História Caminhos entrelaçados... - Capítulo 123


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Cake, Fionna, Marshall Lee
Tags Hora De Aventura
Exibições 61
Palavras 2.632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OI GENTIIII NÃO MORRI YEEEEY (Ninguem se importa...) Então, desculpem meeeesmo a demora, eu sei que sempre falo isso, mas é que dessa vez eu, tava em semana de prova, depois teve a feira, depois otra semana de prova, depois fiquei doente, sem contar o bloqueio de criatividade e o desanimo, mas agr to de ferias yeeey e tentarei postar mais frequentemente. Espero que gostem do cap. Obrigada aqueles que favoritaram a fic e comentaram, se possivel divulguem-a
Boa leitura (aquela carinha)

Capítulo 123 - Uma noite com quem amo


Fanfic / Fanfiction Caminhos entrelaçados... - Capítulo 123 - Uma noite com quem amo

Marshall On:

 Voltei pra sala com meu celular em mãos, ainda pensando sobre Marcy ser a nova vocalista, estou ansioso e feliz, mas também com um pouco de medo, eu não sei... Marcy tem um temperamento forte e costuma muitas vezes ser grossa, se ela arranjar briga com um de nós nem quero pensar em que confusão que vai dar, mas espero que de tudo certo...

 Fui até o sofá e me sentei, o resto do pessoal tava á conversando, e Terry se pegava com Candice, hm... saudades da Fih, já faz bastante tempo que não sento ao seu lado pra conversar, que posso sentir seu abraço... ou até mesmo beijo, como será que ela ta? Olhei meu celular e só ai vejo que tem uma mensagem e pelo incrível que pareça a mensagem era da própria Fionna. Resolvi clicar pra ver o que dizia, e dizia “Marshall, to tentando te ligar, mas da ocupado, enfim, queria saber de uma coisa, aconteceu uns negócios hoje em relação a Bruna e ao Logan, ele a sequestrou e levou pra uma casa dentro de um beco, e quando conseguimos recuperar Bruna, ela me disse como era essa casa, e eu descobri que era a mesma onde Mary ficava, sabe? Sua sobrinha, mas ela não estava mais lá, então resolvi perguntar pra você se você sabe se ela não mora mais lá ou algo do tipo, fiquei curiosa agora, hehe, bjs <3”

 Hm... Ela ainda ta com problemas relacionados a esse tal de Logan? Isso é perigoso, Fionna corre perigo, mas parece que Bruna ainda mais, eu não sei mais se aquela merda daquela pessoa que nos vigiava a noite ainda corre atrás dela, eu gostaria de saber quem era, mas se tiver mais alguém atrás da Fih? Eu não gosto de saber que ela não está 100% segura, eu gostaria de estar lá, de voltar logo. Mas em relação a mensagem... é muita coincidência se for o antigo lugar onde Mary ficava, só não estou surpreso pois sei que Mary já esta com a Marcy de novo, bem, acho que devo dizer isso a ela, talvez eu devesse ligar ao invés de mandar mensagem, quero ouvir sua voz, talvez não só por saudades, é que... aff, pela voz terei certeza se ela ta bem.

 Coloquei no teclado do celular e disquei o numero de Fionna que já tinha de co em minha mente, depois de chamar um pouco ela atendeu com sua voz doce.

Fionna: -Alo?

-Oi Fih, é o Marshall

Fionna: -Sim eu notei kk, leu minha mensagem?

-Sim, vim falar disso agora

Fionna: -Então você parece ter uma resposta certo?

-Exato, bem aconteceram umas mudanças

Fionna: -Mudanças? O que houve? É algo ruim?

-Que? Não, calma kkk, relaxa, não é nada de ruim, são apenas mudanças, na verdade muito boas

Fionna: -Ah, ufa, que bom então, pode contar

-Ok, bem, recentemente o ex marido de minha irmã Marcy apareceu, sim, todos achávamos que ele estava morto, mas na verdade a história era outra, bem, a real história não importa agora, o que importa é que por eles estarem juntos de novo Marcy e ele voltaram a cuidar de Mary, como a família que eram antes, ou apenas tentar ser como, pois muita coisa mudou, e por isso Mary não esta mais naquele esconderijo do beco, é bem provável que esse tal de Logan esteja lá agora, tome cuidado

Fionna: -...Entendi, bem, fico feliz por sua irmã, de verdade, e Mary também pode mudar, certo? Ela não deve mais enganar pessoas inocentes para torturá-las mais tarde, não com tanta frequência como antes, eu espero... Ah, e outra coisa, Logan fugiu outra vez, não deu tempo do Greg pegá-lo, eu acho que ele pode estar mais perto do que imaginamos...

