História Cafeteria - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Reunite, Words Challenge
Visualizações 7
Palavras 200
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Limerância (s.f.); estado cognitivo e emocional involuntário, no qual uma pessoa sente intenso desejo romântico para com outra pessoa.

Capítulo 28 - Limerância


Mesmo ele estando imerso em meio a flores, tão amarelas e cheias da mesma vivacidade que ele possuía em vida, aquela limerância que eu sentia para com ele não me deixava, eu desejava tão ardentemente que ele abrisse seus olhos novamente, nem que fosse para ter um último vislumbre do seu brilho acolhedor, para então nunca mais. Eu desejava tanto e tanto que meus pés não tivessem me levado até lá e flagrado você com ela, Caim, desejava tanto.

Falaram que foi assassinato, sabia? Rua errada, hora errada, latrocínio é o termo correto mas só vim a saber disso bem depois. Disseram também que o estado em que ficou foi deplorável mas a maquiagem que aplicaram em você foi muito bem feita, porém, não o suficiente para corrigir a sua morte.

“Você era amiga dele, querida?” Pediu-me quem reconheci como sua mãe, depois de boa parte daqueles que compareceram ao funeral já terem se retirado “Essa expressão em sua face mostra que era bem próxima dele. Você não era a famosa 'Miranda’, era?” Surpresa apenas acenei confirmando. “Caim me falou bastante de você querida. A menina da cafeteria. Encontrei algo no quarto dele com seu nome, um bilhete, quer lê-lo?” 


Notas Finais


E aí, o que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...