História Caminhando sob o mesmo céu Azul - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Hyoga de Cisne, Ikki de Fênix, Lyfia, Marin de Águia, Mascára da Morte de Câncer, Miho, Mu de Áries, Poseidon, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Shaina de Cobra, Shaka de Virgem, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Andrômeda, Sorento de Sirene, Thetis de Sereia, Tokumaru Tatsumi
Tags Cavaleiros De Ouro, Cavaleiros Do Zodiaco, Eire, Hyoga, Ikki X Miho, Miho, Mino, Minu, Poseidon, Saint Seiya, Saori, Saori X Seiya, Shina
Exibições 74
Palavras 4.305
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente vocês me perdoem se acharem alguns errinhos mas é que to com a vida meio agitada e aos poucos vou relendo as vezes o cansaço não deixa a gente enxergar direito.

Capítulo 3 - Revelações Obscuras


Fanfic / Fanfiction Caminhando sob o mesmo céu Azul - Capítulo 3 - Revelações Obscuras

Thetis: Olá Seiya! Olá cavaleiros de Athena e amazonas o que querem?

Shina: Viemos falar com o seu mestre.

Thetis: Ora, ora se não é a Shina, ainda não terminamos aquela batalha!

Shina: Se quiser podemos resolver agora!

Seiya: Que climinha é esse? VAMOS PARAR COM ISSO!

Thetis: Hahahah o senhor Poseidon já espera vocês no templo.

Marin: Otimo! Então sigamos para lá!

Enquanto caminham Shiryu tenta indagar Thetis

Shiryu: Thetis sabe algo sobre o maremoto que houve no Japão?

Thetis: Desde quando o senhor Poseidon foi atingido, andam ocorrendo alguma catástrofe, ainda não se sabe de onde partiu o ataque.

Os cavaleiros de Athena se entre olham sem entender o que pode ter acontecido e após uns 15 min de caminhada eles chegam ao pilar principal e na escadaria do Templo de Poseidon está Sorento com sua armadura.

Sorento: Olá cavaleiros...E é claro amazonas.

Seiya: Viemos ver seu mestre como ele está?

Sorento: Calma Seiya não vai me apresentar?

Seiya: Ora...você já sabe quem são todos essa é Shina amazona de cobra e essa é Marin minha mestra amazona de águia este é Sorento de Sirene.

Sorento se dirige a Shina e beija sua mão e a seguir faz o mesmo gesto com Marin.

Sorento: Bom, meu senhor está nos seus aposentos, por favor, queiram entrar.

Hyoga olha para Shiryu com ar de suspeitas e enquanto caminham comenta sussurrando para o cavaleiro de Dragão

Hyoga: Será que pode ser uma armadilha? Não gostei nada da postura da Thetis.

Shiryu: Vamos ficar atentos tudo é possível.

Sorento abre a porta e todos adentram aos aposentos de Poseidon que está pálido e moribundo. Fraco Poseidon começa a revelar a Seiya os fatos que ocorreram.

Seiya: Julian o que houve?

Julian: Eu fui Atingido no momento em que invocava as armaduras para os cavaleiros de ouro na batalha contra Hades.

Seiya: Mas essa batalha já terminou tem muitos meses. Depois disso ouve até um combate dos cavaleiros de ouro em Asgard, eles morreram,  porém misteriosamente foram ressuscitados. Você já sabia algo sobre isso?

Julian: Estou ciente Seiya. Eu fui atingido e venho sentido os efeitos ao logo dos meses, existe algo dentro de mim que esta me matando aos poucos.

Seiya: Foi Hades que lhe atingiu?

Julian: Não!! Era um cosmo muito poderoso até cheguei a achar que foi Hades, mas hoje tenho certeza que não foi.

Seiya: Como sabe?

Julian: Porque a pessoa que me atingiu deixou algo vivo me consumindo dento de mim, e já Hades seu cosmo está adormecido não tendo como manipular esse tipo de coisa. O pior de tudo Seiya é que essa coisa está consumindo o cosmo de Poseidon que esta dentro da ânfora.

Seiya: O que?

