História Caminhos Entrelaçados - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Debrah, Iris, Kentin, Leigh, Li, Lysandre, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Drama, Romance
Exibições 27
Palavras 725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hei, Minhas Pantufas!! (^^)
YpisyChan145, MickeyPiscopata e MyVioletta.
Muito Obrigada pela favoritação.
<3. Mais um capítulo. Espero que gostem.♡

Capítulo 8 - (Vaca)


Depois de ou- meia hora eles dão uma pausa, para descansar. 

-Vocês tocaram bem. -elogio eles. Lysandre, deu um sorriso como resposta. Castiel, só balançou a cabeça de leve. É a Debrah, descobri o nome pela Rosa, não esboçou nenhuma reação. 

Nós entramos para dentro da casa, mas especificamente na sala. Castiel e Debrah foram a cozinha, enquanto, eu a Rosa o namorado dela e o Lysandre ficamos na sala. Rosa e Leigh se sentaram em um sofá. Lysandre em uma poltrona e eu em outro sofá. 

-Posso de chama de Jane né? -foi Lysandre quem perguntou. 

-E claro. -respondi. 

-Então, Jane, me fale um pouco de você. 

-E mesmo, eu também quero sabe mais sobre você. -Rosa, fala. Se ajeita em seu lugar e me olha. 

-É... E que vocês querem sabe? -pergunto sem jeito. Não estou agustumada às pessoas perguntarem sobre minha vida. Desde a morte dos meus pais ninguem mais pergunta como anda minha vida. Até porque eu não faço a mínima questão de responde. 

-Do que vocês tão falando? -Castiel pergunta, entrando com Debrah pendurada em seu pescoço. 

-Sobre a Jane. -Lysandre, quem responde. 

-Há. 

Anda em minha direção e se senta ao meu lado junto com sua namoradinha. Já que é o único lugar que resta. Apesar, de ainda cabe um no outro sofá em que Rosa e Leigh está sentado. Mas não vou mesmo sair daqui. 

-Continuem. 

 -Você mora com sua tia, não é ? -Rosa, pergunta. 

-Aham. 

-Onde estão seus pais? -pergunta, Lysandre. Sabia que essa pergunta ia chega. Respiro fundo. 

-Morrerão em um acidente de carro. 

-Sinto muito. -Lysandre, fala. E todos me olham com pena, menos Castiel e Debrah. Odeio esse olhar. 

-Faz muitos anos atrás, já superei. -mas na verdade eu não tinha superado.  

Ficamos em alguns minutos em silêncio. Isso me irritou um pouco. Mas deixei passa. 

-Então, vocês não vão mais ensaiar não? -pergunto, nós tirando desse silêncio. 

-Não. -Castiel, que responde. 

-Onde e o banheiro ? -pergunto. 

-Subindo as escadas no final do corredor. -Leigh, fala. 

-Obrigada! 

 Me levanto e subo as escadas indo pro final do corredor. Abro a porta e entro, trancando logo em seguida. Vou em frente a pia, olho meu rosto pelo espelho. Ligo a torneira e o molho. Tiro o excesso da água do meu rosto. Espero alguns minutos, e enfim, abro a porta. Chego perto de descer as escadas e paro quando ouço meu nome. 

-Pra que mesmo vocês convidaram ela? 

 -Não enche, Debrah. 

 -Não enche você, Rosalya. Desde a primeira vez que eu vi ela eu já não gostei. 

-Eu também não gosto de você e mesmo assim tenho que te atura. 

-Já chega né ? 

 -Não, Leigh. Essa garota tem que ver que opinião dela não vale nada. 

Sorri com isso. Desci as escadas e me sentei ao lado de Rosa. 

 -Bom... Que tal nós fazer uma brincadeira? -diz, Lysandre. 

-Que tipo de brincadeira? -pergunta, Castiel. 

-Que tal, verdade ou consequências? -Rosa pergunta, animada. 

-Isso é muito infantil. -diz a (vaca) Debrah. 

-Já falei que sua opinião não importa ? Há, já falei sim. -Rosalya fala e Debrah fica a fuzilando. 

Não aguento e começo a rir. 

-DO QUE VOCÊ DA RINDO! -grita, Debrah. 

-Da sua cara de trouxa. -vi a cara dela fica vermelha de raiva. 

-Já chega. -ela ia parti pra cima de mim, só que o Castiel a segura na mesma hora. 

-Isso já foi longe de mais. -Castiel, me olha com cara de poucos amigos. Pega Debrah pela mão e a puxa, indo em direção a saída. 

-Me desculpem! -fala, depois que eles saíram. 

-Por que? Ela mereceu. -Rosa, fala sorrindo. 

-Não se preocupe, eles só estão de cabeça quente. -diz, Lysandre. 

-Acho melhor eu ir embora. -falo. 

-Por que ? -pergunta, Leigh. 

-Fica mais um pouco. -Rosa, se levanta e pega minha mão. 

-Já ta tarde, não quero arruma problemas pra minha tia. -sorrio pra ela. 

-Ainda é 7:30. -Lysandre, olha o relógio. 

-E também eu posso te dar uma carona. -diz, Leigh. 

-Tá bom, vou ficar mais um pouco. 

-Bora assisti um filme. -Fala, Rosalya. Solta minha mão e procura algum filme na estante. 

-Filme de ação. -Leigh, fala. 

-Não mesmo vai ser de romance. -diz Rosa. 

-Que ta, os dois. -sugere, Lysandre. 

                        [...]

Os filmes acabaram lá pras 9:45.

-Tenho uma ideia pra prolonga nossa noite. -Rosa fala, animada. 


Notas Finais


Rosalya e suas ideias ^^
Tá aí. Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...