História Cada Um Faz Seu Destino - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ed Sheeran
Personagens Ed Sheeran
Tags Cantores, Cara Delevingne, Ed Sheeran, Famosos, James Dornan, Selena Gomez
Visualizações 22
Palavras 4.225
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá caros leitores!
Fiquei ausente, eu sei. Mas, estou de volta! Capitulo que acabou de sair do forno, está divido entre o Ed e a Lia. Estou gostando de intercalar entre os dois e espero que vocês tbm. Sem mais delongas, boa leitura!

''Eu nunca colocaria meu destino na mão de outra pessoa. É por isso que eu sempre venço e você sempre perde.''
-Gossip Girl

Capítulo 31 - Grammy


Fanfic / Fanfiction Cada Um Faz Seu Destino - Capítulo 31 - Grammy

ED

-Arrasou, gostoso! -no outro palco, a minha esquerda, James grita para mim. 

Retribuo soltando um beijo para ele. 

Entrego o meu violão a uma, entre as centenas de pessoas da organização da premiação de logo mais. Desço do palco e me sento na primeira fileira do auditório, ao lado da Mônica que assistia o meu ensaio. 

Repassamos a minha apresentação várias vezes, pois o James fazia algum comentário hilário e me fazia cair na gargalhada no meio da música. Mas tenho o privilégio dele ser o apresentador do Grammy deste ano, justamente na volta aos palcos. 

-Acho que está na medida, ruivo. - Mônica diz passando uma das suas mãos na meu cabelo. 

-Obrigada, Mô. - dou um beijo na sua bochecha.

-Sabe porque eu até hoje trabalho com você? - ela pergunta repentinamente, nego com a cabeça em resposta. - Porque o Edward nunca mudou, o Ed Sheeran nunca mudou. A cada ano o seu sucesso se eleva mundialmente e você continua sendo a mesma pessoa. E digo isso, porque já trabalhei com pessoas que chegaram no seu patamar e o ego cresceu de uma forma inacreditável. Seja sempre esse amor de pessoa e continue sendo talentoso para pagar meu salário. 

Nos abraçamos e eu sei que cada palavras, cada gesto e esforço que ela faz é para o meu bem. Por isso sempre a obedeço. O que me faz lembrar de uma questão.

-Ei, já conseguiu o meu par da inauguração? - nos afastamos e ela faz uma careta deixando evidente que não. - Sabia que não ia rolar.

-Calma, ainda estou vendo isso. Seu smoking está ordem, até amanhã  terei resolvido esse impecilhio. -ela diz de maneira convicente. 

-Me desculpem pelo atraso. - uma voz ofegante surge do nosso lado. 

Por alguns minutos não a reconheço até que retira os óculos escuros revelando um par de olhos azuis muito familiar. 

-Amei o visual novo! - Mônica levanta e vai na direção da Lia passando as mãos pelo o cabelo novo dela. 

Com os fios escuros e apenas algumas mechas claras, o realce do seu rosto é inevitavél. 

Como ela ficou ainda mais bonita? pergunto a mim mesmo. 

Já tive a oportunidade de conhece-la platinada, conviver com ela loira e agora morena. E ela consegue se superar em todas. Certamente, se eu descolorir  me cabelo ficarei um desastre. Mais do que já sou.

-Ficou muito bonita. - digo sem pensar. 

O seu rosto da uma leve corada e seu olhar se prende no meu por alguns segundos antes dela desviar. 

E eu amo quando isso acontece.

-Obrigada. - diz agradecendo ainda corada. -Mas me desculpem mais uma vez. Essa mudança demorou bem mais do que foi previsto, peguei um engarrafamento quilometrico, esqueci o celular em casa por isso não avisei e para completar me perdi nesse lugar, ele é enorme.

Ela olha em volta e eu a acompanho. Realmente é um auditório muito grande.

-Você entrou pela entrada principal? -Mônica pergunta.

