História Café yaoi - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias SHINee
Personagens Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Minho Choi, Taemin Lee
Tags Key, Shinee, Taemin, Yaoi
Exibições 26
Palavras 3.635
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi III \o/
Espero que não liguem para a foto antiga, do Minho e do Jonghyung (escrevi certo? Oo) não é fácil encontrar fotos deles dois juntos, então não me julguem. Enfim, tá a e mas um capítulo, espero que gostem.

Capítulo 10 - Novas amizades no café....... e remoendo o passado. .


Fanfic / Fanfiction Café yaoi - Capítulo 10 - Novas amizades no café....... e remoendo o passado. .

Milimetros...... Eu ja podia sentir seus labios selados com o meu...... Eu queria..... Eu.....

-Taemin!... - Ouço a voz do Kim e rapidamente me separo de Jong e olho para escada. - Taemin... - Ele sorri. - Vamos?

- Sim, vamos - Eu olho para Jong e rapidamente subo a escada.

No quarto, apos eu fechar a porta, Kim vem ate mim e me beija. Eu tento o maximo responde-lo, mas não consigo. Kim coloca seus braços por volta de meu pescoço e olha para meus olhos.

-Oque houve? - Eu olho para seus olhos e na hora sinto angustia........ Eu queria muito falar pra ele sobre oque aconteceu ontem........ Mas não consegui. Apenas sorri e dei um selinho nele.

-So estou um pouco cansado.

- Quer se deitar? - Ele olhou pra mim preocupado.

-Não, não sou idiota de deixar o quarto para você arrumar sozinho. - Sorrio e dou um selinho nele. Depois coloco minha mão por volta de sua cintura e viro seu corpo para frente, para que ele olhasse para o lugar. - Bem, não parece ter muita coisa para fazer....... Eu acho que uma passada de pano, uma tirada de pó, arrumada no guarda-roupa e uma organizada no banheiro esta bom.....

-Uma organizada no banheiro não, tem que lavar o banheiro isso sim.

-Ok, ok lavamos o banheiro. Podemos começar ?

-Sim.

Kim pegou alguns produtos de limpeza, como sabão em pó, cloro e desifetante. Começamos pelo banheiro, depois fomos tirar o pó dos objetos. Foi onde organizando a gaveta do Kim que estava com as cuecas fora do lugar, achei uma caixa dentro de uma sacola preta escrito "Sexshop loja virtual". Peguei a sacola e retirei de lá uma caixa comprida rosa, abri,dentro forrado por um plástico de bolinhas tinha um vibrador azul, acho que tinha uns 16 a 18 cm de comprimento, o peguei e o olhei para Kim. Vamos brincar, faço cara de espantado e desapontado ao mesmo tempo.

-Você já tinha isso? - Kim tinha tirado a camisa, e estava apenas de shorts taquetel, ele estava segurando a vassoura enquanto varria em baixo da cadeira do computador.Ele parou de varrer e olhou para mim. Seu rosto ficou todo vermelho quando me viu segurando o vibrador. Na hora ele baixou a cabeça e olhou para o lado na tentativa de esconder o rosto. Larguei o pano e fui até ele - Isso é melhor do que eu? - Disse olhando nos seus olhos depois que levantei seu rosto. Seus olhos estavam expressando medo? Ou desapontamento?

-Não, eu apenas. ..... - Ele olhou para o lado.

-Apenas? - Incistir e o fiz me encarar novamente.

-Eu estava muito sozinho, e no dia que você passou a noite fora, eu queria muito fazer....... Então comprei um vibrador que por incrível que pareça chegou aqui muito rápido. Eu não tinha intenção de te trair me desculpe..... - Sorrio e o beijo intensamente. Segurando o vibrador o pego no colo, ele larga a vassoura e enrola suas pernas em volta da minha cintura e os braços em volta do meu pescoço. Vou com ele até à cama e o coloco lá. Retiro minha camisa e coloco o vibrador do seu lado...

- Tem lubrificante ainda? - Ele olha pra mim e sorri ofegante.

-Sim, tem ali no criado mudo primeira gaveta - Ele aponta para perto do computador. Vou até lá e pego o pequeno frasco. Me aproximo novamente da cama e me coloco de joelhos em cima dela.

- Kim, retire seu shorts e fique apenas de cueca. - Na hora ele me obedece e joga o shorts no chão. Sorrio - Agora com as suas duas mãos, segure suas pernas abertas assim... - Me aproximo e abro suas pernas, ele as segura e olha para mim - Não a soltem por nada ok?