Julian: Sim de alguma maneira ele está me matando.

Julian faz um movimento brusco ao falar.

Julian: Ai que dor...

Sorento: Acalme-se.

Julian: Se o cosmo de Poseidon desaparecer haverá um desequilíbrio grande na terra. Assim como o cosmo de Hades não pode ser destruído, caso ocorresse todas as almas voltariam para o mundo.

Seiya: Eu entendo Julian.

Shiryu: O universo é um equilíbrio Seiya, por isso o mar esta avançando para a terra. É cerca de tempo tudo está inundando novamente.

Julian: As últimas semanas eu senti os efeitos do ataque ainda mais forte, mas ao longo desse tempo eu pedi a Sorento que investigasse e descobrisse uma cura.

Shun: E por que não nos avisou para ajudarmos.

Sorento: Eu o aconselhei que não falasse nada afinal existem muitas coisas ocultas nessa história.

Shun: Se você sabe a verdade diga, temos a intenção de ajudar.

Sorento: Existe Alguém querendo impedir que os deuses reencarnem novamente. E o próximo alvo será Athena. Soube que Hilda morreu.

Hyoga: sim mais Lyfia assumiu o seu lugar.

Sorento: Entenda, as coisas são mais graves do que você pensa, Lyfia não é nascida sob a estrela de Odin ele apenas possui seu corpo para conseguir comunicar suas vontades como um fantoche diferente de Hilda e você Shun. A qualquer momento o reino de Odin corre perigo.

Shiryu: Diferente da Eire também Hyoga.

Sorento: Lyfia age como representante, mas ela não tem o cosmo próprio igual a uma pessoa nascida sob a estrela de um Deus ela precisa de um treinamento o seu cosmo Shun é independente, você é o que chamavam na velha Grécia de semideus. Um cavaleiro comum disperda seu cosmo um semideus, já nasce com seu cosmo divino que se manifesta até mesmo quando são bebês, como por instinto.

Shun: Antes de partir para o oriente meu mestre Albion me disse que eu já tinha despertado meu cosmo antes do sacrifício para a armadura de andrômeda eu não entendia isso na época mas agora entendo o que quer dizer sorento.

Seiya: Entendi Shun, o caso é que estão agindo aos poucos desestabilizando as forças assim como Hilda adoeceu de repente e morreu agora você está morrendo Julian.

Julian: Seiya minha divindade foi atingida... Isso significa que meu corpo físico não vai se recuperar.

Marin: Entendemos tudo, mas há algum meio de evitarmos sua morte?

Julian: Sorento conte... á eles.

Sorento: Somente Gaia pode salvar o mestre.

Marin: Pera ai, mas Gaia é...

Sorento: A mãe de tudo e todos.

Seiya: Espera essa historia está se tornando um pouco pesada, mexer com os Titans  pode ser perigoso eles foram aprisionados por Zeus no passado Aiolia lutou contra os Titans e pelo que soube os filhos de Gaia tentaram libertar a Mãe.

Shiryu: Seiya ela vive no olimpo segundo meu mestre Dohko, ele me contou certa vez dessas batalhas do passado e que Gaia está ao lado de Zeus no Olimpo.

Sorento: Exato ela se arrependeu vendo o grande mal que Cronos e seus filhos iriam fazer.

Julian: Vou contar a vocês sobre a grande mãe, Gaia era esposa de urano e criadora dele. Gaia era a terra e Urano o céu, ela o fez para que ele a cobrisse e também para que os deuses tivessem um lar eterno. Junto com urano ela gerou os 12 titans entre eles o terrível Cronos e também os gigantes e os ciclopes, mas Urano prevendo que no futuro os ciclopes e dos gigantes se tornariam ainda mais poderosos, cerrou todos dentro do útero de gaia novamente que sofreu todas as dores do parto de todos os filhos sem poder dar a luz.

Shina: Que deus Cruel e vaidoso.

