História Cabe a cada um prender sua felicidade. Kookmin - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster
Tags Abo, Bts, Fantasia, Kookmin, Lemon, Mundo Alternativo, Nanjin
Exibições 77
Palavras 2.284
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ei meus champas venho hoje com mais um capítulo ;D
Boa leitura e não me matem se não gostarem.

Capítulo 13 - Eu não preciso ser protegido.


Fanfic / Fanfiction Cabe a cada um prender sua felicidade. Kookmin - Capítulo 13 - Eu não preciso ser protegido.

Mundo Colgar, Floresta Cytchilis 567 d.R

Jimin.

 

Mesmo que eu saiba que não sou pequeno e muito menos delicado, essas duas palavras é o que parecem estar tatuadas na testa de cada um desses lobos.

- Parem de me olhar como se eu não pudesse nem levantar uma folha. Eu sou forte e ágil, não preciso de altura. - Franzi as sobrancelhas demonstrando desgosto.

- Mas é muito miudinho. Jungkook a diferença de tamanho é bem grande. Tem certeza de que não errou na escolha? - A loba chamada Sane me olha como se estivesse estudando um animal exótico, o que me deixava desconfortável.

- Não sou pequeno. É meu tamanho ideal.

- Sane pare de o incomodar está o deixando desconfortável. - Jin era o ômega do grupo, era muito atencioso e o único que me olhava com igualdade ou pelo menos não demonstrava outra coisa.

Desde que mudamos nossa rota em direção à fronteira, o caminho tem ficado cada vez mais complicado, com vários declínios e velhas armadilhas de tempos de guerra que poderiam voltar. Sei que apenas estavam preocupados de eu acabar me machucando, mas tenho certeza que eu teria mais chances de sobreviver a uma mina explosiva do que qualquer um deles.

A noite chegou mansa deixando em completa escuridão tudo que vinha a sua frente. A lua não apareceu devido as nuvens. Assim que ficou escuro os lobos trocaram de lugar e andavam em formação Jungkook a frente, Jin logo atrás, as betas ficaram as duas ao meu lado e Namjoon por último. Eu realmente fiquei no meio do grupo como uma pessoa importante a ser protegida e isso me irritava.

Minha visão era muito boa durante a noite e por mim poderíamos continuar andando mais um pouco, porém mais uma vez pensando em mim eles decidiram parar e armar as barracas.

- Eu não estou cansado podemos caminhar mais um pouco. O próximo povoado não deve estar longe, ao menos podemos chegar mais cedo se continuarmos agora.

- De noite é perigoso não se pode enxergar direito. Não precisa se esforçar, vamos descansar agora e continuar amanhã bem cedinho. - Ele me olhou como se eu estivesse esgotado do caminho percorrido e precisasse descansar. Jungkook, príncipe, lobo e ignorante não entende que cuidados excessivos me incomodam e me deixam frustrado.

Foi o que eu precisava para terminar de me irritar com as atitudes que ele teve comigo o dia todo. Coisas como me carregar em lugares cheios de buracos, me segurar sempre que sentia algum animal por perto e ainda por cima não me deixou caminhar sozinho nem mesmo por um momento, entre outras situações mais pequenas que irritam muito. Segurei em seu colarinho e o puxei bem perto para que ele só fosse capaz de olhar em meus olhos.

- Eu não estou pedindo para ser protegido e tratado como uma frágil flor. Nem mesmo as flores eu posso usar de exemplo pois elas usam os espinhos para se proteger. Pare de me tratar como um incompetente.

O Soltei, dei meia volta e comecei a andar.

- Aonde vai? - Ele ainda teve a audácia de me perguntar aonde eu vou. Ele realmente é burro ou não percebeu que está me sufocando? - Leve Jin ou uma das betas com você.

- Não quero. - Ouvi ele se levantando. Me virei e apontei um dedo para ele. - Você não ouse me seguir, eu quero espaço. Não sou de porcelana, sei me cuidar! - Falei alto, mas ainda não estava gritando. Me virei de novo e voltei a caminhar falando comigo mesmo. - Mas o que deu com vocês hoje que todos estão fazendo tudo por mim, vão trocar minhas roupas também? Que saco!

Por alguma razão que eu ainda não havia entendido eu estive à beira da irritação o dia todo. Geralmente não sou de chegar ao limite como havia acabado de acontecer.

“Ei, volte lá. Você não pode ficar sozinho por enquanto. ”

- Já pode parar, eu não estou aguentando. Eu gosto de liberdade e ele me corta ela quando pensa que eu não tenho capacidade nem mesmo para caminhar entre buracos.

