História Café yaoi - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias SHINee
Personagens Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Minho Choi, Personagens Originais, Taemin Lee
Tags Café, Lemon, Romance, Shinee, Yaoi
Visualizações 37
Palavras 2.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii,tô repostando,mal pelos fã dela,mas prometo que não irei mais excluí-la, Seja Bem Vinda ao eterno Café yaoi .

Capítulo 1 - Descobrindo um novo hambiente


Fanfic / Fanfiction Café yaoi - Capítulo 1 - Descobrindo um novo hambiente


-lee…. Ei Lee - sinto algo me balança mas apenas não ligo e me aconchego mais no sofá -Lee… - que coisa chata…. Parece até que estou em um balanço…. “Um balanço amor,pode deixar que eu o farei viajar.. “ Uma morena de lindo peitões estava em cima de mim,na verdade ela estava cavalgando em cima de mim…. Olhando para ela percebo que é a tal atriz porno que eu estava assistindo tendo uma foda com um cara lá…. Eu me masturbei olhando como ela ficava excitada com estocadas brutas em seu corpo, e agora ela estava aqui em cima do meu corpo provocando aquele balançar enquanto remexia seu corpo por cima do meu pênis..

-Lee….. Lee… - ela gemia como no filme…. Minhas mãos iam em direção ao seus seios os pegado de leve e massageando… -Acorda imbecil - do nada a voz da atriz engroça e eu recebo um enorme tapa na cara,que doeu na hora e me fez fechar os olhos para absorver a dor.

 Quando abri meus olhos dei de cara com meu irmão.

-Qual e o seu problema hyung?

-Meu problema? Haa deixo ver.. talvez seja o motivo de você ter colocado esse pé cheio de barro em cima do sofa.

-Haa hyung me acordou por causa disso? Que saco me deixar dormi… - volto a fechar os olhos mas logo sou impedido por uma golpeda de cabo de vassoura em minha perna direita… -Ei!..

-Foi caminha com seus amigos denovo?

-Sim,aproveitamos e levamos algumas meninas para lá também….

-Insensivel, sai vaza do sofá eu tenho que arrumar sala antes de ir trabalhar… - diz ele me impurrando - Saiiii!!..... - ele me empurra para o chão me fazendo cair de bunda no chão.

-Qual e o seu problema em?

-Outro motivo também,de vez você ficar comendo meninas e meninos naquele morro,por não procura um trabalho?

-Voce fala como se eu fosse um estrupador ou pedófilo… - me levanto enquanto passava a mão na bunda para limpa-la.

-Quantos anos esse meninos e meninas que você sai tem?

-No mínimo 17 anos…

-Voce tem 24..

-Mas elas sabem oque fazem - sorrio malicosamente.

-Tá vou fingir que acredito… - dou as costas para hyung enquanto ia em direção a cozinha a procura de algo para comer,ontem a noite eu tinha ficado a madrugada toda jogando vídeo game e nem tinha sequer tocado no prato de comida e cima de minha cama.

-Ha achou um trabalho?

-De novo esse papo hyung - abro a geladeira e avistou uma caixa de leite,um pedaço de queijo branco e de goiabada,pego os dois e coloco em cima da mesa apor fechar a geladeira.

-E óbvio,já faz dois anos que nosso país morreram,eu entendia que você não achava trabalho a dois anos atrás, mais você já tem 24 e precisa me ajudar nas despesas da casa…. Eu não consigo pagar tudo sozinho,ainda tem a moto que precisa se paga.

-E o dinheiro de nossos país? - depois de pegar um copo e uma prato no armario, me sentei na mesa de frente para meu írmao.

-Acabou na semana passada eu disse a você, pelo menos o que tinha deu pra quitar as dividas e a venda da casa certinho.. agora temos que nos mantér e pagar a moto.

-Tendi - pego queijo e goiaba e coloco na boca de uma vez…

-Tendeu? Como assim tendeu? Lee você precisa arrumar um emprego,lá no meu serviço tem vaga se você….

-Não quero trabalhar no seu serviço de mariquinha,eu odeio escritórios.

-Se não quer trabalhar em um serviço de mariquinha,arrume um nessa semana porque ainda temos que pagar a hipoteca da casa,se você não arrumar nessa semana serei obrigado a arrumar um para você - ele me fuzila sério e depois me deixa sozinho na cozinha…

Droga….. de vida chata…

 Sempre que essa droga de que tenho que trabalhar,que temos contas para pagar……

Meu nome é Lee Taemin,tenho 24 anos,sou desempregado,livre e solteiro,moro com meu irmão mais velho que cuida de mim dês do acidente de carro do meus pais, onde eles morreram após se chocarem com um caminhão de carga. E triste? E sim mas a vida continua,amo festas e dançar,sou bissexual a dois anos…

 Depois de comer meu lanchinho da tarde,levo as coisas a pia e saio logo em seguida cozinha,encostado no batente da porta da sala fico observando meu irmão limpando a sujeira que a bota que estava nos meus pés tinham depositado no tapete e no sofá. Meu irmão era baixinho e tinha um 1’65 de altura,possuía 22 anos ,tinhas cabelos da cor preta e lisos da altura do ombro que agora estavam amarrados em um rabo de cavalo,ele estava usando um calça social preta junto da brusa branca e gravata por baixo de um avental azul com borboletas.