Julian: Sim... Então Gaia clamou pelos seus filhos Titans, mas somente Cronos aceitou conspirar conta o próprio pai pois odiava sua vaidade e luxúria. Então Gaia tirou do peito o Aço e Nix deusa da noite ajudou a forjar a foice dentada. Quando Urano desceu para se unir a Gaia foi surpreendido por Cronos separando assim o céu e a terra eternamente!

Shiryu: Está parte eu conheço após arrancar os testículos de seu pai...

E fazendo cara feia os demais cavaleiros falam:

Seiya: Nossa!

Hyoga: Que brutalidade!

Shun: Doeu em mim só de pensar.

Sorento: Acho que ninguém aqui queria está no lugar dele.

Shiryu: Bom... eu dizia que após Cronos ter cortado os testículos de seu pai.

Todos fazem cara feia novamente até mesmo o moribundo Poseidon

Marin: Conclua Shiryu...

Shiryu: O sangue de Urano caiu sobre Gaia e da terra saíram monstros terríveis e assim Cronos tomou posse do trono do pai e ajudou a libertar os irmãos gigantes e os ciclopes, mas prevendo o mesmo que o pai previu sobre o poder deles resolveu os trancar novamente e então sua Mãe se enfureceu novamente por conta do egoísmo de Cronos e tramou contra seu filho.

Julian: Isso mesmo Shiryu ele assumiu o trono e tomou a própria irmã como esposa ela se chamava Reia,  mas Urano seu pai o havia adivertido que assim como aconteceu com ele um de seus filhos tomaria o seu trono e então cada filho que nascia de Reia ele o devorava.

Shina: Que coisa horrível ele devorou os próprios filhos por egoísmo.

Julian: Sim! O último a nascer foi Zeus só que Gaia ajudou minha mãe esconder ele bem a tempo em uma caverna em Creta na grécia aonde meu irmão pode crescer. Minha Mãe não entregou ele ao meu Pai ela apenas entregou uma pedra em seu lugar!

Shina: Ele deve ter ficado furioso.

Julian: Sim e muito, mas Zeus cresceu e com ajuda de Gaia declarou guerra contra seu próprio pai e aos Titans, durante 100 anos nenhum dos lados venceu então Gaia jurou a Zeus que se ele fosse vitorioso se tornaria soberano de todo o universo então ela disse para Zeus ir até o tártaro e que libertasse os 3 gigantes e os 3 hecatônquiros com ajuda deles Zeus venceu os titans mas Zeus querendo se livrar deles fez um acordo para que eles vigiasse os titans no tartáto.

Gaia se enfureceu com isso e houve uma terrível guerra, porém no meio dessas batalhas Gaia criou uma planta que dava imortalidade ao ser comida, mas Zeus sabendo que a planta necessitava de luz para crescer ordenou que helios, Selene,  Eos e as estrelas que não subissem aos céus foi então que ele encontrou a planta e a destruiu.

Após uma sagrenta batalha Zeus triunfou, ela cedeu ao acordo de Zeus e jurou que jamais tentaria destruir seu governo então Zeus a recebeu no olimpo como Titan olímpica

Porém existe uma lenda na qual conta que Gaia protegeu uma semente dessa planta como forma de promover a divindade aos homens para se redimir do mal que causou, a planta dá pomos dourados que dão  imortalidade ao homem a lenda conta que está árvore está escondida no jardim de Hera.

Hyoga: Existe na mitologia nórdica sobre essa maçã o próprio Odin se alimenta dela, mais uma coisa sei, foi Heracles que a roubou e Athena a devolveu para o jardim é a mesma maçã da deusa Eris.

Sorento: Eu investiguei durante uns meses e fui até a Áustria atrás de minha bisavó ela é historiadora e arqueóloga e me contou sobre a existência de um pergaminho aonde a própria Athena relata o local aonde está essa árvore, ela me disse que fica em algum local ao norte da ilhas neozelandesas e não ao extremo ocidente como indica algumas escrituras antigas.

Shun: Para esses lados são as ilhas Phoenix.

Sorento: Esse território é do Santuário não é mesmo?

Seiya: Lá é situada a Ilha da rainha da morte é o local de onde vieram os cavaleiros negros é um lugar que chamam também de inferno na terra, eu acho impossível esse tipo de coisa por lá.

