História Camila on Rainy Days - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Drama
Exibições 57
Palavras 1.212
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Romance e Novela, Sci-Fi, Violência, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bons feels!

Capítulo 21 - Bateria: 00:00:00



Bateria=00:05:36  
Na frente da não existente loja de partes sobressalentes, eu congelei. 
Eu não sabia o que fazer. 
Eu apostei a minha última esperança, arrastando o meu corpo pesado para vir aqui. 
Eu não considerei o que aconteceria depois. 
A 'chuva' que me afetava estava ficando mais e mais terrível. As incontáveis linhas brancas que cobriam a minha visão aumentaram drasticamente, os fragmentos de visão que me restavam eram pressionados pelos sons da luz. 
Sem saber o que fazer, eu me apoiei na rua com a minha cabeça. 
O que eu devo fazer? Dinah, o que eu devo fazer? 
Deveria voltar agora? Impossível. Não tenho energia o bastante. Fora isso, se a minha bateria fosse usada na volta, só a morte me aguardaria. Isso mesmo, bateria. Não importa o que eu faça, a primeira coisa que eu tenho que considerar é a bate— 
Naquele momento, o meu corpo convulsionou violentamente, eu me lembrei de uma coisa. 
Isso mesmo, a residência Umbrella. Eu posso recarregar se chegar lá, e posso me consertar também. Três meses já se passaram, eu ainda posso entrar? Será que a residência Umbrella foi demolida? 
Para jogar fora a hesitação, eu balancei a cabeça. Essa não é a hora pra pensar, o único lugar que eu posso ir é pra lá. Eu quero ir, e só posso ir pra lá. 
Não pensando no meu corpo cansado, eu usei o resto da minha energia para levantar o meu braço. 
Eu estendi o meu braço e segurei na superfície da estrada como uma última esperança. 
Porém. 
— Cuidado. 
Uma voz eletrônica falou no meu circuito mental. Ela parecia com o som emitido por um dispositivo de eletrocardiograma quando o coração para de bater. 
A fria, esperada voz eletrônica deu o aviso mais terrível. 
— Depois de cinco minutos, a bateria vai acabar. Por favor recarregue imediatamente. 
É uma declaração de morte. Declarando que eu só tenho mais cinco minutos de vida, uma declaração impiedosa. 
Isso não é justo. Como as coisas acabaram assim? Eu bati na rua com o meu braço. Dor e desespero fizeram raiva surgir no meu coração. 
Mesmo assim, eu continuei estendendo o meu braço direito. Como se quisesse pegar nas mãos a minha última esperança, eu coloquei os dedos na estrada, arrastando o meu corpo pra frente. Tubos ficaram expostos na parte inferior do meu corpo novamente. Quando os tubos entravam em contato com a rua, eles emitiam um irritante barulho metálico. Mesmo assim, eu continuei a estender o meu braço. Estendendo o meu braço de novo e de novo, de novo e de novo. 
— Restam três minutos. Por favor recarregue imediatamente. 
O tempo passava impiedosamente, o meu braço ficava cada vez mais pesado, deixando o meu corpo ainda mais difícil de mover. Era como se o ar estivesse pressionando o meu corpo com força. Mesmo assim, eu ainda usava o meu único braço para me arrastar pra frente com todo o meu esforço. 
— Restam dois minutos. Por favor, recarregue imediatamente. 
As chamas de força e vitalidade rapidamente diminuíram dentro de mim. Meu voto de salvar Dinah parecia uma memória distante, perdendo a forma gradualmente. Minha alma foi arrancada das profundezas do meu corpo. Restam quarenta segundos, trinta, ahhhh, vinte, dez— 
— A Bateria acabou. Sistema desligado. 
Ahh, acabou, acabou, eu estou desaparecendo, desaparecendo, minha vida, a vida de Dinah, isso é ruim, está brincando, como, como eu posso, aqui, eu, eu— 
No momento que o meu coração estava prestes a cair em desespero. 
Uma voz subitamente soou no meu coração. 
—Camila Rain Umbrella! 
Era uma voz majestosa e poderosa. 
—Não seja tão ingênua! 
Ela me balançou. 
—Certo, vá! Rápido!  