“Fale isso para ele de forma mais clara. É bem capaz de que ele ainda não tenha intendido isso. Ei por que está com o corpo quente? ”

- Ah, isso é normal. Alguns dias antes da Lua Cheia meu corpo começa a esquentar por causa de uma sobrecarga. Eu posso usar magia como se fosse infinita, mas nunca testei, pois, esse período é doloroso. Kwinza sempre me deixava drogado para mim não ficar me contorcendo, todavia nos últimos tempos os remédios tinham começado a falhar e eu fico parcialmente consciente e ainda sinto parte das dores.

“Isso sempre aconteceu? De ficar com dores perto da Lua Cheia? ”

- Não é apenas a cada duas Luas... Eu acho nunca fiquei cuidando, só sei que começou depois que eu fugi.

Desviei de algumas árvores e logo encontrei um pequeno riacho, tirei o sapato e sentei-me em uma pedra mais na beirada. A água mal passava das minhas canelas e era muito gelada, porém acalmava.

“Fugiu da onde? ”

Senti uma fisgada na têmpora e comecei a massagear. Dores desagradáveis surgiam o tempo todo e assim como surgiam sem aviso sumiam também.

- Eu não lembro e no momento não quero lembrar. Essas são lembranças que me causam náuseas.

“Tudo bem. Sabe esse seu amigo que lhe ajudava não está mais aqui. O que vai fazer quanto as dores. ”

- Eu não sei. - Chutei a água. - Não vou me preocupar agora, ainda faltam quatro dias para a Lua Cheia.

Nimij saiu como fumaça de minha boca e criou forma a minha frente. Mesmo que agora ele tivesse pernas, se contentava em apenas flutuar. É estranho quando não podemos ver quem está conversando conosco, depois que ele criou forma me senti um pouco menos louco em conversar sozinho.

“Eu acho que você deveria se preocupar, se ainda faltam quatro dias como você já está mais molhado do que ensopado, está suando muito. ”

- A noite está muito quente e o ar abafado.

“Não a noite não está quente e seus pés estão em uma água super gelada. Seu resfriador interno estragou ou a sua ‘sobrecarga’ está vindo mais cedo. ”

Realmente era estranho, meu corpo quente e o suor só deveriam vir quando faltasse um dia para a Lua Cheia. Meu coração estava acelerando e senti uma onda de calor que passou lenta e depois sumiu, como se estivesse derretendo e amolecendo minhas juntas.

- Caramba, o que foi isso? - Tentei me levantar, mas meu corpo estava mole e dormente, o que me exigiu maior esforço para manter-me em pé. - Nimij, eu preciso de ajuda.


                      .                                       .                                          .                                             . 

Jin.

 

Mais o que aconteceu com esse Jungkook que não deixa o Jimin respirar sozinho? O menino não podia nem mesmo caminhar sem ter um lobo em seu encalço.

- Jungkook, por que o está pressionando desse jeito? Ontem você não estava tão... sei lá, sufocante com o Jimin. Deixe-o fazer as coisas por si mesmo.

- Eu não sei o que me deu. Meu lobo está me fazendo ficar encima dele o tempo todo. Eu estou me controlando no que posso, mas é difícil.

- Pois é melhor domar esse lobo. Eu vou lá falar com o Jimin. Trate de parar com essa pressão ou vai acabar perdendo ele.

Namjoon que já terminava de montar a barraca me puxou pela cintura e deu-me um beijo rápido.

- Quer que eu vá junto.

- Não, definitivamente não. Essa é uma conversa de pessoas inteligentes sobres alfas chatos e super protetores, você só iria atrapalhar nossa conversa. Fique aqui, não vou demorar muito.

- Eu não sou tão chato assim.

Devolvi o selinho e comecei a caminhar, Jimin não estava longe. Mas é claro que eu tinha que responder meu alfa antes de ir.

- Eu disse que a conversa era entre pessoas inteligentes, filhote.

Antes de sumir entre as árvores ainda pude ouvir a risada gostosa de Namjoon. Eles podiam achar graça, mas sempre que os ômegas se juntam é para falar mal dos alfas e de seus cuidados excessivos.

Ouvi o barulho calmo da água logo a frente e segui até lá. Ele era como eu, gostava de lugares calmos e ultimamente, calma era o que eu mais precisava.

- Jimin? - Vi o mais novo sentado em uma pedra, ele respirava pesado e tinha alguém com ele. Me aproximei um pouco da beirada do riacho que não era nem um pouco fundo. - Jimin? Tudo bem? Quem é ele?

“Ei, se controle. Você disse que ainda faltam quatro dias, vamos voltar antes que isso piore. ”

Parecia que eles ainda não tinham me notado por isso caminhei até eles. Quando cheguei até a pedra em que eles estavam puder ver que o desconhecido era quase uma cópia mais masculina de Jimin. Seus olhos não tinham íris e quando olhou para mim eram apenas globos brancos, me assustou um pouco, mas não recuei.