Sorento: Durante a investigação minha avó se lembrou de um nome e eu cheguei até uma mulher chamada Penélope que diziam ser louca por falar a todos que a filha era uma divindade a moça deve ter hoje uns 26 anos.

Hyoga: Nossa sua avó com certeza deve ser centenária e ainda lembra bem das coisas.

Sorento pigarreou e concluiu:

Sorento: Essa Penélope tem um boletim de ocorrência informando o desaparecimento de uma menina. Eu fui até a ilha e falei com o delegado misteriosamente essa Penélope desapareceu, mas tem um retrato falado do sequestrador da menina, veja isso.

Seiya: Não é possível!

Shiryu: Conta! O que vocês estão vendo?

Shun: Você não vai acreditar, mas o sequestrador é a cara do senhor Mitsumassa Kido.

Julian: Kido? O avô da Saori? Eu não o conheci, mas essa é a fisionomia dele?

Seiya: Um pouco mais jovem mais é ele mesmo. Temos que voltar ao santuário e esclarecer algumas coisas.

Shiryu: Seiya a Saori nem deve ter conhecimento desse fato.

Seiya: Ela não, mas eu sei que pode ter.

Julian: Seiya a lenda conta que há guerreiros protegendo o local.

Seiya: Não vai ser fácil temos que achar o local, a planta e então trazemos para você. Isso virou um assunto do santuário.

Julian: Se essa moça for uma divindade e Penélope realmente esta relacionada á Gaia, vai ser ainda mais difícil pois quem poderia me salvar esta perdida.

Seiya: Acalme- se!! Vai dar tudo certo.

Sorento: O delegado me disse mais coisas, além dele ter roubado a moça ainda bebê esse homem era amante dessa mulher que era uma jovem viúva, a bebê não era filha do homem que a levou, essa menina se ela for realmente Gaia ou uma representante ela pode até mesmo gerar um Titan, geralmente essas moças de Gaia tem características bem doces e rosto delicado, são amáveis com crianças e gostam da natureza e principalmente costumam ser castas, se esse sequestrador sabia de sua divindade com certeza sabia dos risco dessa garota gerar até mesmo um demônio.

Marin: Um demônio? Como as bruxas?

Julian: Sim o culto a Gaia é ligado também á religião Wicca, muitas seguidoras de Gaia foram mortas na inquisição por isso são reclusas, nessa época houve uma conspiração para acabar com todas elas, mas algumas foram salvas misteriosamente. O fato é que a moça é muito preciosa e o seu sangue é mais precioso ainda principalmente o virginal quando ela se entrega a um homem ele leva parte do seu poder com ele se tornando mais forte. O Ventre de Gaia é muito poderoso.

Então Julian abre um largo sorriso.

Shina: Haaa.. Já entendi o que o senhor quer.

Julian: Não é nada disso que você está pensando, porém se ela quiser e for uma bela mulher como você eu não recusaria não sou louco, porém preciso que ela derrame parte do sangue dela em um ritual com a planta.  

Shina: Eu agradeço o elogio, mas não será tão fácil encontrar essa moça.

Julian: Tem um belo rosto mulher não deveria usar essa máscara, mas isso não é da minha conta, agradeço se puderem me ajudar. Quero enviar meus guerreiros com vocês.

Seiya: Não é necessário, os deixe lhe protegendo, tanto você quanto Saori devem ficar bem protegidos, alguém pode se aproveitar desse momento e atacar.

Julian: Eu entendo. Sorento dê o seu contato a Seiya para que ele lhe de informações.

Então Sorento escreve seu contato em um papel e entrega a Seiya.

Seiya: Agora precisamos partir.

Julian: Espere fiquem essa noite, já é tarde e vocês precisam dormir.

Seiya: Vocês concordam em ficar?

Shiryu: Acho muito necessário Seiya, não sabemos o que vamos enfrentar nessa jornada.

Sorento: Eu vou indicar os aposentos de vocês.

Hyoga puxa Seiya e fala.

Hyoga: Essa altura Ikki já deve ter resgatado Eire, Minu e as crianças.