-Sim. Tem outro lugar? - ela questiona confusa. 

-Na verdade sim. -dou uma risada antes de continuar. - Qualquer um se perde pela entrada principal, por isso tem os fundos. 

Ela revira os olhos reconhecendo o seu erro. 

-Com licença. Ed estão pedindo a sua presença nos bastidores com urgência. - um garoto ruivo igual a mim comunica. Suponho que seja mais na equipe de organização. 

-Tudo bem, vamos? - me digiro as meninas. 

-Claro! Espero que o Nick ainda esteja aí. - Mônica diz animada e saí puxando Lia atrás dela.

-Espera aí, o Nick do Jonas Brothers? Aquele gato?- esculto Lia dizer a minha frente.

Queria continuar acompanhando a conversa das duas, mas o James me para no meio do caminho.

-Exatamente quem eu queria ver. - ele diz terminando de vestir outro terno da premiação. Um prateado com uma gravata borboleta. 

-Terei tempo para você mais tarde ,amor. Mas tem alguém por aqui me procurando. - de brincadeira faço carinho no seu rosto sentindo a sua barba áspera. 

-E quem voce acha que mandou te chamar, docinho? - ele diz retribuindo o gesto. 

-Então, qual é a urgência? - faço uma aspas com os dedos. 

-Acabei de receber a resposta do produtor do Carpool Karaokê. - James diz em tom de mistério. -O que me diz do Ed Sheeran finalmente gravar esse quadro comigo?

-Está falando sério? - começo dá risada sem acreditar. 

-Mais sério impossivel. - ele diz me abrançando dando tapas nas minhas costas. 

-Cara, até que fim isso vai sair! Só tenho um pedido. - me afasto um pouco para encarar o seu rosto. 

-Você é que manda, Sheeran. O programa é praticamente seu. - seu tom de seriedade  surge.

-Quero cantar músicas de outras pessoas. - digo dando de ombros. 

-Vindo de você não me surpreendo. - James diz sorrindo. - Só não conta sobre isso para ninguém por enquanto, sabe como funciona essas coisas. 

-Claro, compreendo perfeitamente. - esculto um click atrás de mim.

Sem precisar olhar na direção, já sei que é a Lia. Sendo sorrateira e tentando passar despecebida como sempre. 

-Por favor, tenha cuidado para a sua camera não queimar por conta da minha beleza. - James diz piscando para ela. 

A sua reação é rir, o que é muito raro. Ela sempre sorrir com os lábios, como se escondesse algo. Mas a sua risada é tão contagiante que deveria ser um crime viver sem escultar ela. 

-Prometo que tomarei muito cuidado e valorizar a sua imagem, Sr. Corden. - Lia diz posicionando a câmera. 

-James, por favor, lindeza. - ele diz com um tom de galantiador. 

-Posso? - ela pede permissão sinalizando com a camêra.

-Com certeza. - respondo me aproximando do James. 

-Que tal este lado? A luz está bem melhor. - Lia sugere demonstrando o seu lado profissional.

Observo o quão bem a camera fica nela. Como se fizesse parte do seu corpo e noto isso todas as vezes que fizemos uma sessão de fotos ou quando ela bate uma foto de maneira inesperada. Assim como eu me sinto satisfeito cantando, ela se sente registrando momentos. 

Antes dela bater uma segunda foto, sinto uma mão no meu ombros esquerdo. Logo Nick encaixa a sua cabeça entre a minha e a do James.

-Não posso ficar de fora. - Nick diz sorrindo para foto.

Ficamos mais alguns minutos conversando sobre o que rolaria mais tarde com a Mônica assediando o Nick a todo instante. O que foi muito engraçado, porque pode não aparecer mas o Nick é muito tímido. 

-Desculpa interromper a conversa de vocês, mas daqui a três horas o show vai começar e preciso de todos aqui. - Collen , o diretor do Grammy esse ano nos informa. 