 Ela dizia com uma voz preocupada e um pouco trêmula.

-Olha, não se preocupe, está bem? Não deve demorar tanto pra eu voltar, eu só... bem, Marcy agora faz parte da banda também, teremos alguns shows em que ela participará, mas falta menos e...

 Fui interrompido com um leve choro de Fionna do outro lado da linha.

Fionna: -P-Porque não está aqui? E-eu quero sentir seu abraço, só mais uma vez... quase ninguém sabe como me sinto, eu tenho medo... você sempre me ajudava quando estava com medo... desde criança, seu abraço sempre ajudava, suas palavras e seu carinho, mas você está longe, como sentirei isso outra vez... eu tenho medo, de nunca mais conseguir te ver, todos sabem que corro perigo, você sabe, mas eu não sou capaz de me proteger de algo assim, você prometeu cuidar de mim pra sempre, mas como fará isso a kilometros de distância? Volta pra casa... por favor...

 Respirei fundo, ela chorava baixo no telefone, eu odiava isso, ela corre perigo sim, eu sinto tanto medo quanto ela, minha promessa, eu farei de tudo para cumprir, afinal, se eu falhar... terei que cumprir a outra promessa que fiz a mim mesmo, “se um dia eu falhar com uma promessa outra vez, me entregarei aos caçadores” afinal, se eu vivo de promessas e sou tão fraco a ponto de não cumprir nem com isso, não preciso continuar vivendo.

-Ei Fionna... pra que isso? Por que chora? Olha, já se esqueceu? Você é forte, uma menina valente de grande coração, você é especial e eu percebi isso assim que te vi caída na neve, quando ainda era uma menininha tão pequena e com uma carinha de pura inocência, naquela época eu nem sei por que, mas... senti que precisava te ter, algo me dizia que você era especial, pois você é valente, como as guerreiras dos livros de ação, que lutava contra criaturas místicas, você lembra quando lia livros assim pra você? Quando criança... você adorava, dizia que queria ser como as guerreiras, mas lá dentro... você é, eu sei que não estou ai, mas confio em você, você tem seus amigos, tem o Greg e tem a si mesma, apenas confie, dará tudo certo, Ah! Lembra do ursinho que te dei a muito tempo atrás? Você ainda o tem?

 Fionna: -Uhum...

 Concordou chorosa.

-Então, faça de conta que... que ele sou eu, pode ser? Então o abrace, eu receberei seu calor, eu te dei esse ursinho com amor, e se você o abraça com amor, logo sentirei, pois a ponte que ainda nos liga é exatamente isso, o amor, não se preocupe, ok?

Fionna: -Está bem, obrigada, de verdade, você sempre ajuda, eu te amo...

 Dizia mais calma.

-Também te amo...

Fionna: -Por favor... não demore pra voltar, promete?

-Eu farei o possível, mas... preciso desligar agora... tchau fih, durma abraçada “comigo” está noite kk

 Depois de um tempo em que Fionna disse um “tchau” desanimado, desliguei o celular. Respirei fundo e estranhei um silêncio que tinha ali, resolvi olhar. O povo que conversava agora olhava pra mim com um sorriso, Candice continha lágrimas nos olhos.

-Hm?

Terry: -Awn, viu gente, Marshall é fofo kkkk

Ryden: -Ele tem bom coração...

Candice: -Você foi tão amorzinho Marshall... com quem falava? Sua namorada?

 Sorri meio bobo, mas achando tudo aquilo engraçado.

-Quase isso... Mas espera, o que faziam prestando atenção na minha conversa?

Terry: -A gente? Que isso... hehehehe, a gente não faria isso

-Sei, num sabe prestar atenção na própria conversa fica de olho nas dos outros NE? Kkk

 Dei um leve tapa em Terry enquanto ria um pouco, todos riram, depois sai de cena.

Marshall Off:

Terry On:

(Quebra de tempo)

 Era noite, todos já se arrumavam pra dormir, eu não curtia muito a ideia de dormir no sofá e nem de deixar Candice junto deles no meu quarto, mas... fazer o que né, pera... tive uma ideia heeheh.

 Todos já foram dormir, fui então até o quarto e vi que Candy ainda estava acordada, então a chamei com a mão, ela levantou e veio ate mim.