Seiya: Amanhã com certeza você reencontrará sua esposa Hyoga.

Seiya diz esboçando um sorriso no rosto. E Hyoga sorri de volta.

Logo os cavaleiros se instalam e trancam as portas de seus quartos e adormecem, estavam todos cansados da longa jornada da viagem, o silêncio tomava conta do templo de Poseidon, mas havia um local bem distante de lá, bem distante dos 7 pilares próximo a um monte de pedras e corais coloridos um casa velha, nessa casa existia apenas banheiro e um quarto bem simples, com um a escrivaninha, uma penteadeira cheia de batons maquiagens colares e um lindo espelho, uma mesa no outro canto com umas frutas e uma cama de madeira aonde repousava uma certa sereia de longos cabelos loiros trajada apenas com um baby-doll branco.

Ela descansava levemente quando uma mão masculina toca a maçaneta abrindo a porta, ela imediatamente desperta com a visão ainda turva pergunta.

Thetis: Quem está ai?

Quando ela finalmente consegue ver, era um alguém coberto da cabeça aos pés com uma manta negra e sua touca não permitia ver o seu rosto.

Ela se levanta rapidamente e fica de pé em posição de ataque, foi quando ele se aproximou mais da luz e removeu a touca, era um homem alto de cabelos negros longos finos e lisos e Íris dos olhos vermelhas, suas feições eram belas e tinha a pele alva, porém mantinha um rosto inexpressivo.

Thetis dá um passo para trás dizendo.

Thetis: O senhor é...Cronos?

Cronos: Sim! Achei que não havia inteligência em você para reconhecer seu novo mestre confesso que para uma criatura do mar você me surpreendeu.

Thetis: Mestre o que trás você até a minha pequena casa.

Cronos: Antes de qualquer coisa se ajoelhe para falar comigo.

Thetis: Sim senhor.

Então a jovem se ajoelha voltando seu olhar para o chão.

Cronos: Que local Horrível!

Thetis: Senhor perdoe minha simplicidade. Eu não senti seu cosmo.

Cronos: E nunca iria meu espirito não está neste mundo, esse corpo é apenas um fantoche.

Thetis: Senhor por que não usa esse corpo para matar Poseidon ele está moribundo e dormindo. O Senhor é muito poderoso.

Cronos: Sereia, não posso desperdiçar minha energia, tenho outros planos, além disso vocês humanos ou metade humanos tem uma coisa chamada intuição, é algo ao qual eu não tenho controle, como agora eu pisei na porta e você despertou.

Thetis: Entendo senhor, desculpe minha ansiedade desejo muito ver Poseidon morto.

Cronos: Mulher tola hahahhaha... Já sei seus motivos, ele não lhe dedica os mesmo sentimentos que você tem por ele e pisou em ti, como se fosse nada.

Thetis: Como sabe?

Cronos: Eu só aceito ajuda de quem eu conheço bem e você eu observo há muito tempo. Hahahha eu vi o dia em que você se declarou e ele disse que amava Athena, você foi patética Hahahaa.

Ainda olhando para o chão Thetis fecha seu semblante odiando aquela situação.

Cronos: Sereia trouxe algo que vai lhe ajudar e a mim, olhe para cá.

Ele tira de dentro de sua toga preta uma caixa de veludo e a abre exibindo um imponente anel dourado.

Thetis: Mas que anel é esse?

Crono: É o anel Nibelungo eu o recostitui e ele adquiriu essa forma diferente, toma segure.

Thetis: O que quer que eu faça?

Cronos: No momento certo eu vou dizer em quem você vai por esse anel, agora guarde ele com sua insignificante vida. E fique de pé.

Cronos se aproxima da moça e pega na ponta de seus cabelos loiros olhando nos olhos dela e dizendo:

Cronos: Você é uma criatura bem feita, bonita...

Thetis treme da cabeça aos pés com medo do olhar frio e do espirito que tomava aquele corpo.

Thetis: Obrigada.. se..senhor.