-Mas já?- Mônica resmunga tentando outra selfie com o Nick.

 Já estou ficando preocupado com ele. 

-Sim, é melhor irmos. Duas horas irá ser só para você se arrumar. - digo para Mônica arrastando-a comigo. 

-Claro, sou mulher isso é normal. Não concorda, Lia? - ela pergunta a Lia, que um pouco distraída guarda seus equipamentos na sua mochila. 

-Sem dúvidas. Aliás, o que devo vestir? - seguimos dando na saída dos fundos, onde o sol já estava se pondo. 

-Acho que até um saco de lixo, caí bem em você. - Mônica diz olhando Lia de cima a baixo. - Mas, pode usar um vestido. 

A expressão da Lia muda para pensativa, e não gosto muito quando isso acontece. Pois não consigo saber o que se passa na cabeça dela e é um pouco torturante. 

-Ótimo, o Stu nos trouxe e como vamos embora agora? Táxi em Nova York nesse horário é um desfio! - Mônica diz começando a se estressar. 

-Eu estou de carro, querem uma carona? - Lia sugere já com a chave do carro nas mãos. 

-Não vamos te atrasar? - digo. 

-Bom, se vocês se atrasem eu não trabalho. - ela responde piscando para mim de maneira um pouco provocativa. 

O caminho até o carro dela se tornou um pouco longo, pois já tinham alguns fãs em frente ao auditório. E como sempre, para atende-los na maior satisfação.

-A única vez que estive nesse carro, fui largado no meio do caminho. - sussurro para Lia me sentando no bando do carona. 

-Cuidado Sheeran, algumas situações podem se repetir. - ela sussurra de volta e é impossivel eu não sorrir.

 

LIA

Estou na troca do meu sexto vestido quando esculto a campainha tocar e rezo mentalmente para ser ele. 

-Timmy! Finalmente, obrigado por ter vindo já estava arrancando os cabelos. -dou-lhe um abraço rápido dando passagem para ele entrar. 

-Calma, mulher. Vim como um salvador. Falando em cabelo, amei esse tom. Te deixou mais bronzeada. - ele passa as mãos pelos fios do meu cabelo amarrado em um coque enquanto decido que penteando fazer. 

-Obrigada, querido. Espero que me ajude com ele também. - respiro fundo um pouco impaciente. 

-Uma coisa de cada vez. Vamos ao vestido, esse daqui chegou hoje cedo da confecção. Criei o modelo no verão passado em uma viagem a Espanha e quando você me ligou pedindo um socorro só pensei nele nesse seu corpinho abençoado. 

Timmy diz enquanto abre o zíper da capa , revelando um vestido longo, na cor vinho e com um decote princesa ombro a ombro. 

-Meus Deus, é lindo. Não acha que vai ficar exagerado? Sou apenas a fotografa. - digo tocando no tecido leve. 

-Não meu bem, você é a fotografa do Ed Sheeran e está indo para o Grammy. Quando isso aconteceu? - Timmy abrindo o fecho do vestido. - Venha aqui, preciso ver se vai necessitar de algum ajuste. 

Ele abaixa o vestido até a altura do meu joelho. Passo os pés e rapidamente sinto o tecido no meu corpo. 

-Como eu imaginei, não precisa de nada. Ficou deslumbrante! - Timmy diz batendo palmas quando termina de arruma  a saia godê para que tenha um caimento ideal. 

-Nossa. - é a única palavra que consigo dizer ao ver o meu reflexo no espelho. 

-Vamos cuidar desse cabelo e a maquiagem, você tem que está ainda mais linda essa noite. - ele ponhe as mãos nos meus ombros olhando com admiração para mim. -O Grammy é o primeiro tapete que a Cammélia vai pisar dentre muitos outros.

-Menos, Timmy. Não sei como te agradecer, obrigada. - digo o abraçando forte. -Prometo que irei lhe pagar cada centavo. 