Eu por outro lado tinha puxado a altura de meu pai,1’75 meus cabelos eram curtos da altura da orelha e dar cor branca azinzalado por causa da pintura,eu naquela momento eu estava vestindo uma jaqueta preta de couro,uma calça também de couro e preta e uma camisa branca escrita “gay ao lado”.

-Vai ficar ae me observando até quando?

-Eu estava percebendo o quanto você puxou a altura de nossa mãe - sorrio e cruzou os braços - E também que meu irmão é uma ótima dona de casa.

-Idiota vá logo atras de um serviço - ele vem para cima de mim com a vassoura ameaçando me bater com ela,rapidamente passo por ele,pego minhas botas que estavam na porta e as chaves da moto no cabide e saio num pisar de um olho de casa.

 Lá fora o céu já estava se preparando para noite… ainda o tempo permanecia aberto mas o sol já estava dando seus últimos raios por hoje,minha moto estava estacionada na porta de casa,fechei minha jaqueta e montei na moto,como de costume checo os retrovisores porque sempre estávam embasados e por fim dou a partida indo para o centro de Apple..

 Apple era uma cidade pequena e praticamente escondida do mapa que tinha no Japão, porém cheio de pessoas e comércios,se você estava a procura de algum produto que não seja legalizado e que não tem mais nas lojas ou bancas? Só ir na Apple,uma cidade completamente ignorada pelo próprio país.

Tinha vários trabalhos ali,mas nenhum me parecia certo,eu não quero mal começar a trabalhar num lugar e ser preso no dia seguinte por estar envolvido em algo que os próprios donos do estabelecimento não me falaram antes de me contratar….. e também não quero me enfiar em um escritório cheio de nerds que concerteza não iram com a minha cara e por isso se sentiram conformados em carca todos os seus ódios por cima de mim.

Parei a moto na frente de um beco e olhei para o céu,já estava escuro e eu ainda não tinha nem ao menos perguntado em um lugar decente sobre alguma vaga de emprego… Droga como eu odeio essa vida de desempregado.

-Vamos logo antes que começa a sessão de yaoi - umas meninas aparecem do nada vestindo ainda uniforme escolar…. Parecia que elas tinham ficado o dia inteiro na rua e o último lugar que elas iriam seria aquele… num beco…. Quieto onde eu estava eu observei as meninas andarem até mais ou menos no meio do beco e abrirem uma porta preta e entrarem, liguei a moto e fui até lá.

 Em um beco pouco iluminado,um grande oultidor no topo das duas portas pretas estava escrito “café yaoi” e quase do mesmo tamanho em baixo escrito “Um afrodisíaco para as fujoshis”. A porta era grande e continha um enorme vidro preto,tornando impossível ver ou ouvir algo que tinha lá dentro. Ok vamos lá..

Encosto minha moto num poste que tinha lado do estabelecimento e usei minhas três correntes que eu guardava no banco da moto para amarra-la ali e logo entrei no estabelecimento depois.

Na hora sou envadido por várias vozes de mulheres e surpreendido pela quantidade delas que haviam ali dentro em um só lugar,sou então impurrando para dentro por causa da porta. O porquê que estavam todas ali?

O lugar era enorme e de onde eu estava dava para ver tudo, no lado esquerdo havia várias mesas e cadeiras com uma quantidade de meninas os ocupando,tinha alguns garotos la… No lado direito tinhas vários sofás grande que parecia que cabia umas cinco pessoas no mesmo,eles eram organizados uns de frente para o outro e tinha bastante meninas ali. No fundo tinha uma escada no lado esquerdo,e no lado direito tinha uma porta que ao me mover para o lado pude analisar sua estrutura de cofre,acho que ali era a dispensa ou alguma coisa do tipo.

 Quando eu estava preste a ver quantas portas tinha na parede do fundo,do nada surgiu uma garota sorrindo para mim em minha frente.

-Oi.

-Oi… - a garota possuía mais ou menos 1’65 de altura, ela vestia um mini terno que caia bem e perfeitamente no seu corpo, realçando seus pequenos seios e é claro suas lindas pernas ao usar saia. Seus cabelos eram pretos da altura do ombro,lábios rosados e grandes olhos azuis,ela era uma garota Linda.

-Sou kamajime Mei,a gerente-chefe desse café,posso ajudá-lo? - hum… logo a gerente-chefe atendendo os clientes? Estranho.

-Bem querida - eu me curvo para frente ficando na altura dela e sorrio,sua expressão apenas continuo normal sem ao menos se aterar com o meu jeito - Eu apenas estou olhando,mas se mas tarde ainda quiser me ajudar - lanço um sorriso malicioso. Ela sorri.