– UWAAAAAAAAAAAAAA!!
Eu gritei. A voz que parecia o rugido de uma fera selvagem não soou nem um pouco como a minha voz. 
Eu usei a pequena chama que restava no meu corpo para levantar o meu braço direito. 
E então. 
Como um carro mudando de marcha, algo surgiu rapidamente dentro do meu corpo. O sistema que havia desligado acordou gemendo, enquanto o meu circuito mental ficou quente, queimando até o ponto em que ele quase derreteu. A lava de energia surgiu das profundezas do meu corpo, fazendo eu me mover energeticamente. 
Eu levantei o meu braço direito como se estivesse socando o ar, socando a rua para ir pra frente. A energia no meu corpo estava concentrada nas pontas dos meus dedos, arrastando o meu corpo pra frente. 
—Camila! 
As palavras da Dinah me motivavam fortemente. 
—Tenha coragem! 
Faíscas voaram na superfície da estrada. 
—Você precisa ter a coragem de viver mesmo se estiver sozinha! 
Isso mesmo! Tenha coragem, Camila Rain Umbrella! 
Eu levantei o meu braço poderosamente. Pra frente, pra frente, mesmo se só um pouco, eu joguei o meu braço pra frente, agarrando a estrada, o futuro, e a promessa que eu tinha feito pra ela. 
—O mundo não é tão simples! 
No furacão, eu usei toda a minha força, estendendo o meu braço para o futuro. 
—Se você enfraquecer, vai virar sucata! 
Meus pensamentos ficaram confusos no meu corpo superaquecido, e os dados também ficaram confusos. As memórias eram como um álbum rasgado, fragmentos do passado dançando no ar. Os fragmentos rasgados de memórias dividiam a minha vida em algumas partes, a vida feliz com a Professora, o súbito adeus, os membros cortados, eu depois de mudar, movendo os matérias de construção, tripas, intestino, Dinah, Normani, escapando, raios laser, gigante flamejante— todas elas levantaram o meu corpo abruptamente, empurrando as minhas costas. 
Porém, no instante seguinte. 
— Hã? 
Os fragmentos de memórias começaram a descolorir, furar e me perfurar maliciosamente. Essas eram as memórias seladas nas profundezas da minha mente — uma casa não familiar, sendo batida, sendo chutada, sendo queimada, escapando, escapando, carros, ahh, meu braço quebrou, minha perna também quebrou, eu estou amassada, esmagada, está chovendo, estou sozinha, tão solitário, o que é isso, as memórias, eu, não, me lembro, toque, dor, tristeza, todas essas giraram no meu corpo, comprimiram, vazaram, ahhh, ódio, eu odeio o frio, eu odeio a solidão, por que eu esqueceria, por que eu lembraria, eu fugi, da casa, minha família que me machucou, fugindo, escapando, arrastando meu corpo, arrastando, sendo esmagada por carros, mas arrastando o meu corpo mesmo assim, isso mesmo, naquele, dia chuvoso, eu, eu, eu, aquela pessoa aquela pessoa aquela pessoa. 
Naquele momento. 
Abruptamente. 
Realmente abruptamente. 
Como se eu apenas fosse separada do mundo, o tempo parou. 
Começou a chover. 
Bateria=00:00:00  
Mas a Professora, minha Professora estava realmente lá, ela estava sorrindo pra mim. 
Eu perdi toda a minha energia, mas estava aliviada. Uma emoção surgiu nas profundezas do meu corpo, e eu olhei para a Professora. 
Ahhh, Professora. Você está viva. Por que você não disse antes? 
Professora, espere por mim. Eu estou indo agora. 
Alias , Professora. Por que parece que você está diferente hoje? 
Por que você não está usando os seus óculos hoje? Você deixou eles em casa? 
Por que você não está usando a caixa de cigarros no seu pescoço hoje? Ahh, é porque ela está nas minhas mãos, eu vou devolvê-la agora mesmo. 
Por que você está usando um vestido branco hoje? É diferente do jaleco branco que você normalmente usa. Nós temos esse vestido lá em casa? 
E, e, Professora, Professora— 
Por que você está de pé no centro da fonte hoje?


Notas Finais


Eita ;-; estamos nos caps finais.
Eai gostaram? Sorry qualquer erro e até o próximo cap! ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...