História Caçados - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Anna Heartfilia, Aquarius, Aries, Cana Alberona, Charlie, Chelia Blendy, Elfman Strauss, Erik (Cobra), Erza Scarlet, Flare Corona, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Mavis Vermilion, Millianna, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Caçados, Madame_safiry, Nalu
Visualizações 391
Palavras 1.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 28 - Ops...


- Você por acaso disse Zeref? - Erza pergunta em alerta.


- Sim, sim. Daqui a pouco ele vai estar passando com os guardas, seguindo para o palácio - disse a idosa - Várias pessoas estão a sua espera.


- Nós não... - Wendy diz bem baixo.


- Obrigada senhora - Mira diz e arrasta as outras para longe - Temos que avisar aos outros - ela diz preocupada.


- A lacrima, ligue para eles! - Charles disse para a albina.


Mira puxa a bolsa para frente e de lá, retira uma bola brilhante. Era uma lacrima de comunicação. Ela usou sua mágia para tentar se comunicar com o time de Gray ou Lucy, mas nada deles atenderem.


- Mas que merda, porque não liga? - Wendy pergunta com raiva.


- Calma, vai funcionar. - "Eu espero" ela pensa aflita.


Sem perceberem, dois garotos que as encarava, planejavam roubar a lacrima. Elas estavam aflitas demais para perceber algo ao seu redor, e por causa disso, um dos meninos correu e tomou a lacrima das mãos de Mirajane. Wendy se vira o mais rápido possivel e lança uma corrente de vento muito forte, que resultou no menino sendo jogado para longe e a lacrima em pedaços no chão.


- Não acredito... - Erza diz e bate na própria testa, resmungando.


Wendy, cheia de raiva, caminha até o menino e o puxa pela gola da camisa.


- SEU IDIOTA, OLHA O QUE ME FEZ FAZER! - ela grita com o garoto que a olha assustado.


- Chega Wendy, isso não vai fazer com que a lacrima volte - Charles diz acalmando a amiga.


A pequena azulada joga o garoto novamente no chão, fazendo sinal para que ele saisse rápido dali, e foi o que o menino fez.


- O que faremos agora? - Mira pergunta cruzando os braços.


Erza pareceu pensar sobre - Charles, tente os encontrar por cima. Nós três vamos nos separar, mais tarde nos encontramos aqui mesmo. Rápido, não podemos perder tempo! - a ruiva ordena e elas assentem, indo cada uma para um lado.


- Vamos conseguir… - Erza fala enquanto corria.




~*~



Enquanto isso. Lucy continuava sendo encurralada por aquele homem belo e estranho. A loira não teve palavras, apenas o afastou pois a aproximidade dele era de milimetros de distância.


"Você consegue Lucy. É só dispensa-lo" ela pensou e soltou um sorrisso torto.


- Olha, acho que você se enganou… Não estou inventando nada. Eu estou aqui com os meus amigos, e não para paquerar - ela diz firme. Mesmo estando um pouco nevorsa, parecia ter o controle da situação.


- Vamos, não se faça de difícil - ele insiste.


- Não estou. Se me der licença quero continuar sozinha - ela pede e se vira, pegou Happy e deciciu que esperaria o rosado do lado de fora. Porém, ao sair, teve seu braço puxado e ela bateu contra o corpo do rapaz.


- Um beijo não mata ninguém, loira - ele fala sorrindo de lado.


- Mas eu disse que não quero ou não consegue ouvir um "não"?


- Não posso te deixar sair então - ele fala e a puxa pela cintura.


- Luxy... E-eu não consigo respirar... - Happy diz com dificuldade, mas a loira não escuta. O peixe ainda não havia saido da garganta.


- Quem você pensa que é? - ela o empurra com mais força que da primeira fez.


O loiro bate no corpo de outro homem e ao se virar ele encontra um rosado nada feliz com aquela situação toda. Natsu pegou no pescoço do loiro e o arremeçou contra uma mesa, Lucy se assustou quando o viu pular no homem e desferir um soco no rosto. 


- NATSU! - a loira grita empaciente.


O Dragneel se vira e a vê batendo o pé no chão, com raiva.


- O que? - perguntou arqueando uma sobrancelha.


- "O que?"... Eu poderia ter feito isso! - ela diz revoltada.


- Eu te ajudei loira...


- Mas EU poderia ter me defendido sozinha!


- De longe eu pude ver ele dar em cima de você e a loirinha ai não fazer nada.


- Já pensou na possibilidade de eu querer algo com ele?! - gritou.


- Claro que não! Você é minha! - ele diz descartando o homem e se aproximando da loira.


- EU NÃO SOU SUA!


- MAS É CLARO QUE É!


- Chega! - ela andou até a porta, abandonando o bar com Happy e deixando o rosado para trás, mas ele não querendo deixa-la sozinha, então a perseguiu.


- NÃO ADIANTA FICAR ASSIM LUCE, EU SÓ ESTAVA CUIDANDO DO QUE É MEU!


- MAIS UMA VEZ: EU NÃO SOU SU-- 


Antes de terminar de completar sua frase, Natsu correu até ela e a puxou, acolhendo-a em seus braços. Se ele não tivesse feito tal ato ela seria esmagada por um dos cavalos que passavam por ali.


E olhando a sua volta, Lucy reparou bem nos cavaleiros. Todos tinham o brasão de Alvarez nele, e olhando mais pra frente, viu Zeref, em cima de um cavalo branco, encarando o casal no meio de toda a multidão.


- Lucy... - Juvia disse baixo. A azulada também havia ido viajar com o rei para negócios.


Lucy ficou em total choque. Os olhos negros do rei pareciam penetrar sua alma. O que ela queria fazer ali era fugir, fugir para longe, mas suas pernas não correspondiam ao seu comandos, assim como todo o corpo.


- Heartfilia... - ele disse baixo, com ódio na voz, como se quisesse aperta seu pescoço - Não acredito no que meus olhos estão vendo...


- Zeref... - ela diz e uma vontade de vômitar veio a tona.


Natsu estava sob controle, calmo e quieto demais para falar a verdade.


- E quem é esse que está te acompanhando? - o rei pergunta - Não quer me apresentar seu amiguinho?


Em um piscar de olhos, Natsu pega os braços da loira e os põe atrás dela. Jogou a mulher no chão, imobilizando a mesma. Ele retira o capuz e sorri maldoso para o irmão.


- Olá Zeref, que bom rever você.


Zeref arregalou os olhos, em completo espanto. Ele mal sabia similiar palavras para aquele momento.


- O que faz aqui, Natsu - ele finalmente diz.


- Não é obvio. Vim trazer um presentinho... - ele diz e o moreno o encara desconfiado - Eu te trouxe a Heartfilia.











Notas Finais


Oh my gosh!!
Achei q fui rápida dessa vez
Pardon por ta postando a essa hora, tô ocupada ultimamente e geralmente escrevo a noite.
Obg pra quem anda curtindo e comentando, isso me da uma força galerinha❤❤❤❤❤

Até o próximo (q eu espero ser rápido)
Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...