-Deixa de bobagem, apenas use-o e apartir de hoje todos os eventos que a senhorita for. Irá vestir DocmanHell. - orgulhoso diz o nome da sua marca criada junto com o seu marido. 

40 minutos depois.

Olho a minha imagem no espelho  mais  vezes do que me olho normalmente. Me sinto confiante e linda. Com o cabelo preso em um coque baixo simples e uma maquiagem digna de capa de revista. Olho esfumado marrom acompanhado de com muito rímel, uma pele impecável e um batom rosado cintilante. 

- Que horas são? - pergunto ao Timmy novamente enquanto esperamos um táxi.

Mais uma vez o meu carro me deixou na mão essa semana. Como não tive muito tempo para analisa-lo terei que recorrer ao querido e demorado táxi de Nova York.

-Só faz 5 minutos desde a ultima que você me perguntou, Lia. Ou seja, são 19: 45. - ele olha para os dois lados da rua na expectativa de localizar o nosso táxi. -Ah, até que fim. 

Com muito cuidado o Timmy me ajuda com o saia do vestido a entrar no carro. 

-Me sinto uma noiva. - comento alisando a minha vestimenta. 

-No dia que você estiver de véu e com um buquê nas mãos eu terei virado hetero. - ironicamente ele diz. 

-Para onde? - taxista barbudo nos pergunta pelo retrovisor do carro. 

-Para o Grammy. - Timmy diz sorridente. 

O motorista dá de ombros e segue o trajeto. 

Fico me perguntando se ele achou que é alguma pegadinha. 

Pelo visto não, pois ele estacionou atrás de uma fileira de carros ,ou melhor limusines no local exato da premiação. 

-Boa sorte e arrasa! - Timmy se despede me dando um beijo de leve na testa conferindo pela última vez o trab alho que fez em mim. 

Se eu não tivesse vindo aqui mais cedo, certamente me perderia mais uma vez. O que tem de profissionais da imprensa, fotografos e fãs é impossivel de ser contado. 

-A senhora pode me acompanhar? A entrada de celebridades é por aqui. - um homem que presumir ser segurança se dirige a mim. 

Celebridade? Eu? Sabia que estava muito exagerada!

-Não, desculpe. Eu sou a fotografa do Ed Sheeran. - aponto para o meu crachá de identificação e uma das minhas câmeras. 

Ele me olha de cima a baixo e levanta uma sobrancelha.

-Tudo bem. Então pode ir se posicionar perto do tapete vermelho. Se eu não me engano o Sr. Sheeran ainda não chegou. - ele me informa antes de se retirar. 

Respiro fundo me convencendo a não voltar para casa e trocar de roupa. 

-Calma, Cammélia. Você está linda e não pode desperdiçar o trabalho duro do Timmy. - murmuro consigo mesmo retomando a postura. 

Resolvo me esconder em um canto do tapete perto da entrada principal. Pois, assim saberei quando a equipe finalmente chegar. Olho em volta e há algumas fotografas, assim como eu, arrumadas e que poderiam ser facilmente confundidas com alguma famosa.

 Se tratando de famosos ,o James Corden, acena para mim do meio do tapete me reconhecendo. Retribuo o aceno discretamente. Pelo visto não estou tão irreconhecivel. 

Uma movimentação começa próximo a mim.

 Um carro esporte já familiar estaciona e em poucos segundos um ruivo surge vestido com um terno completo todo preto. Nunca o tinha visto com aqueles trajes, mas vale ressaltar que lhe cai muito bem. Na verdade tenho uma queda por caras de ternos, é um charme. 

Posiciono a câmera, ajusto o zoom e na esperança de registrar mais um momento seu destraído. Entretanto, ele olha diretamente para mim no instante em que eu bato a foto.  

-Cammélia, você está magnifica. - Ed diz quando chega mais perto de mim. 

