História Call me later... - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Naruto, Sasusaku
Exibições 194
Palavras 1.044
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Meninas, só avisando que pelos comentários teremos muitas suspeitas se algo acontecer com o Kabuto, nunca vi tanto odio kkkk

Capítulo 6 - Capítulo 6


- Capítulo 6 –

 

 

-Eu devo estar louca... – dizia a si mesma quanto andavam lado a lado – Você me sequestrou e agora estou passeando com você.

-Ah! Foi por uma boa causa. – ele andava tranquilo com as mãos em seus bolsos – E antes que pergunte, não costumo fazer essas coisas.

-Era para me sentir privilegiada? – ele riu jogando a cabeça para trás.

-Viu? Já esta conseguindo até brincar. Mas esta certa. – ele parou ficando em sua frente, pegou sua mão esquerda e beijou – É um privilegio ter minha companhia de graça.

-Ah, obrigada então. – riu – Esse lugar é lindo...

-Que bom que já esta impressionada, assim não terei que me esforçar tanto. – pararam em frente do vendedor de picolés, pegando dois de chocolate – Todos gostam de chocolate e de mim...

-Suponho que convencido você sempre é.

-Claro que sou! Tenho que ser na minha profissão.

-Ah, é... Stripper... – ficou envergonhada, pois conversando com ele sempre esquecia desse pequeno detalhe. Ele pode ver como ela ficou desconfortável e sorriu forçado.

-Hey! Quer andar de barco? – apontou para o homem que alugava pequenos barcos no lago, a pegou pelo braço correndo até lá – Segure o meu, e não coma. – fez uma cara de bravo a fazendo rir fraco. Ele remou até o meio do lago, estavam entre outros casais, o que a fazia se sentir um pouco invejosa deles – Eu te trouxe aqui para o meio do lago para de contar uma coisa sobre mim, lembrando que posso te matar afogada aqui mesmo se rir.

-Isso não foi engraçado.

-Não era para ser. – ele respirou fundo rindo de olhos fechados – Sou stripper apenas para pagar minha faculdade, curso música, por isso as manhãs são tão ruins para mim, sempre estou na aula.

-O que? – não sabia qual era sua reação – Achei que estava sendo sequestrada por um bad boy... – começou a rir como a muito tempo não ria – Oh, não!

-Hey! Avisei que não deveria rir! – com o remo jogou agua nela a fazendo para no mesmo instante – As aparência enganam, não é?

-Realmente... – sorriu – Por exemplo quem diria que uma moça como eu... Jogaria agua em você! –com o outro remo ela começou uma guerra no meio do lago, os dois riam acertando a agua não somente neles como nas pessoas em volta.

 

 

Já havia anoitecido quando eles estavam em casa novamente, Sakura agradecia mentalmente de Kabuto chegar mais tarde que o convencional hoje, pois não conseguia se despedir de Sasuke, amava conversar com ele, era como se o tempo parasse para que os dois pudessem aproveitar mais ainda cada instante.

-Eu gostei muito de passar esse tempo com você. – admitiu a ele, o deixando ainda mais convencido.

-Que bom porque vamos passar mais tempo assim.

-Sasuke, eu agradeço por hoje, mas não pode acontecer de novo. – estando em casa, Sakura lembrava de sua dura realidade – Sou casada, não posso sair com você... – ele primeiro parecia triste ouvindo isso, mas depois ficou sério, cerrava os olhos como estivesse com raiva – Sasuke, esta bem? – ele se aproximava de si devagar, a respiração era pesada – Sasuke... – ela começava a ter medo – Sasu.. – foi interrompida, pela mão forte em sua cintura a trazendo para perto dele, o corpo quente dele pressionando o seu - ...ke... – ele a beijou com força, a prendendo contra a parede, derrubando o retrato de Kabuto que estava na parede. O beijo não foi longo, mas com certeza foi forte.

-Se ele te beijar assim essa noite. – disse assim que se afastou dela – Eu te deixo em paz.

Ele a soltou, quase a deixando cair se não houvesse a pequena mesa ali perto, e foi embora batendo a porta com força. Sakura ficou parada se segurando, se mantendo em pé, enquanto observava a porta fechada, o rastro de calor que ele havia deixado, sentindo o ardor em suas costas de onde ele havia pressionado.

 

 

Sakura não conseguia dormir, se revirava na cama tentando encontrar uma posição confortável para descansar, mas era como se houvessem espinhos naquelas cama, Kabuto tinha chegado a poucos minutos, pode ouvir a porta ser fechada sem cuidado por ele, mas ele não subirá. Pensava no beijo de Sasuke e tentava lembrar de quando ele a tocou, a beijou daquela forma e não conseguia lembrar.

Sentiu o jeito de álcool entrar no quarto antes mesmo do próprio Kabuto, estav de costas para ele, mas o sentiu se sentar na cama, tirar os sapatos. Quis se arriscar e ficou sentada atrás deles, tocou seus ombros delicadamente.

-Sakura, o que quer?

-Nada... – ela beijou seu pescoço, sentindo o perfume feminino – Aonde estava?

-Trabalhando, o que acha? – ele estava tenso, mas a deixou lhe tocar.

-Quer que eu prepare um banho? – desabotoava a camisa dele o dando um abraço, o cheiro de álcool era quase insuportável.

-Não. – assim que ela abaixou a camisa dele pode ver as costas arranhas, sentiu seus olhos encherem de lagrimas, mas não conseguia falar – Agora me deixe dormir, tive um dia cansativo. – ele tirou suas mãos dele e se deitou a deixando sentada na cama lhe encarando. – Amanhã teremos visitas.

 

Sakura cortava os legumes, cuidava o arroz que estava no fogo, o forno com a carne assando, tudo enquanto Kabuto bebia cerveja com um casal de colegas de trabalho, na sala, riam alto, e Yugao, ela tocava a todo instante em Kabuto, em seus braços ou suas pernas sem vergonha alguma.

-Precisa de ajuda? – Sakura se assustou com a presença de Orochimaru.

-Não, Orochimaru, esta tudo em ordem, obrigada. – agradeceu colocando os legumes na tigela, o sentiu se aproximar de si, olhou sobre seu ombro o vendo a analisar – Quer mais uma cerveja? – perguntou se virando rápido.

-Não, querida, minha cerveja está ótima. – tomou um gole se aproximando mais dela.

-Com licença. – pediu tentando sair, mas ele colocou o braço em seu caminho.

-Algum problema aqui? – Kabuto apareceu na porta para alivio da rosada.

-Não, amigo. Nenhum – Orochimaru respondeu encarando Sakura – Vou fazer companhia a Yugao.

-Ah, Kabuto. – Sakura se aproximou dele aliviada.

-O que foi aquilo, Sakura? – ele a segurou pelo braço com força – Deixe de ser vadia! Não quero ver você perto do meu amigo, entendeu? Ou vou ter que fazer entender novamente? – ele pressionou o rosto dela e a soltou em seguida a deixando na cozinha só.


Notas Finais


Admito que agora até eu sou suspeita se ele sumir!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...