- Sim.

Abro o lubrificante, após despejar um pouco em minha mão começo lentamente passar em seu pénis por cima da cueca. Kim olhava para minhas mãos e depois para mim. Era gratificante senti-lo ficar excitado enquanto eu espalhava o lubrificante por todo seu pénis. A cueca era branca, não demorou muito para que eu enchergasse seu pénis, deixei ele todo molhado. Depois comecei a massagear seu pénis até ele ficar rígido. Peguei o vibrador e o liguei na primeira potencia, tinha 5. Liguei e sentir aquele brinquedo vibrar em minha mão olhei para ele. Vi que umas de suas mãos estavam se aproximando do pénis. Rapidamente deixei o vibrador na cama e fui até o banheiro, peguei as tiras que tinha no meu roupão e no dele e voltei para o quarto. Quando me aproximei do Kim mostrei uma das tiras e sorri.

-O que você pretende fazer com isso? - Disse ele ofegante.

-Bem, eu quero você imóvel e pelo o que irei fazer com você, concertesa você irá se mexer e eu não quero isso - Me aproximo e amarro suas mãos em suas pernas - Quero que você veja isso como uma brincadeira, não estou chateado com o que você fez, pelo contrario estou surpreso,eu não dei nenhuma ordem onde proibisse que você se tocasse. Pronto - Sorrio e pego o vibrador - Vamos começar com a primeira potência. - Aproximo o vibrador no seu pénis, na hora vejo seu corpo dar um tranco para cima e sua boca abrir. Uso minha mão para colocar a cabeça de seu pénis perto do vibrador, onde a várias terminações nervosas, lugar perfeito para se provocar. Aumentei para a segunda e comecei a passar por todo ele - Esta bom Kim? - Ele não responde apenas olha para mim e morde o lábio inferior. Sorrio e aumento para terceira. Comecei a fazer pequenas sessões em cada parte de seu pénis, onde eu parava em cada parte e depois partia para outra.

Seu corpo começou a ficar quente, percebi isso quando pequenas gostas de suor começou a surgir em seus rosto e peito, me aproximei e o beijei logo aumentei para quarta,onde seus lábios abriram soltando um gemido fofo e gostoso, quando engostei o vibrador na cabeca de seu penis,sorri e dei uma pequena mordida em seu lábios inferior e depois o beijei novamente para amenizar a dor.

- Você sabia que amo seus lábios? - Parei de beija-lo e me afastei só um pouco dele, ele olhou para mim e mordeu o lábio inferior para me provocar. Vir sua pupila se dilatar quando ele olhou para meus lábios, levantando um pouco a cabeça ele me lambeu e voltou a se deitar e sorrio, não aguentei e o beijei novamente, entrelaçado minha língua com a dele num ritmo considerado por mim "dançante".

Quinta. Fui crucial para ele. Seu olhar não saia de minha mão quando eu pressionava bem suavemente o vibrador na cabeça de seu pénis. Seus gemidos invadiam o quarto, minha respiração estava na mesma velocidade que a dele, e eu estava muito excitado. Era muito lindo ve-lo daquele geito.... Tão frágil....... Sensível..... Meu Kim.

Ainda com ele amarrado, usei uma de minha mãos e retirei o seu pénis de dentro da cueca, aproximei o vibrador dele e Kim gemeu alto.

-Tae-San........ - Ele disse entre gemidos.

- Sim.......

- Eu..... Awnt~ - Os dedos de seus pés se comprimiram e ele gemeu quando pressionei o vibrador novamente em sua cabeça.

- Esta gostando de brincar com o vibrador Kim?.. - Seu olhos tinham se fechado, ele abriu apenas um e olhou para mim.

- Sim..m....... - Sorrio.

- Quero você.....

Deixando o vibrador um pouco de lado, vou até à escrivaninha e pego uma tesoura. Kim olha para minha mão sem intender nada. Me aproximo dele e começo a cortar sua cueca, como eu não iria desamarra-lo agora, o único jeito de tirar sua cueca era desse jeito. Cortei ela todinha e joguei os pedaços no chão. Posso parecer besta, mas Kim era muito lindo ereto..... Aquilo era uma visão que todo seme quer durante suas 24h de vida. Sorrio, deixo a tesoura de lado e uso minha mão para masturba-lo mais um pouquinho. Com pequenos movimentos de "vai e vem", continuo tirando gemidos de seus lábios.