Igualmente ao segurança, recebo um olhar seu de cima a baixo. Fico tão surpresa com o seu elogio que demoro um pouco para lhe responder.

- Edward, você arrumou o cabelo. - me arrependo depois que digo isso, mas foi a única coisa me passou na minha mente. 

Normalmente eu ajo muito bem a elogios, sei quando estou bonita e isso me deixa confiante. Entretanto ,sempre que ele me elogia eu fico sem graça,o meu rosto cora.  Talvez seja pelo o seu olhar. Fica tão fixo no meu que eu tenho a sensação que ele lê a minha alma ou que sou uma peça de exposição. Desvio o olhar rapidamente, notando a produção da Mônica.

-Mônica, uau. Nunca te vi tão... - me foge a palavra apropriada. 

-Careta?  Eu sei,  trocaria esse vestido por uma calça jeans bem confortavel. - ela resmunga ajustando a alça do seu vestido cinza. 

-Muito pelo contrario, vocês está linda. Deveria usar vestidos mais vezes. - elogio-a. 

-Digo o mesmo da sua pessoa, preciso desse segredo de beleza. Parece uma famosa. - Mônica diz e Ed confirma com a cabeça ao seu lado ainda olhando para mim. 

Lá vamos nós novamente.

Após um turbilhão de fotos registradas do Ed, tanto por mim quanto os outros fotógrafos, fomos orientados a seguir para os bastidores. Lugar aonde estivemos mais cedo, porém mais movimentado como qualquer outro lugar desse auditório. 

Tive a oportunidade de assistir metade da premiação da coxia e melhor sem ser notada. 

Sou contratada exclusivamente para fotografar só o Sheeran, mas quando se tem privilégio de ver apresentação da Beyoncé, Katy Perry e Lady Gaga a câmera não resiste. 

-Peça para o James anunciar o Ed Sheeran daqui a 12 segundos. - uma mulher apressada por mim dizendo para um microfone preso na sua blusa. 

O Stu e a Mônica aparecem aparentemente agitados e se posionam ao meu lado. 

-Lá vem ele. - Stu diz respirando fundo. 

Parece que será ele que irá subir em um palco e se apresentar para centenas de pessoas. 

Ed atravessa o corredor ajustando o seu microfone. Já sabendo o que eu iria fazer, ele desacelera o passo se posionando na minha direção. 

-Arrasa meu garoto. - Mônica passa uma das mãos nas costas do Ed. 

-Pode deixar. - ele respira fundo e eu percebo que está nervoso. 

Seguro o seu braço levamente antes dele subir ao palco.

-Ei, Sheeran. Boa sorte. - digo próximo ao seu ouvido.

Um sorriso surge nos seus lábios. O sorriso verdadeiro dele , que só vejo quando estamos distantes desse mundo, onde ele é  apenas o Edward.

Me empolgo tanto com a sua performance que quase esqueço de fazer o meu trabalho. Ele por outro lado, fez o seu trabalho e fez direito. Não é atoa todo o seu sucesso. Escultar Shape Of You é mil vezes melhor do que nos fones de ouvido. 

Diferente da sua reação de alguns minutos atrás, ele retorna para nós com um misto de alegria, espanto e satisfação. Mesmo depois de ter deixado o palco escultamos palmas e pedidos de bis. 

Então essa será a minha experiencia daqui para frente e imaginar que o próximo passo é uma turnê mundial. 

-Me segura. - espantada me apoio no ombro do Ed quando seguimos em direção para o local da festa pós- Grammy. -É a Rihanna. 

-Sim, é a Ri! - ele balança um dos braços tentando chamar atenção dele em meio a multidão. 

-Está louco? É a Rihanna, Ed . - recebo um olhar confuso.

-Você, Cammelia, é fã dela? - ele pergunta com uma expressão de divertimento. 

-Fã? Eu me casaria com esse mulher se eu fosse lésbica! - exclamo. -Falei isso alto de mais?

