História Cafeteria... - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Ally9999

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, Xiumin
Tags Chen, Exo, Grupo, Homossexual, Idols, Kpop, Romance, Xiuchen, Xiumin, Yaoi
Visualizações 7
Palavras 905
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLÁÁÁÁÁ LEITORES!! LEIAM AS NOTAS FINAIS :3

Capítulo 1 - Capítulo Único


                                                                                             Xiumin POV's ON 


 

Estava mais uma vez naquela cafeteria com ele... A cafeteria onde tudo começou.

 

Onde ele tomou coragem para me pedir em namoro, para falar que me amava pela primeira vez.

 

Nessa pequena cafeteria perto de sua casa.

 

Lembro-me tão bem de como nós nos vimos pela primeira vez.

 

Eu estava perdido na faculdade e me vi obrigado a pedir ajuda a um garoto um pouco maior que eu que estava com a cara emburrada.

 

E você me ajudou resmungando, mas ajudou.

 

E depois disso me chamou para tomar um café em uma cafeteria perto do colégio e de sua casa, e então começamos a conversar e conversar.

 

E depois de mais alguns meses viramos melhores amigos.

 

Depois um sentimento maior nasceu entre nós.

 

Até que nós nos tocamos que nos amávamos, e você resolveu me pedir em namoro.

 

Como esquecer do cara marrento da escola tremendo e suando quando veio me fazer o tão esperado pedido de namoro.

 

E da vez em que estávamos completando dois meses de namoro e você conseguiu perder nosso anel de namoro.

 

Quase te matei aquele dia.

 

Ah Kim JongDae, temos muitas memória boas juntos... Não é mesmo?

 

Rio por um momento de meus pensamentos.

 

- O que foi? – Me pergunta com um sorriso curioso, enquanto passava o indicador pela borda da xícara de café que agora estava vazia.

 

- Hum? – Eu estava longe, mesmo entendendo o que ele disse meu cérebro não conseguiu processar.

 

- Por que está rindo? Não lembro de ter contado nenhuma piada. – Um sorriso travesso estava prendendo minha atenção.

 

- Grosso! – Deixei um riso escapar e estiquei meu braço para lhe dar um soco, e o filho da mãe desviou.

 

- Mas falando sério, o que foi?

 

- Estava lembrando da época que deveria ter matado você por perder nossa aliança. – Ri e terminei de tomar meu café, agora simplesmente ficaríamos conversando até cansar.

 

- Olha, o amor não tem que ser simbolizado por objetos, o amor é um sentimento, ninguém pode solidificar um sentimento e o que eu sinto por você... – Não consegui me fingir de bravo, acabei rindo sem querer. Essa é a desculpa mais esfarrapada do mundo! - ...eu sei que você já me perdoou.

 

- Quem sabe. – Segurei a xícara com as duas mãos, aproveitando o calor que emanava da mesma antes que ficasse gelada.

 

- Você também tem os seus momentos.

 

- Tipo...?

 

- A vez que entregou meus materiais pra aqueles garotos e...

 

- Ah não! – Eu ainda me sentia culpado por aquele “incidente”.

 

- Agora você vai me ouvir! – Ele debochou e eu tentei protestar contra, mas ele levantou um dedo me fazendo ficar quieto. – Você sabe como foi ver meu material todo dentro de um vaso sanitário?

 

- Eu não sabia que eles iam fazer aquilo! – Mesmo preocupado eu continuava rindo, sabia que um dia iríamos rir dessa história.

 

- Como não? Você sabia que eu tinha problemas com eles, eu não te entendo Min-Seok! – Ele ria inquieto. Ok, isso demanda um pedido de desculpas e um pouco de drama, talvez.

 

- Eu pensei que eles estavam bonzinhos – JongDae me olhou incrédulo – MAS eu me arrependi, desculpe. – Fiz uma cara triste digna de papel na novela.

 

- Ah não Min...

 

Deu o meu sorriso mais largo e em seguida comecei a rir da sua expressão enraivecida. Ele esticou o braço e conseguiu me dar um soquinho, isso era uma das coisas que me deixava bravo.

 

- Por que eu nunca consigo desviar como você? – Coloquei a mão instintivamente no local do “soco”.

 

- Seus reflexos são péssimos. – Ele riu e começou a brincar com a xícara.
E de repente, tudo ao meu redor ficou silencioso. Eu só conseguia ver cada traço de JongDae em câmera lenta e minha mente girava ao redor de algo que eu não sabia o que era, mas o centro do que quer que fosse isso era com certeza ele.

 

- Droga JongDae. – Disse de uma vez, com a expressão séria.

 

- O que foi? – Soltou a xícara assustado.
Eu não deveria assustá-lo e nem queria, mas é tão difícil, olhá-lo praticamente todos os dias e não querer ele do meu lado. Não sei se eu sou muito ruim com palavras ou se é realmente um sentimento único que você descreve para os outros, mas é impossível de passá-lo. Kim JongDae...

 

- Eu te amo. – Abaixei meu rosto e apertei os olhos, não sei porque, mas me sentia totalmente idiota. Como um sonhador visto por uma pessoa realista e pé no chão.

 

- Ah MinSeok... – O ouvi se levantar e então agachar ao meu lado, suas mãos tocavam as minhas, um gesto para me reconfortar.

 

- Você sabe que eu também te amo! – Não consegui evitar dar um riso desesperado.

 

- Eu esperava mais romantismo da sua parte. – Sorrimos e nossos lábios juntos num piscar de olhos.

 

Nossas mãos se apertaram, o beijo suave. O típico momento em que você se permite aproveitar e viajar pra onde quiser, o mais longe possível. E o melhor disso foi senti-lo me acompanhar, o beijo era a passagem para irmos a qualquer lugar juntos. Me pergunto se ele se sente da mesma forma, até onde se permite ir ao meu lado, o quanto o amor lhe da impulso.

 

As vezes eu me pego em momentos de insegurança, ainda bem que ele nunca precisou justificar nada para me lembrar de tudo o que sente.
 


Notas Finais


Hey hey, estamos com mais uma fic nova (as loucas das fics) e gostaríamos que lessem, é muito importante para nós :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...