-Uma pergunta..... - Começo a masturba-lo com a mão esquerda e uso a direita para pegar o vibrador. Ele olha para mim - Você já o usou aqui? - Encosto o vibrador em sua entrada que também estava molhada devido a quantidade constante de lubrificante que coloquei nele.

- Não.....

- Hum... Então você se masturbo encostando o vibrador no seus pénis enquanto você usava seus dedos para simular eu entrando dentro de você? - Começo a roçar o vibrador em sua entrada.

- Sim.....

- Interesaante........ Que experimentar?

- Ele vai.... entrar?...... - Nesse momento não aguento a acabo rindo dele.

-Não acredito que nessa altura desse campeonato você está com medo que o vibrador te rasgue?

- Não é isso........ e que......

- Que?

- Ele é maior que você.... - Rio novamente.

- Sim querido ele é, mas não ligo, por que o tamanho não diz nada. Pós o que diz e o jeito que você usa sua ferramenta - Sorrio - Vamos lá? - Ele confirma ao mecher a cabeça. - Ok. Acho que quantidade de lubricante está boa.

Com o vibrador na primeira potência, fui colocando nele bem lentamente. No decorrer do processo, Kim foi gemendo, não demorou muito para que ele entrasse todo nele, a única parte que ficou fora foi a parte da bateria e as dos botões que ficavam em baixo. Olhei para ele, para certificar que ele estava bem. Lábios abertos no formato de um "O" , olhos fechados e respiração ofegante....... Perfeito.

- Vamos aumentar isso.... - Dito e feito. Quando aumentei o vibrador na quinta potência, acertei em cheio seu ponto de prazer, o fazendo gritar e seu corpo ter um esparmo tão grande que o fez gozar na hora.

Me aproximei dele e voltei a marturba-lo, usei minha lingua para limpar-lo e o abocanhei..... Tá uma coisa que sou péssimo fazendo.... garganta profunda não é meu forte....... Lentamente passo minha língua por todo ele é vou até à cabeça, com ele em minha boca passo a minha lingua por todo ele e dou umas leves chapadas. Olho para ele e o vejo recuperar a respiração, enquanto olhava para mim com os olhos semi-cerrados.

- Pronto para o segundo round? - Digo enquanto me levanto e desamarro suas mãos e pernas o deixando livre, ele estica as pernas e mexe em seus pulços. Retiro meu shorts e cueca, me aproximo levanto suas pernas e retiro o vibrador de dento dele. Me posiciono e o penetrou de uma vez. Gemidos, braços em volta de meu pescoço, vem tudo ao mesmo tempo quando eu o penetro, pegando ele de surpresa. - Você está bem?

- Hum, hum...... Por favor..... se mecha..... - Sorrio e dou um pequeno beijo em sua orelha.

- Seu desejo é uma ordem. - Colocando minha pernas um pouco mas abertas, começo as primeiras estocadas bem devagar. Olho para Kim e o beijo. Aumento minha estocadas. Estabeleço um ritmo bom para mim e para ele e continuo até ele gozar, chamando o meu nome. Ainda com o mesmo ritmo continuo até gozar dentro dele.

Estávamos deitados nus e abraçados em cima da cama enquanto olhávamos a bagunça que ainda estava o quarto.

- Pensei que você só fazia sexo com camisinha - Ele olha para mim e sorri.

- As vezes esqueço..... - Sorrio de volta. - Como foi para você?

- Foi intenso - Ele morde o próprio inferior.

- Quer tomar banho?

- Você promete não me atacar? Temos que arrumar o quarto, e quanto mais demoramos a Mei irá brigar com nós.

- Porque tanto medo dela? Ela é apenas uma garota.

- Mei nunca foi uma garota normal, aqui e o habitat dela, nunca a subestime. - Kim se levanta da cama e estende a ama o para mim - Vamos?

- Vamos - Pego na sua mão e vou com ele para o banheiro.

Sim eu mentir sobre não atacar ele no banheiro. Depois que transar no banheiro e tomamos banho, saímos e vestimos apenas cuecas e shorts e terminamos de arrumar o quarto. Quando a Mei apareceu estávamos deitados na cama descansando, ela entrou olhou em volta e depois foi no banheiro, anotou algo em seu caderno e nos mandou descer para ajudar os outros que já estavam lá em baixo limpando o salão. Kim pediu para que eu vestisse uma camisa, eu obedece... Ele sorrio e me beijou, saiu da cama e foi atrás de uma camisa também.

