História Cabelos Sedosos e um Amor Profundo - Capítulo 4


Postado
Categorias Originais
Tags Yaoi
Exibições 39
Palavras 520
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Escolar, Esporte, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Podem pular as notas

Criatividade 0%

Capítulo 4 - Muitas Tretas e o Pagamento


povs. Neko-chan

Já faziam dois dias desde a chegada daquela piranha. Já era hora do intervalo, quando aquela filha de uma... mulher que se prostitui veio falar comigo.
Karin: Oi, vi você trocando olhares com o MEU F.
Neko-chan: Me desculpe, mas pelo que eu sei ele não tem namorada.
Karin: Hum... Ele está só se aproveitando de você! Porque ele quereria algo sério com um anão de jardim riquinho como você? Aff, me poupe! Ele só quer um time de basquete bom! Não importa se ele tem ou não intimidade com você! Ele só te ve como um simples jogador.

Aquilo doeu mais que uma facada no peito. Mas de repente C chega e apoia seu cotovelo em meu ombro.
C: Neko-chan, você deve mesmo estar ficando louco. Está começando a falar com tábuas.(Autora: TURN DOWN FOR WHAT!!!) - falou com um sorriso de canto.
Karin: Nossa! três garotas competindo pelo mesmo homem!
C: Se você tivesse um QI maior que 2, saberia que eu e F somos primos, mas seu cérebro não te ajuda. E nossa família tem honra demais para olhar para sua cara. A sorte sua é de que F é bondoso o suficiente para olhar para você.

Em seguida, Karin se calou e foi embora indignada. C ficou para conversar comigo.
C: Você ainda é muito criança. Deve aprender a se defender. Sorte sua que não vou estragar meu trabalho. Mas tome cuidado com essa putanha( puta+piranha)

E foi embora, me deixando de queixo caído. Agora sei quem chamar quando estiver perdendo...

povs. F.

Ouvi a treta, e agora sei que devo pagar o preço pela ajuda, ou estarei encrencado. Recebi uma mensagem em meu celular, e fiquei de boca aberta enquanto lia:

Hora de pagar:

Para C: espada envenenada

Para A: uma máquina de fazer sorvete

Para G: Um notbook especial, encontrado na deep web,  mas tá caro, então se vira!!

Tenha um bom dia e se lembre-se: com isso, terá sempre nossa ajuda...
.
.
.

Fudeu..... Caí duro no chão quando li a mensagem... Não sou rico, porra!! Como eu vou.... conseguir essa ...
PORRAAAAAAAAAA....! - gritei o mais alto possível
???: Que feio falar palavão!!
F.: F-F-foi mal,meninas, mas acho que você não pode dizer nada, a culpa disso é toda de vocês.
C: Você prefere ve-lo perder?
F.:OK!!! Que seja!!
C: E será da próxima vez que ela vier. Se não pagar!

Aceitei, pois discutir não dá..

povs. G

Sabia que essa seria sua reação. Era bem esperado depois de uma discussão conosco, suas possibilidades de nos fazer mudar de ideia eram nulas, assim como as chances dessa Kaputa sair bem dessa... Não conosco aqui. Mas não faremos nada de graça: "olho por olho, dente por dente"

Logo em seguida, fomos embora em direção ao Neko. Realmente, eu odeio ser uma babá, mas é meu trabalho, e isso significa que eu ganho por isso, fazendo com que no final, tudo dê certo.

E, eu realmente preciso deste notebook! Eu admito que andei me envolvendo em uns problemas, por isso EU não posso comprar, mas oque impede o F de comprar?

 


Notas Finais


Criatividade continua 0%


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...