Tampo a minha boca com uma das mãos olhando em volta. 

-Um pouquinho. - Ed cai na gargalhada e não consigo segurar a risada diante da sua atitude. - É melhor ir se preparando, pois ela está vindo aí. 

Disfarçamente ele aponta para um mulher vestida com uma saia longa preta e um top croppet laranja deixando-a ainda mais sexy. 

-Ed! Estou rebolando o meu bumbum até agora com a sua música. - Rihanna diz se balançando depositando um beijo na bochecha dele. 

-Essa é a intenção, Ri. - ele pisca de maneira sensual para ela. 

-Nossa, eu amei o seu vestido! - ela passa da uma volta completa em mim analisando o meu vestido. 

-O meu ves...ves...vestido? - gaguejo um pouco impressionada. Limpo a garganta e tento voltar a ser a confiante de antes. - Desculpa, é que vindo de você é como um premio da loteria. 

-Sério? Que amor ,você...? - ela deixa a pergunta no ar esperando saber o meu nome.

-Lia. - informo-a. 

-Na verdade a Lia, é sua grande fã. - Ed diz e eu resisto a tentação de lhe dar uma cotovelada. 

-Mesmo, Lia? - Rihanna me olha com expectativa. 

Estou sonhando ,não é?

-Muito! A minha música favorita, dentre tantas é Never Ending. - falo empolgada. 

-Nossa, essa música é muito boa! - Ed responde na mesma empolgação que a minha e agora resisto a tentação de abraça-lo. 

-Olá, Rihanna. Quanto tempo? - Stu surge do nada abaçando-a. 

-Realmente, tenho que cobrar aquele wisky belga que você está me devendo. - ela o ameça. 

-Em breve, ele está te aguardando. - Stu levanta os braços em redenção. - Desculpa, atrapalhar vocês, mas o nosso carro chegou. 

-Mas já? Só consigo ve-lo correndo ruivo. Temos que marcar algo. - Rihanna diz e eu me lembro de algo. 

-Posso tirar uma foto de vocês? - aponto para a  camera na minha mão. 

Em resposta eles se posicionam um ao lado do, bato a foto rapidamente pegando o melhor angulo. 

-Sua vez. - Ed estende a mão e eu fico sem entender. - Tira uma foto com ela. 

Rihanna abre os braços e eu sinto vontade de chorar, mas me recordo da minha maquiagem impecável. Então, abro o  meu maior sorriso passando um dos braços pela sua cintura. 

Sim, estou agindo como uma criança conhecendo o seu personagem favorito da Marvel. 

Ed faz um joia, me entrega a camera e confiando nele nem confiro a foto. Nos despedimos dela meio contra vontade e seguimos para o local da festa promovida por um dos amigos do Ed. 

No caminho presencie uma cena que Nora e Nina se matariam para ver. O Sheeran trocando de roupa, na realidade só o terno. Substituiu por uma camisa branca e  uma jaqueta preta complementando com um boné igualmente da mesma cor.

-Não olha agora, mas a Cheery está na area. - Stu sussurra para Ed que se encontra ao meu lado enquanto aguardamos as nossas bebidas no bar. 

-Cherry? Tem certeza? -Ed franze a testa desconfiado.

-Conheço-a á anos. Reconheceria em qualquer lugar. - Stu responde como se fosse óbivio.

Tento puxar pela memória quem seria a Cherry e  primeiramente vem o Murray na mente, pois ele disse que o apelido dela era ''Tucano'' por conta do seu nariz e consequentemente me lembro dela dormindo com o Ed no sofá e se despedindo dele com um beijão. Ou seja, a ''namorada'' dele. 

Como um fantasma e o velho ditado ''Não vai morrer tão cedo'', a Cherry se materializa do nosso lado. 

-Acabaram de me avisar que você estava por aqui, mas custei acreditar. - Ed diz cumprimentando-a  com um beijo no rosto.

