História Call me Daddy - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Daddy Kink, Daddykink, Shotacon, Sugajin, Yoonjin
Exibições 1.073
Palavras 894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Incesto, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLHA QUEM POSTOU CAPITULO

CAPITULO NÃO BETADO
Leiam as notas finais


AMO VCS
AMO VCS
AMO VCS
AMO VCS

Capítulo 4 - Primeiro dia


Yoongi   P.O.V

Sabe quando você sente seu cu trincar?

Quando a morte passa pela sua frente?

Quando seu coração só falta sair pela boca?

Então, era meu estado agora, aonde estou?

Estou em casa, vendado, peladinho da Silva, em cima de uma cama, e com um SeokJin com um chicote na mão muito irritado, porque? Porque segundo ele eu defendi o NamJoon

Flashback On

Quando eu escutei o NamJoon falar aquilo, eu juro, que quase chorei por ele, Jin o encarava como se fosse o matar, e o retardado ainda estava sorrindo simpático, pobre NamJoon, era um garoto tão gentil...

- Do que me chamou? - Jin perguntou com uma voz grossa e séria, e meu Deus, aquela voz me deu calafrios, Jesus Cristo.

- Ajusshi? - PORRA NAMJOON, TU É BURRO OU O QUE?

Eu pude jurar que vi o olhos do SeokJin pegarem fogo, sabia que ele estava com raiva, e se eu não o controlasse, ele iria partir para cima do NamJoon, e ia dar merda, muita merda, onde já se viu, um homem de 34 anos, batendo em um garoto de 16? Pois é minha gente.

Quando vi o Jin serrar os punhos, e dar um passo para frente, me meti entre os dois e encarei Jin com um sorriso amarelo.

- Jin... estou com fome... - Falei baixinho, com a voz mansa e fiz um leve bico, sabia que ele não resistia ao meu agyeo. Observei bem sua expressão e logo o vi relaxar, mas senti seu olhar duro sobre mim, pois é, estou fodido, nos dois sentidos.

- Certo, certo, vamos comprar algo - Saímos dali e eu dispensei o NamJoon em seguida, já que o Jin com certeza poderia, a qualquer momento matar ele, e eu não quero ser testemunha de um homicídio. Fomos ate a lanchonete, o Jin comprou pão com geleia de uva e um leite sabor morango para mim e em seguida rodamos o colégio - pois segundo ele, o NamJoon não iria me apresentar colégio nenhum, sendo que ele mesmo já o conhece -, conhecemos tudo e assim que o sinal bateu voltei pra sala e Jin para o trabalho.

Passaram - se 3 aulas, e o sinal bateu, fui ate o lado de fora e pude ver o carro do Jin ali, entrei no mesmo e fechei a porta, e já que os vidros eram fumé, totalmente pretos, dei um selar nele, logo o observando ligar o carro e ir a caminho de casa.

Assim que chegamos, sai do carro e abri a porta, entrei e fui direto para as escadas, mas travei ao escutar o Jin.

- Não pensei que esqueci o que fez hoje, quero você lá, agora.

Flashback off.

E bem, aqui estou eu, sendo amarrado por cordas, com uma amordaça em minha boca, e impossibilitado de usar meus sentidos de visão, tato e paladar, o que eu fiz pra merecer isso?

Senti Jin passar levemente o chicote por minhas coxas, e em seguida senti o mesmo ser desferido contra minha coxa, me fazendo gritar abafado.

- Por que o defendeu YoonGi? - O escutei perguntar, enquanto passava o chicote pelo meu corpo, o desferido em meus mamilos, me fazendo arquear as costas, puta que me pariu, como isso pode ser tão bom?

Escutei um estralo e logo percebi que ele jogou o chicote no chão, ao sentir sua mão passar por meu corpo, sua destra desceu ate meu membro e a sua mão esquerda foi ate uma das gavetas da comoda ao lado, pegando um vibrador, como eu descobri isso? Bem, depois de 2 anos, eu tenho que me localizar quando estiver cegado com uma venda né?

Senti ele ligar o vibrador e passar o mesmo sobre meus mamilos, em fazendo gemer alto, pelos céus, que delícia.

- Você vai pagar caro por o defender Yoonggie... - E após falar isso, ele desceu o vibrador ate a minha entrada, e sem mais nem menos me penetrou, arqueei as costas, gemendo alto, e tentando tocar em algo para aliviar o prazer sentido, com os olhos vendados, o prazer vem com tanta intensidade, que você fica louco, atormentado, querendo tocar algo, descontar aquele prazer, seja apertando, arranhando ou ate mordendo, mas como puderam perceber, estou completamente impossibilitado de fazer algo.

O senti se afastar de mim mas antes, retirando a venda, abri os olhos lentamente e o vi ja sentado em sua poltrona, me encarando sério, com um olhar quase arrebatador, ele estava definitivamente, me comendo pelos olhos.

- Ira gozar sem mim baby, sem me tocar, sem se tocar, apenas me olhando baby - E assim que ele terminou de falar, ele aumentou a velocidade do vibrador, me fazendo agoniar na cama em que estava preso.

Fechei os olhos e depois de certo tempo, senti um peso ao meu lado da cama, ainda estava sendo estimulado pelo vibrador, e assim que sentir o hálito quente de Jin, batendo em minha orelha, e sua voz em tom grave me dizendo palavras sujas, eu gozei, liberei todo o meu prazer, sem tocar, sem ser tocado, apenas com um vibrador, e com a voz do Jin em meu ouvido.

Eu estava esgotado, e como já era costume e o esperado, eu apaguei, meu corpo doía e eu estava mole, definitivamente, esse foi o primeiro dia de aula mais louco da minha vida.

 


Notas Finais


Perdoem meus erros e não desistam de mim.

Então, acho que demorarei mais para postar, pois semana que vem já é prova, eu to na última unidade, e tenho certeza que vou pra recuperação de matemática e física, psé é a vida

POR FAVOR NÃO ME ABANDONEM
AMO VCS
BJS
BYE


Espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...