Ele se afasta dela e caminha em volta da moça a analisando e diz:

Cronos: Quando nos aposamos de um corpo temos que satisfazer a necessidade dos mesmos, ir ao banheiro, comer, respirar e é claro transar!

Tethis cora violentamente e começa a sentir um frio na barriga com medo do homem.

Cronos: Hummm que delicia posso sentir o cheiro do medo em você.

Ele passa suas mãos pelas mãos da moça e solta com delicadeza.

Cronos: Mãos suadas e geladas. Eu gosto disso.

Thetis: Se...se..Senhor eu.. não tenho medo só respeito e admiração pelo senhor.

Cronos: É mesmo, posso ver nos seus olhos o medo de ser tocada por mim. Vamos tire a roupa!

Thetis: O que?

Cronos: Vamos faça o que eu ordeno fique nua.

Thetis: Mas.. mas..

Então Cronos disfere um tapa forte no rosto da moça que cai ao chão. Seus olhos se enchem de lagrimas e devagar levanta-se novamente ficando na mesma posição que estava.

Cronos: Gostei da marca no seu rosto, vamos pare de chorar e aproveite afinal você não queria que Poseidon fizesse isso com você, a possuísse? Hahahahaa...Deve me servir e mostrar sua fidelidade não acha?

Thetis: Sim senhor faço qualquer coisa para lhe agradar.

E tremula ainda a moça começa a descer a alça de seu baby-doll.

Cronos: ESTA DEMORANDO DEMAIS!!!

Tethis: HAAAAA.....

Então com violência ele usa uma de suas mãos e puxa sua roupa rasgando de uma só vez a blusa do baby-doll da moça deixando seus seios alvos, fartos e de aureolas rosadas expostos. A jovem procura com as mãos cobrir seus seios porém tal gesto era em vão.

Cronos: Tire o short e fique só de calcinha.

A moça obedeceu ficando somente com uma calcinha pequena de renda branca fio dental.

Cronos: Tem realmente as curvas de uma sereia, uma deliciosa sereia...

Falou ele sorrindo com malicia e expessão demoníaca.

Ele se aproxima dela e puxa seu cabelo a puxando para si, e beija os lábios da moça com volúpia, ainda com medo ela retribui o beijo forte e intenso Cronos suga seus lábio inferior mordendo até que sangre a moça geme de dor fazendo o deus solta, ele segue para o seios dela e começa a sugar e mordiscar um e depois o outro deixando suas aureolas enrijecidas a moça começa a gemer e em seguida ele atira a jovem sobre a cama.

Cronos: Está vendo o que faz comigo? Estou agindo como um animal por sua causa.

Então ele retira sua capa e sua togá ficando completamente nú exibindo seu pênis ereto ele era grosso, grande e estava completamente lubrificado.

Ele a puxa para a beira da cama pelas coxas, tocando o sexo dela sobre a calcinha,  ela  esta totalmente encharcada de tesão e com a ponta dos dedos remove a calcinha para o lado introduzindo 3 dedos na vagina apertada da moça que geme de dor e prazer.

Thetis: Senhor esta me machucando. Por  favor devagar.

Cronos: Comigo não tem isso de devagar.

E começa a masturbar a jovem com forçar ela fica mais molhada ainda, gemendo de dor as lagrimas escorrem dos seus olhos o que deixa o Deus ainda mais excitado.

Ele retira os dedos de dentro da moça e a segura pelos cabelos e sussurra no seu ouvido.

Cronos: Quero que me chupe agora.

Ainda de pé ele faz com que ela se sente a beira da cama segurando os cabelos dela e usa a outra mão para passar seu membro rígido no rosto da jovem que fecha seus olhos com força, ele solta o seu membro e bate no rosto dela e grita.

Cronos: Abra seus olhos VAMOS!!

Ela abre seus olhos e vê aquele olhar malvado, o medo que ela sente o leva a beija-la novamente com muita intensidade.

Cronos: Você é uma vadia maldita e deliciosa faça o que lhe ordenei.