-Olha quem fala, o cara sensação da festa e do Grammy. Soube que deu um show parabéns! -noto seu sotaque igualmente ao do Ed porém bem mais forte.

Stu se retira e parece que apenas eu noto a sua saida. 

Quando a minha bebida finalmente chega percebo é a minha hora de sair de cena. 

-Cherry, essa é a Lia. - Ed fala antes que dê o primeiro passo. 

-Prazer. - ela me comprimenta com um abraço rapido me pegando desprevinida. - Seu vestido é lindo. 

-Obrigada, o seu também. - aponto para o seu vestido curto preto intercalado entre um tecido de couro e seda com estampa de tigre. 

Ed olha para ela, não da mesma forma que olha para mim, mas chegou bem perto. 

Então ele age assim com todas? Pelo visto sim. 

-Bom, eu vou no banheiro. Com licença. - viro a minha bebida de uma vez só e sinto a Gim tônica descer queimando a minha garganta. 

Dou meia volta e em vez de seguir para o banheiro, vou embora sem olhar para trás. 

Chego em casa o mais rápido do que pretendia. Encontro o Jonny  dormindo de jeito um tanto engraçado no sofá. Faço o mínimo de barulho possível, porém quando saio do banho me deparo com ele a minha espera na cama. 

-Olá, amigão. Não queria te acordar. - me sento ao seu lado, retirando a lente de contato e a maquiagem. - Fiz um bom trabalho hoje a noite, e conheci a Rihanna!

Ele abana o rabo animado, assim como eu. 

-Sim, foi a melhor parte da noite. - digo me alongando antes de deitar. - E poderia estar curtindo até agora se a opção não fosse ficar de vela. 

Tento me ignorar esse pensamento que me faz idealizar diversas situações. Antes de realmente tentar dormir, confiro o celular. Ignoro as mensagens que recebo de Ruan, Timmy e Nora sobre como está sendo a noite, decido responder isso amanhã. Vejo numa notificação no instagram e pisco duas vezes não acreditando no que vejo. 

Uma solicitação de amizade do @teddyphotos ou melhor Ed Sheeran. 

Entro no seu perfil antes de responder o pedido. Há fotos de shows, ele com alguns amigos, trechos das suas músicas que foram lançadas e para completar a minha surpresa uma foto registrada por mim, umas das filmagens de Shape Of You. Curto a foto propositalmente e em seguida aceito a sua solicitação. 

O pior que pode acontecer é ficar trocando likes como dois adolescentes. Ou um bando de fãs começar a pedir solicitação, já não basta a minha irmã e a minha melhor amiga....

 

Acordo na manhã seguinte e saio para correr com um dia ensolarado em Nova York com o Jonny, algo que não vinha acontecendo ultimamente. Pois, o Ruan normalmente dormia e amanhecia lá em casa atrapalhando de alguma forma a nossa rotina. Um dos lados negativos de se estar em um relacionamento, querendo ou não a sua vida muda inesperadamente e é como uma obrigação se adaptar ao do outro.

Confiro as noticias diárias antes de sair para uma reunião com a equipe e a primeira que me deparo está em todos os sites de informação possivel. 

''Novo romance? É o que parece! 

Após a festa pós- Grammy, ontem a noite, que contou com a presença de diversos famosos da música. O cantor Ed Sheeran deixou o local da festa por volta da meia-noite acompanhado de uma mulher. Segundo amigos próximo dele, o casal passou a noite toda juntos. Lembrando que a loira em questão é a mesma que foi vista em alguns flagras com o Sheeran durante as suas viagens do último ano. Então surge a questão: Por que não assume logo?'' 

 Encaro a noticia e a foto dos dois juntos na saída da festa, por alguns segundos confirmando a minha ideia que eles tem algo e pelo visto é só questão de tempo para se concretizar. 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham curtido.
Desculpe qualquer erro ortográfico!

Até logo....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...