Candice: -O que foi?

 Perguntou em tom de sussurro.

-Queria conversar com você um pouco

Candice: -Sobre o que? O que houve?

-Nada de mais, calma kk, vem cá

 Fui andando até o sofá enquanto segurava em sua mão, depois sentei no mesmo e ela sentou ao meu lado. Olhei em seus olhos

Candice: -Ah... o que queria falar...

-Ham? Ah, eu não sei na verdade... não tenho muito o que falar, que tal você puxar o papo? Hehe

Candice: -Nossa kkk, bem... sua garganta melhorou?

 Ela dizia pois não faz tanto tempo que apanhei do Roger...

-Bem,,, sim, ela está melhor

Candice: -Ufa, que bom, eu fico feliz por isso, ah, você sabe que amanhã voltarei a trabalhar ne?

-Sim...

Candice: -Pelo menos vou conseguir mais dinheiro, pra comprar uma casa, to quase conseguindo o dinheiro pra uma aqui perto

-Ah... não queria que você saísse daqui, mas tudo bem, eu entendo, pera, aquela casinha aqui perto?

Candice: -Sim

-Mas... é muito simples e...

Candice: -Eu não ligo, vou me sentir bem

-Certo, se você diz hehe

 Sorri.

-Candice eu...

 Eu na verdade não disse nada, apenas a beijei. Foi um beijo calmo e com bastante sentimento, tenho que admitir que foi bem de surpresa, ao menos pra ela, então quando terminei, nos olhamos e ela apenas disse:

Candice: -Aaaaawwwnnnt

 Sorri  fechando os olhos e mostrando os dentes.

Candice: -Brigada Terry, isso foi fofo kk

 Ri um pouco, depois parei de sorri e respirei fundo, na verdade eu queria mais que um beijo, eu tinha uma ideia, mas não sei se ela concordaria com tal coisa.

-Candy eu, bem eu queria que...

 Tentava encontrar palavras, eu estava nervoso e Candice percebeu isso.

Candy: -O que houve?

 Perguntou preocupada enquanto botava sua mão em meu ombro.

-Nha, nada de mais kk mas é que não sei como pedir por isso...

Candy: -Isso... o que?

 Olhei pra ela outra vez.

-Candice, queria que essa noite...

 Aaaah, borboletas no estomago, mas pq? Talvez por estar com um pouco de medo de que ela fique brava com meu pedido ou sei La.

-Queria que essa noite fosse diferente sabe... entende o que eu quero dizer...?

 Ficamos sem falar por um tempo, o silencio era constrangedor.

Candice: -Sim... eu acho que sim, olha, você sabe Terry, depois de tudo que passei, sabe como ainda é meio difícil que eu me acostume com toda a situação e...

-Tudo bem, eu entendo sim, desculpa

Candice: -Mas se for muito importante pra você Terry, tudo bem, na verdade eu, eu também quero isso...

-Sério?!

 Olhei pra ela mais animado e ao mesmo tempo surpreso, ela corou um pouco.

Candice: -Sim...

-Espera aqui rapidinho

 Levantei e corri até a porta onde tava todo mundo, peguei a chave do quarto e tranquei por fora.

Candice: -Que que você ta fazendo??

-Bem, como não da no quarto, vai ser na sala, mas privacidade e sempre bom ne hehe

Candice: -Kkk, você trancou eles La dentro, seu bobo

-Eu sei, mas de manhã acordo cedo e destranco

Candice: -Tem certeza?

-Claro

 Dito isso coloco a chave em cima de uma mesinha que tinha ali, depois vou até o sofá, faço Candice se deitar no sofá e fico em cima dela, eu ia começar a beijar seu pescoço, mas daí ela me para.

Candice: -E-Espera...

-O que houve?

Candice: -É que... eu tenho medo... sabe, quando o Roger fazia isso comigo, ele me machucava em todos os sentidos, era horrível, por que ele não me via como se eu fosse sua namorada, ele simplesmente não ligava, me tratava como uma coisa qualquer e... era medonho

Terry: -Candy... você sabe que eu não sou como ele não é? Ele é um idiota de ter machucado alguém tão especial como você, eu não irei te machucar...

