História By My Boss - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Alfredo Flores, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber
Tags Romance, Sexo, Violencia
Exibições 275
Palavras 1.388
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bueeeeenas <3






NOTAS FINAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIS!

Capítulo 25 - Belllla


Fanfic / Fanfiction By My Boss - Capítulo 25 - Belllla

Justin povs:

Eu dirigia pra casa com uma enorme vontade de vê-la, ela sempre ficava ainda mais bonita quando se arrumava pra sair comigo, tenho orgulho de dizer por ai que ela é minha mulher. Eu tinha me arrumado na empresa pra não perder tanto tempo, estava satisfeito comigo mesmo, a reunião tinha sido um sucesso, a festa sairia como o planejado e amanha mesmo o shopping começaria a ser construído.

Entrei no estacionamento do prédio e na minha cabeça veio a ideia de se mudar, ir pra um lugar que não seja apertado pois logo chegaria o bebê e eu queria conforto pra todos nós, posso morar na cobertura mais queria um lugar mais família, pra mim os pros amores da minha vida.

Enquanto eu subia pelo elevador meu pensamento trabalhava na surpresa que fiz pra Bella, ela iria ficar maluquinha, mas tenho certeza que ela vai amar, e que vai dizer sim. Isso mesmo, hoje a noite irei fazer a famosa proposta, iria pedi-la em casamento.

 

Quando entrei em casa encontrei minha pequena assistindo a tv enquanto Samantha cuidava dela.

-papai- ela correu ate mim no momento que me viu- você está tão bonito.

-não quanto você minha filha- dei um beijo na cabeça dela e a peguei no braço- cadê sua mãe?

-ela está lá em cima ficando super bonita pra você- falou num folego só me fazendo rir.

Escutei passos e quando olhei em direção a escada lá estava ela, maravilhosa era uma palavra muito simples pra definir como ela estava. Ela usava um vestido logo de renda que tinha um decote entre os seios, o cabelo estava solto com cachos a maquiagem simples como sempre.

-como estou?- perguntou quando chegou perto o bastante pra mim sentir seu cheiro

-perfeita- ela deu um sorriso lindo que me fez ficar encantado- temos que ir.

-Samantha você vai colocar a Kattie pra dormir?- perguntou enquanto dava um beijo na cabeça da nossa princesa.

-vou sim, agora vão, tomem cuidado.

 

Eu dirigia calmamente, não tinha pressa alguma de chegar, tocava uma musica no radio que eu desconhecia, mas parece que Bella sabia a letra de co pois ela cantava baixinho. Vez o outro ela me olhava e dava um sorriso lindo, mas tinha algo que ela me escondia, eu percebia isso. Bela parecia pensar se devia ou não contar, segurei a mão dela e continue a prestar atenção no caminho desviando aquele pensamento.

O local da festa estava simplesmente deslumbrante, o pessoal que foi contratado pra fazer a decoração tinha trabalhado super bem. Descemos do carro e segurei o braço da minha Bella.

-eu queria te dizer uma coisa- ela me encarou e respirou fundo- hoje de tarde uma advogada ligou lá pra casa.

- o que queria?- isso era estranho.

-Jus...- fomos interrompidos por Alfredo que vinha em nossa direção.

-cara, que demora, você é o anfitrião, tinha que ter chegado mais cedo- falou me cumprimentando- Bella está maravilhosa, com todo o respeito- ela sorriu agradecendo.

-você é bem folgado ne cara- dei um tapa na cabeça dele e fomos em direção a entrada, depois perguntaria a Bella o que ela tinha pra dizer.

Logo na entrada haviam alguns fotógrafos, a imprensa sempre estava perto.

Tiramos algumas fotos e logo entramos, percebi que Bella não estava confortável, eu sabia que ela não gostava daquele tipo de festa, que só tinha empresários, esposas fúteis, interesseiras e principalmente, não eram da idade dela.

 

Bella povs:

Eu odiava aquele tipo de pessoas, os amigos do Justin não eram pra mim, aquela vida não era pra mim literalmente. Justin havia me deixado e foi cumprimentar umas pessoas, eu me sentia perdida ali.

Mas o que estava me matando foi o ocorrido de hoje a tarde, uma advogada ligou falando sobre um processo que a Ex-mulher do Justin tinha aberto pra tentar conseguir passar os fins de semana com Kattie, eu não sabia como dizer a ele, sei que quando eu falar ele vai ficar muito estressado.

-Olá- um homem podre de lindo apareceu em minha frente e sorriu pra mim de um jeito que faria qualquer mulher se derreter- o que uma mulher tão linda está fazendo sozinha?