-Querido,quero apenas mostrar o lugar para você - ela se aproxima de mim, cruza seu braço no meu e me puxa para acompanha-la.

De perto pude observar as meninas e os meninos,todos aparentava ter 15 a 22 anos de idades,as meninas tomavam café e comiam bolinhos com sorrisos na cara,ao olhar para direta vejo dois garotos no meio de 6 meninas,um deles depositou um pequeno beijo na buchecha do outro e as meninas responderam dando gritos de alegria.

-Oque é exatamente aqui? - ela sorri para mim e aperta meu braço contra ao seu seio.

-Qual e o seu nome?

-Lee,Lee Taemin.

-Lee Taemin posso de chamará de Min-chan? - eu aceno com a cabeça confirmado - Min-chan aqui é um lugar reservado para acolher o público fujoshi e Fudanshi.

-Fujoshi?Fudanshi?

-Sim ambos são fãs da relação homossexual,muito dizem que nosso significado é oque nos decreve,isso é mentira, apenas somos garotas aproveitando do que temos direito,onde aceitamos as mudanças dos mundo dando apoio a novas pessoas de gêneros diferentes.

Aqui é como se fosse um teatro com incenacões verdadeiras, yaoi hard,lemon e shone-Ai são gêneros bastantes pedidos aqui onde partimos do básico para o mais explícito possivel. - ela para de andar e olha para mim.

-Eu ainda não entendi…

-Ok vamos ao exemplos - ela me puxa para o lado esquerdo,passamos por várias mesas cheios de meninas tomando um cefe ou comendo bolinhos e paramos de frente a dois sofás,onde havia meninas em um e dois meninos no outro,todos que estavam ali pararam e olharam para gerente ao mesmo tempo com cara de interrogação.-Boa noite meninas - Mei faz uma pequena reverência e volta a olha-los.

-Boa noite - todos repondem fazendo a mesma reverência,sem disser nada faço e reverência rapidamente e olho para eles.

-Min-chan,esses são Aki-Chan e Yosu-Chan,na vida real e na  interpretação eles são um casal de verdade. - os garotos eram jovens,o maior tinha um cabelo alaranjado do tamanho dos ombros e ele usava uma toca xadrez por cima,o menor tinha cabelos curtos da cor azul e usava óculos e tinha uma franja tapando seu olho esquerdo. Yosu-Chan era o maior e o Aki-Chan o menor. Eles usavam uma roupa como um uniforme,era um blazer azul com um  emblema dourado escrito alguma coisa,a calça social e preta,uma gravata xadrez com as cores azul e preta intercaladas e a blusa de baixo era branca - Meninos vocês podem continuar…. - o maior olha para o menor e lança um sorriso malicioso para ele que logo ficou com o rosto ruborizado.

 Com as meninas totalmente quietas,o Yosu-Chan tirou do bolso de seu blazer um pacote que continha palitinhos de chocolates,ele colocou um na boca e se aproximou do menor que em seguida abocanhou o palitinhos do outro lado,bem lentamente foram aproximando o rosto um do outro a medida que eles comia o palitinhos. As meninas que estavam assistindo permaneciam quietas fazendo pouco barulhos,tipo gemidos,quando finalmente os lábios se tocaram  Yosu-Chan e Aki-Chan selaram seus lábios num beijo batente excitante e molhado,dali onde eu estava podia ver as línguas deles se entrelaçarem e concerteza de onde as meninas estava elas podiam sentir a intensidade do beijo.

Se separando para respirar Yosu-Chan retirou os óculos do menor e avançou para cima dele o fazendo deitar no sofa.

-Beija…. - todas sussuram ao mesmo tempo - Beija… beija… beija..- quando os meninos se beijaram todas gritaram alegres ao mesmo tempo,eu olhei para elas e fiquei surpreso com suas reações,havia duas chorando de emoção,três praticamente com os olhos fixados no beijo que rolava ainda no sofá como se não tivesse acontecido e tinha duas com sangramento nasal.

-Elas realmente gostam disso? - eu olho para Mei.

-Sim,isso é o básico,apenas um demonstração de Shone-Ai, lá no fundo tem duas salas onde yaoi lemon que é apenas sexo dominador/submisso,nas mesas ao lado eles mostram apenas boys love,ou seja, demonstração de amor através de jestos considerados fofo e carinhosos para as fujoshis.

-Tendi.. - digo olhando em volta.

-Entao.. você aceita trabalhar aqui?

-Trabalhar? - olho para ela surpresa,além de ser diferente ainda recebo um oferta de trabalho?

-Sim,aceita ser nosso funcionario?

-Precisa de alguma qualificação?

-Não,apenas quero que você venha amanhã às 8h que conversaremos o resto ok?

-Ok..

-Entao até amanhã.


Notas Finais


Sejam bem vindas, estamos de portas abertas para nós divertir juntas até.ha e mal pelos erros


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...