“Olha, um dos lobos chegou, ele vai te ajudar. Vamos levanta. ”

Quando a cópia encostou nele, Jimin soltou um resmungo baixinho, não pude identificar do que era, mas ele parecia sensível ao toque.

- O que aconteceu com ele? - Perguntei a cópia, que ficou espantado por eu ter falado com ele. Ele deu a volta em Jimin e ficou de frente para o mesmo de novo.

“Pode me ver? ”

- E ouvir, o que aconteceu com o Jimin?

Ele coçou a nuca meio sem jeito parecia que não estava acostumado a conversar com outras pessoas.

“Eu não sei, ele falou que sofre uma sobre carga sempre que chega a Lua Cheia e que passa por ela drogado, mas a Lua ainda não está completa e ele já está assim...”

- Ele reclamou de alguma dor?

“Não, apenas disse que estava quente e eu estou sentindo como a pele dele está queimando. ”

Eu iria fazer mais perguntas se Jimin não tivesse levantado de supetão e agarrado a sua cópia na minha frente. Colou seus lábios e logo estava sugando o outro para dentro de si.

Senti que a pedrinha em meu bolso vibrava e não esperei para pega-la.

- O que está acontecendo?

Já falei antes de o Elfo abrir a boca.

- Só sai de perto dela.

Eu certamente teria feito isso se não estivesse de costas para a pedra gelada e com as mãos presas a cima da cabeça. Antes mesmo de eu pensar Jimin já avia me derrubado. Isso iria acontecer todas as vezes que eu me encontrasse com ele?

Mas não soltei a pedra por isso ainda podia ver o verdinho.

- Legal e agora? Qual a grande ideia?

- Tente conversar com ela. Chame a atenção para que ela foque em outra coisa.

- Isso só não está acontecendo por que eu misturei a essência dele... digo dela com a minha? - Mesmo que o Elfo o conhecesse melhor provavelmente não sabia que Jimin era um menino e seria melhor não saber da minha boca.


                      .                                       .                                          .                                             . 

Narrador.

 

- Você o que? Devia ter me contado antes. Isso deve ser feitiço de luxuria.

Jimin saiu farejando de baixou a cima indo em direção ao pescoço do ômega.

- Mas eu não sou um demônio Da luxuria, eu sou um demônio De luxuria da família dos súcubos. Arrepiou-se quando sentiu a respiração quente de Jimin em seu pescoço.

- Se você realmente fosse Da luxuria seria um íncubo e não súcubo. Você tem o sangue de uma das proles de Asmodeus.

- O que? Ficou louco? Minha mãe me deixou uma carta. Ela confessou que ficou com um demônio de baixo rango, que se deixou ser seduzida por ele. - Deu um grito surpreso quando o mais novo rasgou sua camisa deixando seu peitoral a mostra. - Indiferente de quais são minhas origens precisamos fazer algo antes que Jimin termine de tirar minhas roupas.

Sem mais nem menos Jin foi envolvido por os pequenos braços do ômega mais novo, que começou a ronronar com a cabeça encostada em seu peito e os olhos fechados.

- Ela parou? - O Elfo parecia surpreso.

Jin inclinou-se um pouco, mas não consegui levantar. Ele era um travesseiro gigante, no meio de um riacho sobre uma grande pedra.

- Eu não estou entendendo mais nada.

Jin puxou o ar com força e soltou um gemido baixo. Sentiu suas bochechas esquentarem. Mesmo que Jimin não estivesse se mexendo, sentiu que ele estava sugando sua energia e isso mesmo que o deixasse a cada instante mais fraco era uma sensação muito boa. Quis se bater por ter tal sensação com o outro ômega.

- O que foi agora?

- Jimin está... - pausou a fala para não soltar nem um ruído estranho. - Sugando minha energia. - Olhou para o pequeno e viu que o mesmo estava sem camisa, tentou o empurrou e isso só serviu para que os pequenos seios desnudos fossem pressionados com mais força contra a sua pele nua da cintura para cima. Não podia mentir a sensação era boa, mas não era como os toques de Namjoon. Queria seu alfa, estava se sentindo um traidor por desfrutar de tal situação e nem mesmo conseguir empurrar o outro ômega. Sentiu seus olhos embaçarem de lagrimas, mas não as deixou cair. Lutar não iria ajudar. Jin sabia do que o outro precisava. Ele se sentia vazio por isso estava roubando sua energia, mas o que ele queria era carinho. Chamou seu alfa e torceu para que ele trouxesse Jungkook junto.


Notas Finais


Obrigado por ler
Bjjs de luz ;*
E já vou correndo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...