-eu não gosto muito desse tipo de festa- ele trajava um terno cinza e o cabelo estava perfeitamente alinhado, e que sorriso.

-então por que veio?- ele sentou ao meu lado e ergueu a sobrancelha- alias, me chamo Marcu.

-eu sou Isabella- ele segurou minha mão e a beijou me fazendo corar.

Ate que ele era legal, conversávamos muito e por minuto esqueci onde estávamos, a conversa estava muito boa, eu ria muito, estava gostando daquela conversa que me arrependi no momento em que Justin se aproximou.

-Atrapalho?- ele olhava serio e Marcu rapidamente levantou e falou com ele.

-Claro que não mestre Bieber- então eles se conhecem- estava aqui conversando com Bella, linda não?

-Jus...- ele me interrompeu no mesmo instante.

-sim, minha mulher é muito linda- a forma como ele respondeu me deixou morta de vergonha e Marcu logo fechou a cara.

-eu não sabia, perdão se falei alg...

-você não fez nada de mais Marcu- falei antes que Justin abrisse a boca- mas se não se importa preciso falar com ele- Marcu assentiu e saiu dando um sorriso rápido- precisava disso?- perguntei quando vi que Marcu estava longe.

-claro, o cara estava se engraçado pra você, ele é o maior galinha da empresa e estava se engraçando pra minha mulher- ele tentava não perder a cabeça, percebi quando ele fechou o punho.

-agora eu sou sua mulher?- ergui a sobrancelha- eu não ate meia hora atrás quando você me largou aqui sozinha- ele me olhou incrédulo.

-você nem gosta dessas pessoas Bella

-se você sabia que eu não gosto, por que me trouxe nessa porcaria de festa?- eu tentava não levantar a voz, mas percebi que algumas pessoas já olhavam pra nossa pequena briga.

-porquê você é a minha mulher, você vai a onde eu for- soltei um sorriso debochado e ele me olhou sem entender.

-eu não sou casada com você- ele respirou fundo- não sou sua mulher- ele deu um passo e segurou em meu braço de forma discreta.

-você é a minha mulher e pronto- ele apertou meu braço- eu que decido o que você é ou não nessa porra.

-você tá me machucando- o meu braço doía e eu tentava não chorar, respirei fundo ate que Alfredo se aproximou.

-tem muita gente olhando, Justin, abaixa a bola cara- ele segurou no ombro de Justin que tratou de me soltar. Sair de perto dele, as pessoas voltaram ao normal e busquei a saída, eu queria ir pra casa.

Percebi que Justin vinha atrás de mim e apressei meus passos, quando sair do salão vi um taxi e sair atrás dele, Justin gritou meu nome e olhei pra trás no mesmo instante que ele segurou em meu braço.

-pra onde você pensa que vai?- ele estava bem esquentadinho.

-pra casa, quanto mais longe de você melhor- dei um tranco no meu braço e comecei a andar.

-Bella, volta aqui- olhei pra ele decidi que aquela era a hora certa pra falar da ex dele.

-sabe, hoje de tarde uma advogada ligou dizendo que sua ex-mulher entrou na justiça com um pedido, ela quer a Kattie- ele pareceu ficar sem ar e de repente tudo ficou quieto- Justin?

- ela o que?

-ela quer a Kattie- falei e ele parecia não acreditar.

Justin estava tão calado, ele parecia analisar tudo o que eu tinha dito, eu não devia ter falado, não agora.

-Justin, você tá bem?- me aproximei

-você acha que eu to bem?- ele sorriu sarcástico- você é mesmo uma idiota Isabella- minha mão rodou na cara dele o mesmo me olhou com um raiva terrível.

-e você é um imbecil- Justin deu um passo e levantou a mão, mas parou antes que cometesse o ato- vai m bater agora?- gritei com ele.

-eu quero muito bater nessa sua cara- falou entre dentes- mas a gete vai pra casa agora- ele segurou minha mão e me puxou.

-eu não vou a lugar nenhum com você- me soltei e me virei pra correr, eu não sei de onde surgiu aquele carro mas só escutei a voz do Justin bem alto e um farol bem forte no meu rosto.


Notas Finais


By My Boss vai acabar no capitulo 35, to odiando a fanfic, perdeu a graça no tempo que ficou parada, mas eu to tentando fazer com que fique emocionante pra que n acabe, peço perdão, mas o meu negocio é criminal e o de vcs tb que eu sei :) kkkkkk
só quero a opinião de vcs, é muito importante pra mim <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...