Depois que ele se vestiu descemos para baixo. Estava apenas,Christian; Dong-yul; Shinso; Pyter; Piter; Levitt; Ivan e Miller. A tarefa parecia estar divida em duas, Shinso e Pyter varriam o chão enquanto Piter e Levitt já viam com dois rodos e balde passando pano de chão na parte que já estava limpa. Ivan e Miller limpavam as poltronas e algumas cadeiras com estolfamento macio, e Christian e Dong-yul limpavam as mesas e os panos que cobriam elas.

-Cozinha ou banheiro? - Kim olhou para mim.

-Acho melhor a cozinha, vai que só tem lousa para lava lá.....

- Pse... Vamos lá ver. - Terminamos de descer as escadas, passamos pelos meninos e fomos para a cozinha.

Bagunça total, Lousa para lavar, dois fogões para limpar, chão sujo, geladeira suja, armários que eram brancos estavam marrons. Engoli a seco e olhei para Kim.

- Apenas uma lousa para lavar....

- Haaaa pare de reclamar - Ele passa por mim e encosta a mão no meu rosto, caminha até à lousa e sorri - Sabia que possoas que sempre reclamam, são pessoas muitos estressadas?

-Então estou no topo delas. - Faço cara emburrada. Ele se aproxima de mim e me olhar com o olhar preocupado.

-Há algo que está te chateando e eu sei disso....

-Não há nada Kim, eu apenas es..... - Ele me pega de surpresa com um beijo enesperado e depois olha para mim. Com a mão em meu rosto ele frangi a testa.

- Quando você se sentir confortável, pode contar comigo eu estou aqui ok. - Balanço a cabeça confirmando. Ele sorri. E se afasta de mim e vai até à pia. - Eu lavo a lousa e você limpa os armários ok?

-Ok.... - Faço biquinho de desapontado

- Ei, pode parar com isso...

-Parar com o que?

-Com esse biquinho, desse jeito nem eu e nem você iremos terminar essa cozinha - Sorrio e vou atrás do produtos de limpeza. Era umas 15 postas para limpar, o que será que eles ficam fazendo aqui? .

Termino as gavetas e as portas do armário. Olho em volta e vejo que falta apenas dois, eles ficavam atrás de Kim. Rapidamente agilizei o trabalho e terminei, Kim ainda estava terminando a lousa, havia bastante panelas ali. Fiquei por um momento o observando.........Logo imaginei ele vestindo apenas um avental e sorri. Como ele era tentador empinado a bunda daquele jeito. Larguei as luvas que eu usava devido a alergia dos produtos que eu estava usando e me aproximei dele, assim ficando atrás dele. Ele não me notou, então aproximei mas meu corpo ao dele. Ele olhou para trás e sorrio. Aproximei meus lábios no seu pescoço e depositei um beijo ali.

-Nem pense fazer isso, se fosse no quarto eu aceitaria, mas não. Sossega o faxo que estamos em horário de serviço.

-Hummmm, mas nem um pouquinho? - Passo minhas mãos em volta de sua cintura e o puxo para perto de mim, de uma forma brusca e dou um selinho em suas bochecha.

-Não tae-san - Começo a subir sua camisa - Nem um pouquinho - Ele olha para mim e eu toco em seu mamilo, com a outra mão desço e paro em sua cintura.

-Sério? Não é o que o seu amiguinho aqui está dizendo - Desço minha o mão por dentro da calça e o toco - Esta excitado porque Kim? - Sussurro em seu ouvido e em seguida mordo sua orelha e ele solta um gemido na hora.

- Eu......

-Estou atrapalhando alguma coisa? - Quando escutei a voz, temi que fosse a Mei. Mas era apenas Jong e MinHo..... Olhando para ele sério, me separo de Kim, que pelo contrário com vergonha volta a lavar a lousa com o rosto todo vermelho.

-Não - Suspiro - O que quer?

-Quando sai do meu quarto - Ele vem caminhando até mim - Me encontrei com a Mei, que me pediu para avisa-lo que você já estava autorizado a me mostrar o café. - Para, me olha de cima a baixo e sorri - Vamos? - Olho para Kim - Pode deixar que MinHo termina de ajuda-lo - Olho de volta para Jong, que pisca para mim.

-Kim - Ele olha para mim - Irei cumprir a ordem da Mei e já volto ok?

-Ok - Ele sorri, eu me aproximo dele e o beijo. Quando volto a olhar para Jong mostro a língua e saio da cozinha.

