cena que acabou de ter.

-Caramba Joy, por que justo naquele momento? -A garota resmunga e o garoto bate na porta.

-Eh...com licença.

-Cla-Claro...

-Por que entrou no meu quarto daquele jeito?

-Me desculpe, eu só queria a bateria do meu celular.

-Está bem, mas promete não fazer mais isso?

-Sim e para com isso, por favor.

-Isso o quê?

-Falar desse jeito, me lembra minha mãe.

-Ah sim, me desculpe.

-Bom, preciso ir dormir agora.

- Eu também, estou bem cansado.

-Boa noite Joy.

- Boa noite.

O garoto sai e a menina cobre cabeça com o cobertor.

-O quê esse homem quer comigo? E porque eu fico nervosa quando chego perto dele?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...