 Candice abraçou meu pescoço como agradecimento, aquilo me fez abaixar pra um abraço, então passei meus braços por seu corpo e nos abraçamos forte, ela adquiria coragem e motivação com aquilo. Conforme fui saindo de seu abraço, ia beijando de leve seu pescoço, ela parecia gostar, ao menos não reclamava, pois-se a colocar sua atrás de minha cabeça, entre meus cabelos e levantava a sua dando mais espaço para meus lábios, depois coloquei minha mão na frente de sua blusa, era de botão, então comecei a desabotoar de leve. Quando terminei de desabotuar tudo fui descendo meus beijos, o nervosismo de Candice parecia aumentar cada vez mais, podia sentir seu coração acelerado e sua respiração forte, desci meus beijos até seu sutiã onde abria pela frente, lá mordi o abrindo, Candice respirou fundo e eu apenas sorri, em seguida comecei a lamber e morder de leve seu seio direito, ela gemia baixo em resposta.

Candy: -Aah....

 Depois de um tempo tirei minha blusa e olhei para candy, ela passava sua mão em meu peitoral

-hehe

 Sorri  com malicia, em seguida fui em direção ao seu ouvido e sussurrei:

-Posso seguir pro próximo passo...?

 Senti sua pele arrepiar, então ela me respondeu em baixo tons de gemido.

Candy: -S-Sim... por favor...

 Abaixei até seu short, o desabotoei e o tirei junto a sua roupa de baixo, fiz isso devagar a fazendo arrepiar aos poucos, ela ajudou a retirada dos tecidos com alguns movimentos, depois de tirá-los, taquei-os do lado do sofá, em seguida passei a observar seu corpo nu enquanto mordia os lábios. Candice fechava os olhos, parecia nervosa ainda.

 Tirei minha bermuda e Box, taquei-os no chão e me abaixen começando a beijar sua barriga e subir aos poucos. Quando cheguei em seu rosto, comecei um carinho na lateral do mesmo, Candy abriu seus olhos e eu sorri pra ela, em seguida, um sussurro

-Posso... começar?

 Candice assentiu com a cabeça mas ainda nervosa.

-Não precisa ficar nervosa, não vou te machucar, prometo

 Dito isso coloco meu pênis em sua intimidade, o que a faz respirar mais forte, como sei que ela tem medo que machuque por causa de seu ex babaca, fui com calma, comecei a penetrá-la lentamente, mas com cuidado, o que a fez gemer abafado.

Candy: -A-Ah...

 Fui um pouco mais fundo e ela passou a cravar suas unhas em minhas costas, ela a arranhava de nervoso. Visto o nervoso de Candy, resolvo dar-lhe um beijo para acalmá-la, como meu objetivo o beijo era calmo e relaxante, nada mais que um beijo apaixonado que a fez respirar mais leve e parar de por força nas mãos que me arranhavam, as batidas de seu coração também eram mais suaves, então quando o beijo acabou, perguntei.

-Se sente melhor?

 Candy assentiu com a cabeça e disse.

Candy: -V-Você pode por mais força se quiser...

-Acho que tive uma ideia melhor

 Sorri malicioso. Em seguida comecei a dar leves estocadas, começando com algo mais lento, mas aumentando a velocidade com um tempo, depois eu já penetrava mais rapidamente e voltava mais devagar, aquilo tirava muitos gemidos dela.

Candy: A-AAH... Aaah~

 Eram um pouco altos, mas nem tanto, fiquei com aquele movimento enquanto beijava seu pescoço.

Candy: -S-Se continuar assim eu vou...

-Entendi...

 Tirei meu membro de leve o que a fez dar mais um gemido abafado.

Candy: -E-Eu to...

-Deixa que eu limpo pra você

 Disse me abaixando aos poucos até chegar na região de sua intimidade, lá não pensei duas vezes, coloquei meus lábios ali mesmo e comecei a dar leves lambidas, ela parecia adorar aquilo já que segurava minha cabeça pedindo por mais enquanto gemia constantemente. Pude sentir ela gozar, seu orgasmo era quente ao encontro de minha língua, não posso negar, acabei-me por gozar também, pelo menos não foi dentro dela...

 Depois disso voltei a posição de antes, mas dessa vez a abracei, ela permanecia ofegante e eu também, então peguei a coberta e nos cobri, enquanto a entrelaçava com meus braços.

Candy: -Obrigada...

-Hm?

Candy: -Por manter sua promessa, você não me machucou

 Eu apenas sorri, não demorou muito até que caíssimos no sono.

Continua...


Notas Finais


Obrigada por ler. Comentem :3
Desculpem qualquer erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...