Primeiro lugar que fomos ver, foi a sala de filmes yaoi, onde todo mundo sabe que acontece cenas yaoi explícita. Ele apareceu surpreso com o tamanho dela, tanto que ele entrou e foi a até as primeiras poltrona e se sentou lá. Logo depois se levantou e veio até mim.

- As clientes gostam do que vêem aqui? - Ele olha para mim.

-Sim, na minha opinião e a parte que elas mais gostam. Qual é a fujoshi que não gosta de um yaoi ao vivo?

-Parece que você sabe bastante sobre elas - Ele se aproxima de mim.

-Nem tanto. Bem.... e isso que a Mei disse à respeito delas. Você vai gostar delas são muitos carinhosas e bem observadoras, praticamente amam tudo que fazemos aqui. E uma coisa natural e bem divertida para elas - Sorrio.

- Fico feliz que achou algum tipo de diversão durante o tempo que estive fora.

-Não faz nem um mês que estou aqui.

-Mas foi um quase mês proveitoso, você se arrepende de alguma coisa? - Olho para ele se entender na onde ele quer chegar.

-Não, não me arrependo.

-Isso é bom - Ele vira as costas para mim e se senta na primeira cadeira da última fileira de frente pra mim. - Fui a casa de seu irmão, logo quando voltei a cidade, esperava ter boas notícias sobre você. Mas obtive o contrário, seu irmão disse que você mudou depois que eu fui embora, começou a se envolver com coisas erradas e sair muito à noite, eu soube até que você foi preso. - Ele me encarou sério, e eu revirei os olhos - Não revire os olhos para mim Taemin. - Ele se levanta na hora e vem até mim, me encara frente a frente. Imbecil...... Sempre se fazendo de vítima.

- Qual idade você acha que eu tenho? Você...Você achou que aquele garoto besta, infantil, idiota ainda estaria vivo depois do que você fez? Não se iluda querido, ele morreu...... Ele não está mas aqui, nunca mais - Dou tapas em meu peito - O seu egoísmo o matou com apenas uma tacada só. Então não me venha com sermão de irmão mais velho, porque eu já tenho um, e não preciso de mas um puxa saco no meu pé, me dizendo o que fazer. - Viro as costas para ele e saio da sala antes dele. No lado de fora eu ainda o espero mesmo sentindo raiva..... Do nada sinto uma lágrima descer pelo meu rosto, rapidamente a limpo e me viro de costas, dou logo de cara com ele. Respiro fundo e sorrio.

-Lee.... - Ele fala.

-Jong, podemos discutir esse fato depois? E que isso é problema pessoal e eu quero terminar o meu serviço se não a Mei irá nos cobrar. Bem a cozinha você conhece, os quartos.......Hum..... O Gustavo lhe mostrou na onde é o escritório da Mei?

-Sim. Quando cheguei aqui cedo, ela me disse tudo....

-Então porque será que ela me pediu que eu lhe mostrasse o café? - Olho para ele. - Enfim, de você me da licença preciso voltar ao meu trabalho. - Dou as costas para ele e sigo para a cozinha........ Qual é a da Mei?

Quando chego na cozinha, vejo Kim rindo junto com o MinHo, eles estavam limpando o chão, pelo jeito as outras pessoas não passaram por aqui para ajudar a arrumar a cozinha. Quando apareci na porta MinHo parou na hora e olhou para mim, como se estivesse cedo pego num ato criminoso. Ajuelhados no chão, pareciam que estavam brincando de jogar sabão um no outro. Sorri.

-Parece que estão se divertindo....

-Bem vindo tae-san - Kim na hora se levanta e vem até à mim e me abraça com as mãos cheio de sabão.

- Esse é o novo jeito de se lavar a cozinha?

-Você não sabe o que eu descobrir....

-O que? - Ele me solta e aponta para o MinHo.

-MinHo e o meu melhor amigo de infância.... - Ele sorri.

-Que coincidência Kim, o Min-chan támbem e o meu melhor amigo de infância - Jong, passa por mim e para na frente da gente e sorri.

-Sério, Tae-san porque não me falou dele?

-E Min, porque não falou para ele sobre mim? - Os dois olham para mim.

-Bem... E que não surgiu a oportunidade. Depois eu falo para você.

-Não Min, não precisa se preocupar a falo agora para ele.

-Estamos no horário de serviço, a Mei...

-A Mei não vai se importar, ne Kim?

- Acho que sim - Ele da de ombros

Olho para Jong sério e ele fingi nem ligar para minha expressão de raiva.

O que ele pretende fazer? 


Notas Finais


Pronto...
até o próximo. Tchau bjsss \o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...