Ele força seu membro a entrar na boca da moça e começa a forçar  cada vez mais fundo, fazendo ela se engasgar e lacrimejar, não se importando com nada Cronos continua a forçar mais ainda sufocando a jovem com seu membro enorme, depois ele retira seu pênis da boca dela que encontrava-se completamente melado, permitindo assim que escorra toda a baba, o deus levanta a moça e a joga sobre uma mesa que estava no canto do quarto derrubando as frutas que estavam ali e pondo ela deitada de bruços.

Cronos: Não quero que olhe pra mim, empine esse rabo e abra as pernas.

Ele retira o cabelo das costas da moça e a acaricia descendo suas mãos até o quadril fazendo Thetis se arrepiar, as mãos do homem percorrem todo o seu corpo descendo lentamente ele aperta seu bumbum a fazendo gemer dando tapas fortes deixando as nádegas dela vermelha e dizendo:

Cronos: Você gosta disso né sua cadela traidora?

Thetis: Aiiiii... Sim meu senhor eu mereço cada tapa.

Cronos: Então peça mais!

Thetis: Ohh...Por favor merstre me bata mais!

Cronos se abaixa ficando de joelhos, ele abre bem as nádegas da moça e começa a cheirar seu sexo dizendo:

Cronos: A quantos anos eu não sinto o cheiro de uma buceta doce como essa.

E começa a lamber a moça chupar  fazendo Thetis gemer descontroladamente, os gritos eram cada vez mais altos e a língua de seu mestre era muito quente depois de um tempo não suportando mais ela diz:

Thetis: Hmmmm.. senhor eu quero gozar.

Cronos: Só depois que eu autorizar.

Thetis: Posso senhor por favor? Aiiiiiii eu não vou aguentar.

Cronos: Gozeee cadelaa, quero provar de seu mel.

Thetis goza na boca do Deus sagrado Cronos o ápise sexual faz com que ela mude de ideia em relação a aquela situação e se renda aos caprichos de Cronos. Que se levanta e começa a passar seu membro no sexo dela deixando-o cada vez mais molhado do liquido da moça, ate que ele enfia tudo na moça sem dó.

Thetis: HAAA SENHORRR....

E com força ele começa a fazer movimentos de vai e vem na mulher que geme o deixando ainda mais excitado, ele bate no seu bumbum pedindo para a moça rebolar, ela age como ele pede fazendo o Deus soltar urrus de prazer.

Cronos: Mulher como você é apertada...haaaa mexe mais assim.

Ele segura forte seu quadril e faz movimentos cada vez mais rápidos, o calor faz os corpos suarem o Deus repousa seu corpo sobre o dela aproximando ainda mais os corpos mordendo e sua orelha e sussurrando obscenidades deixando ela cada vez mais excitada ele a segura forte pelos cabelos sua respiração é ofegante os dois já não pensam mais a moça então sente a chegada do seu orgasmo ele tampa sua boca abafando os gritos, é então que ao sentir a moça daquele modo ele derrama todo seu liquido dentro dela, lentamente ele se afasta deixando o liquido escorrer e pigar pelo sexo da moça que esta vermelho e inchado. E ainda ofegante ela diz:

Thetis: Senhor obrigada por isso.

Cronos: Não me agradeça fiz para o meu prazer.

Thetis: Uma pergunta senhor.

Cronos: Diga, aproveite...

Thetis: Foi o senhor que ressuscitou os cavaleiros de ouro?

Cronos: Claro! Quero-os longe do tártaro e do inferno até que eu possa renascer novamente. Eles poderiam causar uma rebelião por lá. Agora chega de perguntas.

Ele veste sua túnica e sua capa e sai do casebre desaparecendo na escuridão do oceano.

Enquanto isso Tethis pensa com tom de ironia:

Thetis: Até que ele não foi de todo ruim, mais uma pra conta do Julian só de ter que passar por isso, ele também é culpado, cada vez mais eu o odeio com todas as minhas forças.

A moça se levanta e vai para o banheiro.


Notas Finais


O primeiro Hentai a gente não esquece, foi meio forte mais o que esperar de um deus tão egoísta, shiryu você é uma enciclopédia kkkkk também quem manda ter o melhor mestre de todos os tempo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...